História Um novo emprego na Coreia; Uma nova vida... - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hetero, Romance
Exibições 113
Palavras 747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fluffy, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpe pela demora, é que eu fiquei sem criatividade. Como sempre...
Não me responsabilizo por choque ou surpresa ao ponto de surtar.
Essa capítulo, em minha opinião, foi o melhor que fiz até agora...
Espero que gostem...
Boa leitura...

Capítulo 17 - Puppy?


Como assim ela tinha desaparecido? COMO ASSIM?

- Como assim, Hyung? – Perguntei, assustado.

- E-Eu não sei, ela simplesmente não está aqui! Se ela não está aqui, onde ela está? – Fez a pergunta, que praticamente todos nós queríamos saber. E parece que teríamos que procurar muito a resposta!

- Por onde deveríamos começar? – Perguntou Jimin Hyung.

- Acho que deveríamos voltar para casa e procurar amanhã, já que está muito tarde. – Falou, Hoseok Hyung.

- Hoseok Hyung tem razão, gente. – Falou, JungKook.

- Então tá... – Namjoon Hyung, se virou para se despedir para a amiga da Ally. – Thank you, bye!

Assim voltamos para casa, para dormir para amanhã procuramos ela.

~ P.O.V Kim TaeHyung Off:

Eu estava congelando, sentia que o calor de meu corpo ia embora lentamente, como uma tortura, está tão frio...

Tão frio...

Será que não vem alguém?

Oppas não perceberam que estou aqui?

- Alguém...

- Me...

- Tire...

- Daqui...

Falei, pausadamente. Ninguém viria me tirar?

~P.O.V Kwon JiYoong On:

Continuei a pensar... Eu a conhecia de algum lugar... Só não lembro onde... Allysson... Já ouvi esse nome.

Parei meus pensamentos ao ver que meu celular tocava, ao ver a ligação e vejo que era minha mãe, uma mãe adotiva, já que era adotado.

- Ah, oi mãe!

- Está tudo bem, filho?

- Ah, sim. Está tudo ótimo e a senhora como está indo seu tratamento?

- Está indo bem... Sua irmã está na Coreia... – Ela tossiu.

- Ah, sério? Puppy está aqui? E a senhora nem me diz?

Ela dá uma risada.

- Calma, meu filho. Ela estava com seu tio... E está trabalhando, ela não tem mais 6 anos...

Seis anos seria a idade que ela tinha quando fiquei na Coreia e nunca mais a vi.

- Mas ainda é a MINHA pequena.

- Ela tem 17, ela pode se cuidar...

- Ela é um desastre ambulante, por onde vai causa acidentes. Como ela pode se cuidar?

- Não fale da sua irmã assim! Falando nela... Ainda não consegui falar com ela, desde do dia da sua viagem. Estou ficando preocupada...

- Deve ser por que é difícil ligar da Coreia para a Austrália, fica calma.

- Tem razão... Oh, estou indo fazer o tratamento, já vou meu filho. Te amo, e cuide bem da minha Allysson.

-  Ah, tchau mãe, também te amo. ESPERA! MÃE!

Ela já tinha desligado, era aquela Allysson que havia conhecido não podia ser! Ela está tão diferente! Não pode ser... Mas ela ainda tem os mesmo traços infantis...

SERÁ?

Andei pelos corredores e procurei os membros.

- Ah, Hyung! – Me virei e vi Seungri.

- Ah, oi!

- Vamos?

- Ah, vamos... Espera! Vou pegar meu casaco.

- Vamos esperar no carro lá fora.

- Okay!

Fui até a sala onde deixei meu casaco, quando tentei abrir, ela estava presa, fiquei a forçando até abrir, foi um pouco difícil, mas foi.

- Nossa, que frio...

Falei, adentrando o lugar e procurando o meu casaco, onde vi vários casacos juntos em um só lugar e meu casaco estava no meio. Ao tentar pega-lo senti uma pele, extremamente gelada.

- O-Oppa...

Eu conhecia aquela voz...

- Ally?

- O-Oppa, me tire daqui.

A vi amolecer, eu a peguei e a levei junto comigo, nunca senti alguém tão gelado.

- Ah, Hyung! A-Ally? O que ela ainda está fazendo aqui? – Perguntou Seungri.

- Eu não sei, vamos leva-la com a gente, ela está muito gelada...

Assim a levamos, ao chegar em casa, levei a mesma pro meu quarto e a deixei deitada em minha cama. Para que se esquentasse com o aquecedor e a cama. Ao sair do quarto vejo, Choi Hyung.

- JiYong, você sabe o que está fazendo né?

- Sei sim, Hyung. Mas por que a pergunta?

- Você nunca traz uma garota para cá, quando a conhece no mesmo dia. É realmente estranho...

- Mas ela precisava, vai...

- Hum... Tudo bem... Juízo, viu?

Ela acha que podia fazer algo assim com a minha irmã? Ele está louco?

Voltei pro meu quarto, aonde me deitei ao lado dela e observei dormir.

- Puppy, você mudou tanto...

Falei, acariciando seu rosto.

Ela chegou mais perto de mim e me abraçou na cintura...

- Oppa... Eu gosto de dormir com você...

Era ela, com certeza! Ela ainda fala a mesma frase que usava antes para dormir comigo... É ela... Finalmente, vi minha pequena novamente que cuidarei dela e nunca mais vou a deixar...

Nunca... 


Notas Finais


Se ele estiver curto? Desculpa...
Mas tentei ser bem direta a isso, sem muito enrolação, nos próximos capítulos, explico mais essa história.

Obrigada por ler...
Até a próxima...
Kissus Doces *-* <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...