História Um Perfeito Desastre. - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, NU'EST, VIXX
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Lemon, Romance, Sugamon, Vhope, Vkook, Yaoi, Yoonseok
Exibições 89
Palavras 1.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Não tenho muito a dizer hoje além de:
FINALMENTE GANHEI UM FONE NOVO PORRRAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
E o que vocês tem a ver com isso, exatamente, nada, mas eu estou tão feliz com isso que preciso espalhar para o mundo.
Fique quase dois meses sem fone e quase enlouqueci, vai ver que é por isso que a fic esta tomando um rumo suspeito. ¬u¬
Até lá em baixo.
~chu

Capítulo 32 - Capítulo 24 - Não confio Nela.


Fanfic / Fanfiction Um Perfeito Desastre. - Capítulo 32 - Capítulo 24 - Não confio Nela.

Capítulo 24 – Não confio nela.

Pov* Jimin

Depois de certo tempo senti a respiração de Jungkook se acalmar mais ainda e suspiros baixos saírem por seus lábios. Ele havia pegado no sono.

Levantei-me lentamente, tomando todo o cuidado do mundo para não acorda-lo, então sai do quarto na ponta dos pés, abrindo e fechando a porta de forma lenta, mas quase caindo sentado no chão ao me deparar com Song-Hee, Kim Na Na e Park Yang Mi.

_Temos que conversar. – As três falaram em uníssono me fazendo arregalar os olhos.

_Mas...

_Agora! – Disse Minnie sem esperar uma resposta, se virando sobre seus calcanhares e sendo seguida pelas outras duas, que apresentavam a mesma face séria.

_Estou ferrado. – Sussurrei começando a segui-las até a sala, onde todos os meninos estavam sentados, apenas a nossa espera. – Estou muito ferrado.

_Sente-se. – Foi à vez de Song-Hee dizer de forma irritada apontando para uma cadeira que não deveria estar lá.

Pensei em até mesmo me recusar, mas ao olhar para meus hyungs e abrir meus lábios eles negaram com a cabeça logo em seguida apontando com as mesmas em direção a cadeira onde me sentei mesmo que contra gosto.

_Explique-se agora. – Na Na falou se sentando em outra cadeira que não havia notado antes que ficava a minha esquerda, assim como Yang Mi a minha direita e Song-Hee a minha frente.

_Como? – Perguntei confuso as encarando.

_Não se faça de burro Park Jimin. – Falou Yang Mi irritada. – Quem era aquela falsa que tem o mesmo nome que eu? – Terminou a frase me fuzilando.

_Ah... Bem...

_Desembucha. – Desta vez foi Song-Hee que falou irritada.

_Ela é uma amiga de infância. – Disse dando de ombros as encarando de cenho franzido.

_Então por que diabos ela disse a todos que era sua namorada? – Falou Na Na de forma calma, mas mesmo assim podia notar certa irritação em suas palavras.

Respirei profundamente e então repeti a mesma história que contara ao Kookie.

 

***

 

_Certeza que é apenas isso Jimin? – Perguntou Song-Hee mais calma.

_S... Sim, por quê? – Perguntei confuso com sua pergunta e feições.

_Sabe... Ela parece estar armando alguma. – Ela disse um com os olhos distantes. – Passei boa parte da minha infância com pessoas falsas e manipuladoras, lobos em pele de cordeiro... – Ela continuou viajando em seus pensamentos, até piscar algumas vezes e direcionar o olhar diretamente para mim. – Ela me parece muito com essas pessoas.

_Não, ela não é assim. – Disse firme a encarando levemente irritado, o que fez os outros arregalarem seus olhos levemente por eu ter sido grosseiro, mas Song-Hee apenas deixou um sorriso de lado transparecer.

_Ache o que quiser Jimin... Mas não se esqueça. – Agora ela falava calma, mas podia ver tristeza em seus olhos. – Jungkook depende de você, aquele garoto respira e vive Park Jimin. – Ela soltou um pequeno riso irônico. – Não ouse brincar com os sentimentos daquele garoto, hoje vimos o quanto seus atos podem afeta-lo. – Senti um arrepio percorrer minha espinha, seus olhos estavam muito escuros e me encaravam como dois buracos negros. – Você pode confiar nessa tal de Kim Yang Mi... Mas eu não, e vou estar de olho nela e em você também. – Aquela frase realmente me irritou, mas antes que eu pudesse dizer qualquer coisa ela se levantou indo em direção à saída, pegou sua blusa xadrez vermelha e saiu pela porta de entrada, ouvi Suga-Hyung suspirar e logo ele se levantou indo atrás dela.

 

***

 

Pov*Yoongi

 

Escutava tudo atentamente e para ser sincero, estava quase me levantando e dando uns belos de uns tabefes naquelas bochechas gorduchinhas de Jimin e sabia que Song-Hee, apesar de calma por fora, estava quase o esganando ali mesmo na frente de todos.

_... Você pode confiar nessa tal de Kim Yang Mi... Mas eu não, e vou estar de olho nela e em você também. – Assim que ela terminou esta frase pude notar o rosto de Jimin tomar um rubor bem mais forte que os anteriores e já podia ver seus lábios se abrirem para soltar diversas respostas a esta frase, mas Song-Hee foi mais rápida.

Vi seu corpo pequeno se levantar e caminhar a passos silenciosos em direção à porta de entrada, seu vestido preto balançava em quanto ela caminhava e se não fosse por suas feições sérias eu poderia aperta-la de tão fofa que ela estava com aquelas meias calças com gatinhos pretos na borda. Ela puxou sua blusa xadrez do gancho e o vestiu sem parar de andar.

Suspirei alto e sussurrei para Namjoon que já voltava, dando um pequeno selar em sua bochecha e soltando nossas mãos indo atrás do pequeno furacão chamado Sun Song-Hee.

Quando sai pela porta do dormitório a encontrei sentada na escada da entrada, seus saltos batiam contra o asfalto de forma irritada em quanto ela estava de braços cruzados encarando a cerca de madeira a sua frente, com alguns arbustos esverdeados.

_Isso me cheira muito mal oppa. – Ela sussurra olhando para mim com uma expressão realmente preocupada.

_Hey pequena, você não deveria se preocupar tanto. – Comecei a falar docemente em quanto me sentava o seu lado logo sentindo sua cabeça se apoiar em meu ombro. – Se o Jimin confia nela, talvez devêssemos dar um voto de confiança.

_Você não esta entendendo. – Ela disse baixinho com seus pensamentos longe. – Eu estou com um mau pressentimento... Aquela garota... Tem uma aura muito ruim... E você sabe que eu nunca me enganei sobre isso. – Agora ela havia levantado seu rosto em minha direção. – Quando ela viu o Jimin e o Jungkook juntos, o rosto dela, a maneira que ela agiu... Parecia que ela realmente queria machucar o Kookie.

_Song-Hee...

_Eu sei, eu sei, não deveria julgar as pessoas assim tão cedo. – Ela disse suspirando. – Mas mesmo assim... Não importa o que qualquer um de vocês diga... Eu não confio nela.

_Eu também não. – Sussurrei soltando um riso baixo.

_Oppa... Você pode me ligar mais tarde e dizer como o Jungkook está? – Ela perguntou fazendo uma cara realmente adorável.

_Ligo sim, mas você já vai? Achei que ficaria mais um dia aqui. – Disse um pouco decepcionado.

_Não me sinto bem ficando aqui depois disso tudo. – Ela falou baixinho dando um pequeno beijo em minha testa ao se levantar. – Não precisa se preocupar comigo, tenho planos em mente. – Ela soltou um risinho um pouco malicioso me fazendo arquear uma das sobrancelhas.

_Quem é a pessoa de sorte.

_Lee Hongbin. – Ela sussurrou baixinho, mas o suficiente para eu ouvir.

_QUEM? – Quase berrei fazendo provavelmente a maior cara de tacho do universo.

_Aigoo... Por isso nunca te conto nada. – Ela disse rindo da minha reação. – Até depois. – Ela falou sorrindo e andando em direção ao seu carro, causando um “tac tac” no asfalto.

_Essa garota ainda me mata. – Falo sorrindo para mim mesmo me levantando e voltando para dentro do dormitório.

Também ficaria de olho nessa tal de Kim Yang Mi...


Notas Finais


Entãooooo ¬u¬ Song-Hee safadinha tá pegando o Hongbin ♥
E essa Kim Yang Mi... Será que ela é um lobo em pele de cordeiro?
Obrigada a todas as pessoas que continuam acompanhando a fic, comentando e favoritando, vocês são os melhores ♥♥♥
Aliás... HOJE É O NIVER DO CHIMCHIM ♥♥♥
Até o próximo capítulo.

~Kissus da tia Jenny. ♥♥♥
(PS: Só para esclarecer, não estou corrigindo os capítulos, por simples e pura preguiça, então perdão os erros.)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...