História Um Príncipe em minha vida! - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Brett Talbot, Cora Hale, Derek Hale, Hayden Romero, Isaac Lahey, Liam Dunbar, Lydia Martin, Personagens Originais, Scott McCall, Sheriff John Stilinski, Stiles Stilinski
Tags Sterek
Exibições 120
Palavras 4.770
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Fantasia, Lemon, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoas!

Novo capítulo no ar. Espero que gostem. Não esqueça de favoritar a fic e de comentar.

Beijos

Capítulo 20 - Você aceita?


Fanfic / Fanfiction Um Príncipe em minha vida! - Capítulo 20 - Você aceita?

Derek aproximou de Cora e percebeu que os lábios da menina estavam roxos assim como seu rosto. Ele aproximou sentindo o peito da irmã respirando bem devagar. Derek sentou Cora e apertou com força sua barriga. Derek apertou mais uma vez e naquele momento algo saiu da boca de Cora caindo no sofá. Cora respirou fundo e encarou Derek assustada.

— O que aconteceu comigo? Indagou Cora.

— Você desmaiou. Disse Derek que alisou o rosto da irmã. — Você comeu algo antes de vir pra cá?

— Eu só tomei o remédio da lúpus. Disse Cora. — Não comi nada Der. Por quê? O que aconteceu?

— Não tem como ninguém asfixiar com um remédio da lúpus. Disse Derek que suspirou. — Remédios não causam asfixias.

Ian soltou de Stiles e aproximou de Cora e abraçou bem forte. Cora sorriu ao sentir o abraço do garoto. Derek levantou viu o remédio que caiu da boca da irmã e pegou a cápsula. Derek encarou o nome na cápsula.

— Alprozolam. Disse Derek que foi aproximando de Stiles.

— Alprozolam? Indagou Stiles. — Esse remédio é de ansiedade. Eu tomei ele quando era adolescente. Porque a Cora tomou esse remédio pensando que era da lúpus?

— Essa é uma boa pergunta Stiles. Disse Derek que pegou a cápsula e guardou no bolso. — Eu vou descobrir mais tarde.

Stiles pegou na mão de Derek. Eles se olharam e deram um pequeno beijo. Ian e Cora estavam abraçados e acariciando um ao outro. Eles saíram do abraço e se encararam.

— Você está bem? Indagou Ian.

— Melhor agora que vi que você não era uma miragem. Disse Cora abrindo um sorriso. — Você é o meu presente do Derek né?

— Sim. Disse Ian sorrindo. — Gostou da surpresa?

— Eu amei. Disse Cora emocionada. — Você é tudo de bom Ian. A pessoa mais incrível que já conheci. Eu te adoro com todo meu coração.

Cora e Ian se olham apaixonados. Cora olha para Derek e Stiles que estão de olhos nela e em Ian. Ian vira e repara que o irmão e o cunhado estão olhando para ele e Cora.

— Eu preciso ir. Disse Cora.

— Eu vou com você. Disse Derek.

— Eu vou também. Disse Ian.

— Não vai não. Disse Derek sorrindo. — Você fica aqui até que eu avise aos meus pais que você veio comigo. Meu pai vai liberar de boa, mas minha mãe é o bicho.

— Derek tem razão. Disse Stiles. — O bom que você vai me contar como foi sua viagem.

— Stiles pode sentir o poder da sogra/rainha. Disse Cora sorrindo sem graça. — Vamos Der?

— Sim. Disse Derek que olhou pra Stiles e Ian. — Busco vocês daqui a pouco. E Stiles conte ao seu irmão onde ele vai dormir.

— Pode deixar Der. Disse Stiles sorrindo.

Cora deu um beijo na bochecha de Ian. Ela levantou aproximou de Derek e foram saindo da casa de hospedes. Stiles aproximou da porta e fechou. Ian encarava Stiles. Stiles virou e viu seu irmão o encarando.

— Onde eu vou dormir? Indagou Ian.

— No quarto do Derek. Disse Stiles. — Porque ele vai dormir aqui comigo.

— Vocês gostam de viver em perigo. Disse Ian sorrindo. — Legal, assim fico muito mais perto da Cora.

Stiles sorriu e foi em direção a cozinha. Ian deitou no sofá e passou a mão na bochecha em que Cora beijou. Stiles voltou da cozinha com um copo de água e viu o irmão sonhando acordado.

 

 

LONDRES

 

Malia acariciava o filho enquanto ele dormia em seu colo. Peter e John olhavam para os dois emocionados. Melissa veio aproximando da porta do quarto de Malia. Isaac viu Melissa e foi aproximando da médica. Isaac puxou Melissa pela mão afastando da porta. Melissa sorriu ao ver Isaac.

— O que foi Isaac? Indagou Melissa preocupada.

— Preciso que você abra o resultado do exame. Disse Isaac. — Não consigo. Tenho uma forte ligação com a Malia e é contra ética.

— Meu amor às vezes devemos deixar a ética de lado para salvar um ente querido. Disse Melissa sorrindo. — Me dê esse envelope que eu leio o resultado.

— Obrigado Melissa. Disse Isaac entregando o envelope.

Melissa pegou o envelope e abriu retirando de dentro o papel. Melissa analisou os resultados frente e verso. Ela suspirou pensativa. Isaac observava ela a espera de alguma coisa. Melissa encarou Isaac.

— Seu tratamento funcionou. Disse Melissa. — Existem somente 15% das células leucêmicas no sangue da Malia. Ela estava com 53%. Você diminuiu com seu tratamento 38% das células leucêmicas. Isso é um grande avanço. Acho que se fizer mais uma transfusão com o novo sangue ela vai melhorar de imediato. Malia precisa ainda manter-se na dieta de vitaminas e comida saudável.

Isaac abre um enorme sorriso. Melissa abraça Isaac. Eles saem do abraço e se olham felizes.

— Vamos dar à boa noticia ao John, Peter e a Malia? Indagou Melissa.

— Sim. Disse Isaac sorrindo.

Melissa entrega o resultado do exame para Isaac. Os dois vão entrando no quarto de Malia. John e Peter nem percebem a presença dele. Malia olha para Melissa e Isaac e abre um enorme sorriso.

— Meu Pedro é lindo né? Indagou Malia encarando Isaac e Melissa.

— É. Disse Peter e John ao mesmo tempo.

Peter e John seguiram o olhar de Malia e viram Isaac e Melissa. John sorriu e aproximou de Melissa. Malia sorriu.

— É sim Malia. Disse Melissa sorrindo. — Inclusive esses dois avôs babões aqui também acham.

— Isso é verdade. Disse Isaac que sorriu. — Malia eu acabei de pegar o resultado do seu exame de sangue de todo tratamento que fizemos com você desde que entrou em coma.

— E aí, Isaac? Indagou Peter que indagou novamente. — Qual o resultado do exame? Minha filha está curada?

Peter aproximou de Malia. Isaac encarou os dois.

— Malia estava com 53% de células leucêmicas no sangue. Disse Isaac. — Desde que começamos o tratamento até a gasometria retirada hoje nos mostrou um grande avanço no tratamento.

— Avanço como Isaac? Indagou Malia.

Isaac suspirou.

— Um avanço de 38% de células leucêmicas a menos no seu sangue. Disse Isaac encarando Malia e Peter. — Você só está com 15% dessas células leucêmicas agora Malia. Vamos fazer uma nova transfusão de sangue mais tarde. Se tudo der certo em breve você vai está com 0% de células leucêmicas e vai está curada.

John sorri emocionado. Peter sorri e enche a testa de Malia de beijos. Malia sorri emocionada e continua acariciando o filho enquanto dorme em seus braços. Liam estava sentado na biblioteca terminando de fazer um trabalho. O celular dele vibrou e viu que era Scott. Liam sorriu e atendeu ao telefone.

 

LIAM: Oi amor.

SCOTT: Oi meu lindo... Aqui não vou poder buscar você na escola.

LIAM: Por quê?

SCOTT: Ontem fui dormir tarde e acordei cedo. Senti uma dor de cabeça e minha mãe me deu um remédio que dá muito sono. Tenho medo de pegar o carro com você e acontecer algum acidente. Não iria me perdoar se algo acontecesse com você Liam.

LIAM: Tudo bem. Eu vou para casa sozinho então. Se você quiser posso preparar uma canja de galinha e levar para você mais tarde. Olha que sou mestre da canja de galinha.

SCOTT: Pode ser... Você bem que podia dormir aqui em casa também. Assim poderíamos assistir um filme juntos na Netflix ou ver uma série.

LIAM: Ok meu lindo. Preciso desligar agora. Estou na biblioteca terminando meu trabalho e já vou pra casa preparar sua canja e mais tarde vou pra sua te mimar e cuidar desse namoro lindo, moreno e fofo que é você.

SCOTT: Ok vê se aparece por volta das seis.

LIAM: Ok.

 

Liam e Scott desligam o telefone celular. Scott olha o sinal da rua fechar e atravessa a rua. Ele anda algumas quadras e entra em uma viela. Scott tira um papel do bolso e encara o endereço. Scott vai aproximando de uma porta e bate nela. A porta é aberta e um garoto de pele clara, cabeça raspada, olhos claros e boca carnuda foi saindo de dentro e encarando Scott.

— Finalmente você decidiu me procurar depois de quatro meses. Disse o garoto encarando Scott.

— Eu não podia. Disse Scott que sorriu e acariciou o rosto do garoto. — Estivemos cinco anos morando juntos Jackson.

— Eu sei meu amor. Disse Jackson sentindo a mão de Scott. — Só que descobriram nosso esquema.

— E voltamos a nossa vida normal. Disse Scott sorrindo. — Eu sinto tanta falta sua meu lindo.

— Eu vi você outro dia na rua com aquele moleque chegou no beco “salvando” você.

— Vocês precisavam de uma testemunha.

— Sim, mas você ficar andando de mãos dadas com ele?

— Eu estou namorando com ele. Disse Scott que encarou Jackson. — Não faz essa cara de ruim. Eu tive que namorar com ele, tive de fingir muita coisa e menti para todos. Para meu melhor amigo que é como um irmão e para minha mãe.

— E seu pai? Indagou Jackson.

— Não mora mais em Londres. Disse Scott que suspirou. — Parece que ele conheceu um brasileiro e foi viver a vida no Rio de Janeiro. Ele e minha mãe conversaram ontem. Ele quer que eu vá ficar semana que vem com ele e seu atual namorado.

— Será que você vai conseguir a grana que devemos? Indagou Jackson.

— Espero que sim Jackson. Disse Scott que sorri. — Sinto tanto sua falta. Seu calor, seu cheiro, sua boca, seu pênis.

— Não tem ninguém aqui dentro. Disse Jackson que puxou Scott. — Vem ser todo meu como sempre foi.

Scott e Jackson começam a beijar. Jackson tira a blusa de Scott e em seguida vai desabotoando a calça do moreno. Scott encosta Jackson na parede e tira à camisa dele em seguida ele desabotoa a calça de Jackson fazendo o ficar somente com uma Box preta.

Jackson abaixou a calça de Scott e em seguida viu o volume do moreno crescer dentro da Box branca que usava. Eles voltaram a beijar e foram em direção ao sofá onde deitaram, beijaram e acariciaram um ao outro.

— Me come Jackson.

— É pra já Scott.

Jackson tira a cueca de Scott e depois tira a dele. O membro de Jackson está visivelmente duro. Ele começa a penetrar e Scott vai sentindo a penetração e delirando a cada vez que sentia o membro duro de Jackson entrar em seu corpo. Assim que entrou, Jackson começou a estocar de leve. Scott ia gemendo e alisando as costas do loiro.

Jackson foi estocando cada vez mais rápido. Scott e Jackson gemiam e suava. Eles estavam cada vez mais unidos. Scott gemia alto. Jackson estocava com força até não aguentar mais e gozou dentro de Scott. O moreno sorriu e Jackson abaixou e começou a chupar. Scott sentia a boca de Jackson em seu membro e acabou gozando na boca dele. Jackson sorriu e pulou ao lado de Scott. Eles se olharam e beijaram. Scott parou o beijo com selinhos.

— Que saudades estava de você. Disse Scott sorrindo. — Só que agora preciso ir. Menti para minha mãe e para o Liam dizendo que estava doente em casa. Minha mãe foi no hospital e me deixou um remédio que joguei fora quando tava vindo. Por favor, nunca mais vá até minha casa. Prometo conseguir o dinheiro bem antes.

— O tempo está acabando. Disse Jackson. — Nossas vidas correm perigo Scott. Precisamos do dinheiro o mais rápido possível.

— Eu vou dar um jeito. Disse Scott que pegou a carteira e tirou e mil e duzentos euros de dentro dela. — Aí tem mil e duzentos euros Jackson. Faltam somente dezoito mil e oitocentos euros para pagar nossa divida. Você já tem quanto?

— Nesses quatros meses consegui juntar apenas três mil euros. Disse Jackson. — Com mais seus mil e duzentos temos quatro mil e duzentos. Jackson suspira. — Faltam quinze e oitocentos agora.

— Eu vou dar um jeito de conseguir o resto da grana. Disse Scott. — Vou ver com meu pai se ele me dá um pouco. Vou ver se... Espera... O vizinho do meu melhor amigo. A família dele é podre de rica. Eu vou entrar na casa dele e pego a grana.

— Como você vai fazer isso Scott sendo que ele mora lá? Ele vai saber que é você.

— Ele está nos Estados Unidos agora. Disse Scott. — A casa está vazia. É isso... Eu vou fazer isso. Que horas são?

— Cinco horas. Disse Jackson olhando o relógio.

— Preciso ir.

Scott vestiu a roupa rapidamente e foi saindo e despedindo de Jackson com um selinho. Scott saiu correndo pela rua. Ele atravessou uma rua correndo e pegou um ônibus.  Lydia estava sentada digitando rapidamente no notebook. Allison estava em sua frente encarando-a.

— Terminei. Disse Lydia sorrindo. — Terminei de escrever meu livro.

— Com quem o Pedro terminou? Indagou Allison animada. — Andréa? Vick?

— Com nenhuma das duas. Disse Lydia encarando Allison. — Quando comecei a escrever o capítulo final vi que não estava preparara para me despedir dos personagens e alterei o que seria um final deixando um gancho para uma possível continuação.

— Eu sou #Pedréa. Disse Allison encarando Lydia.

— Eu já sou #Vicdro. Disse Lydia sorrindo. — Seja como for. O livro está finalizado e mandei para seu e-mail nesse momento para você fazer as correções de alguns erros. E assim que você terminar envio o livro para a editora que me procurou.

— Perfeito minha ruiva. Disse Allison sorrindo. — Não quero cozinhar hoje. Vamos pedir uma pizza e ver algum filme?

— Combinado. Amanhã saio em turnê novamente e você vai comigo. Disse Lydia sorrindo. — Estou tão animada. E a banda foi contratada para tocar num evento importante nos Estados Unidos. Até jato particular eles enviaram.

— Que legal. Disse Allison. — Minha ruiva é famosa no mundo inteiro.

Allison aproximou de Lydia e a beijou. As duas foram beijando cada vez mais apaixonadas.

 

 

 

ESTADOS UNIDOS.

 

Talia e Andrew conversavam na sala. Cora e Derek entraram pela porta e foram aproximando dos pais. Talia sentou e encarou os filhos. Andrew encarou Derek.

— Eu trouxe um amigo comigo. Disse Derek. — Ele e a Cora fizeram uma grande amizade quando ela esteve em Londres.

— E cadê ele? Indagou Andrew.

— Vai chegar para o jantar. Disse Derek. — Pedi a Sara que preparasse o quarto de hospedes aqui de casa. Já que a casa de hospedes está com o meu vizinho.

— Tudo bem Derek. Disse Talia. — O jantar saíra em uma hora.

— Mãe você tem que pedir ao médico para diminuir o tamanho da cápsula. Disse Cora. — Quase morri asfixiada.

— Como é que é? Indagou Andrew preocupado.

— Isso mesmo. Disse Cora. — Fui tomar o remédio da lúpus e quase morri asfixiada com o tamanho da cápsula. Derek que me salvou.

— Eu vou tomar um banho e trocar de roupa. Disse Derek.

Derek subiu rapidamente para seu quarto. Derek trancou a porta e tirou a roupa. Ele entrou no banheiro e tomou um banho bem gelado. Dez minutos depois ele já tinha enxugado e vestido a roupa. Ele pegou uma calça de pijama, sua nécessaire e colocou em uma mochila.

Stiles estava sentado no sofá lendo as mensagens no celular. Ian vinha da cozinha com um copo de água e sentou ao lado do irmão. Stiles abriu a foto que John enviou para ele. Stiles derreteu todo ao ver a foto de Malia e Pedro juntos. Ian sorriu ao ver a foto.

— Meu sobrinho é o bebe mais lindo do mundo. Disse Ian sorrindo. — Malia finalmente acordou e está muito bem para quem estava em coma.

— Está mesmo. Disse Stiles. — Meu filho é muito lindo... Que saudades eu estou dele. De sentir o cheirinho dele e beijar a bochecha gostosa que ele tem.

— Calma Stiles. Disse Ian sorrindo. — Pedro é um bebe ainda. Ele é lindo e fofo.

Stiles sorriu. Sara apareceu na porta, segurando uma bolsa nas costas, bateu e foi entrando.

— Desculpa interromper. Disse Sara. — A família real os espera para o jantar.

— Jantar as seis horas da tarde? Indagou Ian.

Stiles encarou Ian. Sara sorriu e foi aproximando.

— Aqui é um costume jantar a essa hora. Disse Sara. — Não se preocupe se estiver com fome você pode fazer um lanche mais tarde. É só pedir para o funcionário da cozinha.

— Beleza. Disse Ian que foi levantando e encarou Stiles. — Você não vem Sti?

— Já vou. Disse Stiles que bloqueou o celular e colocou no bolso. — Que bolsa é essa na sua mão Sara?

— Derek pediu que deixasse aqui para mais tarde. Disse Sara. — Não se preocupe Stiles. Derek é como um filho para mim, ele me conta tudo da vida dele. Cuido dele desde quando era bebezinho.

— Você sabe então sobre...

— Sim. Ele me contou hoje. Disse Sara sorrindo. — Só quero ver a felicidade do Derek. Você precisa ver ele falando de você com aqueles olhos esverdeados brilhando de tanto amor.

Stiles sorri envergonhado e Sara aproxima dele e o abraça de lado. Os três vão saindo da casa de hospedes em direção ao palácio. Laura, Clint, Derek, Cora estão sentados em volta da mesa. Andrew e Talia entram na grandiosa sala de jantar e aproximam da mesa. Sara entra no palácio acompanhada por Stiles e Ian. Eles vão em direção a sala de jantar.

— Desculpe pelo atraso. Disse Sara a Talia e Andrew.

— Tudo bem Sara. Disse Andrew sorrindo e encarando Stiles e Ian. — Sente-se, por favor.

Stiles e Ian aproximam da mesa e senta-se aos dois locais vazio. Derek sorri e encara Stiles. Andrew percebe e abre um sorriso. Talia encara Stiles e Ian.

— Vocês se parecem. Disse Talia.

— É que o Ian mãe. Disse Derek. — É irmão mais novo do Stiles. O Ian e a Cora se tornaram grandes amigos. E como forma de presentear Cora pelo aniversário dela eu trouxe o Ian comigo na viagem. Se eu soubesse que Stiles estava vindo para o mesmo lugar que nós dois teríamos os três vindo juntos.

— Entendi Derek. Disse Talia que sorriu e encarou Ian. — Nossa você parece muito com seu irmão. É bonito, bom moço e parece ser bem educado.

— Obrigado vossa excelência. Disse Ian sorrindo.

Talia sorriu. Derek e Cora encararam Ian rapidamente. Stiles chutou a perna do irmão que sentiu. Talia abriu um sorriso encarando os filhos e os convidados.

— Podem jantar queridos. Disse Talia.

Uma funcionaria do palácio veio colocando os pratos a frente de cada pessoa. Talia e Andrew começaram a comer. Em seguida foram seus filhos e os convidados. Stiles sentiu um pé roçar sobre o seu. Derek encarou o amando e mandou um beijinho no ar. Stiles sorriu e continuou jantando.

Passado o jantar foi proposto a sobremesa e todos comeram. Ian olhou Cora e abriu um enorme sorriso. Andrew percebeu a felicidade de Cora ao ver ela ao lado de Ian. Talia terminava de comer e logo encarou a todos na mesa.

— O jantar foi maravilhoso. Disse Talia. — Se me derem licença preciso subir para meu quarto e resolver algumas pendências. Podem continuar a conversa e até amanhã.

Talia deu um selinho em Andrew e foi saindo da sala. Andrew suspirou e encarou os três filhos que estavam sentados a sua frente com seus respectivos amores. Laura e Clint levantam.

— Pai estamos indo para casa do Clint. Disse Laura sorrindo. — Volto amanhã cedo. Boa noite. Laura encarou Stiles e Ian. — Até amanhã meninos. Boa noite. Laura encarou os irmãos e beijou as bochechas deles. — Boa noite Der... Boa noite Cora.

Derek e Cora disseram quase ao mesmo tempo. Assim que Laura saiu com Clint, Andrew encarou Derek e Cora. Stiles tomou um gole do copo de suco. Ian limpava sua boca com guardanapo.

— Quer dizer que as paixões dos meus filhos estão aqui comigo na mesma mesa. Disse Andrew sorrindo encarando Stiles e Ian. — Bem-vindos. Mal tive tempo de conversar com vocês. Stiles já conheço por voz e por fotos. Já conversamos muitas vezes por telefone. Agora você Ian é a primeira vez.

— É um prazer te conhecer pessoalmente senhor. Disse Ian sorrindo. — Meu melhor amigo fez um trabalho de Geografia sobre sua família. Eu lembro que quando vi sua foto comentei nossa que rei com cara de gente boa. Não parece com o Philpe, marido da Elizabeth. Um rei com um ar jovem e maduro ao mesmo tempo. O que me assustou na época foi à foto da sua esposa. Eu falei para o Liam “CARA ESSA RAINHA PARECE SER BASTANTE BRAVA”. Stiles chuta a perna de Liam. — Aí! Porque me chutou Stiles?

— Fica calado Ian. Disse Stiles.

Andrew, Derek e Cora começaram a rir.

— Fica tranquilo Sti. Disse Derek. — Minha mãe é mesmo brava.

— Bota brava nisso. Disse Cora.

— Na historia da Inglaterra tem a dama de ferro Margaret Thatcher. Disse Andrew. — Nos Estados Unidos a nossa dama de ferro se chama Talia Melisandro Hale. Andrew sorriu e encarou Derek e Cora. — Ian vai dormir no seu quarto Derek?

— Sim pai. Disse Derek sorrindo. — Vou dormir com o Stiles na casa de hospedes.

— Perfeito. Disse Andrew sorrindo. — Se amem meninos. Boa noite. Bons sonhos.

Andrew levanta e vai saindo. Sara aproxima da sala de jantar.

— Cora, porque não leva Ian para o quarto do Derek? Indagou Sara.

— Sim... Disse Cora sorrindo. — Vou levar ele agora.

Cora e Ian levantaram da mesa e foram saindo. Sara saiu atrás deles. Stiles e Derek levantaram da mesa e aproximaram um do outro. Derek olhou em volta e roubou um selinho de Stiles.

— Vamos amor?

— Sim meu príncipe.

Stiles e Derek sorriram e saíram do palácio. Cora e Ian entraram no quarto de Derek. Ian aproximou de sua mala e abriu rapidamente. Cora aproximou de uma cadeira e sentou. Ian tira um embrulho de presente e vira para Cora.

— Sei que seu aniversário é só daqui a dois dias. Disse Ian. — Mas eu espero que você goste desse presente.

— Tecnicamente meu aniversário é amanhã. Disse Cora. — Só que meus pais vão ficar ocupados o dia inteiro amanhã e vou fazer a comemoração no dia seguinte que a agenda deles estará livre.

Ian sorri e aproxima de Cora e entrega o embrulho. Cora sorri, desfaz o laço do embrulho e abre a caixa. Ela tira uma pequena caixa de dentro da grande. Cora abre a pequena caixa e vê um colar de coração com uma pequena fechadura. Cora abre o coração e vê uma foto de Ian e ao lado os dizeres I LOVE YOU. Cora emociona e sorri.

— Esse é o melhor presente que já ganhei na vida. Disse Cora sorrindo que aproxima de Ian e o beija.

Ian e Cora se beijam apaixonados. Derek e Stiles entram na casa de hospedes. Derek tranca a porta. Stiles pega o celular dele e vê uma nova mensagem de seu pai. Stiles encara Derek.

— Vou ligar para meu pai rapidinho amor.

— Ok meu lindo.

Stiles liga para John e coloca no viva-voz.

 

STILES: Pai!

JOHN: Oi Stiles... Estou aqui no berçário junto com Peter. O Pedro e tão lindo meu filho. Olha só a risadinha dele.

 

John aproxima o telefone celular de Pedro. Peter faz gracinha para o neto e Pedro da aquela gargalhada de bebe todo fofo. Stiles e Derek escutam e se emocionam. Stiles suspira. John volta com o celular para ouvido.

 

JOHN: Como foi sua viagem meu filho?

STILES: Muito bem pai. Chegando em Londres te conto como foi. Cuida bem do meu filho pai. Tira fotos dele e me envia como você fez hoje.

JOHN: Ok Stiles. Eu vou tirar aqui. Peter e eu não arredamos o pé desse hospital. Amamos nosso neto e cuidamos muito bem dele. Depois nos falamos.

STILES: Ok pai... Te amo. Enche o Pedro de beijinhos em meu nome.

JOHN: Ok filho... Até mais.

 

John e Stiles desligam o telefone. Derek aproxima de Stiles e o pega pela cintura. Eles se olham emocionados. Derek roça seu nariz no de Stiles. Stiles gruda sua testa na testa do amado. Stiles puxa Derek para um beijo. Derek vai beijando e desabotoando a blusa de Stiles e passando a mão sobre o peitoral dele. Stiles para o beijo com selinhos.

— O que tem naquela bolsa que a Sara trouxe?

— Minha calça de pijama e uma surpresa que pretendia fazer com você. Disse Derek que encarou Stiles. — Eu ia te ligar para saber qual estado que você estava. Eu iria até o estado para encontrar você te faria uma serenata e te daria um presente.

— Presente? Indagou Stiles confuso.

— Eu te dou daqui a pouco. Disse Derek que envolveu Stiles em seu corpo. — Te amo muito Stiles Stilinski. Eu também quero ser seu.

— Tem camisinha? Indagou Stiles.

— No banheiro daqui tem. Disse Derek. — Meu pai manda os funcionários colocar camisinha na casa de hospedes caso algum hospede queira fazer algo.

— Sexo né moreno. Disse Stiles que foi desabotoando a blusa de Derek. — E eu Te amo Derek Melisandro Hale.

Stiles passou a mão no peitoral de Derek. O moreno sorriu. Stiles e Derek desabotoaram e abaixaram suas calças ao mesmo tempo ficando somente de cueca Box. Derek estava com uma cueca Box branca e Stiles com uma cinza. Stiles aproximou de Derek e envolveu suas pernas na cintura de Derek.

— Me faça o homem mais feliz da face da terra Derek.

— Eu vou.

Derek segurando Stiles. Eles se beijaram apaixonadamente e foram andando para o quarto. Antes de caírem na cama Derek foi andando até o banheiro e pegou a caixa de camisinha. Stiles sorriu entre os beijos. Derek e Stiles foram voltando para o quarto aos beijos.

Derek e Stiles caíram na cama aos beijos e começaram a roçar seus corpos de acordo com a intensidade dos beijos. Stiles alisou o membro do amado e chupou os lábios dele.

— Me come primeiro. Disse Stiles sorrindo e mordendo os lábios de Derek. — Depois eu quero te comer.

— Feito. Disse Derek que apertou a bunda de Stiles.

Derek tirou a cueca de Stiles rapidamente.  Stiles tirou a cueca de Derek juntos. Stiles deitou na cama e abriu as pernas. Derek extava bastante excitado, pegou a camisinha colocando sobre seu membro. Stiles sorriu. Derek aproximou do amado e colocou a cabeça e aos poucos penetrou o restante para delírio do polaco.

Derek começou a meter e Stiles ficava excitado sem ao menos encostar em seu membro. Stiles deu pequenas reboladas e o príncipe começou a meter mais rápido. Stiles gemia e observava a cara sexy que Derek fazia enquanto metia. Derek mentia mais e mais rápido. Stiles dava pequenas reboladas. Ambos suavam e gemia. Derek meteu, meteu, meteu e não aguentou mais e acabou gozando.

Derek foi metendo diminuindo os movimentos enquanto Stiles dava pequenas reboladas. Derek encarou Stiles com um enorme sorriso no rosto. O moreno aproximou do polaco e encheu seus lábios de um beijo apaixonado. Derek tirou seu membro de dentro de Stiles.

Stiles deitou por cima de Derek e o beijou com bastante tesão. Stiles pegou a camisinha e rapidamente colocou sobre seu membro. Derek sorriu safado para o amado. Stiles levantou as pernas de Derek e rapidamente alisou um pouco a bunda do moreno que ficou arrepiado e excitado.

Stiles penetrou a cabeça e aos poucos penetrou o resto do membro. Derek soltou um gemido alto fazendo Stiles sorri. Stiles começou a meter e Derek foi sentindo o membro do amado lhe dar o melhor prazer de sua vida. Stiles metia, metia e metia forte em Derek que urrava de tesão. Stiles meteu mais forte e acabou gozando. Stiles continuou a meter, agora devagar, e foi deitando sobre o corpo moreno e suado do amado. Stiles tirou o membro de dentro de Derek. O polaco caiu ao lado de Derek na cama. Eles se olharam apaixonados.

— Foi o melhor sexo de toda minha vida. Disse Derek e Stiles ao mesmo tempo. Eles sorriram e beijaram.

Stiles deitou no peito de Derek. O príncipe alisou os cabelos do namorado enquanto tentavam recobrar as forças. Tanto Derek, quanto Stiles, estavam ofegantes. Derek deu um beijo na testa de Stiles e levantou da cama. Stiles ficou na cama encarando o moreno sair do quarto e voltar com sua bolsa.

— Não posso esquecer de dar seu presente. Disse Derek.

— Não precisa amor. Disse Stiles. — Só quero você na cama dormindo comigo. Esse já é o maior presente que tenho. Seu amor, carinho e ternura.

Derek tira da bolsa a nécessaire e de dentro dela tira uma pequena caixa. Derek aproxima da cama e senta nela. Stiles senta na cama e fica encarando Derek. O príncipe abre um enorme sorriso.

— Stiles você apaixonou por mim sem saber o que eu era. Apaixonou pelo verdadeiro Derek. Disse Derek que abriu um sorriso e suspirou. — Esses meses que passei ao seu lado, te namorando e te amando me fez perceber que você é parte fundamental da minha vida. Eu não sei viver sem você meu senhor pintinhas. Stiles sorriu, Derek suspirou e abriu a caixa. — Stiles Stilinski, você aceita casar comigo?

 


Notas Finais


OMG! ³²¹

E aí? O que acharam do capítulo?

Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...