História Um novo começo — SasuSaku - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Sarada, Sasusaku, Sasusakusara
Visualizações 215
Palavras 1.706
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Primeiramente mil desculpas pela demora mas tive motivos: problemas pessoais , tpmuitos trabalhos escolares e um puta bloqueio!
Bom como eu disse no cap anterior , se passou um e o próximo será a mesma coisa para os gêmeos chegarem a história mais rápido!!

Bom é isso…
Boa Leitura!

Capítulo 11 - Berçário


Fanfic / Fanfiction Um novo começo — SasuSaku - Capítulo 11 - Berçário

# Escrita por ~Cherry_24

# Um Novo Começo/Capítulo Onze.


         *Berçários*


 Um mês se passara desde a noite na boate, não descobrimos que Ino beijou mas ela mesma diz que ele se parece muito com Sai , mas isso não importa agora e sim minha gravidez.


 Em alguns dias vou fazer seis meses e confesso que estou anciosa para a chegada dos meus bebês, pelo que Tsumade-sama me disse quando eu fizer meus nove meses não terá previsão pra o nascimento deles,ou seja, eles podem vir ao mundo a qualquer momento.


 Minha barriga já está bem maior que minha primeira gravidez e isso me assusta um pouco já que meus bebês andam bem agitadinhos ultimamente. Me lembro de que na noite passada Sasuke acordara assustado com minha barriga se movimentando como se fizessem ondas e Sasuke como sempre deu uma de preocupado e praticamente me arrastou da cama e me levou ao hospital. Sasuke relaxou ao saber que eram apenas chutes que qualquer bebê agitado faria mas ele me pediu para tomar cuidado para não me machucar


 Bem, posso dizer que fico muito agradecida pelos enjôos pararem já que eles deveriam parado entre o quarto e o terceiro mês. Ainda sinto tontura e náuseas. Sasuke me proibiu de fazer qualquer coisa que deixe meu corpo cansado, além de me obrigar a ficar todos os dias de cama como se eu estivesse doente.


 Sasuke passou a trabalhar em casa para passar o dia comigo,as vezes a empresa e os negócios acabam por deixa-lo muito estressado.


 Hoje decidi que irei convence-lo a me deixar trabalhar com Tenten já que a mesma deixou uma vaga guardada especialmente para mim, já mencionei que sua pequena lojinha está rendendo bastante? Acho que não!


 Neste exato momento Sasuke e eu estamos dentro da banheira brincando com as bolhas que praticamente já vazavam pela banheira , o moreno como desastrado que é despejou o vidro de sais de espuma todo dentro da banheira no que resultou em espumas infinitas.


 — Sasu-kun não morde - grunhi quando Sasuke mordeu com força meu ombro.


 — Gata eu sei que você gosta - sorriu me puxando para deitar com as costas em seu peito nu e molhado.


 — Gosto sim… - ele sorriu beijando meu pescoço - mas suas mordidas são muito dolorosas.


 — Hummmm pensei que gostasse de dor - falou enterrando seu nariz nos meus cabelos.


 — Não gosto seu bobo - ri da sua careta.


 — Ah gata , você é muito sensível - o olhei confusa - você sente dor com qualquer coisa.


 — Não si… AI MEU DEUS - gritei me levantando rapidamente fazendo-o dar um pulo olhando para mim assustado.


 — Oque foi? - perguntou me olhando de cima a baixo.


 — Sasuke somos os piores pais do mundo - choraminguei.


 — Hum? - murmurou confuso.


 — Sasuke nossos filhos vão vir ao mundo em menos de quatro meses e nem ao menos compramos as coisas necessárias para um berçário para eles. - falei me enrolando a toalha vendo-o fazer o mesmo.


 — Sakura pra que se preocupar com isso agora? Faltam quatro meses para eles nascerem… espera na verdade três meses já que você fará seis meses daqui dois dias. - murmurou me puxando para o quarto.


 — Sasuke por isso mesmo que já deveriam deveríamos ter começado a planejar o quarto dos nossos bebezinhos poxa - fiz um bico fazendo-o sorrir.


 — Tudo bem - sorri o abraçando - podemos começar as compras amanhã se quiser.


 — Claro , será amanhã mesmo - ri vestindo uma calcinha confortável e procurando uma camisola.


 — Hm. - murmurou se jogando na cama usando somentma bermuda deixando seu abdômen totalmente nu.


 Vesti a camisola e corri de volta para o banheiro onde fiz minhas necessidades e escovei meus dentes. Ao terminar sai do banheiro me jogando na cama ao lado do moreno que fitava o teto perdido em pensamentos. Puxei o fino lençol cobrindo nossos corpo e fiquei acariciando minha barriga ganhando como respostas chutes fracos em meu ventre.


 Não vejo a hora de tê-los em meus braços mas as horas que passam lentamente deixam-me irritada , já que peço para que todo os dias passem tão rápido. 


 — Meus amores vocês estão demorando demais - sussurrei olhando para minha barriga. — Quanto mais eu quero que o tempo passe rápido, mas devagar ele vai. Se vocês soubessem o quão tamanho é minha felicidade só de pensar que em alguns meses poderei ver seus rostinhos meu coração bate cada vez maus forte (risos) - ri ao sentir um chute mostrando que meus pequenos entendiam oque eu falava.


 — Posso falar com eles? - assustei-me ao ouvir a voz de Sasuke em meus ouvido e o olhei. 


 — Sim - murmurei vendo-o se abaixar com a cabeça em minha barriga.


 — Hey crianças,aqui é o papai - ele falou contra minha barriga olhando-me profundamente fazendo minhas bochechas esquentarem - queria tanto poder senti-los em meus braços enquanto soltam resmungos manhosos mas sei que só poderei fazer isso daqui alguns meses e é realmente uma tortura ter que esperar malditos quatro meses para ver a perfeição que a mamãe de vocês pariu - ele riu - desejo muito que vocês nasçam com um pedacinho de mim e da mamãe aqui , seria uma mistura perfeita de nós mas é claro que Sarada será uma linda garota que serei obrigado a proteger de molekes que quebram corações de meninas inocentes já Saito o ensinerei a pegar as gatinhas da escola facilmente !e você terá fama de pegador na escola assim como seu papai foi - ri limpando uma lagrima solitária que dessera rolando por meu rosto. - bom acho que já falei demais, não? - e resposta um chute - isso! Já é hora de dormir então boa noite meus filhos - ele beijou minha barriga - amo vocês dois, vocês três aliás!


 Sorriu se levantando deitando em meu lado puxando-me para deitar em seu peito. Fiquei acariciando minha barriga até minha cabeça ficar totalmente perdida em pensamentos aleatórios.


 Sai de meus devaneios ao sentir uma mão deslizar por meu rosto fazendo-me estremecer. Olhei para o lado encontrando duas orbes negras me encarando tão profundamente deixando-me com uma pontada de excitação abaixo do ventre.


 — Sasuke - sussurrei seu nome antes de sentir sua boca cobrir a minha em um breve selinho porém demorado.


 — Shh, vamos dormir agora… - falou se acomodando ao meu lado puxando-me para seu peito. - amanhã temos compras a fazer.


 Não retruquei , apenas me aconhcheguei mais em seu corpo murmurando um " Boa Noite " baixinho recebendo um "hm" em resposta.


                  •

 Sasuke


 Sasuke oque acha desses pijamas - perguntou Sakura estendendo a mim dois pijamas um com a cor rosa com flores estampados e um com a cor azul com ursinhos estampados. 


 — Sakura, eu não sou bom com essa coisa de escolher roupas - falei bufando em seguida.


 — Sasuke são nossos filhos e quero sua opinião! - exclamepu batendo o pé lançando-me um olhar mortal.


 — Mas de que vai adiantar, pra mim esses pijamas são todos iguais - retruquei.


 — Não , não são Sasuke - Que Tédio!


 — Claro que são, só muda a cor e o desenho estampado - revirei os olhos.


 Assim que acordamos de manhã nos arrumamos e fomos primeiro a uma mmobiliária bem perto de casa -cerca de quatro quarteirões- onde compramos dois berços um rosa e o outro verde, compramos também duas escrivanhias bejes de quatro gavetas e sem contar que Sakura insistiu em compras ursinhos de pelúcias de cada espécie de animal que você imagine. Logo após a mobiliária viemos a uma loja especialmente para crianças onde Sakura já comprou roupinhas para nosso bebês , Sakura comprou mais vestidos e roupas para o calor do que roupas quentinhas.


 Sakura comprou fraldas e pomadas de assaduras que é bastante inportante para um recém-nascido, quando ela pedia minha opinião eu simplesmente falava que estava tudo igual aliás, não sei escolher roupas para bebês.


 "Sou um inútil" - pensei batendo a mão na testa.


 —AHHHHHHHHHHHHHHHHH - escutei Sakura gritar e rapidamente olhei para frente onde a mesma já não estava mais lá.


 Oh Jesus


 — SAKURA - gritei ao vê-lá sentada no chão de cosfasara mim.


 — Sasuke - ela me olhou com os olhos lacrimejando fazendo meu peito doer com aquele olhar - são tão bontininhos!


 Sakura exclamou mostrando um par de All Star tão pequenininho que cabia perfeitamente em minha mão. Eu acho.


 — Sakura, são fofos sim mas… - ela me olhou - porque gritou assim?


 — Sasuke é muito caro e… - a iterrompj


 — Vamos comprar! - ela me olhou sorrindo.


 — Sério?


 — Sim - respondi fazendo Sakura pular em meus braços gritando "obrigada".


 "Todo esse escândalo por conta de um tênis?" - pensei comigo soltando um suspiro a abraçando.


 — Sakura oque mais você quer comprar? - perguntei quando ela se afastou secando as lágrimas que escorriam pelos cantos dos olhos.


 — Bom acho que compramos coisas demais não? - perguntou rindo 


 — Hm - murmurei me levantando vendo a rosada fazer o mesmo


         


 Os dias foram se passando e Sakura fez emfim seus seis meses, sua barriga estava enorme comparado a sua última gravidez. A construção do quatro dos nosso bebezinhos ia indo bem , praticamente já estava terminando. O quarto ficou dividida em duas cores diferentes na parte de Sarada ,Sakura mandou fazer a pintura de uma coloração branca com detalhes rosas no teto, o berçário rosa que seria de Sarada ficou no canto da parede onde fora pregado um chocalho que tocava canções ne ninar enquanto rodava. Sakura colocou a escrivanhia ao lado do berço e na parede que ficou vazia Sakira fez questão de colar figurinhas de Árvores de Cerejeiras por toda a parede. A última parte do quarto que no caso seria de Saito, ainda estava inacabada somente havia a tintura , Sakura decidiu esperar até o nascimento para emfim decorar a última parte que faltava.


 Passamos exatamente duas horas no consultorio e descobrimos que aquele pequeno ser que vivia encolhido , emfim se manifestou , é um menino.


 Para minha felicidade terei um garotão e uma garotinha…


  Continua



Notas Finais


Comentários?
Até o próximo!!
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...