História Um romance Pedritalo ! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bianca Tatto Marques (BIBI), Italo Matheus
Tags Bianl, Bibidro, Pedreus, Pedritalo
Exibições 87
Palavras 1.716
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ME PERDOEM GENTE <3

Desculpa por ter demorado tanto pra postar esse ep, mais eu estava com um enorme bloqueio de criatividade, mas prometo que estou de volta!

Boa leitura !

Capítulo 3 - A Festa, Parte 1 (Hot)


Fanfic / Fanfiction Um romance Pedritalo ! - Capítulo 3 - A Festa, Parte 1 (Hot)

Pov. Pedro

E mais um dia normal como os outros, as aulas foram bem entediantes. Quando vejo Jean acenando e vindo em minha direção.

J - HEEEYPEDRO!!!
P - Oi Jean o que foi?
J - Você vai sábado né?
P - Vou sim pode deixar !
J - Tudo bem então, tchau até sábado!
P - Até

Jean parece um pouco preocupado com minha presença nesse tal "encontro", acho melhor eu ir, ele pode ficar chateado comigo.

Chego em casa um pouco cansado me jogo na cama, pego meu celular e coloco uma música bem alta, coloco meus fones de ouvido, pego meu notebook coloco-o em cima de minha cama, abro-o e começo a fazer meu trabalho de biologia.

*Sábado a tarde

Pov. Jean

Bom, eu apenas preciso terminar de arrumar algumas coisas e ligar pro Pedro, pra avisa-lo que já estou saindo de casa para pegar ele.

Pov. Pedro

Recebi uma mensagem em meu celular pego ele para ver o que é.
É uma mensagem do Jean, nela diz que ele já está vindo me buscar. Vou apenas trocar essa camiseta azul, não gostei muito dela não.

Coloco uma camiseta preta e desço até a saída de minha casa.

Enfrente minha casa está ele, o querido e destemido Jean, ele estava lindo, com um casaco preto, uma camiseta branca por baixo e uma calça marrom :

J - Entre Mr. Pedro
P - Oh, Muito obrigado Sr. Jean !
Rimos com a situação e logo Jean deu partida no carro.

P - Jean é muito longe daqui?
J - Não relaxa, jaja estamos lá!
P - Tudo bem.

Quando menos percebo Jean diminui a velocidade do carro e para enfrente uma casa grande e branca e diz :

J - Vamos desça!
P - Eu pensei que a gente iria pro shopping.
J - É mais aqui é bem mais legal, vem.
J - Italo me convidou e me disse que eu poderia levar um acompanhante e foi que eu decidi em te chamar.
P - Ah, o Italo é seu amigo?
J - é sim conheço ele a bastante tempo!
P - Ah, ok
J - Porque algum problema?
P - N-não claro que não!
J - Tudo bem então vamos entrar

Eu e Jean entramos na casa e logo avistamos Italo e Mateus encostados no balcão da casa conversando e tomando cerveja.

J - Oooi minha gente!
I - Oi Jean
M - Oi
J - Esse é o meu amigo Pedro!
I - Já conheço ele ! Italo deu uma risadinha disfarçada
M - Também conheço
J - A que bom então vamos curtir essa festa! Fala Jean estusiasmado.
P - Então eu vou pegar umas bebidas pra gente. Aonde fica?
I - Vira naquele corredor ali e entra na primeira porta a direita.
P - Tudo bem.

Então fiz o que ele mandou e fui direcionado a um porão aonde tinha muitas bebidas em prateleiras e algumas provavelmente dentro do freezer, então me direcionei até o freezer e peguei uma garrafa de cerveja bem gelada e alguns copos que ali tinha e resolvi subir novamente para poder aproveitar a festa e beber um pouco, mas acabo me esbarrando em algo, algo não alguém e derrubando a garrafa de cerveja no chão e a estraçalhando!

P - AI MEU DEUS ME PERDOA!
I - Não foi nada, deixa que depois eu limpo!
Era o Italo.
P - N-não eu insisto, aonde tem uma vassoura e uma pá? Falo e vou andando pelo porão procurando a vassoura.
I - NÃO PRECISA ! diz Italo segurando meu braço, que logo depois me puxou e colocou suas mãos em minha cintura, ele me olhava com seus olhos lindos e um sorriso lindo e malicioso em sua face e me diz :
I - Você é lindo!
Então Italo se aproximou de mim e juntou nossos lábios, eu estava delirando, o beijo era lento e quente até que :

J - QUE DEMORA É ESSA PRA PEGAR UMA GARRAFA DE CERVEJA! Diz Jean descendo as escadas, logo eu e Italo nos separamos um do outro e começamos a disfarçar.

P - Ai como eu sou desastrado !
I - Não Pedro não foi nada!
J - Parem de mimi peguem logo a cerveja e vamos logo.

Obedeci ao Jean, peguei uma cerveja e logo nós três subimos as escadas para voltarmos para a festa.
A festa estava até que tranquila, tirando o fato de que Jean Mateus estavam muito chapados.
Então Italo se pronunciou entre nós quatro e logo disse :

I - Gente tá muito tédio vamos fazer uma brincadeira!
M - Que brincadeira?diz Mateus com uma voz totalmente bêbada.
I - Do jogo da garrafa.
P - E como brinca disso?
I - Bom teremos uma garrafa, faremos perguntas e desafios um para o outro e quem não responder ou não completar com o desafio vai ter que tirar uma parte da roupa
J - Que eu me lembre não é assim.
I - Cala a boca Jean e vamos jogar.

Italo levantou pegou uma garrafa que estava ali perto e puxou nós três para um dos quartos que haviam na casa.

I - Vai todo mundo sentado!

Todos obedeceram ao Italo e sentaram ao chão então Italo começou.

Italo girou a garrafa e a garrafa apontou para Mateus e Jean.

I - Hm interessante, bom Mateus você terá que pegar uma garrafa de vodka e despejar sobre o corpo de Jean e lamber ele todo.

Mateus não questionou, pegou uma garrafa de vodka e despejou sobre o corpo de Jean.
Então Mateus se preparou e começou a lambê-lo inteiro.
Jean estava nas nuvens com essa cena.
Logo mais Mateus abocanhou um de seus mamilos e começou a chupa-lo como se estive chupando um sorvete. Jean soltou um gemido abafado e logo Mateus parou o que estavá fazendo e voltou a roda.

Então Italo girou a garrafa novamente. A garrafa se direcionou a ele e a mim
E Mateus disse com uma cara maliciosa :

M - Eu já volto !

Demorou um pouco mais Mateus voltou, apesar de estar com um pote de Nutella em mãos, então disse :

M - Bom Pedro seu desafio será bem parecido ao meu, você terá de limpar a nutella do corpo do Italo em todo lugar em que eu passar!
P - Á eu não vou fazer isso não.
M - É só uma lambidinha!

Então Italo soltou um sorriso bem malicioso que me fez delirar por dentro e logo tirou sua camisa. Eu não conseguia parar de olhar seu peitoral e ainda saber que seria só meu.
Então Mateus começou a passar o doce no corpo de Italo, passou em suas orelhas, boca, mamilos, pescoço, abdômen e em suas costas. E logo me disse :

M - Vai pode começar

Então sem pensar duas vezes eu fui. Abocanhei um de seus mamilos e comecei a chupar com voracidade, logo depois fui subindo até seu pescoço e limpei tudo o que tinha ali e acabei deixando algumas marcas.

I - Ai que delícia! Soltou Italo com um gemido abafado, sua voz quase não saía
I - Isso continua.

Então ataquei sua boca e comecei a beijá - lo com voracidade, o beijo estava quente e eu não consegui parar de pensar em seus gemidos. Então se separamos por falta de ar e logo fui até sua  orelha e falei baixinho.

P - Você é muito gostoso!

Eu não sabia o que estava acontecendo comigo, mais um minuto ali eu teria tirado sua calça e teria feito muita besteira a sorte foi em que Mateus disse :

M - Chega, a nutella já acabou !

Então me separei de Italo e voltei pra roda e logo em seguida Italo voltou também.

Então tomei a garrafa da mão de Italo e rodei ela.
A garrafa apontou pra Italo e Mateus e logo Jean diz :

J - Você vai ter que dar um beijo de língua no Mateus!
I - Não, não farei isto ele é meu irmão.
J - Então tira uma peça de roupa.

Italo já estava sem camisa então levantou e tirou sua calça.
Eu só conseguia prestar atenção no volume de seu pênis que estava muito marcado em sua cueca.

Então Italo sentou e girou a garrafa novamente a garrafa mirou em mim e no Jean.

M - Dê um selinho no Jean!
P - Ele é meu amigo!
M - É só um selinho

Então o obedeci e dei um selinho em Jean.

Então rodei a garrafa, a garrafa parou no Italo e no Mateus novamente. E logo disse :

P - Vou fazer um fácil
P - Beber três doses cheias de vodka.
I - Muito fácil! Diz Italo num tom de ironia

Mateus não pensou duas vezes pegou a garrafa de vodka tomou duas doses e na terceira ele não aguentou e acabou vomitando no chão do quarto.

I - Eu não vou beber isso não
P - Paga o desafio ou uma peça de roupa. Falei com um tom malicioso

Então Italo tirou suas meias e jogou ali perto e disse com um sorriso safado :

I - A próxima e a cueca !

Aquelas palavras foi como um caminhão passando por cima de mim e tinha que fazer de tudo pra ele perder.
Então Italo girou a garrafa e caiu em mim e nele.
Então ele mesmo disse :

I - Você terá que rebolar em meu colo!
P - Não eu não vou fazer isso.
M - Vaaai Pedro é apenas uma brincadeira!
I - Vem?Italo disse com uma carinha linda e maliciosa que pra mim foi irresistível.

Então sentei em seu colo e comecei a rebolar, eu estava amando aquilo, não demorou muito e Italo já estava criando uma grande ereção no meio de suas pernas, logo eu sai dali antes que eu ou ele fizéssemos alguma besteira, como se já não tínhamos feito, mais uma bem maior.
Então Italo girou a garrafa novamente e dessa vez a garrafa apenas apontou pra ele :

I : Já sei o que farei.

Então Italo levantou apaupou sua cueca e começou a tirá-la devagar até que um menino entra no quarto desesperado :

- Sujo, sujo a polícia!


Notas Finais


PERDOA EU ? <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...