História Um romance proibido - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Tags Barbara Palvin, Justin Bieber
Exibições 355
Palavras 938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, mais um capítulo.
Espero que gostem, um pouco triste o cap, mas fazer o que.
Feliz dia das crianças adiantado.!!
Amanhã eu vou TENTAR postar um capítulo, mas não tenho certeza.
Beijos

Capítulo 49 - Eu me entreguei a você


Justin:

Ficamos à tarde toda planejando como entrar no galpão, eu estava ajudando, mas eu não nego que ficaria aliviado se o Philipe não estivesse lá. Nem sei o por que guardo esse segredo, faz anos que isso aconteceu, e a culpa não é 100% minha.
-Justin!!!- Ryan fala passando a mão na frente da minha cara.
-Que foi?
-Você prestou atenção em alguma coisa.
-Sim, prestei.
-Ótimo, vamos andando todos.-Gabi fala puxando as garotas pelo braço fazendo elas levantarem.
-Vamos pra onde?- pergunto por um instante.
Ela me olha com uma cara nada boa.
-Pro caralho a quatro Justin.
-Cala a boca, lembrei já.
Ela revira os olhos e sai andando. Os meninos riem da situação e vão em direção a garagem.
Escolho a Ferrari branca, a Gah vai com a Ferrari preta, os meninos vão comigo e as meninas com ela.
-Acelera Bieber, quanto mais rápido melhor.- ela fala e eu assinto, mas a verdade é que eu queria parar no tempo. Des de que descobri que o pai da Gabi era o mesmo Philipe, eu fiquei preocupado.
Ignorei os meus pensamentos e segui a Gah até o tal galpão. Os meninos ficaram conversando sobre alguma coisa o caminho inteiro, mas eu não prestei atenção em nada. Estava com os pensamentos longe.
Observei o carro da Gah parar na frente de um galpão velho. Estacionei o carro e desci acompanhado pelos meninos, as garotas já estavam posicionadas, todas com armas em mão.
-Vamos.- Gabi fala andando em direção ao galpão, seguimos ela até a porta de entrada. Vejo um carro estacionado na lateral do galpão, tem alguém aqui.
Bianca abre a porta do galpão lentamente, tentando fazer o mínimo de barulho possível. Entramos no galpão, aparentava estar vazio, mas de repente.
-Que surpresa boa ver vocês aqui.- escuto aquela voz, e o ódio me sobe.

Gabriella:

Escuto aquela voz, que eu reconheço de qualquer jeito.
-Minha filha.
-Não me chama de filha.- falo e vejo uma silhueta surgir da sombra.
-Mas você é minha filha.
-Eu nunca fui a sua filha.- ele esboça um sorriso debochado e olha pro lado, encarando o Bieber.
-Bieber? Você aqui.- Espera. De onde eles se conhecem?
-Philipe...
-Vejo que se juntou a minha filha.
Ele só afirma com a cabeça, isso tá estranho.
-Bom, oque vocês vieram fazer aqui?
-Não está óbvio? Nós vamos levar você.-Bianca fala firme, apontando a arma pra ele.
-Me levar? Por que?
-Ainda pergunta.
-Desde quando vocês se conhecem?- ele pergunta apontando pra mim é pro Bieber.
-Isso não te interessa...
-Você conhece o verdadeiro Bieber Gabriella?- Philipe me pergunta.
-Cala a boca...-Bieber rosna.
-Ta com medo Bieber? Medo que eu conte o seu segredo?
-Que segredo?- pergunto me intrometendo.
-Você sabe o que aconteceu com a sua irmã?- irmã? Qual irmã mesmo?
-Irmã?- falo, mas logo me lembro da Lúcia, mais conhecida com Luh, a filha que dava orgulho pro Philipe.
-Sim, a minha filha, você sabe quem matou sua irmã e mãe?- nego com a cabeça, por favor, não me fala que foi ele...
-O seu amigo aqui.- ele diz rindo e aponta pro Bieber. Por que ele não falou antes, por que agora?
Olho pro Bieber, que agora está com a arma abaixada e me encarando.
Todos voltam seu olhar para ele.
-Desculpa...
-Me diz que isso não é verdade...
-Eu sinto muito Gabi....
Olhei incrédula pra ele, minha "irmã" foi encontrada morta em um beco. Meu pai ficou uma fera com aquilo, nem me lembrava mais dela.
-Por que?- nem eu sei o por que de estar perguntando isso. Mas ele matou minha mãe, o assassino da minha mãe e irmã estava na minha casa, eu me entreguei a ele.
-Eu não sabia....- ele fala nervoso, quando olho pra frente, Philipe está se divertindo com aquilo. Dou um tiro na sua perna, e ele logo se joga no chão, volto a encarar o Bieber.
-Eu acreditei em você, eu me entreguei a você, e o que eu ganho em troca? Saber que o responsável pela morte da minha mãe e irmã é você, justo você.
-Gah..- ele tenta se aproximar.
-Não! Fica aí.- falo grossa, ele olha pra baixo, eu sei que estou o tratando mal, mas porra, era a minha mãe.
-Desculpa...- ele sussurra mais uma vez.
-Não, para de pedir desculpas, isso não vai reverter.- não sei o por que estou brigando com ele, elas nem me amavam, a Luh chamava a atenção dos meus pais, fazendo ele se esquecerem de mim. Mesmo assim. Ele escondeu isso de mim.
-Eu sei...
-Bieber, sai da minha frente.- ele me olha mais uma vez, e sai do galpão, posso ter feito uma grande merda? Posso. Mas agora já está feita.
Olho pro chão, e o Philipe não está mais ali, fugiu enquanto eu estava distraída, só tinha uma poça de sangue, e o vazio do galpão. Merda.

Justin:

Ele contou, a culpa é minha, e agora a Bruke está com raiva de mim, deixei o carro lá, fui andando até a cidade é pedi um táxi.
-Pra onde senhor?- o taxista me pergunta.
-Pra qualquer lugar.
Ele fica me olhando, mas logo liga o carro e começa a dirigir. Fico olhando pra janela. Porra eu não sabia. Eu que causei o acidente, e eu que matei a família da Bruke. O taxista ficou dirigindo por um bom tempo, pedi pra ele me levar pra mansão.
-Pronto.
Dei o dinheiro pra ele e sai, passei direto pela sala, e subi as escadas, chegando no meu quarto. Entro e me jogo na cama, tomara que a Bruke não esteja com tanta raiva assim.


Notas Finais


Oi oi gente...
Tadinho do Bieber e da Gah...
E aí? A Gah deve perdoar o Bieber? Vocês escolhem.... #Perdão.
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...