História Um novo e puro amor - Jeon Jungkook - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Rap Monster
Tags Amor, Bangtan Boys, Bts, Busan, Coréia Do Sul, Jeon Jungkook, Kim Namjoon, Park Jimin
Exibições 211
Palavras 732
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo curtinho, desculpa galera!!! :|

Capítulo 15 - Capítulo 15 - Despedidas


- (S/N)... – Namjoon me abraçou. Nós rimos um para o outro. Ele se dirigiu à Jungkook e também o abraçou. – Eu estou feliz por você, pirralho.

Tudo aquilo era muito bem para ser verdade, nem parecia que eu estava lidando com o terrível fato de ter que voltar ao Brasil em 3 dias, mas agora eu só quero pensar nos meus amigos que estão juntos novamente. Isso me fez um bem imenso.

 

POVS JUNGKOOK ON

Eu estava deprimido desde o dia que soube sobre (S/N) ter de voltar ao Brasil tão de repente. Eu nunca tinha pensado a respeito disso: sobre ela continuar a morar na Coreia após a formatura ou voltar para sua terra natal, pois parecia tão natural ela estar aqui comigo, como se nós soubéssemos que estaríamos juntos mesmo após o término do colegial. Porém, isso tomou um rumo distinto e agora eu estou remoendo o fato dela estar voltando.

(...)

- Jungkook, posso entrar? – Meu pai bateu na porta e entrou. Assenti com a cabeça e me sentei na cama. – Ansioso para a faculdade? – Eu sorri de canto e balancei a cabeça novamente dando uma resposta positiva. Meu pai me olhou sério. – Meu filho... O que está acontecendo?

Nós conversamos por bastante tempo e pude lhe explicar sobre o motivo de meu sofrimento. Meu pai me abraçou.

 (...)

Argh!!!

Eu estou me sentindo uma pessoa completamente incapaz de fazer algo, não consigo enxergar uma saída, um meio, um caminho que me mostre como (S/N) pode continuar aqui. Ela me confortava dizendo que assim que chegasse ao Brasil resolveria o que tem de resolver por lá e voltaria o mais rápido possível, mas isso não era o bastante. Eu simplesmente não quero tê-la longe de mim por nenhum momento, ainda mais, se essa distância for de um continente para outro.

“Eu quero passar minha última noite com você.” – Ela me enviara uma mensagem.

Fui para sua casa ainda sem uma saída desse pesadelo.

(...)

- Case comigo. – Falei impulsivamente quando estávamos deitados em sua cama.

Ela mantinha sua cabeça em meu peito e sua perna em cima de meu corpo, mas quando me ouviu falar isso olhou-me rapidamente e abriu um sorriso.

- Nós podemos nos casar amanhã cedo e você será minha esposa. – Pausei. – Você não terá motivos para ir ao Brasil.

- Jungkook... – Ela se sentou. – Meu Jungkook... – Passou seus dedos em meu cabelo. – Nós vamos nos ver em menos de um mês, eu prometo. Irei embora amanhã pensando no momento em que eu retornarei.

(...)

Embora o sol estivesse bastante forte, o dia para mim era cinzento e triste.

Eu, Jimin, Namjoon acompanhamos (S/N) com seus avós até o aeroporto.

O voo no qual ela embarcaria não iria atrasar. Como eu odiei isso.

Depois que ela fez seu check-in, veio para se despedir de todos nós.

Só de vê-la se despedindo de seus avós já me apertava ainda mais o coração. Eu me recusava a ter de me despedir, mas eu tinha que acreditar em suas palavras que foram uma promessa, acreditar que ela voltaria para mim, acreditar que aquilo seria passageiro.

- Namjoon... cuide bem desse cabeça oca. – Ela falou enquanto apontava Jimin através do olhar. Eles riram e Kim a abraçou.

- Park Jimin... mal posso esperar para voltar e te trazer brigadeiro, como prometi. – Jimin a abraçou quase chorando. – Hey, eu volto logo seu bobo.

Finalmente chegara minha vez.

- Você não terá tempo de sentir minha falta. – Ela cochichou em meu ouvido enquanto estávamos abraçados.

- Por favor não vá. – Nós agora nos encarávamos. – Você me mostrou o significado da palavra amor, por favor... – Lhe supliquei em vão.

- Você também me mostrou, Jungkook e eu sou eternamente grata por isso. Por favor, não deixe as coisas mais difíceis do que já são. – Encostamos nossas testas e ficamos naquele momento por segundos até eu beijá-la com um selinho demorado. As lágrimas agora se mostravam em seu rosto, as quais eu limpei. Ela se esforçou para sorrir, e então eu a abracei mais uma vez.

- Eu te amo. – Cochichei em seu ouvido.

- Eu te amo.

- Querida, está na hora. – Sua avó falava com receio de acabar com nosso momento.

(S/N) pegou sua bolsa que Jimin segurava e foi em direção ao portão de embarque. Ela nos deu um último olhar antes de embarcar. E assim, ela partiu.

POVS JUNGKOOK OFF


Notas Finais


Gente, espero que tenham gostado!
Beijos ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...