História Um Policial Em Minha Vida ❤ ( Kim Taehyung ) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Aventura, Bts, Romance
Visualizações 126
Palavras 1.189
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ❤

Capítulo 15 - Minha preciosidade.


Fanfic / Fanfiction Um Policial Em Minha Vida ❤ ( Kim Taehyung ) - Capítulo 15 - Minha preciosidade.



Acordei sentindo uma alegria enorme no meu coração, e ao virar pro lado pude ver o motivo da minha felicidade - Kim Taehyung - o homem que me ama de uma forma inexplicável e que me deixa ama-lo muito. E ontem foi a melhor noite de nossas vidas, estou sorrindo feito boba ao lembrar de suas palavras e de suas carícias ontem. 


Depois de tanto minutos fitando seu rostinho de bebê, eu me levantei com cuidado para não acordar o maior. Peguei uma toalha e fui para o banheiro, tomei banho e peguei uma de suas camisas e me vesti. Fiquei da frente do espelho penteado meu cabelo e acabei fechando os olhos só de lembrar de seus toques sobre meu corpo ontem.


- Você está bem ? - abri meus olhos ao ouvir a voz de Tae atrás de mim 


- Tô ótima - respondi lhe olhando pelo reflexo do espelho - Esta aí a muito tempo? - me virei 


- O bastante pra ver você sorrindo feito boba - me agarrou 


- Para, você está me deixando com vergonha - escondi meu rosto com minhas mãos 


- Amo quando você fica vermelha - sorriu e me deu um selar na testa - Agora vou banhar - me deu um selinho rápido e foi em direção ao banheiro 



Enquanto ele banhava eu fui tomar meu café, e dando de cara com rosé que estava com uma cara bem maliciosa.


- Eu ouvi tudo ontem - pulou batendo palminhas - Até que enfim rolou - sorriu de felicidade 


- V-Vocês ouviram? - engoli em seco 


- Claro, mas isso é normal quando se amam, para de ser tímida - deu um tapinha em meu ombro - E aí, me conta tudo! - apoio os cotovelos na mesa 


- Tipo o que ? - me sentei 


- Se você gostou, ué - deu de ombros 


- Seu irmão é o cara mais carinhoso do mundo - sorri feito boba 


- Awn, meu irmão pelo visto foi romântico com você - sorriu fofa 


- Ele não costuma ser com as mulheres? - arqueei uma sobrancelha 


- Não! - respondeu simplista 


- Agora entendi o porque dele ter dito que estava com medo de me quebrar - fiz cara de medo e rosé se matou de tanto rir 


- Do que minhas meninas tanto sorriam? - entrou na cozinha e foi em direção a geladeira 


- Assunto de mulher, não te mete - Rosé brigou 


- Desculpa aí, não está mais aqui quem falou - levantou as mãos pra cima em forma de paz - Cadê seu namororido? - olhou a irmã 


- Foi levar as malas para a nossa casa, nos mudamos hoje - fez bico - Vou sentir saudades daqui - suspirou 


- Para de drama, a casa de vocês é a dois quarteirões daqui - se sentou ao meu lado - Já tomou café? - me olhou 


- Não, eu vou na padaria comprar pão - me levantei 


- Eu vou com você, deixa eu só ir vestir uma camisa - se levantou e saiu 



(...)



Estavamos na padaria de mãos dadas enquanto esperavamos nossos pedidos, logo a mulher trouxe. E quando íamos saindo avistamos minha mãe com a Senhora Min e seu filho Yoongi adentrando a padaria. Minha mãe me olhou e desceu seus olhos para minha minha mão que segurava a mão de Tae.


- Que pouca vergonha é essa (s/n) ? - nos olhou com nojo 


- O que a senhora ver aqui, é apenas um casal que se ama muito - Tae rosnou para a mais velha 


- Eu falei com minha filha, e não com você - se alterou 


- Mãe, para com isso, deixa a gente em paz - supliquei 


- Não, você vai casar com o Yoongi, e não com esse policial e quinta - gritou um pouco alto 


- Eu não vou me casar com sua filha, eu amo outra garota - Yoongi se pronunciou nos surpreendendo 


- Cala a boca garoto estúpido, você vai casar com ela sua imagem - sua mãe lhe deu um tapa no rosto 


- Não bate nele, deixa ela levanta ser feliz com quem quer, assim como eu - rosnei para as velhas 


- O que é isso no seu pescoço? - minha mãe se aproximou de mim e colocou o dedo no meu pescoço - Já está transando com esse cara ? Demora muito vai aparecer com um filho dele, e ele vai te abandonar - ia dar um tapa em meu rosto mas Tae entrou na frente e levou em meu lugar 


- Se um dia eu engravidar sua filha, eu nunca irei abandonar ela, ao contrário, ficarei muito feliz por ser pai - pausou - E eu sei que ela será uma mãe muito melhor que você, aliás, ela será uma mãe de verdade, diferente do que você é pra ela - pegou em minha mão e me puxou pra fora do estabelecimento deixando os três pra trás.


- Minha mãe me odeia - chorei assim e chegamos perto da sua moto 


- Xiii, ela apenas está confusa - abracei minha garotinha 


- Promete que nunca vai me abandonar? - me olhou com os olhinhos vermelhos 


- Não precisava nem pedir, porque eu nunca pensei em abandonar você - arranquei um sorriso da garota 


- Eu te amo muito - me abraçou 


- E eu te amo mais ainda - beijei o topo de sua cabeça 




(...)



- Cunhadinha, porque está com os olhos vermelhos?  - Rosé perguntou assim que entramos 


- Encontrei com minha mãe na padaria - coloquei a sacola sobre a mesa 


- Sinto muito - a ruiva me abraçou 


- Eu tô bem - sorri pra ela - Agora vamos tomar café - peguei as xícaras 


- Cadê meu irmão? - perguntou enquanto passava manteiga no seu pão 


- Me deixou aqui e foi no posto colocar gasolina na moto do demônio dele - sorrimos juntas 


- Ele me disse sobre esse apelido que você deu pra moto dele - bebeu um gole do seu café 


- Mas aquela moto não é de Deus - dei uma mordida no meu pedaço e bolo 



(...)



- Não demorem para aparecerem na minha casa - Rosé dava seu último aviso 


Ela e Jay já iam voltar para a casa deles, pois a mesma já estava pronta. Confesso que vou sentir saudades dela aqui, pois a mesma me mata de rir com as suas doidices. 


- Pode deixar, assim que der levo  (s/n) lá - abraçou a irmã 


- E não se esqueçam de usar camisinha - gargalhou 


- Rosé!! - seu namorado lhe repreendeu 


- Tudo bem maninha, o mesmo vale pra vocês - pisquei 


- Tchau rosé, até a próxima - abracei a ruiva - Tchau Jay, foi um prazer conhecer vocês - sorri 


- Prazer foi nosso - entraram no carro deles 


Eles foram embora, e nos entramos e Taehyung fechou a porta atrás dele, e logo me agarrou me dando um beijo com bastante desejo.


- Agora é só nós dois, minha preciosidade - me puxou fazendo entrelaçar minhas pernas em volta da sua cintura.



Continua...


Notas Finais


Yoongi tá amando alguém ❤❤❤😍
Tadinho levou um tapa da própria mãe, e o Taetae que preferiu receber o tapa do que deixar sua garotinha levar o tapa.
Isso sim é amor ❤❤😍

Até amanhã ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...