História Um novo começo. - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Amanda, Ámbar Benson, Gaston, Luna Valente, Matteo, Nina, Sharon, Simón
Tags Lutteo, Ruggarol
Visualizações 298
Palavras 2.232
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aiii o capitulo que eu prometiiii.... Gente como vocês sabem eu vou viajar então a parti de amanhã não irei postar capitulo mais eu volto dia 21 aqui com você com dois capítulos durante uma semana........
BOA LEITURA!!!!!!!!!!!!!!!1

Capítulo 30 - Conhecendo meu Pai.


Pov Matteo

Já tinha se passado dos dias que a Luna descobriu sobre seu pai mais ela nem toca mais no assunto e eu a entendo, meu pai também não é um assunto muito bom, minha advogada me disse que não vai adiantar nada meu pai entrar na justiça porque o máximo que o juiz vai fazer e tentar me obrigar a assinar esses documentos e eu não sei mais se quero ou não assinar, quando eu falei para o advogado do Mauricio que eu não queria assinar os papeis na verdade eu só falei porque queria afrontar o Mauricio e agora eu já não quero isso, ficar batendo de frente não vai adiantar nada.

Acabei de chegar da faculdade e assim que entrei em casa escutei uma falação vindo da cozinha me aproximei e vi a minha mãe a Luna conversando mais a minha mãe está muito alterada e eu nunca a vi assim quando se trata da Luna.
-Tia eu já falei eu não quero ver o Miguel e pronto não adianta a senhora tentar me convencer porque eu não vou- Luna disse se sentando na mesa.
-Luna porque que a sua mãe que e um lixo de pessoa você quis conhecer e o seu pai que pelo que eu percebi e uma boa pessoa você insiste tanto em não ver?- minha mãe perguntou e se sentou ao lado da Luna.
-Porque quando eu quis conhecer a minha mãe eu achei que ela era igual aos meus sonhos que mesmo ela tendo me abandonado eu sentia que ela poderia ter se arrependido, mais ai eu a conheci e vi que a Lili e totalmente diferente do que eu pensei e é por isso que eu não quero conhecer o Miguel, não quero que a imagem que eu tenho do meu pai mude depois que eu conhecer ele- Luna falou e se virou e me encarou.
-Mas Luna..- minha mãe ia falar alguma coisa mais eu acabei me intrometendo.
-Luna desculpa eu me intrometer assim nesse assunto, mais eu acho que você deveria ir ver seu pai- eu disse me aproximando dela.
-Até você Matteo sério? Eu achei que você era a primeira pessoa que me apoiaria em não conhecer meu pai- ela disse e se virou de novo.
-Luna olha aqui para mim- eu disse me agachando ao seu lado e ela me olhou- Sabe eu não gostei da ideia do seu pai querer te levar embora mais eu acho que você tem que ir ver ele, sabe eu queria tanto que o meu pai me procurasse porque quer me ver e não para ficar falando que eu tenho que assinar uns papeis, você tem a chance de ter um pai e se a minha mãe confia nele então ele merece um voto de confiança.- eu disse e pequei na sua mão.
-Tá bom eu vou conhecer o Miguel mais você vem comigo Matteo- ela disse e eu me levantei.
-Pode deixar eu vou sim.
-Então vou falar para o Rey passar o endereço do Miguel para você Matteo, ele está esperando a Luna lá- minha mãe disse com um sorriso no rosto.
-Mais e para a gente ir agora- Luna falou quase gritando.
-Sim Luna o Miguel vai embora amanhã para Buenos Aires e ele só tem o dia de hoje aqui e ele quer te ver agora- minha mãe falou e se levantou e saiu da cozinha.
-Na hora que você quiser ir e só me falar- eu disse segurando em seu ombro.
-Na verdade eu nem quero ir, mais já que sei que se eu não for você e a minha tia vai ficar me amolando mesmo então vamos de uma vez- ela disse e se levantou e se virou para mim.
-Olha não quero que você vá lá só porque eu pedi se você não quer ir então não vá- eu disse.
-Eu vou Matteo e vamos agora- ela falou e saiu da cozinha.

Pequei a chave do carro e pequei o endereço com o Rey e fomos para esse hotel, o lugar não ficava muito longe de casa então em 10 minutos eu cheguei nesse hotel, estacionei o carro e me virei para a Luna, ela estava nervosa e apertava suas mãos em suas pernas, pequei uma das suas mão e ela estava suando e tremendo.
-Luna vai dá tudo certo eu estou aqui para o que você precisar não vou te deixar.- eu disse e ela assentiu.

Descemos do carro e entramos no hotel a recepcionista disse que o Miguel já estava nos esperando e subimos para a cobertura, assim que saímos do elevador nos deparamos com quatro seguranças em frente a suíte do Miguel, entramos no apartamento e ele e imenso.
-Oi você deve ser a Luna- uma moça alta e com uns dreques no cabelo se aproximou e comprimento a Luna.
-Sou sim e você é?- Luna perguntou.
-Me chamo Fernanda sou sobrinha do Miguel- ela disse e sorriu.
-A sim então somos primas- Luna falou e deu um meio sorriso- E o Miguel ele está aqui?
-Está sim, ele já vem, você quer alguma coisa para beber?
-Não obrigada.
-E você não vai apresentar o rapaz bonito ai não- Fernanda falou e a Luna a encarou.
-Tinha me esquecido, esse aqui e o Matteo meu namorado- ela falou.
-Prazer Matteo- ela disse e estendeu sua mão e eu a cumprimentei.
-Fernanda- uma voz masculina gritou pela garota.
-Eu já vou- ela gritou de volta- Eu vou lá ver o que ele quer eu já volto.

Fernanda saiu e eu e a Luna continuamos ali parados e admirando o belo apartamento não demorou muito e a Fernanda voltou mais ela não estava sozinha, junto com ela veio um senhor não muito velho, ele está sentado em uma cadeira de roda e sim ele e o pai da Luna os olhos são idênticos.
-Oi Luna- ele disse e a Luna se virou e o encarou.
-Oi- ela respondeu nervosa.
-Você continua a mesma Luna linda de sempre- ele disse e andou um pouco com a cadeira.
-Obrigada- Luna respondeu e segurou na minha mão dava para ver o quanto ela estava apavorada com esse encontro.
-Sentisse a gente tem muito o que conversa- ele falou e eu e a Luna nos sentamos- Luna eu não vou ficar aqui enrolando então e o seguinte a Sharon deve ter te contado da minha história e como eu vim parar nessa cadeira de roda.
-E ela me contou- Luna disse seca.
-Luna eu queria tanto voltar no tempo e ter a chance de não ter abandonado a sua mãe quando ela estava gravida eu fui um covarde e eu me arrependo disso.
-Acho que isso não teria adiantado em nada na minha vida, a Lili e uma pessoa fria sem sentimentos e bom ela não fazer parte da minha vida- Luna falou respirando forte.
-Você não gosta dela ne?- Miguel perguntou e a Luna disse não com a cabeça- E de mim Luna, você gosta de mim?
-Eu não sei o que sinto por você Miguel- ela respondeu.
-Você pode me chamar de pai se você quiser.
-E melhor não, eu ainda estou me acostumando em ter um pai, até esses dias eu achei que você estava morto.
-Tudo bem eu espero até você ter a segurança para me chamar de pai, eu esperei a minha vida toda e não vai ser agora que eu vou desistir... Luna você tem alguma pergunta para mim?
-Na verdade sim, eu quero saber porque que você só me procurou agora?
-Eu estava com medo Luna eu tinha medo de perde você de vez, tinha medo de te assustar e de não ser o pai que você tanto sonhou, mesmo que agora eu seja um homem importante Luna o meu passado anda comigo e eu tive medo dele te afastar de mim.- ele disse e se aproximou mais.
-É, medo não e uma coisa que eu tenha, e porque você perdeu o medo só hoje?
-Eu não perdi o medo eu só ganhei um aliada que e a Sharon e ela disse que ia me ajudar com você.
-Minha tia e mesmo uma pessoa muito boa, mais o que realmente você quer comigo?- Luna perguntou e um frio percorreu pela minha espinha, eu estou com medo da resposta do Miguel.
-Eu quero que você venha morar comigo em Buenos Aires e assim eu, você e a Fe podemos ser uma família.- ele disse e deu um sorriso, meu corpo se arrepiou por inteiro e o medo percorria pelas minhas veias.
-Tio você está sorrindo? Ele nunca sorri- Fernanda falou.
-A minha tia sabe disso?- Luna perguntou.
-Não ela não sabe, mais Luna você não precisa mais dela e nem de ninguém daquela casa, você agora tem a mim e eu tenho muito mais dinheiro do que a Sharon e eu posso pagar a sua faculdade, sei que você gosta de Buenos Aires e como disse agora você vai poder ter a família que você tanto sonhou.- Miguel falou ainda com o sorriso no rosto, me virei para a Luna e ela está branca.
-Quem disse que eu não preciso da minha tia Sharon e das pessoas que mora na minha casa, Miguel aquelas pessoas são a minha família e eu os amo como nunca amarei ninguém, quando eu tinha 12 anos eu sonhava que meu pai e a minha mãe iam me buscar naquele orfanato e quando me disseram que eu tinha um parente que queria cuidar de mim eu achei que poderia ser um de vocês dois, mais ai eu vi quem apareceu no orfanato foi a minha tia Sharon e nesse momento eu a amei como se ela fosse a minha mãe, então não vem me disser que eu não tenho família porque eu tenho sim e não preciso de você e muito menos do seu dinheiro- Luna falou e se levantou e eu fiz o mesmo, o sorriso que tinha no rosto do Miguel se desfez.
-Luna eu achei que você me queria na sua vida do mesmo modo que eu a quero na minha- ele disse.
-Eu queria sim mais quando eu fiz 12 anos eu perdi essa vontade e hoje em dia eu estou bem sem um pai.- Luna falou e se virou para mim- Matteo vamos embora daqui- ela disse e eu assenti.
-Espera- Miguel gritou e a gente se virou- Você não tem opção Luna, você vai embora comigo.
-A mais não vou não, eu já tenho 20 anos já sou maior de idade e eu não vou embora com você para lugar nenhum e nem adianta me ameaçar com alguma coisa porque eu não vou me sede, a vida e minha e eu decido o que fazer com ela.
-E por causa desse garoto ai não é Luna? Sabe em Buenos Aires tem vários rapazes e você pode ficar com eles eu não ligo.
-Você está brincando com a minha cara não é- Luna falou e soltou uma risada forçada.- Eu amo o Matteo e não vou lagar ele por nada nesse mundo e pode pegar esses garotos de Buenos Aires para você- Luna se virou e abriu a porta.
-Luna amar, você não sabe ainda o que é amar uma pessoa, e você vai perceber isso no momento em que esse garoto te deixar porque nos homens somos assim, nos enjoamos das mulheres, mais amor de pai e filha isso ai nos dois podemos ter.
-Eu sei muito bem o que é amar alguém e eu amo o Matteo e esse amor de pai e filha nos dois nunca vamos ter sabe porquê? Porque você me abandonou duas vezes, a primeira quando eu estava na barriga da Lili e a segunda foi quando você acordou do coma e preferiu dar a minha guarda para a minha tia, então não vem falar que você sabe o que é amar porque você não sabe- Luna disse e apertou a minha mão.
-Sabe senhor Miguel eu fiquei quieto até agora mais eu resolvi falar, porque o senhor disse uma mentir ai- eu disse e a Luna me encarou.
-E qual foi a mentira- Miguel perguntou seco.
-Que a gente homens nos enjoamos da mulher isso acontece quando não amamos elas de verdade e eu não vou deixar a Luna sabe porquê? Porque eu a amo mais que minha vida, então não fala as coisas que senhor não sabe.

Eu acabei de falar e entramos no elevador e assim que as portas se fecharam a Luna desabou, e eu a abracei e me arrependi de ter convencido ela de vim aqui, saímos do prédio e entramos no meu carro.
-Matteo- ela disse ainda chorando.
-O que foi Luna?- eu perguntei preocupado.
-Eu te amo e obrigado por estar aqui- ela disse e deu um sorriso.
-Eu te amo muito mais Luna e nunca se esqueça disso e eu sempre vou estar aqui Luna- eu disse e a puxei para um beijo quente e demorado.

Acabamos de nos beijar e eu sai daquele lugar e estou sentindo uma raiva do pai e da mãe da Luna, eles só sabem fazer ela chorar, chegamos em casa e eu contei o que tinha acontecido para a minha mãe e ela ficou possessa, do mesmo modo que eu tenho medo de perde a Luna a minha mãe também tem.


Notas Finais


Que dó da Luna esses pais dela meu Deus........
E ai o que vocês acharam???????? Comentem ai..
Gente até semana que vem e eu peço que não me abandone porque eu volto a postar capítulos dia 21 e vai ter dois capítulos por dia durante uma semana......
OBG e BJS e espero que vocês gostem......


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...