História Um novo e puro amor - Jeon Jungkook - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Rap Monster
Tags Amor, Bangtan Boys, Bts, Busan, Coréia Do Sul, Jeon Jungkook, Kim Namjoon, Park Jimin
Exibições 202
Palavras 1.142
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo no mesmo dia por motivos de:
Eu tô adorando escrever ela, pois me distrai dos problemas e, o capítulo anterior foi muito curto.
=)

Capítulo 13 - Capítulo 13 - Amizades desfeitas


“Eu não sei exatamente como isso aconteceu, eu baixei minha guarda

Acho que eu deveria ter visto isso chegando

E me pegou de surpresa

Você entrou no meu mundo louco feito um frescor limpo e gratificante

Eu estou viciada em você, viciada pelo seu amor, como uma droga poderosa

Da qual eu não tenho o suficiente, perdida em seus olhos

Eu não poderia viver sem você agora, eu sei que ficaria louca

Eu não iria durar uma noite sozinha”

(...)

Alguns dias se passaram. Jungkook e eu estávamos nos “escondendo” de Namjoon. Eu tenho o melhor companheiro do mundo, pois ele entendeu perfeitamente que magoaria Kim caso nós nos expuséssemos agora. Jimin nos contou a conversa que Namjoon teve com ele; apesar de toda sua frustração em saber que alguém tentaria “de tudo” para me conquistar, Jungkook optou por manter nosso relacionamento em segredo.

(...)

- (S/N)! – Vovó gritou meu nome. Eu e Jungkook descemos as escadas correndo e percebemos que ela tinha caído.

- Meu Deus, vovó!

Jungkook me ajudou a levantá-la, mas ela gritava de dor.

(...)

- Senhorita (S/N), a sua avó quebrou o fêmur. Nós precisamos da sua assinatura para a autorização da cirurgia. – O doutor falava enquanto me entregava um papel e uma caneta.

- T-tudo bem. – Depois de ler tudo, assinei.

(...)

Esperei na sala de espera com a cabeça encostada no ombro de Jungkook até que meu avô chegou; ele pedia que eu fosse para casa, mas eu não sairia de lá até saber o resultado da operação.

(...)

- Com licença... – O médico entrara depois de algumas horas na sala de espera. – Não se preocupem, a cirurgia foi um sucesso. Ela só terá que ficar de repouso no hospital algumas semanas. – Ele falou se dirigindo a mim, Jungkook e meu avô.

- Graças a Deus. – Abracei Jungkook.

Agora eu poderia ir tranquilamente para casa.

(...)

Pedi que Jungkook dormisse comigo, já que meu avô ficaria a noite toda junto de minha avó. Eu realmente não queria ficar sozinha.

Quando chegamos em casa, tudo que queria era um banho e comida.

(...)

Entramos no banheiro juntos, ficamos dentro do box e ele me encarava; Jungkook ligou o chuveiro e então nos abraçamos para que a água pudesse cair em nós dois ao mesmo tempo. Me soltei e virei minhas costas, ele afastou meu cabelo para frente e começou a ensaboar-me passando para a frente de meu corpo até chegar em meu sexo onde ele ensaboou também sem segundas intenções, pois ele sabia que aquela noite eu estava muito tensa com toda a situação de minha avó para pensar em algo mais. Quando ele acabou eu dei um sorriso o agradecendo e então fiz o mesmo. Passei o sabonete por todo seu corpo.

(...)

Vesti uma roupa confortável para dormir e em seguida fui arrumar uma mala de roupas para que pudesse levar a meu avô na manhã seguinte. Enquanto eu fazia isso, Jungkook preparou um lanche para nós e trouxe para o quarto. O beijei em agradecimento por sua gigantesca gentileza e respeito.

(...)

Deitamos exaustos na cama.

- Obrigada. – Falei e ele beijou minha testa, foi assim que pela segunda vez eu dormi no aconchego de seus braços.

(...)

No dia seguinte, nós fomos ao hospital muito cedo.

- Jungkook, você deve ir para a aula.

- (S/N), não se preocupe, eu já disse.

Desisti de manda-lo ir para a aula pois seria inútil. Nós ficamos no hospital o dia inteiro, junto de minha avó enquanto meu avô teve que ir para o restaurante. Ao final da tarde, Jimin e Namjoon vieram.

- Jungkook, o que você tá fazendo aqui? – Namjoon olhou surpreso para mim e Jungkook juntos na sala de espera.

- A mesma coisa que você, eu presumo.

- (S/N), o seu avô nos avisou. Como você está? – Jimin cortara os dois e se dirigiu a mim para me abraçar.

- Agora eu estou melhor, Jimin. Ela está bem. Obrigada por virem.

- Imagina (S/N). – Namjoon também se aproximava para me abraçar.

(...)

POVS NAMJOON ON

Quando eu e Jimin retornamos da visita à avó de (S/N), Jungkook ainda ficou lá. Para que? Por que eu e Jimin também não ficamos? Também somos grandes amigos de (S/N).

- Jimin, amanhã depois da escola nós viremos de novo. – Falei enquanto estávamos indo embora.

- Tudo bem, Namjoon.

(...)

No dia seguinte foi um dia comum de provas na escola, a diferença é que (S/N) e Jungkook saíram logo após terminarem seus testes. Os dois saíram cedo pois segundo Jimin, iam para o hospital. Até parece que Jungkook também é um neto e está muito preocupado.

(...)

- E aí Jimin, vamos?

- Vamos!

Nos dirigimos em direção ao hospital após o término das aulas e mais uma vez, Jungkook estava lá envolvendo (S/N) em seus braços. Nós nos cumprimentamos e ficamos conversando.

Quando (S/N) retornou do quarto em que sua avó estava pediu que eu e Jimin entrássemos, pois sua avó queria nos ver.

Nós nos dirigimos ao quarto e ela ficou muito feliz de saber que os amigos de sua neta se preocupavam de verdade com ela.

- Muito obrigada rapazes... Está pobre senhora aqui já está ficando velha e desastrada. – Ela riu.

- Imagine! Não fale assim, a senhora ainda viverá por no mínimo cem anos. – Jimin falou e nós rimos.

- Vocês são pessoas de coração bom, meus queridos. – Ela continuou. – Jungkook também é um excelente namorado para minha neta.

Jimin que estava rindo com seus olhinhos apertados fechou a cara e me olhou.

- Namorados? – Perguntei atônito.

- É... Namorados? – Park perguntou fingindo não saber de nada.

- Vocês não sabiam? – A senhorinha continuou. – Acho que os pombinhos queriam manter segredo. – Ela riu serenamente.

Eu sorri de uma maneira falsa. Nós continuamos no quarto por mais alguns minutos.

(...)

- Namjoon, espera. – Jimin berrou por mim enquanto saía do hospital às pressas sem nem olhar para a sala de espera. Jungkook e (S/N) o seguiram. - Namjoon, espera cara.

Eu me virei quando já estávamos na calçada do hospital e todos os três estavam me olhando.

- Vocês são as piores pessoas que eu já conheci.

- NAMJOON! ESPERA POR FAVOR... – (S/N) gritou.

- Eu vou falar alto e claro e prestem bastante atenção. – Virei meu rosto com deboche estampado nele. – Me esqueçam todos vocês!

Saí para que ficasse o mais longe possível daquela situação. Como eles foram capazes de fazer isso comigo? Agora tudo faz sentido.

Como Jimin pôde? Eu abri meus sentimentos para ele e ele acaba me traindo desta forma. Não sou capaz de descrever o tamanho do ódio que sinto em minhas veias. Jungkook e (S/N) se merecem! São dois sonsos e mentirosos. Aposto que debochavam em minhas costas enquanto eu tentava novamente trazê-la para perto de mim. Como fui um idiota!

POVS NAMJOON OFF


Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado. =)
Beijos ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...