História Um Príncipe em Minha Vida - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Justin Bieber
Tags Casamento, Comedia Romantica, Demi Lovato, Justin Bieber, Principe
Exibições 91
Palavras 794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem o capítulo pequeno, e a demora para postar. Esse capítulo é 10% do capítulo The Press Conference (Que está enorme) como estava ansiosa para postar, cortei ele, e mandei o resto para betagem. Espero que gostem! Não esqueçam de comentar, críticas são sempre bem-vindas quando construtivas. Digam o que acham da nova capa da fanfic!

Capítulo 14 - The New Look


Minha cabeça começava a doer, meu cabelo estava muito embaraçado. Embora eu gostasse de meu cabelo, tinha que reconhecer, ele era extremamente volumoso, não um volumoso “Bündchen” estava mais para Hermione Granger em Harry Potter e a Pedra filosofal, grande e embaraçado.

 

— Ai!

 

— Queridinha, eu preciso dar um jeito nesse seu cabelo. — ele havia acabado de lavar meus cabelos, depois de pintá-los de castanho claro. — Vamos cortar.

— O QUÊ?!

 

— É só aparar. Mudar um pouco o corte, clarear a cor. Vai valorizar bastante seu rosto, deixar você com um aspecto mais leve, e vai favorecer bastante esse seu lado mais meigo.

 

— Meigo?

Fiquei surpresa. Não imaginava-me meiga.

 

— Há três tipos de mulheres Senhorita Lovato. A meiga, com um jeito mais fofo, dócil e gentil. A charmosa, com um jeito sexy, e sedutor. E a mediana, que consegue ser os dois. Você é a meiga, quando você sorri é algo fofo, e surpreendente. Seu olhar é extremamente dócil. Nós precisamos valorizar isso. Toda essa beleza fica escondida por baixo dessa pele mal tratada e desse cabelo.

 

Logo duas mulheres e um homem vieram fazer minhas unhas.

 

Eu sou meiga? Fofa? Eu nunca havia me achado bonita, de verdade. Eu sempre me achei abaixo da média. Escutar aquilo havia me surpreendido, e deixado-me feliz. Eu era bonita.

 

Quem sabe aquele otário do príncipe repense sobre me achar feia? Essa pergunta ecoou dentro de mim, trazendo uma repreensão do meu consciente. O quê? Não acredito que você pensou isso Demetria Devonne Lovato! Deixa de ser idiota! Por que  você iria querer que ele te achasse bonita? Idiota! Idiota! Idiota! Meu sangue subiu fervendo á minha cabeça. Como eu pensei isso? Você não sente nada por ele! Ridícula! Eu repreendia a mim mesma.

 

    — Agora só falta o corte e a escova. — Espera, o quê? Enquanto discutia comigo mesma, e viajava em meus pensamentos, ele cortava meus cabelos. Eu estava de costas para o espelho. Aquele visual que eu tinha, era desde que eu era pequena. Fazia parte de mim. Era difícil me desfazer daquele visual. Era minha identidade. As mãos de Foquin moviam-se rapidamente junto ao som que a tesoura fazia enquanto cortava meus cabelos, que era alto e afiado. Ele se movia agilmente, as mechas dos meus cabelos molhados desciam em grande quantidade. Sentia como se parte de mim estivesse indo embora, junto aquelas mechas que caíam. Um jeito que não é o meu… Um corte que não é o meu… Roupas que não são minhas… Parecia que eu já não era eu mesma. Eu estava casando por dinheiro. Eu havia esquecido meu melhor amigo. Sentia nojo de mim mesma. Estava me tornando o que eu mais odiava.

 

As mãos dele haviam parado.

 

    — Você prefere cacheados ou lisos? Já sei, você irá ficar perfeita! — hã?! Mal havia processado o que ele havia dito, e logo o ar quente do secador bateu em meu rosto. Ao terminar de secar meu cabelo, uma mulher veio começar a me maquiar. Ele pegou a chapinha e começou a passar em meus cabelos.

 

Cerca de meia hora depois eles todos haviam terminado. Todos saíram menos Foquin. Minhas pernas haviam ficado dormentes. Foquin estava frente a mim. Ele me olhava surpreso.

 

    — Eu sou demais. Sério, demais. Pronta? — Oh droga! Eu estava curiosa. — Feche os olhos.

 

Fiz o que ele pediu. Senti a cadeira virar e abri meus olhos. UAU! Pela primeira vez em muito tempo eu me achava verdadeiramente bonita. Meu cabelo já não era tão grande, ele estava na altura do busto. A cor não era mais o preto e sim o castanho claro. Ao contrário do que eu pensava a tintura não havia acabado com meu cabelo, ele agora estava mais macio, sedoso e leve. Foquin havia transformado meu franjão em franjinha. Meu cabelo estava liso da raiz até as orelhas e no resto estava ondulado. A maquiagem era sutil mas havia realçado traços que eu pensava que não tinha. Uma sombra branca, bem sutil. Os cílios, embora postiços*, estavam bem naturais e com bastante rímel. O batom era um tom nude coral.

 

    — Agora Senhorita Lovato, eu irei deixá-la para que troque de roupa.

 

Ele me entregou 3 sacolas e saiu. Na primeira havia um vestido bege, com uma saia volumosa um pouco curta, e sem mangas. Na segunda, havia um par de salto alto fechado dourado. Na terceira e última haviam… Jóias. Um colar de ouro com um pingente de coração rosa, uma pulseira também de ouro com vários pingentes de coração rodeando-a, e uma aliança. Ela era linda. Bem fina, mas com uma enorme diamante no meio. Era perfeita. Digna de uma princesa.

 

Troquei de roupa rapidamente. Eu estava atrasada. Já deveria estar lá. Olhei-me no espelho depois de colocar a roupa. Eu estou linda… Pareço até uma… Princesa.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...