História Um Reino Esquecido - Capítulo 23


Escrita por: ~ e ~flower_love

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Magia, Mistério, Romance
Exibições 9
Palavras 2.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


( Relatos de Catarina )

Desculpa por ficar muito tempo sem Atualizações... Estava Doente com Virose. Não conseguia ficar em pé... Não estou 100% Bem mais dá pra atualizar a Fic. Esse Capítulo vai ter 2.500 Palavras para compensar. Boa Leitura :)

Capítulo 23 - Trols


Fanfic / Fanfiction Um Reino Esquecido - Capítulo 23 - Trols

Quando liguei o Notebook ele pediu pra eu tirar às antenas do Notebook é do Carrinho. Eles sé lincaram automáticamente é eu fiquei controlando o carro até chegar em um ponto que eu pudesse ouvir a conversa.

- Trols: Christian... Você veio.

- Christian: Não tinha como eu simplesmente ir embora é deixar vocês ridicularizar meu nome.

- Trols: Mais você é fraco entre uma luta de canhão de plamas.

- Christian: Ahhh... Vocês viram uma cratera de 7 Km de Profundidade?

- Trols: Nós vimos. Os engenheiros estão testando uma ponte que vai tampar aquilo. Mais porquê?

- Christian: Eu fiz aquilo com minha mão nó gatilho de um canhão de veludo é Células de Plutônio.

Os Trols começaram à sé tremer é ficaram com medo, eles falaram pra ele com medo.

- Trols: Sé... sé... você nós derrotar em uma competição nós deixamos você em paz. Que tal? Aceita?

Ele ficou olhando pro chão preocupado com alguma coisa más ele respirou fundo olhou para os Trols é colocou às mãos dele nós documentos dele é abriu ó zíper da calça dele é falou com orgulho.

- Christian: ACEITO!

Ele pegou um portal é pegou um notebook é eu fiquei olhando com o drone quando ele chutou o drone é falou.

- Christian: Catarina! VENHA CÁ! ÁGORA!

Eu fui com o notebook nós braços é cheguei perto dele, ele me puxou pra baixo é  falou com raiva.

- Christian: Pegue meu Gerador Eólico é pegue 9 Extensões de 4 Bocas. ÁGORA!

Eu peguei é falei para os Trols.

- Catarina: Trols! Conectem seus carregadores nas extensões pra não descarregar os Notebooks.

Ele começaram a Jogar um torneio de League of Legends Christian contra 8 Trols. Christian pediu pra eu ficar cuidando do serve pra que ninguém usa-se hack para trapacear.

- Autor: Usar hack em PVP é sacanagem... Em missão Cooperativa até que vai, pra ajudar pessoas com problemas, mas em PVP é sacanagem demais...

Isso foi estranho... Más não preocupa muito.

Eles ficaram rindo é Christian ficou chorando enquanto jogava.

- Trols: Oque foi? Está com medo dé perde é? Chorão.

- Sistema: Henrique ELIMINADO! Joãozinho ELIMINADO! é Etc... Só falta 1 Inimigo.

- Trols: COMO VOCÊ... COMO?!

Ele começou à suar como um porco.

- Christian: Quem está chorando ágora?

- Sistema: ÉRICO ELIMINADO!  Jorge GANHOU!

- Servidor: SERVE ENCERADO! Shuting Downnnnn...

- Christian: Vocês perderam pela centésima vez nesse mês. Vocês são muito ruins, sabia?

- Trols: Como você eliminou todo mundo em apenas... 7 SEGUNDOS?!

- Christian: Sé você não percebeu eu sei jogar é você não... Coisa tão simples...

Eu sabia que Christian sabia jogar mais nem tanto a ponto de eliminar todos os Trols com um golpe só. Tem alguma coisa errada nisso tudo. É impossível isso tudo acontecer.

- Trols: Christian, desculpe por tudo que nós causamos de ruim. Assumimos a derrota.

- Christian: Não fiquem assim. Vamos comer nó Bub's um Hambúrguer, eu pago.

Eu não entendia nada. Os Trols quase mataram toda a Humanidade mais Christian quer ser amigo deles... Christian é uma pessoal pura de alma sem ódio é raiva nó seu peito. Porquê nó mundo não existe muitas pessoas assim?

- Christian: Catarina quer vir conosco?

- Trols: ( Sussurrando muito alto ) Nossa! Aquela mulher é de Christian?!

- Catarina: SOU SIM! Aceito ir.

Christian soriu me colou nós braços é falou pros Trols.

- Christian: Vamos?

Todos fomos para o Bub's comer uns Hambúrgueres de Picanha. Quando nós terminamos de comer Christian pagou é fomos embora. Nós dizemos adeus para os Trols. Quando chegamos na casa de Christian tinha 2 Homens de terno esperando ele. Ele logo tirou o sorriso do seu rosto.

- Homens: Você é Christian Moises?

- Christian: Sou eu sim, Porquê?

- Homens: VOCÊ VEM CONOSCO!

- Christian: AIHHH! PORQUE NINGUÉM DIZ O PORQUÊ!?

- Catarina: EI! ESPERA, NÃO LEVEM ELE!

Christian ficou diferente ele deixou ser levado sem lutar.

- Catarina: CHRISTIAN! SÉ SOLTA!

Ele não fazia nada... Parecia que ele desistiu de lutar... Mais porquê...?

- Christian: CATARINA! LIQUE MEU COMPUTADOR AS 08:30 DA TARDE!

Eu fiquei anotei nó meu caderninho, Entrei dentro da casa de Christian. Más fiquei fraca não conseguia me manter em pé. Estava tudo girando é girando. Não parava... estava ficando tonta...

- Notebook: Catarina. Acorde! são 08:28 vai perde a ligação.

- Catarina: AAAHHHH! VOCÊ FALA!?

- Notebook: Eu tenho inteligência artificial de ponta posso falar é pensar.

- Catarina: Certo... Vou ligar o computador pra eu fazer a... Ele não disse oque era pra eu fazer...

- Notebook: É pra você fazer uma Ligação prós Trols pra eles te ajudarem.

- Catarina: Como você sabe disso?

- Notebook: É que toda Quarta-feira ele fais isso.

Eu me levantei liguei o pc é os Trols estávam liguando pra Christian.

- Trol: Oque? Cade Christian?

- Catarina: Ele foi capturado por 2 homens de preto! Ele disse pra eu ligar o Pc à essa hora.

- Trol: Não pode ser... Vou rastrear ele. Vem pra cá! Mandei as Cord pro celular de Christian!

- Celular: Mensagem recebida.

- Catarina: Certo! Estou indo para aí! Pera... como é a senha dele?

- Trol: É o nome da pessoa amada dele! Fita.

- Catarina: Senha estranha... Nada demais! CHRISTIAN ESTOU INDO!

- Computador: Chamada encerrada.

- Notebook: Catarina para aonde você vai?

- Catarina: Para a casa do Trol porque?

- Notebook: Usa o portal... Só coloca o cabo nó celular.

- Portal Frame: Carregando... Dados aceitos. Esquentando... Portal ligado pode atravessar.

Atravessei o portal é sai na casa do trol ele estava me esperando ele me agarou gritando.

- Trol: CUIDADO!

Era um gatinho lindo malhado com manchas pretas.

- Catarina: AIH! QUE GATO LINDO!

- Trol: É um tigre comedor de humanos... Mais ele gostou de você.

Então nós ficamos procurando Christian porque ele ficou com o GPS dele ligado... Que bom que ele carregou até o fim.

- Trol: ACHEI! ELE ESTÁ NÓ DEPÓSITO ABANDONADO DE $impugnação... Oque ele está fazendo lá... OQUE?! O SINAL SUMIU?!

Enquanto isso:

- Christian: Ahhhhhh... Eu falei... Não sei de nada.

- Diretor: VOCÊ SABE!

- Christian: Eu não sei nada sobre, AHHHHH... EU NÃO SOU O FILHO DO DEUS DA DESTRUIÇÃO! EU NUNCA CONHECI MEU PAI!

- Diretor: Não... RESPONDA!

( Fim )

( Relatos de Christian )

Eu não sábia o porquê daquela tortura. Estavam me perguntando sé eu era filho do Deus da Destruição... Eu nunca conheci meu pai verdadeiro só o adotivo...

- Diretor: CALEM A BOCA DELE! É LIGUEM A BROCA DAS MEMÓRIAS! É APAGUE TODAS.

Eles colocaram um tampão na minha boca. Eu gritava em agonia, aquilo era uma agulha enorme que entra nó olho é pode ver suas memórias ou apagalas para sempre. Ele queria apagar todas minhas memórias para eu nunca lembrar daquela localização, ou até mesmo de quem eu sou...

- Broca: Sistema neural de lembranças alcançadas, esperando operação.

- Diretor: Apagar tudo.

- Broca: Apagando memórias... Memórias Apagadas. Vítima sem vida. A Vítima está morta...

- Direitor: Menos uma pessoa nó mundo. Agora que ele está morto, jogue ele nó fogo.

- Máquina: Pulso cardíaco 0.

- Diretor: Otimo.

- Médica: Senhor, O cérebro dele vai parar agora... É... Já.

- Máquina: Vítima morta.

- Broca: Memória sendo reproduzida.

- Diretor: Oque? Quem pediu para reprodu...

- Christian: Você é Inútil... Só vai atrasar o mundo inteiro. Morra ágora.

- Deus da Destruição: FILHO! NÃO! Não mate seu pai que lê amou... Pôr minha causa você é um Asmodeus!

- Christian: Ninguém disse para min que tinha escolha. Sé você me amase não teria matado a pessoa que mais amei na vida...

- Deus da Destruição: A sua ...

Memória Incompleta. Encerado.

- Diretor: Queimen ele.

- Segurança: Senhor! ELE SUMIU!

- Christian: Olá...

- Segurança: SAIA DE ONDE SÊ ESCONDEU DESGRAÇADO!

- Christian: Segredos são segredos... É precisão ser mantidos...

- Sistema: Segurança abatido.

- Christian: Médica...

- Médica: AONDE VOCÊ ESTÁ!?

- Christian: Não fique com medo... Não vou machucar você...

- Médica: AHH! ME DEIXAEM PAZ! AHH!

- Christian: Porque você sê jogou para a morte...

- Diretor: COMO VOCÊ TEVE CORAGEM DE MATAR ELA!?

- Christian: Você é o próximo... Pai.

- Diretor: Ah! Não é possível...

- Christian: Era para eu ter furado seu peito com mais força...

- Diretor: Não... NÃO! VOCÊ NÃO É CHRISTIAN!

- Christian: Mais é claro que não sou ele... Sou eu Christopher a metade dele que guarda todo seu poder de Deus da Destruição... Ele conseguiu pegar a parte Asmodeus...

- Deus da Destruição: [ Ele não é um Deus de verdade é Fictício] NÃO! MEU FILHO NÃO É UMA ABERRAÇÃO!

- Christian: VELHO INSOLENTE MORRA ÁGORA!

Plaf...

- Diretor: Como você... Pode me matar de novo... Uhm... Engraçado... Morto por meu primogênito...

- Christian: Oque? AIH! MEU DEUS! OQUE EU FIZ!?

- Diretor: Christian...?

- Christian: Sou eu sim...

- Diretor: Tire sua mão do meu peito...

Eu não soube o que aconteceu naqueles momentos que estive fora da terra...

- Diretor: Christian... Meu filho real...

- Christian: Oque? Você é meu... PAI!?

- Diretor: Sou eu sim... Desculpa não ser um pai muito atento...

- Christian: Pai...

- Diretor: Tome isso... Vai ajudar você a controlar seu eu interior...

- Christian: Como assim? Não me diga quê... Ahhh...

- Diretor: Sim...  Foi seu eu interior que quase me matou... Você de novo me salvou de um destino cruel...

- Christian: PAI! SNIFF* SNIFF* Sons de choro.

- Catarina: CHRISTIAN!

- Christian: PARE AONDE ESTÁ, ÁGORA!

- Catarina: Christian... Ah, Sou eu Catarina!

- Christian: Morra. Insolente...

- Diretor: NÃO!

Autor: Christian disparou contra Catarina mirando na sua cabeça para explodir... 

- Catarina: NÃO...!

( Fim ) 

( Relatos de Demian )

- Demian: Ben. Você não achar que Catarina está a muito tempo fora não?

Ben mexeu a cabeça afirmando. Eu sabia que Catarina estáva segura com Christian porquê Christian foi uma parte de pai adotivo para min é Ben,mais também Christian é lindo demais para as mulheres... Quando tive uma namorada aos 18 Anos ela me largou pra ficar com ele, eu não culpo ele porque foi ela quis ver ele é tocar nele para verificar sé ele é de verdade ou só um robo.

- Ben: Acho melhor seguir Catarina até até aonde ela vai. Oque acha Demian?

- Demian: Acho uma boa idea perseguir ela pra ver até aonde vai.

Aquele momento qualquer idea maluca iria ser bem vida para o tédio parar, porque não tinha nada melhor para fazer naquele momento, mais a idea de Ben foi bem pensada porque Catarina sumiu faiz 9 Horas é so falei dela pra puxar assunto.

- Demian: Mais como agente vai saber aonde ela se meteu aquela cuca mole...

- Ben: Eu estou com uma Camiseta usada dela quem sabe nós podemos farejar ela?

- Demian: Benjamin. Hoje você está tendo um mmonte de ideas em! Percebeu?

- Ben: É que sempre tive ideas, mais nunca falei para o povo com o medo de rejeição...

- Demian: Não fique assim. O povo não iria rejeitar muitos suas ideas, algumas são malucas é outras não. Não fique assim, está bem?

- Ben: Obrigado.

Então nós dois fomos seguir Catarina para saber oque ela está fazendo a 9 horas com Christian... Porquê ele tem que ser um imã  para mulheres... Depois de 1 hora é meia de caminhada achamos uma montanha com uma porta na frente, quanto nós entramos vimos Christian apontando uma arma na cabeça de Catarina quando... quando... Ele atirou...

- Demian: Christian... Christian... Não acredito... você matou....

( Fim )

( Relatos de Helena )

- Helena: Ana você não acha estranho todo mundo ter saido é nós termos ficadas aqui? Que tal ajente ir atrás deles para ver todo mundo está indo?

- Ana: Helena! Isso é uma boa idea! Vamos atrás deles! Sé Christian estiver sendo seduzido vou quebrar os braços dele...

Então Ana pegou suas luvas de bater em Christian... Ela está sempre um passo a frente de nós todos... Você que está lendo me lembre de dar para ela um taco dr beisebol de aniversário para ela, Certo? Valeu!

Depois de meia-hora chegamos em uma fábrica que foi abandonada porque ouve um deslizamento de pedras da montanha mais o mais engraçado é que tem uma porta lá nó meio dás pedras. Quando abrimos nós vimos Catarina morta é Christian chorando encima dela falando;

- Christian: CATARINA! ME DESCULPA!

- Helena: Christian? Oque foi que houve nó meu laboratório de magias?

- Christian: ENTÃO FOI VOCÊ! NÃO EXITAREI EM ATIRAR EM VOCÊ!

- Helena: PERRA! AQUELA BROCA NUNCA INSTALEI! AQUI É ONDE OS MEUS REMÉDIOS MILAGROSOS SÃO FEITOS! EU JURO! FAIS SÓ 2 MÊSES QUR NÃO VEJO ESSE LUGAR! EU JURO!

Bang!

- Christian: Ela está morta.

( Fim )

( Relatos de Christian )

- Deus da Destruição: Mate todos... Eles estão por aqui... Me obedeça...

Bang! Bang! Bang! Bang!

Ele ficou normal...

- Christian: Não é Possível! NÃO! Eu matei todo mundo... Eu não sou mais eu... Sou outra pessoa...

- Deus da Destruição: Não sé preocupe eles são inúteis...

- Christian: Não para min... Eu ainda lembro... Todo mundo falava quando eu tinha 9 Anos todo mundo falava que eu era pra ser solitário é Idiota o resto da vida... SNIF* SNIF* Mais então chega uma garota popular é fala comigo com muita vontade nó coração de me ver feliz...

- Deus da Destruição: Oque isso tem ave com essas pessoas?

- Christian: Porque essa garota sê chamava Catarina... Sim... A mesma Catarina que você matou à 8 Minutos atrás... Nós já cumprirmos o trato. Você fica nó meu corpo por 25 anos é você me deixa com meus verdadeiros poderes. Ágora saia de min...

- Deus da Destruição: Não. Esse corpo é mais meu que seu.

- Christian: Sé ele não pode ser de ninguém... Então não me resta outra escolha...

Eu peguei a arma armei o gatilho. Ela estava pronta para dispararna minha cabeça é acabar com a vida de um miserável como eu.

- Deus da Destruição: NÃO! EU SAIU!

- Christian: Antes de ir. Quero lê pedir uma coisa.

- Deus da Destruição: Oque?

- Christian: Traga todos de volta a vida.

Ele começou a mexer as mão é todos estavam voltando a vida... Assim começando uma Nova jornada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...