História Um Príncipe em Minha Vida - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chris Evans, Demi Lovato
Tags Casamento, Chris Evans, Comedia Romantica, Demi Lovato, Principe
Visualizações 381
Palavras 949
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem, e desculpem o capítulo pequeno.

Capítulo 3 - Maybe... You're Right


 

- O que? – Minha irmã gritou da cozinha. – Tu esqueceu de tomar o gardenal?

 

- Desculpe minha irmã… Vossa majestade. – Minha voz estava trêmula, gaguejando em certos pontos. A Rainha? Pensei que nunca mais a veria pessoalmente depois daquele incidente.

 

- Entendo. – Ela ficou parada na porta com dois guarda-costas enormes atrás. Meu Deus, dois cosplays, um do Hulk e o outro do Dwayne Johnson! Demi retardada! Para de fazer piada! A mulher, pediu pra entrar! Dou um leve tapa na minha cabeça.

 

- Desculpe. É… Entre por favor. – Com certeza não era todo dia que se recebia a Rainha em sua casa, principalmente quando sua casa acaba de ser vandalizada.  A Rainha entrou, junto aos dois seguranças.

 

- Oh, Xavier, pode esperar lá fora? Eu não irei demorar.

 

- Vossa majestade, desculpe a casa é que… – Em seguida, eles se retiraram e eu fechei a porta. O que ela quer, hein?! Ela estava olhando o apartamento semi-destruído. Eu realmente não sabia como dizer que meu apartamento foi vandalizado por um agiota que queria nos matar, porém, ela me interrompeu por sorte.

 

- Não precisa se desculpar.

 

- Ô Demetria, quem estava na… – Dallas veio até a sala, quase tombou em seus pés ao ver a Rainha.

 

- Vossa Majestade, essa é a minha irmã, Dallas Lovato.

 

- Por q… Como… - Ela tentou se recuperar do recente susto. - Olá.., Vossa Majestade. – Dallas estava realmente confusa, não sabia ao certo o que dizer.

 

- Dallas, me ajuda a desvirar o sofá para que a Rainha sente. – Nós estávamos visivelmente desconfortáveis. O que será que vem por aí? Por favor, minha cota de sustos do mês já se esgotou, então aguenta coração.

 

- Cla… Claro. – Desviramos o sofá. Minha irmã me olhou com o famoso olhar “Você aprontou o que dessa vez?”

 

- Sente-se, Vossa Majestade. – Fui à cozinha pegar duas cadeiras para sentarmos, queria deixar a Rainha confortável no pequeno sofá.

 

- Desculpe, mas, não querendo ser mal educada, é uma honra recebê-la em nossa casa, mas o que a Vossa Majestade veio fazer aqui? – Dallas falou nervosamente enquanto sentava na cadeira que eu havia trago.

 

- Oh, sua irmã salvou a minha vida, uma visita não é nada perto da tamanha dívida que tenho com ela. – Ela quase caiu.

 

- Salvou sua vida? A Demi?

 

- Sim. – Dallas me olhou boquiaberta.

 

- Oh, eu não te contei? A Rainha se engasgou com um couve-flor e eu a salvei. – Falei com descaso, ela deixou o queixo cair.

 

- Você não contou para sua irmã, Demetria? Posso te chamar assim? – A voz dela era delicada, diferentemente das nossas que demonstravam nervosismo extremo.

 

- Pode me chamar de Demi, todo mundo me chama assim. E não, eu não achei necessário.

 

- Você não achou necessário me contar que tinha salvado a vida da Rainha da Inglaterra? – Ela me olhou com raiva.

 

- É que… Desculpa. - Levanto as mãos, entrelaço os dedos e faço cara de cachorrinho perdido. - Por favor.

 

Por um segundo esqueci da Rainha e voltei a época em que tinha 8 anos e tudo era mais fácil, desde pequena esse gesto me acompanha. Quando eu fazia algo de errado e não queria levar castigo, fazia isso, meus pais se derretiam. Lembrar daquela época realmente me fazia chorar.

Meu devaneio foi embora quando o som da risada da Rainha ecoou pela pequena sala.

 

- Oh desculpe, é que desde pequena ela faz isso para se desculpar, ela sabe que eu não resisto. – Dallas falou.

 

- Não se desculpe. Isso só faz com que eu tenha mais certeza de que ela é a pessoa certa para fazer isso.

 

- Isso? – Dallas e eu falamos em conjunto.

 

- Ao final da conversa, eu direi. Mas antes, é mais apropriado que você… Demetria, conte a ela como salvou minha vida.

 

Contei a Dallas tudo o que tinha acontecido, menos a parte em que eu gritei com o Príncipe. Ela escutou tudo de queixo caído, era quase impossível acreditar naquilo tudo. Eu mesma, se não tivesse acontecido comigo, não acreditaria. Demetria Lovato salva a vida da Rainha da Inglaterra, realmente não soava bem.

 

- Certo, expliquei tudo. – Suspirei.

 

- Realmente, se Vossa Majestade não estivesse aqui agora, eu não iria acreditar. E sério mesmo que eles te demitiram?

 

- Antes de tratar o assunto que eu vim aqui falar, gostaria de perguntar, se não for incomodar, o que houve aqui? – Ela examinou o nosso pequeno apartamento.

 

- Oh, foi um ato de vandalismo. Um agiota, que devíamos dinheiro, veio cobrar. – Dallas falou.

 

- Dallas! – Cutuquei-a. Bicha véia escrota! Como ela fala isso?!

 

- Oh, desculpe Vossa Majestade. – Dallas se desculpou.

 

- Não tem problema. Vamos direto ao assunto. – Meu coração acelerou e um arrepio percorreu minha espinha.

 

- Naquela noite do jantar, fiquei um tanto intrigada com você, Demetria. Seu olhar, ele me passou algo diferente, uma pureza, uma inocência singular. Desde então tenho tentado saber o máximo possível sobre você, eu tive uma ideia, Demetria. Ela te envolve, ou melhor, a parte central dessa ideia é você. Você é perfeita para isso. – Conforme ela falava o meu coração ia ficando cada vez mais acelerado. - Meu filho… O Príncipe Justin, está cada vez pior, só quer saber de ir para festas, beber… Ele está cada vez envolvido em mais escândalos e isto está manchando a imagem da família real e pior, está acabando com meu coração, pois antes de ser rainha, sou uma mãe e é por isso que vim aqui hoje; para te propor isso.

 

- O qu… - Minha voz falhou, meu coração estava palpitando como louco. - O quê?


- Case-se com meu filho, o Príncipe Justin.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...