História Um novo sonho - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diego Domínguez, Jorge Blanco, Lodovica Comello, Martina Stoessel, Mercedes Lambre, Violetta
Personagens Alex, Andrés Calixto, Angeles "Angie" Saramego, Antonio Ferández Vallejos, Broduey, Camila "Cami" Torres, Diego Domínguez, Federico, Francesca Cauviglia, Germán Castillo, Gery, Gregório, Helena "Lena" Vidal, Jade LaFontaine, Jorge Blanco, León Vargas, Lodovica Comello, Ludmila Ferro, Marco Tavelli, Martina Stoessel, Maxi Pontes, Mercedes Lambre, Nathália "Naty" Vidal, Olga Peña, Pablo Galindo, Priscilla Ferro, Tomás Heredia, Violetta Castillo
Tags Leonetta, Musica, Violetta
Exibições 143
Palavras 750
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Musical (Songfic)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Llámame


Fanfic / Fanfiction Um novo sonho - Capítulo 4 - Llámame

Quiero ser tu mar

Eu quero ser o seu mar  

Cuando tengas problemas

Quando você tem problemas  

Y así poder lavar, Tus penas  

E assim podemos lavar, suas tristezas

Meu pai não demorou pra chegar no colégio e fomos para o hospital. Angie estava deitada naquela cama, estava aparentemente bem, só um pouco machucada.

- Vilu, meu amor.

- Como você está, Angie?

- Estou bem, não se preocupe.

- Mesmo?

- Mesmo, mesmo! Como foi o primeiro dia de aula?

- Foi bem legal. Federico me apresentou todos os amigos dele, e eles são bem legais.

- Ah que bom, fico feliz, minha linda!

- Vilu é melhor irmos para casa. Angie precisa descansar e você também.

- Não papai, eu quero ficar.

- Seu pai tem razão Vilu, vai com ele. Eu vou ficar bem, amanhã depois da escola, você volta.

- Tudo bem, qualquer coisa me liga, que venho correndo ta?!

- Tudo bem meu amor, te amo muito!

- Eu também te amo, Angie!

Llámame y ya te acudiré

Chame-me e eu te ajudarei 

Por ti siempre ahi estaré

Para você sempre estarei 

(oh girl, oh boy)

(oh menina, oh menino)  

Tan aseguro como que mañana saldrá el sol

Tão seguro como que amanhã o sol vai nascer  

Ahí estaré

Eu estarei lá  

Chegamos em casa e eu fui para o meu quarto, estava realmente bem cansada. Devo ter pegado no sono, despertei com Olga me chamando.

- Acorda, pequenina.

- Ah, oi Olga, o que foi?

- Tem visita pra você lá embaixo.

- Ahn, visita?

- É, vamos pequenina, é feio deixar as visitas esperando.

Levantei e fui até a ponta da escada, quando olhei para baixo vi o que jamais esperaria, meus amigos. Francesca, Camila, Federico e Leon estavam lá, estavam lá para me ver.

- Oi, pessoal.

- Vilu! - Federico veio e já me abraçou daquele jeito ótimo. - Como a Angie ta?

- Está bem, só um pouco machucada, acho que tem alta amanhã já.

- Ah desculpem eu não queria atrapalhar. - Meu pai entrou na sala distraído, acho que ele realmente não sabia que tinha gente em casa. - Como vai, Federico?

- Eu to bem German e você?

- Estou bem.

- Ah pai, esses são uns amigos da escola, Francesca, Camila e Leon.

- Olá, Olá! Vilu, você viu o Ramalho?

- Não, eu não vi, eu tava no meu quarto. Mas a Olga deve saber onde ele está, né?

- Onde se meteu o Ramalho? Eu vou procurar! Sintam-se à vontade todos. RAMALHO!- Meu pai deu um grito chamando pelo Ramalho fazendo com que todos se assustassem.

- O que deu no seu pai? - Leon perguntou, me olhando um tanto assustado.

- Ah nada, ele é assim mesmo. Como foi o treino, Leon?

- Foi muito bom.

- O Leon foi demais Vilu, você precisava ver ! - Camila falou toda empolgada, eu já estava ficando curiosa.

- Quem sabe em um outro dia, né.

- Pode ir quando quiser.

- Gente olha a hora! Cami, vamos? - Francesca falou assustada olhando a hora no celular, eu nem sabia que horas eram, mas já devia ser de noite.

- Tchau Vilu, nos vemos amanhã.

- Ahn, eu levo vocês até a porta.

Levei as duas até a porta e quando me virei Federico havia mudado de lugar e estava sentado ao lado de Leon, eles estavam falando de algo, mas pararam assim que perceberam minha aproximação.

- Bom Vilu, eu tenho que ir. - Federico falou já se levantando.

- Mas já Feh?

- É, minha mãe deve estar preocupada já.

- Tudo bem, então.

- Não precisa me acompanhar até a porta, conheço a casa de cor. Quer que eu passe aqui para irmos juntos para a escola amanhã?

- Pode ser.

- Tudo bem, até amanhã Vilu, até amanhã Leon.

- Até. - Acabamos falando em coro e isso com certeza me fez ficar vermelha de vergonha. Conversar com Leon era bom, me fazia bem. Eu não cansava de olha-lo, nem de ouvir sua voz, não cansava de tê-lo por perto.

- Acho melhor eu ir, está ficando tarde.

- É, daqui a pouco meu pai chega me mandando pra cama. - Rimos juntos e mais uma vez devo ter ficado com vergonha.

- Te vejo amanhã?

- Claro. - Ele me deu um beijo no rosto, um sorriso e saiu, fiquei na porta apenas o olhando. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...