História Um presente para Loki - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Loki
Tags Lemon, Sexo, Thorki
Exibições 52
Palavras 2.507
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


vou deixar você sem fôlego com essa.
.
sorry.
kkkk
.
espero que adorem. ;p

Capítulo 11 - Cordas


Deixo ele respirar por um tempo, mas tudo aquilo, me fez querer ainda mais. E ficamos por um tempo olhando pra cima fazendo os batimentos cardíacos voltarem ao normal. Olho pra ele e ele esta com um pequeno sorriso satisfeito em seu rosto e ele olha pra mim, parecendo quase inocente, ficamos por alguns instantes assim, até que eu mordo a boca e viro meu braço fazendo ele vir a mim, ele sorri com isso e eu o beijo, no começo lento, depois mais rápido e urgente e sinto ele sorrir com isso e mordo sua boca e puxo devagar quando o fôlego some.

E beijo e mordo seu pescoço e fazendo dar um pequeno gemido, me viro e fico por cima dele. E beijo seu pescoço inteiro e vou abaixando por seu tórax e lambo seu mamilo com vontade e o sugo forte o fazendo arquear enquanto fico pressionando e apertando o outro. Rodeio a língua e chupo o arrepiando e o fazendo soltar um suspiro baixo e longo, saio e faço o mesmo no outro, passando a língua por ele todo. E vou descendo com beijos e lambidas por sua pele.

E mordo de leve seu baixo ventre o fazendo se arrepiar e dar um gemido de antecipação. E vou descendo, mas não vou em seu membro. Pego em suas pernas e o deixo aberto, lambo a parte interna de seu joelho e vou dando lambidas por sua coxa interna, o arrepiando por inteiro e sugo sua virilha o fazendo tremer e dou uma lambida longa e beijo sua parte interna e dou uma lambida em sua bola o fazendo estremecer e dar um gemido longo e passo pra outra fazendo o mesmo. E vou para seu outro joelho e vou lambendo até embaixo, dando sugadas por sua pele e dou uma lambida longa em sua virilha e sugo em uma leve mordida.

E pra acabar com ele, lambo seu centro até em cima em uma única lambida longa o fazendo tremer por inteiro.  E não agüentando o abocanho por inteiro, até o fundo da garganta, o fazendo pulsar e gemer longamente e subo com a língua o sugando por inteiro, lambo sua glande com a língua toda e o sugo lentamente e depois lambo seu membro por inteiro, que nem sorvete, o fazendo pulsar. E abaixo e coloco sua bola na boca e o fico sugando com vontade enquanto com a outro fico rodando os dedos.

Saio e lambo seu membro devagar e o coloco na boca pela metade e subo e brinco de dar lambidas rápidas em sua glande, o fazendo tremer com o movimento. E o fico com ele na boca enquanto fico passando as mãos em sua virilha e bolas o fazendo gemer alto. Dou uma longa lambida e desço com a boca de lado e lambo seu buraco deixando molhado e piscante. Dou uma sugada o fazendo se contorcer sobre a cama e ele se agarra aos lençóis se estremecendo por inteiro e ficando ainda mais em riste e pulsante.

Lhe dou uma cutucada com a língua e depois subo com ela toda por seu membro e o engulo lentamente, como que o saboreando, desço sugando profundamente e o rodeio com a língua até a base, com ele dando gemidos estremecidos. E subo sugando lentamente o fazendo grunhir. E vou com dedos molhado em sua entrada de uma vez, o fazendo gritar e se contorcer. E faço alguns movimentos rápidos, o que faz se estremecer por inteiro.

E paro de uma vez, o que o faz olhar pra mim do porque e eu olho pra ele sacana e sugo os dedos em que o penetrei lentamente, o que o fez dar um gemido rouco e deixar a cabeça cair. E lambo seu orifício novamente e depois subo lentamente por seu falo e com isso me levanto sem ele mal perceber e o pego com as mãos e vou fazendo movimentos lentos de vai e vem, como que o massageando, o fazendo ficar de boca aberta e os olhos fechados firmes , mal se agüentando.

Quando vi que estava próximo do clímax aumentei a velocidade das mãos, o fazendo se contorcer por inteiro e arquear pra trás girando os olhos. Relaxei nos movimentos e fiquei rodeando sua glande com os dedos, pra acalmá-lo ligeiramente.  E ele mordeu a boca, gemendo pela garganta. E aumentei ainda mais as investidas nas mãos e com seu pré-gozo escorrendo ficou ainda mais fácil o deslizar, o fazendo ondular sobre minha mão gemendo rouco, chegando perto do ápice.

E quando menos esperava, o larguei de repente e me posicionei na sua entrada, o cutucando ligeiramente, avisando segundos antes e numa única estocada, entrei com tudo pra dentro dele. O fazendo arregalar os olhos, arquejando e arquear pra trás, girando o olhos e gritar ensandecido, e gozando intensamente. Que fui direto e reto em sua próstata, o fazendo ter um orgasmo em segundos, quase o fazendo se colapsar sobre a cama de tanto que ele tremia.

E ele ficou tremulo por alguns instantes, parecendo em ligeiro choque, mas depois se amoleceu sobre a cama respirando descompassado. O deixei se acalmar por alguns momentos e me retirei devagar, o fazendo soltar um gemido baixo estrangulado.

— Nossa...! – exclamou num gemido olhando pra mim.

— Gostou? – falei rouco em sua orelha quando me abaixei ao mesmo tempo que me fazia entrar novamente.

— huuuhu...rumm. – falou e mordeu a boca.

E entrei mais e sai lentamente o fazendo se arrepiar e gemer baixo.

— Me de cordas longas... – pedi num sussurro de eco em sua orelha.

Ele me olhou ligeiramente espantado e olhou em meus olhos e lhe mirei serio, ficou alguns momentos paralisado e depois mordeu a boca com um brilho nos olhos. E num meneio de mãos apareceu dois pedaços de cordas do meu lado. E sorrindo pra ele, lhe deu um beijo guloso e profundo.

— Confia em mim? – perguntei rouco.

— Plenamente. – me diz sério, mas morde a boca.

Lhe dou um beijo profundo, mas curto. Olho pra ele e pego a ponta da corda e amarro em seu pé e o deixo esticado de lado e passo uma volta na grade, dou uma volta no joelho, passo na grade e volto e amarro seu pulso o deixando para o alto, mas dando para mecher, um pouco frouxo. E pego a outra corda e faço o mesmo. Olho pra ele e esta todo amarrado e aberto, as pernas arregaçadas pra longe.

— Meche as mãos. – falo sério.

Ele meche pra baixo e a perna sobe o deixando ainda mais aberto e ele solta um suspiro alto e morde a boca olhando pra mim. Não resisto e lhe beijo profundamente explorando cada canto de sua boca e fricciono meu membro no dele o fazendo dar um gemido sofrido em minha boca e quando o fôlego falta, lhe sugo a língua avidamente saindo e mordo sua boca, queixo e vou dando beijos e lambidas por seu troco e dou uma sugada em seus mamilos e os lambo com toda a língua o fazendo estremecer. E pego nas pontas das cordas que sobraram e as junto e coloco sobre seu pescoço, que se ele quisesse tirar, conseguiria, o fazendo que visse e ele olhou pra mim concordando e mordendo a boca num sorriso de lado.

E com isso lhe pego pelas coxas e passo as mãos por sua pele, deixando um rastro quente, o deixando arrepiado e mordendo a boca fechando os olhos. E abaixo as mãos por sua virilha e apertando e rodando com as mãos e passo na base de seu membro, mas não lhe toco e vou para suas bolas e fico como as massageando com os dedos, o fazendo dar um suspiro alto e ficar ainda mais ereto. E pego na base de seu membro e vou rodando pra cima com os dedos, o fazendo estremecer.

E rodeio sua glande com os dedos e depois desço rapidamente pra baixo, quase o fazendo dar um pulo, se estremecendo e soltar um grito curto e volto a subir lento com os dedos, rodando e esfrego os dedos pela glande num vai e vem e depois abaixo novamente rápido. E vou fazendo isso até ele quase não agüentar e se contorcer por inteiro. Mas com tudo isso com meu membro na portinha de sua entrada o deixando ansioso.

E pra acabar com a agonia torturante eu vou num vai e vem rápido o fazendo gemer estremecido. E quando estava chegando perto do clímax eu lhe dou uma estocada única e profunda o que o fez gemer longamente e apertar os olhos e vou movendo os quadris conforme seus gemidos. E quase inconsciente do que faz, ele puxa um pouco os braços e se faz erguer mais as pernas o que me faz entrar mais profundamente nele, o fazendo gemer rouco e se prensando na corda do pescoço, ficando ligeiramente vermelho mais com ligeiro sorriso de lado e ele geme mais alto, quando estoco mais fundo e lhe acerto a próstata.

E lhe acerto o ponto mais vezes o fazendo gemer mais alto, mas ficando estrangulado, faço que vou a tirar do pescoço, mas ele nega, relaxando um pouco e me olhando com brilho nos olhos e gemendo olhando pra mim, quando eu acertava toda vez. Não resistindo a essa visão o estoco mais rápido e vou ao mesmo ritmo com a mão em seu membro, o fazendo se contorcer e gemer mais alto e curto. E meio impensado no que faz e mais excitado ele puxa mais os braços o que o faz ficar ainda mais aberto, quase não tendo dificuldades pra entrar o acertando diretamente no ponto o fazendo arquear pra trás,mas vindo pra frente, vindo pra corda, meio enlouquecido.

E como de caso pensado, quando lhe acerto sua próstata, ele relaxa os braços de repente acima e suas pernas abaixam, quase completamente, na medida do possível, me prensando em suas paredes internas, fazendo a mim gemer sofrido, por ele se apertar firmemente a minha volta, como que me segurando ali. E sou eu que não agüento, quando deslizo saindo e gozo intensamente dentro dele e praticamente fazendo mira em sua próstata, que se contorceu por inteiro, gozando longamente, que quase me passou da cabeça, num grande e intenso orgasmo que já teve e gritamos juntos pela intensidade do prazer.

E ainda mal respirando tiro a corda do pescoço dele, para que possa respirar melhor, ainda o estocando com a mão, pra sair tudo, que ele ainda tinha, que parecia um vulcão, que não parava de sair. E com um grito fraco estremecido, ele deixa a cabeça cair e fica respirando rapidamente e descompassado. E deixo ele respirando melhor, tentando recompor a minha e depois saio ligeiramente dele o fazendo gemer estremecido. E me abaixo e dou um beijo profundo, mas curto e sorrio pra ele com sua iris dilatada.

— Espertinho. – sussurro em sua orelha.

Ele olha pra mim e solta um riso e cai com a cabeça tentando respirar melhor. E afrouxo um pouco as cordas dos pulsos, mas deixo como estava, deixando ele se mover um pouco melhor.

— Quer mais? Eu quero... mais!! – questiono em sua orelha e falo quente e... sedutor e mordo sua orelha.

Ele geme quando solto um suspiro quente em sua nuca e concorda e ele quem me captura a boca e da um beijo longo e profundo, explorando a boca do outro intensamente. E mordo sua boca e puxo levemente e sugo e lambo seu queixo e vou dando beijos em seu pescoço o deixando se recuperar mais um pouco, sugando levemente cada pedacinho dele, o fazendo se arrepiar pelo caminho.

E subo novamente e lhe beijo explorando sua boca com a língua e nisso o penetro devagar, o fazendo gemer em minha boca e aos poucos vou aumentando a velocidade das estocadas. Não agüentado o coloco um pouco mais pra cima e fico de joelhos meio aberto e o pego pelos quadris e vou o estocando rapidamente.

O pego pelas coxas o deixando meio parado e vou o estocando, mexendo os quadris rapidamente, quase como ele fez comigo. E vou o estocando, jogando o quadril pra frente o preenchendo por inteiro e depois saio quase todo e vou entrando novamente e jogo a cabeça pra trás, apertando os olhos e gemendo pela garganta. E deslizo as mãos pela sua bunda e o aperto, como que o indicando pra se contrair a minha volta e ele com um gemido, se contrai, me espremendo e me fazendo gemer alto.

E vou num vai e vem intenso, não me agüentando, me inclino pra ele e o vou estocando rapidamente, colocando as mãos em sua volta e gemendo em sua orelha, o deixando arrepiado. E ele sopra quente em minha orelha e me suga a ponta, me deixando ainda mais excitado e ficando mais duro dentro dele e ele geme rouco em minha orelha, me excitando ainda mais e me fazendo ir ainda mais rápido dentro dele, em movimentos alucinantes, mal me agüentando.

E ele se puxa ligeiramente, me fazendo ir mais profundo o que me faz acertar sua próstata e suas paredes se ondulam sobre meu membro, me fazendo senti-lo em todos meus nervos, quando me pressiona. Fazendo-me gemer ainda mais alto, ele vira o rosto pro lado e me lambe me chamando atenção e capturo sua  língua e a fico sugando sofregamente. E depois aprofundo minha língua em sua boca, que esse que suga a minha com luxuria.

E gemendo em sua boca, quando ele me apertava cada vez mais, vou mais intenso e profundo, sentindo o clímax vindo forte. E numa estocada que lhe acertou a próstata, ele não se agüentou e suas paredes me prensaram. Me fazendo gozar intensamente junto com ele, nos fazendo gritar longamente, num grade orgasmo. Fazendo a ele gritar e a mim praticamente rugir de prazer, que fugia de mim pra dentro dele, me fazendo contorcer o corpo inteiro.

Ficamos parados por um tempo respirando rápido e antes de quase me jogar pra cima dele, pegando alguma força dentro de mim, desamarrei seus pulsos o libertando. O que fez dar um gemido longo, quase que de dor quando suas pernas caíram de repente. E eu quase cai em cima dele e o beijei longamente, o que foi meio curto, pois não tínhamos quase ar. E sai de cima dele e dele, nos fazendo gemer. E ainda respirando meio rápido, o ajudei as por as pernas no lugar, por estar numa posição por tanto tempo.

Pego as pernas e rodo um pouco pra cima e depois as desço e faço isso um pouco pra ele se sentir melhor. Mas depois não agüento mais e me jogo na cama, aos pés dele, e os deixo sobre minha barriga, que mal conseguia me manter. E ficamos por um tempo longo assim, totalmente acabados, eu pelo menos... que depois logo vi as cordas sumirem e seus pés saírem de cima de mim e ele vir pro meu lado e se deitar e ficar olhando pra mim.


Notas Finais


gostaram?
.
alguém com calor por ai?
.
comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...