História Um Pouco Mais - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Novel, Romance
Visualizações 2
Palavras 1.351
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Esse capitulo é quase totalmente baseado na minha criancice diária. O bom de ter uma desilusão é que ela rende um bom cpitulo.

Capítulo 2 - Minha Criancice De Volta a Ativa


Fanfic / Fanfiction Um Pouco Mais - Capítulo 2 - Minha Criancice De Volta a Ativa

É sábado e aqui estou eu, vendo anime, meu hobbye desde os 12 anos. A tv tá ligada e nela tá passando um daqueles programas de velho. A única coisa legal de hoje é que vou ver a Dri, o Jack e o Gui, nós somos amigos desde que eu tinha 15 anos e desde lá eu sou apaixonada pelo Jack, minha irmã tem 26 anos e tá fazendo pós graduação em outra cidade(a mesma em que eu estaria fazendo faculdade se tivesse passado no vestibular de lá), ela nunca foi a favor da minha “paixonite” pelo Jack, ela diz que isso vai acabar com o nosso grupo de amigos seja lá o que isso quer dizer.

Ainda são três da tarde, acho que já vou ir, mais do que me expulsar eles não vão

   *        *         *

 

O prédio deles é grande pra caralho, diferente da porrinha onde eu e a Katy moramos, espero que pegue fogo.

Quando toco a campainha um porteiro grande e gordo com cara de abusador abre:

P-O que você quer? (não costumo ir a muitos prédios, mas tenho certeza que não é assim que um porteiro deve agir)

M-Eu quero o Jack!

J-Não fala assim, as pessoas vão pensar errado.

Olhei pra trás e ali estavam ELE, Dri e Gui.

M-Legal ver que vocês não precisam de mim no famoso grupinho de amigos.

D-Cala a boca guria. (A minha irmã me ofende da forma mais encantadora possível, daquela que te dá vontade de ter saudade e ao mesmo tempo de despachar de volta, mas vou confessar, eu amo essa magrela).

G-Tá, já que ama tanto a gente pega a sacola e ajuda a levar.

Somente quando o Gui falou que eu percebi que eles estavam cheios de sacolas do supermercado. Peguei algumas e comecei a subir as escadas, quando cheguei no apartamento deles eu percebi que o apartamento que divido com a Katy é bem mais bagunçado que o deles, só não sei ainda se isso é bom ou ruim.

J-Eu aluguei um filme.

M-Que bom Jack, pelo menos assim a gente sabe que você é útil.( eu sou muito infantil a ponto de ser grossa com o garoto que eu gosto, as vezes me sinto uma criança, dessas bem fodidas na vida), mentira, sabe que eu te amo Jack(pelo manos eu queria que soubesse).

J-Hahahahaha hilária.

Depois dessa demonstração de afeto fomos ver o filme, pensa em um filme ruim da porra, sabe desses filmes que tu leva a mina no cinema só pra pegar ela? Então, algo assim. Agora imagina, um bando de marmanjos sentados em um sofá com um cobertor do Relâmpago McQueen assistindo um filme merda. Pelo menos Jack tá do meu lado, a noite tava totalmente na boa, isso é , antes de eu sentir uma mão tocar a minha por debaixo da coberta, nessa hora eu já estava quase dormindo mas fui acordada por essa mão gelada e familiar que se entrelaçou na minha, conhecia aquela mão, era a mão DELE, e pela primeira vez não era uma alucinação ou fantasia da minha cabeça, meu coração deu um pulo e então parou e eu tenho certeza que fiquei muito vermelha, tipo, muito mesmo, eu olhei pra ele e pude perceber como ele evitava olhar pra mim, e a maneira como estava levemente corado era muito fofa. O momento fofura acabou quando a minha irmã puxou o cobertor pra cima reclamando que estava com mais frio do que a gente e então merecia mais cobertor, maldito o dia em que essa menina teve um sistema nervoso sensível:

J-Porra Mady dá pra ir um pouco mais para o lado? (ele falou isso e me empurrou para o lado, o que foi um bom momento para que eu e ele largássemos as nossas mão. Ele consegue ser bem inteligente quando quer, e como a cara dele implorava para mim continuar a mentira, foi isso o que eu fiz)

M-O que? Vai se foder Jack, toma todo o espaço e ainda quer reclamar?

Cara, eu realmente nunca pensei que ele fosse tomar alguma atitude, ou que tivesse alguma atitude a ser tomada, ele nunca demonstrou nenhum interesse pela minha pessoa, e mesmo quando parecia ter ele me mostrava que era tudo fruto da minha cabeça, por isso sempre fiquei na minha, não to afim de levar um fora.

D-Ok, eu tenho uma coisa para confessar(minha irmã começou a falar, o que me fez sair dos meus devaneios e começar a pensar em como ela é bonita com aquela pele branca, cabelos negros e lisos e seus olhos castanhos claros, fala sério, vai ser gata assim lá na puta que par...  ufa, quase falei coisa feia.), eu... to namorando.

G-O QUE?

Era esse momento que eu e Jack esperávamos receosos, Gui sempre fora apaixonado pela Dri, e sabíamos que depois que ela arrumasse um namorado quem teria que juntar os cacos dele éramos nós, mas não posso julgá-la por ter um namorado, na real, eu fiquei bem feliz.

J-Misericórdia, Jesus volta amanhã.

D-Vai se foder Jack, e para de falar o nome de Deus em vão.

Não é justo, todo mundo tá arrumando alguém, Katy tem seu harem de garotos e agora até a encalhada da Dri arrumou alguém, estou lutando pela mesma pessoa a 5 fucking anos e tudo o que eu consegui foi ele segurando a minha mão, pra que? Pra depois mentir e se fazer de criança, vai se foder mundo zuado da porra:

M-Vamos sair.

D-Como assim Mady?

M-Simples Dri, você acabou de arrumar um namorado, acho que a gente deveria comemorar, ou simplesmente encher a cara.

Todo mudo concordou, o que era obvio já que todas as minhas ideias são incríveis. O único problema é que eu teria que ir pra casa pegar outra roupa, estava de moleton pelo amor de Deus. Essa noite já estava suficientemente estranha, mas não tanto até Jack se oferecer pra ir comigo em casa, e agora aqui estamos nós, parados na frente da minha casa ligando pra Katy vir abrir a porta. Não demorou muito até ela vir abrir a porta com uma roupa mal colocada e toda despenteada:

K-Eu não mandei você não vir pra casa hoje?!

M-Mandou é?

K-Fala logo o que você quer e depois vai embora.

M-Quero pegar umas roupas no meu quarto, podem continuar, eu tranco quando sair.

K-Podem continuar? Eu pensei que os gemidos te incomodassem.

Ela disse isso e foi rindo em direção ao quarto e então fechou a porta, pouco depois, como prometido, vieram os gemidos.

J-Isso é nojento(Jack, ele estava tão quieto que eu nem lembrava dele ali)

M-Você acha?

Um silencio perturbador se instalou entre nós até eu criar coragem de perguntar:

M-Por que você pegou na minha mão?

J-O que? (e mais uma vez o momento “Jack sendo fofo” se foi tão rápido quanto veio), o que você está insinuando com está pergunta? Que eu estou apaixonado por você?

Nesse momento eu não sabia o que era pior, os gemidos que estavam ficando cada vez mais altos ou o fato de eu ter levado um fora por tabela. Ele tinha acabado de pisar nos meus sentimentos que tenho desde a adolescência.

M-Claro Jack, nunca contei pra você  a maneira como eu estou loucamente apaixonada por você?(sarcasmo, minha arma favorita).

J-Olha Madye, porque não enfia esse sarcasmo no cu?

M-Claro, no mesmo lugar onde eu espero que coloque a sua mão na próxima vez.

Fechei a porta e tranquei ele para o lado de fora do meu quarto, acompanhado apenas pelos gemidos. Comecei a procurar uma roupa, tava doendo, doía muito, mas eu não ia chorar, nunca chorei por um cara e essa não seria a primeira vez, mas acho que vocês podem perdoar a doença de uma garota tansamente apaixonada. Já que era pra ser assim, procure o meu vestido preto e colado que me fazia ter bunda, embora quase não tivesse, e o meu tênis pois odeio salto. Se é pra ele me dar um fora, acho que vou contar quando vão dar em cima hoje. Ou simplesmente encher a cara.


Notas Finais


Nota: não sei o que dize além de, espero que gostem :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...