História Um Príncipe em minha vida! - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Brett Talbot, Cora Hale, Derek Hale, Hayden Romero, Isaac Lahey, Liam Dunbar, Lydia Martin, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Personagens Originais, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski
Tags Sterek
Visualizações 133
Palavras 3.948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Fantasia, Lemon, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoas.

Novo capítulo. Espero que gostem. Não esqueçam de favoritar e comentar.

Beijos

PS: Na capa todos casais shipaveis.

Capítulo 53 - We Used to be Friends


Fanfic / Fanfiction Um Príncipe em minha vida! - Capítulo 53 - We Used to be Friends

GARRET: Perfeito. Agora você precisa descobrir quem espalhou esse boato que estamos namorado. Eu levei um pescotapa da minha mãe e o Liam ficou com ciúmes e não gostou muito não.

CORA: Eu coloquei minha mãe para resolver isso. E como meu pai chegou hoje de manhã ele vai resolver.

GARRET: Pelo menos seu pai vai nos ajudar com nosso plano.

CORA: Seu plano. Eu só quero justiça com meus amigos.

GARRET: Nos encontramos mais tarde então. Até mais.

CORA: Até.

 

Cora desliga o celular e olha para a porta da escola. Hayden vem andando e esbarra em Cora. As duas se olham meio desconfiadas. Hayden sobe um degrau encarando a princesa.

— Como você ousa vir aqui depois que você fez com o Liam? Indagou Hayden.

— Como é que é garota? Retrucou Cora.

— Não finja de sonsa sua princesa do Paraguai. Hayden desce o degrau aproximando de Cora. — Você fingiu ser amiga do Liam, só para roubar o namorado dele. Você é uma hipócrita princesa Cora. Roubando o namorado dos outros. Londres inteira assiste aquele programa e todos já sabem o quão baixa você é. Faz um favor para nós? Não aproxime da nossa escola nunca mais.

Hayden sobe os degraus e entra na escola. Cora revira os olhos meio que de saco cheio. As pessoas passam por Cora e a olham torto. A princesa sai andando e atravessa rua. Um carro quase atropela Cora. Cora encara o motorista e percebe ser Melissa.

— Melissa?

— Cora! O que você faz aqui?

— O que você faz aqui? Pelo que eu saiba esse não é seu caminho.

— Você não sabe de nada da vida princesa.

Melissa liga o carro e sai acelerado. Cora olha desconfiada e vai andando correndo pelo lado oposto que veio. Ian está sentando no chão brincando com Pedrinho que esta só de fraudinha rodeado de brinquedos. Ian vai mexendo um bichinho de pelúcia fazendo Pedrinho levantar apoiando no sofá e andar até o bichinho.

— Espera! Exclamou Ian surpreso e confuso. — Você deu seus primeiros passos?

Pedrinho cai de bunda no chão. Ian sorri e coloca o sobrinho em pé. Pedrinho olha em volta e vê o celular de Ian no sofá. Pedrinho caminha até o celular e pega. Ian está boquiaberto. Ele aproxima do sobrinho o pega nos braços e o enche de beijinhos.

— Que lindo meu afilhado dando os primeiros passos na minha frente.

— To Ian.

— Tio Ian, repete comigo Pedrinho.

— To Ian.

Ian dá um beijão na bochecha de Pedrinho que começa a rir. Ian pega o celular e coloca o sobrinho sentado no chão. Pedrinho pega o ursinho de pelúcia e abraça ele. Ian sorri e coloca o celular na câmera de vídeo e esconde o celular perto da televisão. Ian volta a sentar no chão. Ian bate a mão no chão chamando a atenção de Pedrinho.

— Vem buscar seu caminhão de bombeiro aqui Pedrinho.

Ian balança o caminhão de bombeiro. Pedrinho apóia no sofá. Ele levanta e vai andando até Ian. Pedrinho pega o carrinho e começa a brincar. Ian sorri e ajeita o cabelo do sobrinho. Stiles abre a porta e vai entrando. Ian levanta e pega o celular rapidamente.

— Stiles você não vai acreditar no que aconteceu.

— Você também não vai acreditar no que aconteceu.

— Se for sobre a ex do Derek desencana, ele te ama e ela é uma bruxa. O que eu tenho que te mostrar é algo muito mais importante do que qualquer coisa. Mas antes de mostrar o vídeo eu prefiro que você veja ao vivo. Sente-se no sofá e fique calado.

— Pra que Ian?

— Me obedece Stiles.

Stiles senta no sofá e fica em silêncio. Ian aproxima de Pedrinho e coloca ele em pé. Pedrinho fica em pé encarando Ian. Ian pede para que Pedrinho vire e ele vira. Stiles se inclina para frente.

— Pedrinho! Exclama Stiles em voz alta.

Pedrinho sorri e vai andando até Stiles. Pedrinho agarra a perna do pai e em seguida cai de bunda no chão. Stiles fica olhando emocionado. Ian sorri emocionando encarando o irmão.

— Ele andou comigo pelo menos umas três vezes. Eu filmei uma vez e filmei essa agora.

— Meu Deus! Ian meu filho ta crescendo. Stiles emociona e pega Pedrinho no colo. — A Malia e nosso pai vão surtar. Enviei os vídeos pelo WhatsApp deles agora.

— É pra já.

Ian mexe no celular e envia os vídeos de Pedrinho andando para John e Malia. Derek está sentado no chão enquanto Tyler está colorindo junto com Andrew. Talia está sentada na mesa sorrindo assistindo aquela cena. Kate coloca uma xícara de café.

— Não obrigada.

— Não tem veneno vossa majestade.

— Então experimente Kate.

Kate pega a xícara e toma um gole. Talia a encara desconfiada. Allison saiu da cozinha e senta-se na mesa próximo a Talia. Allison pega um pouco de café e vai tomando.

— Não se preocupe Talia. Diz Allison sorrindo. — Eu preparei o café.

— Em você eu confio Allison.

Kate revira os olhos. Derek arruma o cabelo de Tyler que está um pouco bagunçado. Andrew suspira pelo neto e pela felicidade de seu filho. Tyler termina de colorir e entrega o desenho a Andrew.

— Toma vovô. Desenhei você, o papai, tia Cora, a vovó, papai2 Stiles, minha mamãe, a minha baba Sonja, a prima Allison e a prima2 Lydia.

— E você é esse daqui bem no meio? Indagou Andrew.

— Sim sou eu bem no meio do meu papai e da minha mamãe.

— Seu desenho ficou lindo. Vou mandar até colocar em um quadro de tão bonito que ficou Tyler.

— Minha mamãe sempre disse que sou um artista.

— E porque ela diz isso filho? Perguntou Derek.

— Ela diz que sou arteiro.

Derek e Andrew começam a rir. Tyler encosta em Derek que o abraça de lado. Andrew pega o celular e tira uma foto de Derek e Tyler juntos. A campainha toca. Allison levanta e vai até a porta. Ela olha pelo olho mágico e em seguida abre a porta com um enorme sorriso.

— Seja bem vinda Cora. Diz Allison sorrindo. — Aceita um café?

— Eu não tomo nada de onde a Kate vive. Não é por você Allison, é mais por precaução.

— Fica tranquila. Diz Allison sorrindo.

Tyler olha para Cora.

— Tia Cora! Exclama Tyler que levanta e corre até Cora e abraça bem forte. — Tava com saudades de você tia Cora.

— A eu também estava com saudades de você seu menino lindo. Se bem que nos vimos ontem. Diz Cora sorrindo e abraçando Tyler. — Nos conhecemos ontem, mas eu já te amo muito mini Derek.

— Como assim Mini Derek? Perguntou Tyler.

— É que você é a cara do seu papai quando ele tinha sua idade. Diz Cora.

Tyler olha para Derek sem entender. Derek sorri e pega o celular. Ele abre na galeria e encontra uma foto dele pequeno e mostra para Tyler. Tyler assusta olhando a foto.

— Eu não lembro de ter tirado essa foto papai.

— Porque esse na foto sou eu meu filho. Derek sorri. — Você é minha cara meu pequeno.

Kate levanta da mesa e vai em direção do quarto. Sonja vai atrás dela. Allison olha para as duas um pouco desconfiada. Talia percebe a desconfiança no olhar de Allison. Cora faz cosquinhas em Tyler que começa a rir muito. Isaac, Malia e Sra. Lahey estão tomando café na sala.

— Isaac onde seu irmão foi? Perguntou Sra. Lahey.

— Ele ficou no quarto. Diz Isaac.

— Eu estou aqui. Diz Garret chegando na sala e beijando a testa da mãe. — E aí? Tiveram noticias do papai?

— Ele chega mais tarde de viagem.

O celular de Malia vibra. Malia olha o celular piscando e vê que é uma mensagem de Ian. Malia pega o celular e clica na mensagem. Rapidamente abre o vídeo de Pedrinho levantando e andando até Ian. Malia assusta e fica emocionada.

— Meu Deus! Exclamou Malia um pouco chocada. — Não acredito.

Isaac, Garret e Senhora Lahey olham para Malia.

— O que aconteceu Malia? Pergunta Isaac preocupado.

Malia vira o telefone celular e dá play no vídeo. Pedrinho levanta e anda até Ian. Isaac, Garret e Sra. Lahey olham os passos do pequeno e se emocionam juntos. Malia abre um sorriso bobo.

— Não acredito que meu filho já deu os primeiros passos dele.

— Eu lembro de quando o Isaac deu os primeiros passos. Sra. Lahey abre um sorriso nostálgico. — Isaac andou até a madrinha dele e segurou na saia dela. Já o Garret andou até o Isaac para pegar um brinquedo. Aí meus meninos eu lembro de como vocês eram lindos bebes e continuaram bem bonitos ainda.

Garret abraça a mãe de lado. Isaac aproxima da mãe e a abraça de lado. Malia coloca na câmera do celular e bate uma foto dos três juntos. Malia sorri emocionada.

 

BRASIL/ RIO DE JANEIRO

John está no supermercado. Ele empurra o carrinho e vai pegando alguns produtos. O celular de John vibra. Ele pega o aparelho celular e clica na mensagem que Ian enviou para ele. John emociona ao ver Pedrinho dando os primeiros passos.

— Ora que coincidência. Diz Scott sorrindo e aproximando de John. — Você no mesmo supermercado que meu pai e meu padrasto fazem compra.

John guarda o celular e encara Scott que está com aquele ar de cínico que tem.

— O que você quer Scott?

— Que você volte para Londres e esqueça de mim.

— Quer saber de uma coisa? Eu estou perdendo muitos momentos da minha vida tentando prender um traste como você. Pra mim já deu.

John empurra o carrinho contra as gôndolas. Scott assusta. Rafael e o parceiro dele aproximam de Scott. Rafael olha para John. John encara Scott e Rafael.

— Pode deixar, Scott. Diz John com o coração na mão. — Eu estou farto de viver em outro país para tentar algo que está sendo inútil. Aproveite sua liberdade então Scott. Estou voltando hoje para Londres.

John vai andando sem olha para trás. O agente da Interpol entra no carro e começa a chorar. Ele abre a carteira e pega uma foto dos filhos e do neto. John beija a foto de Stiles, Ian e Pedrinho. Ele liga o carro e sai acelerado. Scott sai do supermercado e observa o carro de John sair.

John vai dirigindo pela orla em direção ao prédio que ele está. John abre a garagem do prédio e vai entrando com o carro. Ele saiu do carro e caminha até o elevador. O elevador vai subindo até o andar. John saiu e caminhou pelo corredor, assim que parou na porta de seu apartamento sentiu o celular tocar. Ele pegou o aparelho e encarou o número.

 

JOHN: Oi Rafael.

RAFAEL: O que você disse é verdade? Vai deixar o Brasil?

JOHN: Eu estou cansado. Essa justiça brasileira é uma merda. Não faz nada só sabe proteger bandido. Hoje meu neto deu os primeiros passos e eu não estava lá para ver. Eu estou com saudades dos meus filhos e do meu neto.

RAFAEL: E o caso do Scott? Vai deixar aquele pilantra livre?

JOHN: Vou passar o caso para outra pessoa. Não aguento mais. A única coisa boa que me aconteceu aqui foi você Rafael. Eu vou sentir falta de você.

RAFAEL: Eu vou sentir muita falta de você John. Você tornou-se meu vicio. Por favor, sei que pode parecer ruim esse pedido, mas fique um pouco mais. Eu não estou preparado para ficar sem você.

JOHN: Eu vou informar a Interpol sobre meu afastamento. Devo voltar amanhã para Londres enquanto eles vão enviar outra pessoa para assumir o caso daqui. Se você quiser meu apartamento vai está aberto para você.

RAFAEL: Ok... Eu vou mais tarde. Vou passar no trabalho e deixar uns papeis e depois vou ao seu encontro. Até mais.

JOHN: Até Rafael.

 

John e Rafael desligam os celulares.

 

 

LONDRES

Senhora Lahey está sentada no escritório observando uns papeis. Garret bate na porta e vai entrando. A socialite encara o filho mais novo. Garret abre um enorme sorriso.

— Que foi Garret?

— Mãe eu preciso dar uma saída rapidinho. Eu posso?

— É claro que você pode meu filho.

— É que o Isaac saiu para trabalhar e a Malia foi resolver um assunto na empresa da família dela.

— Garret não pare sua vida por mim meu filho.

Garret sorri e vai saindo do escritório. Ele pega o celular e a carteira. Garret sai de casa e alguns fotógrafos vão tirando fotos dele. Garret entra em um taxi que vai saindo rapidamente. Malia está sentada na frente de Peter. Peter limpa as lágrimas que caíram em seu rosto ao ver o neto dar os primeiros passos no vídeo.

— Como eles crescem rápido. Diz Peter emocionado. — Pedrinho está lindo. E já está andando. Meu Deus, meu neto já está andando.

— Eu fico feliz e ao mesmo tempo triste. Malia suspira. — Meu menino está crescendo pai.

— Bom ainda bem que ele está crescendo. É a lei natural da vida Malia. Se sua mãe tivesse me contado a verdade eu teria participado de vários desses momentos na sua vida.

— É... Mas agora estamos compartilhando esse grande momento da minha vida. É meu filho. Dei a luz a ele há uns sete meses atrás ele. E ele já está assim.

— Lindo, com saúde e bastante alegria, graças a Deus.

Malia abraça Peter de lado. Kate está deitada na cama. Tyler entra no quarto e deita ao lado da mãe. Kate sorri e enche o filho de beijinhos na bochecha. Tyler sorri e se acomoda junto com sua mãe. O taxi de Garret para no estacionamento do hotel. Ele acerta o taxi e sai. Garret aproxima do elevador. A porta do elevador abre e mostra Cora. Garret sorri e entra no elevador com ela.

— Pronto pra passar o plano mais uma vez? Perguntou Cora.

— Prontíssimo Cora.

A porta do elevador fecha. Cora aperta o botão do último andar. Liam está sentado no sofá lanchando. Noora entra em casa carregando uma enorme caixa em sua mão. Ela coloca a caixa com cuidado na mesa. Liam levanta e aproxima da mãe e beija a bochecha dela.

— Como foi no trabalho mãe?

— Bem amor, trouxe uma surpresa para nós.

— Que surpresa?

— Abra a caixa.

Liam abre a caixa e tira uma torta salgada e uma torta de limão. Liam sorri. Noora abraça o filho de lado. Em seguida ela enche a bochecha do filho de beijinhos.

— Sua torta predileta e seu doce favorito.

— Posso ligar para o Garret vir jantar conosco?

— É claro que pode. Aliás o carro dele ainda está comigo.

— Eu vou ligar então.

Liam pega o celular e vai para o sofá discando o número. O elevador abre. O celular de Garret está tocando. O loiro vê o número e pede silêncio. Garret atende o telefone.

 

GARRET: Oi amor.

LIAM: Quer jantar aqui em casa hoje? Minha mãe fez uma surpresa e tenho certeza de que você vai amar.

GARRET: Pode ser meu amor. Eu tive que sair de casa rapidinho e vim resolver um assunto da tour da banda. Assim que terminar aqui eu vou para sua casa.

LIAM: Ok meu amor. Te amo.

GARRET: Também te amo Liam. Até mais tarde.

LIAM: Até.

 

Liam e Garret desligam o celular. Cora sorri e vai entrando e senta em um sofá. Lydia está sentada ao lado de Cora com o tablet aberto. Andrew vem do corredor e senta em uma poltrona. Garret aproxima de outro sofá vazio e senta-se. Andrew sorri.

— Estou todo ouvido. Diz Andrew. — Quero saber o porquê vou emprestar um dos meus jatos para você.

— Bom. Diz Lydia. — Se o senhor me permite.

Lydia coloca um arquivo no tablet e entrega o aparelho a Andrew. Andrew começa a ler o conteúdo e em seguida desliga o tablet. Lydia e Garret se olham. Cora encara o pai.

— Vou emprestar o jato. Diz Andrew. — Contando que vocês consigam passar pela Interpol.

— Deixa isso comigo. Diz Lydia. — Eu consigo sem chamar atenção.

— Já que é assim estamos acordados. Diz Andrew. — Se me derem licença vou jantar com meu filho e o marido dele.

Andrew levanta da poltrona e vai saindo. Lydia, Garret e Cora se olham com um sorriso de lado. Derek abre a porta de casa e vai entrando com uma sacola da confeitaria Le Creme. Stiles está deitado no sofá observando Pedrinho brincar no tapete. Ian saiu do banheiro e sorriu ao ver o cunhado.

— Oi Derek. Diz Ian.

Stiles olha para Derek e sorri.

— Der! Exclamou Stiles sorrindo e sentando no sofá. — Aconteceu uma coisa incrível hoje amor. Senta aqui ao meu lado.

Derek coloca a sacola em cima da mesa e senta ao lado de Stiles. Eles se olham apaixonados e dão um selinho. Stiles olha para Ian e faz um sinal para que ele vá até Pedrinho. Ian vai até Pedrinho. O Stilinski mais novo coloca o sobrinho em pé. Stiles sorri e olha para Pedrinho. Derek olha para o enteado. Pedrinho olha para Derek e sai andando em direção a ele. O príncipe fica chocado e emocionado. Pedrinho agarra na perna de Derek caindo de bumbum no chão. Derek pega o enteado.

— Já ta dando os primeiros passos. Diz Derek emocionado. — Sti, porque não me ligou para contar a novidade?

— Não quis incomodar. Diz Stiles sorrindo e continua. — Você estava com seu pai e seu filho.

— Não iria incomodar. Você jamais incomoda meu amor. Diz Derek emocionado. O príncipe beija a bochecha do enteado. — Meu pai vem jantar conosco. Comprei uma torta para a sobremesa e vou ver se cozinho alguma coisa.

— Eu te ajudo. Ian pode ficar de olho no Pedrinho enquanto cozinhamos.

— Perfeito.

Derek enche os lábios de Stiles de beijinhos apaixonados. Lydia, Garret e Cora descem até a garagem do hotel. Cora sai na frente e vê seu pai entrando em um carro.

— Preciso ir. Diz Cora. — Conversamos amanhã. Ótimo plano Lydia.

— Obrigada Cora. Diz Lydia. — Pelo menos a justiça vai ser feita.

— Com certeza. Diz Garret.

Cora corre até o carro e entra. O carro com Andrew e Cora vai saindo do hotel. Garret e Lydia andam até o carro da ruiva. Os dois entram e colocam o cinto de segurança. Lydia olha para Garret.

— Que foi Garret?

— Eu estou pensando na minha vida. No meu namorado. Na minha mãe. No meu irmão e no meu pai.

— Só que você está com uma cara meio pra baixo.

— Minha mãe está doente Lydia. A voz de Garret falha. — Ela está com algo no cérebro. Algo que não gosto nem de falar. Isaac e eu decidimos cuidar dela. Só que meu pai... Ele...

— O que tem seu pai?

— Ele está viajando com a amante dele. Garret suspira pesado. — Tanto Isaac e eu descobrimos ficamos muito bravo com ele. Ele dizia que a vida era dele. O pior de tudo é que minha mãe sabe e não faz nada.

— Garret os adultos sabem resolver seus problemas. Infelizmente nós não podemos interferir na vida deles, porque eles vieram antes de nós. Lydia ligou o carro e antes de dá ré ela olha para o amigo. — Não se preocupe. O que importa para sua mãe é você e seu irmão.

— Valeu Lydia.

— É no Liam que você vai ficar?

— Sim. É lá que vou ficar.

Lydia dá ré no carro e sai dirigindo. Talia está sentada observando o pequeno vazo de planta. Ela respira profundamente. A buzina soa do lado de fora da casa de Peter. Talia pega a bolsa e vai saindo. Cora abre a porta do carro e Talia entra. O carro com Andrew, Cora e Talia vai saindo. Malia está sentada no sofá de sua casa, um pouco pensativa, ela sente um enjoou. Isaac abre a porta e vai entrando com um enorme sorriso.

— Oi meu amor. Diz Isaac que dá um selinho apaixonado em Malia. — Como foi seu dia?

— Foi bom. Malia suspira. — Passei no escritório. Depois fui até a casa do Stiles e vi o Pedrinho andando com meus próprios olhos.

— Ele está aqui?

— Não. Eu deixei ele um pouco com o Stiles. Malia sorri. — Stiles está precisando mãe do carinho do nosso filho.

— Você é uma excelente mãe, Malia. Stiles é sortudo por ter um filho com você.

— Podemos ter um nosso qualquer dia.

Malia e Isaac se olham. Isaac senta-se ao lado de Malia.

— Você quer ter mais filhos?

— É lógico Isaac. Por quê? Você não quer?

— É claro que eu quero ter filhos com você Malia. Inclusive notei que já nem nos protegemos mais.

— Eu acabei fazendo uma confusão com o anticoncepcional. E acho que já estamos um bom tempo e sabemos como é o sexo.

— Pois é. Adoraria dar um neto para minha mãe. Ter um filho com você Malia seria minha maior alegria do mundo. Um filho ou filha com a mulher que mais amo na vida.

Isaac beija Malia. Os dois vão beijando apaixonadamente. Lydia para o carro na frente da casa de Liam. Garret tira o cinto de segurança e despede de Lydia com um abraço. Garret saiu do carro e aproxima da porta e dá dois toques nelas. Noora abre a porta e sorri para Garret que vai entrando. Lydia buzina e sai dirigindo. Liam corre até Garret e dá um beijinho rápido no namorado. Noora fecha a porta.

— Aquela moça da sua banda é muito linda, Garret. Diz Noora sorrindo.

— Ela me deu carona. Diz Garret sorrindo. — Estávamos em uma reunião acertando os últimos detalhes da ida para a América do Sul daqui a duas semanas. Uma grande emissora de televisão está bancando metade da viagem junto com a gravadora do Brasil. Nossa música está fazendo o maior sucesso.

— Eu não quero nem saber. Diz Liam sorrindo e abraçando Garret pela cintura. — Eu já sou o fã número um do Garret Lahey.

— Bom eu também sou fã do Garret Lahey. Diz Noora sorrindo. — Inclusive quero ele como genro.

— E eu quero um garoto lindo de olhos azuis chamado Liam Dunbar como namorado.

Noora aproxima de Liam e Garret.

— Eu vos declaro namorado e namorado. Diz Noora sorrindo. — Podem se beijar.

Garret e Liam se beijam sorrindo. Noora bate palmas e aponta para a mesa de jantar. Noora, Garret e Liam sentam na mesa e se servem. Stiles e Derek terminam de cozinha. A campainha toca e Ian pega Pedrinho no colo. O Stilinski mais novo aproxima da porta e vai abrindo. Cora, Talia e Andrew abrem um sorriso ao ver Ian e Pedrinho. Derek aparece atrás de Ian e Pedrinho.

— Bem vindos. Diz Derek. — Vem vão entrando.

Talia e Andrew vão entrando. Eles cumprimentam Stiles.  Cora aproxima de Ian e dá um selinho demorado nele. Ian sorri e retribui o selinho em Cora. Eles se olham apaixonados.

— Eu ia te ligar para falar do absurdo que aconteceu com aquela noticia falsa sobre mim e o Garret. Cora suspira. — Você sabe que eu gosto mesmo é de você né Ian? Você é meu namorado e meu marido.

— Maido. Diz Pedrinho.

Cora e Ian olham assustados para Pedrinho.

— To Ian. Diz Pedrinho.

— Eu sei Cora. Só que hoje eu também fiquei um pouco ocupado. Ian sorri. — Entra aí.

Cora vai entrando e fazendo carinho em Pedrinho. Ian fecha a porta. Allison está sentada na frente do computador terminando de digitar um trabalho. Um link do chat vibra na tela. Allison sorri e clica no link.

 

@Allison: Oi Pai. Quanto tempo.

@Chris: Oi filha. Cuidado bem da sua tia e do seu priminho?

@Allison: Ela sabe se cuidar bem pai. Já é mãe de um garoto de cinco anos de idade.

@Chris: É sério Allison. Sei que a Kate sabe se cuidar bem. Mas ela precisa de total apoio nessa hora.

@Allison: Como assim pai? Apoio de que?

@Chris: Ela não te contou?

@Allison: Contou o que pai? O que a tia Kate tinha que me contar?


Notas Finais


OMG!³²¹

E aí? O que acharam desse capítulo?

Beijos

PS: Peço desculpas pelos erros de português.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...