História Um presente do céu - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Extraterrestre, Jikook, Namjin, Vhope
Visualizações 52
Palavras 2.217
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente desculpa a demora...
Não ando muito bem... Então estou mais fora que atualizando as fics...

Boa leitura

Capítulo 5 - Quando o amor pede uma segunda chance...




O fim de semana havia acabado. Porém na mente de Jungkook foi o melhor de sua vida e ficaria marcado em suas lembranças para sempre...

Jungkook On...

Depois do episódio do qual eu me senti a gazelinha de Jimin, assistimos o resto da "programação", depois o chamei para dormir, afinal sou um estudante e amanhã tenho aula, só  não sei se  deixá-lo sozinho,  é  uma boa ideia. Seguimos para nossos respectivos quartos, o deixei no dele e perguntei se estava tudo bem e ele disse  que sim.

_ Qualquer coisa me chame, estarei no meu quarto, que é ali.- apontei e ele sorriu- Bom... Boa noite Jimin...

Ele consegue me surpreender muito, ao mesmo tempo que parece não saber nada, ele sabe até demais. Encostei a porta do quarto e me deitei na cama, olhava cada detalhe do cômodo o qual eu conhecia de cor, só  que,  naquela noite tudo estava com ar diferente até a dança das cortinas  sob a brisa, a minha escrivaninha organizada, o guarda roupa aberto, o cheiro do meu travesseiro até os lençóis tinham outra sensação. Tudo parecia tão novo, mas nostálgico, afinal moro minha vida toda aqui. Algo mudou dentro de mim e  com esse pensamento, adormeci...

Na manhã seguinte acordei com disposição, entrei no banheiro fiz todo o processo  de  higiene pessoal, escolhi uma roupa, peguei meu material e fui pra cozinha, onde preparei torradas, ovos e bacon, fiz um suco de laranja e montei a mesa com uvas , maçãs e bananas. Fui chamar o Jimin para comer, entrei em seu quarto e o vi com a janela aberta olhando fixamente o céu, novamente o "ser" estava nu, quantas vezes vai ser preciso explicar  que não pode ficar assim? Logo ele me nota e vem em minha direção.

_Ola.- disse e fez uma pequena reverência- aqui é  agradável , eu gostei.

_Que bom que gostou. A Propósito, está com fome?- não esperei resposta, apenas o puxei até a cozinha e o servi.

Ele se acomodou na cadeira e olhava curioso cada alimento, sorriu e em seguida gargalhou...

_O que foi, o que é  engraçado?

_ Esse alimento é  engraçado- apontou pra uma banana, já até sei o que ele pensou mas deixei quieto, não queria me constranger  mais uma vez.

_ De onde você vem os alimentos são diferentes?

_Um pouco, nem tão diferente, mas com certeza nada parecido com isso.-ele disse entre risos.

_ Se chama banana, é  realmente muito gostoso.- acho que maliciei minha própria frase, tomara que ele não tenha entendido- Hoje eu irei pra faculdade então você terá que ficar sozinho  por um tempinho, coma bem seu café. Ali dentro daquele armário contém alimentos, tudo  é  de comer, fique a vontade e por favor  vista uma roupa...

_O que é  faculdade? Roupas de novo? Pra que se estarei só?

_ O senhor tem que vestir roupas sim e faculdade é  onde amplio meus conhecimentos e  sou preparado para poder trabalhar de acordo com o conhecimento  adquirido. Entendeu?

_ Acho que sim, vou tentar me vestir...

_ Isso... Bom garoto, aliás se alguém bater na porta não abra, finja  que não está aqui ok?

_Ok.

_ Bom... preciso ir, até mais tarde e por favor não destrua minha casa.

No final das contas decidi deixar ele sozinho até porque ele é  grandinho e  sabe se cuidar, eu acho. Sai em direção  ao elevador, desci e segui em frente para  a  faculdade...

Jungkook Off...

... Taehyung on


Mais uma vez era segunda feira, odeio segundas feiras, ainda mais quando eu tinha que levantar cedo e ir estudar. Na noite passada eu não havia dormido mais que duas horas, minha cabeça estava afundada nas lembranças  daquela tarde de domingo. Sim, era nele que eu pensava, especificamente, Hoseok.

Flashback on

Depois que Jungkook falou que não poderia estar na trilha eu fiquei meio triste  pois ele era meu melhor  amigo e eu queria estar com ele aquele dia, que até então tudo estava perfeito. Mas nem tudo são rosas né, segui até os dois que estavam ali e perguntei  se poderiam  nos levar até nosso destino, eles aceitaram.

Seguimos a trilha, nós cinco havia um silêncio constrangedor até que "ele" se aproxima a mim.

_ Está um ótimo dia não? Perfeito para novidades e surpresas- eu sorri meio amarelo, acho que percebeu meu desânimo e estava tentando  animar, decidi me deixar levar, afinal ele tinha uma aura muito calorosa.

_ É um bom dia mesmo, clima agradável, hoje tem tudo pra ser um dia incrível.

Vi seus olhos brilharem e formar um sorriso largo  em seus lábios. Com Certeza  algo lá no fundo  dentro de mim acordou algo que eu tinha trancado havia fugido e estava dando sinais de vida...

"Há mais ou menos um ano eu tinha interesse em alguém, era platônico, ele era único  e de fato eu o amava, já havia um tempo  que eu o conhecia ERA UM DE MEUS AMIGOS vulgo Yoongi, eu sempre escondia o que sentia porém, naquele dia chuvoso o qual estávamos  a sós correndo pelas ruas a procura de um abrigo parecia que aquele sentimento estava transbordando e eu precisa libertar. Passados uns minutos achamos uma casa abandonada e entramos para nos abrigar.

Eu tremia e Yoongi por mais seco que fosse era muito bondoso.

_Hey tae  você está tremendo  de frio vem aqui perto de mim que eu te esquento.- sem pensar muito eu já estava em seus braços, apesar de estar molhado eram ternos e quentes, me aconcheguei com a cabeça em seu peito e aproveitei da situação, senti seu cheiro e como era bom um cheiro do qual eu queria para sempre. Eu apertei mais seu abraço e comecei a me entregar as lágrimas eu o amava tanto que já estava doendo.- O que houve? Porque está chorando, se sente mal?

_ Está  tudo bem. Só estou um pouco sentimental  hoje.

_ Acho que isso é  meio mentira... a parte que você diz que está bem. Na verdade  eu tenho te notado estranho  como se estivesse se remoendo. Algo o incomoda?

_ Sabe Yoongi você deve ser um bruxo porque sempre sabe tudo isso assusta.

_ Quer conversar? Desabafar?

_ É  tudo o que eu mais quero esse momento.

_E o que te impede?

_ O medo... tenho medo das consequências, medo de perder algo importante por isso dói.- chorei em seu peito como nunca chorei eu queria me declarar e tirar esse fardo mas eu tinha medo dele mudar e me rejeitar.

_ Tae por mais medo que você sinta saiba que isso te impede de viver, você está preso e isso só vai te machucar mesmo que você ache que vai perder algo não deve se restringir... Você não  sabe o outro lado da história pensar negativo só te fará mal...

Suas palavras cessaram minhas lágrimas e esse era uma das coisas que mais gostava nele o dom que ele tinha com as palavras, sua sinceridade.

_ Yoongi pra falar a verdade tem haver com você. Mais me prometa independente do que você ouvir não mude comigo.

_ Taehyung palavras não mudam meu pensamento e também não mudam minha forma de agir eu tenho minha própria maneira. Eu prometo ser sempre eu e  sempre ser quem sou com você.

_Eu te amo- disse conforme meu coração mandou.- te amo como alguém que eu queira fazer feliz, compartilhar minha vida, fazer de coisas simples as melhores pra nós dois, te amo na forma de querer construir um futuro ao seu lado- a chuva lá fora parou, me separei de seus braços e segurei suas mãos olhava fundo em seus olhos. Eu não esperava algo recíproco  da parte dele, não esperava nada apenas mergulhava na profunda escuridão de seus olhos.

Yoongi me olhava  não desviou o olhar e nem mostrou dúvida alguma sequer algum arrependimento de ouvir minhas palavras. Novamente ele me juntou ao seu peito e me abraçou como nunca tinha sentido.

_ Sabe tae, você é de grande importância na minha vida, eu sempre fui solitário, sem família e amigos, não tinha expectativa  nenhuma na minha vida. Porém você mudou isso em mim, me mostrou que a solidão era ruim, você foi o feixe de luz na minha vida aquele tipo  que invade aos poucos e ilumina tudo. Se sou quem sou hoje devo muito a você, talvez eu estive morto agora mas você não deixou. Pra mim é  uma honra ouvir que me ama como alguém pra ter um futuro e eu queria segurar sua mão e mergulhar nessa felicidade, porém eu não posso, eu te amo sim, como um irmão, minha família. Na verdade eu não tenho interesse em romance e espero que você possa me entender e continuar meu "irmão".

Após suas palavras não me senti triste e  nem feliz, estava neutro. Ele sorriu abertamente pra mim, seu sorriso aquele dia foi o mais belo,não respondi nada apenas deixei daquele jeito. Aquele dia eu chorei muito em casa e resolvi fechar meu coração tinha medo de me apaixona  de novo. Yoongi  não tinha  me machucado eu continuei  seu amigo, na verdade estávamos até  mais próximos, o que realmente me machucou foi o que senti após o amor se dissipar, uma angústia, sofrimento e vazio. A cicatriz se fechou com o tempo, toda a dor se foi então me tranquei e resolvi não  me entregar mais ao amor..."

Hoseok estava mexendo comigo desde o momento que  o vi só  não tinha percebido de cara, mas foi ver seu sorriso  que eu percebi "amor á primeira  vista". Não quero aceitar não quero amar por enquanto não quero me machucar, mas e se ele for meu destino e se minha felicidade estiver com ele minha metade? As dúvidas me assombravam e me abordavam não estava prestando muita atenção  a minha volta até que...

_ Tae cuidado! Está tudo bem não tá machucado? Dói?

Hoseok me segurava em seus braços e acariciava meu rosto, eu havia me desequilibrado e torcido o pé,  teria sido pior ,se ele não me segurasse eu teria caído em um barranco.

_ Eu estou bem, mas acho que torci meu pé. - ele olhou meu pé  tirou meu tênis, abriu sua mochila e surpreendi  com a caixa de primeiros socorros. Posicionou meu pé em suas coxas passou uma pomada e enfaixou e me deu um alnagesico pra mim tomar.

_ Tae suba!- ele disse se abaixando e esperando eu subir em suas costas estava receoso não queria ser um peso morto naquela altura do passeio.

_ Aaa Tae para de ser fresco sobe logo eu sei que você quer- Minho disse com um sorriso malicioso aa eu mato esse idiota.

Não respondi nada ao Minho  apenas subi nas Costa de Hoseok e me deixei ser cuidado. Ele é um pouco menor que eu mais é  forte suas costas são largas e quentes, logo depositei minha cabeça entre seu ombro e pescoço  e me permiti  sem sentir seu aroma."Obrigado" sussurro em seu ouvido, o vi corando  e sorrir bobo. Naquele momento resolvi me permitir, amar.

Mesmo querendo voltar seguimos o passeio, Hoseok  foi atencioso  o tempo todo, na cachoeira  ele me carregou no colo era meio constrangedor pois os outros três estavam olhando muito como se agente fosse a atração.

_ Tae vou te mostrar uma coisa interessante.-assenti e fui com ele

Ele foi me levando cada vez mais pro fundo e perto da queda da cachoeira eu estava  apavorado  agarrando  seu pescoço, o outro apenas ria e seguia em frente. Quando chegamos mais perto da queda ele disse pra mim tapar a respiração eu obedeci e submergimos, ele me carregou em seus braços e logo subimos a frente. Fiquei admirado  uma caverna escondida, ele sorria animado.

_ Gostou?

_SE eu gostei? Eu amei isso é  maravilhoso como descobriu aqui?

_ Acho que só eu sei daqui, é  meu lugar especial e agora é  seu também m- corei- eu descobri 5 anos atrás estava nadando e notei uma fenda embaixo  da  água, sabe sou muito curioso e nadei até aqui. Me senti sortudo e não contei pra ninguém

_Que honra a minha obrigado  por compartilhar comigo... tô me sentindo especial

_E você é, tae me sinto extremamente atraído por você desculpa ser descarado assim-eu ri e discordei dele- mas pra fala a verdade eu quero fazer parte da sua vida você permite?.-eu fiz que sim com a cabeça

_ Bem vindo ao mundo de Taehyung-fiz aspas com os dedos e ele riu, estávamos sentados observando a queda de dentro da cachoeira estava tudo  lindo e perfeito. Sinto sua aproximação, ele segura minha mão, me viro pra olhar seu rosto que estava muito vermelho. Um cosplay perfeito de pimenta, mas mesmo assim ele segura meu queixo e sela meu lábio com um selar rápido e sem língua. Eu gostei porém estava com vergonha.

_ Vamos voltar.- eu disse e ele concordou

Depois disso seguimos em silêncio, não era constrangedor, era bom. Como meu pé não doía mais eu andei o resto percurso, ao chegar na parte que eu caí Hoseok segurou minha mão  e respondi entrelaçando meus dedos aos seus e seguimos assim até o acampamento. Eu estava nas nuvens foi um ótimo  e ele fez meu coração  se abrir.

Flashback off

Meus pensamentos foram interrompidos pelo despertador que despertou pela milésima  vez. Me levantei tomei um banho me arrumei e sai sem tomar café mesmo. Infelizmente vamos a luta, no caminho  liguei para o kook queria falar com ele e contar sobre esse novo amor mal via a hora. Sim eu estava com medo, mais por ele valeria a pena sofrer o risco...

O que é  a vida quando não  nos arriscamos ao desconhecido?


Notas Finais


Desculpe qualquer erro... Não revisei, apenas reescrevi... Qualquer erro podem avisar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...