História Um novo mundo para Amy Campball - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Harry Potter
Exibições 7
Palavras 468
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção Científica, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Beco Diagonal


Fanfic / Fanfiction Um novo mundo para Amy Campball - Capítulo 5 - Beco Diagonal

- Mãe, onde fica o Beco Diagonal? - Perguntei bem confusa, pois meus pais estavam olhando para um bar.

-  Esse é o Caldeirão Furado, a nossa passagem  para o Beco. Me sigam. - Respondeu ela, que pareceria ansiosa. 

O bar me dava medo, um monte de gente estranha ficava me olhando. Não gosto que fiquem me notando, gosto de ser invisível. Muita gente fala que ser invisível é ruim, mas eu  discordo, pois ninguém precisa se importar com você. Eu apenas não me considero muito importante.

Mamãe nos levou até a porta dos fundos. Onde encontramos um grande muro de tijolo.

- Um muro de tijolo?! - Perguntou Brian bem surpreso.

Papai se aproximou e começou a bater nos tijolos, seguindo uma ordem complicada.

- Sejam bem-vindos ao Beco Diagonal! - Disse papai que parecia estar bem feliz.

- Vocês podem comprar suas varinhas lá. - Disse mamãe apontando para uma loja chamada Olivaras.

Eu e Brian andamos até a loja.

- Então, quem vai primeiro? - Perguntei torcendo para que ele fosse, estava muita nervosa.

- Primeiro as damas. - Ele abriu a porta e me desejou boa sorte em um sussurro.

- Alguém? - A  loja estava totalmente vazia, quando de repente um homem desceu as escadas. 

- Qual o seu nome, garotinha?

- Amy... Amy Campball. - Respondi bem assustada. 

- Vamos ver, pegue esta varinha. Pelo de unicórnio, 21 cm, Mogno, Maleável. 

Balancei a varinha em direção a algumas varinhas, e admito que me arrependi. Umas vinte varinhas caíram no chão.

- Bom essa varinha claramente não é para você. Tente esta. Pena de Fênix, 26 cm, Cedro, maleável e farfalhante. 

Balancei a varinha outra vez, e uma faísca azul quase atacou Olivaras, mas por sorte, ele desviou.

- Vamos tentar esta. Madeira de frecho, com núcleo de Fênix, flexibilidade rígida.

Quando peguei a varinha eu tive uma sensação estranha. Senti que aquela era a varinha certa.

Depois de alguns minutos

Brian saiu do Olivaras com uma linda varinha, parecia feliz.

- Azevinho, pena de fênix, 28 cm, maleável.

- Pena de Fênix, 26 cm, Cedro, maleável e farfalhante. - Na mesma hora em que falei sobre minha varinha, meus pais chegaram.

- Lindas varinhas. Já compramos os livros e o uniforme de vocês. Só falta escolher o animal que vocês querem levar. - Disse papai.

Na loja de animais mágicos

- Eu vou querer uma coruja.

- E eu um gato. - Disse Brian 

Escolhi uma coruja que tinha listras pretas e brancas.

- Seu nome é Willy. - Sussurrei para coruja fazendo carinho nela. 

Brian escolheu um gato preto muito bonito. Colocou o nome dele de Zap.

- Mamãe, que dia as aulas começam? 

- Dia um de setembro.

Era estranho pensar que no dia seguinte eu já estaria em Hogwarts.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...