História Um romance proibido - Capítulo 82


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Tags Barbara Palvin, Justin Bieber
Exibições 234
Palavras 1.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente.
Capítulo de amanhã.
Beijos

Capítulo 82 - Eu vou ser pai.


Gabriella:

Quando a Caitlin falou aquilo, quase morri. Olhei para ela de boca aberta, a mesma me olhava com uma cara de arrependimento. Puta merda Caitlin. Volto meu olhar pro Bieber, que carrega um olhar de ódio e fúria. Ryan parece estar mais desapontado.

-Justin não....

-CALA A BOCA!

Ele nunca gritou comigo, não que eu me lembre. CAITLIN EU TE MATO.

-Bieber escuta el...

-EU NÃO QUERO OUVIR NADA QUE ESSA DAÍ TEM PRA FALAR. 

-Bieber...

-Como você pode fazer isso? Eu nunca te trai, nem quando você fez aquela greve idiota. E vem essa e me diz isso? Vai embora dessa casa.

-Justin...

-Vai embora!

-Não.

Ele me olha com ódio, me puxa pelo braço para o quarto. Chegando lá me joga na cama com força, porra Cait.

-Por que? Não tava satisfeita comigo, e foi transar com outro?

-Me escuta por favor.

Justin:

Eu não sei se estou bravo ou decepcionado. Por que ela fez isso?

-O que você quer falar? Que foi um erro? Que não sentiu nada? Faça me o favor. Fica aí dando as suas explicações que eu vou sair, quero você fora dessa casa quando eu voltar.

Saio do quarto com ódio, passo direto por todos. Indo para uma boate.

Gabriella:

Desço as escadas depois de um tempo. Caitlin vem até mim chorando.

-Desculpa Gah, eu não pensei na hora. Se você quiser eu vou falar com o Bieber, explicar. Pode contar pro Ryan que eu estou grávida se quiser.

-Cait, o que você fez foi uma burrada, mas ja tá feito. Eu não vou contar pro Ryan sobre a sua gravidez, por que tenho que contar pro Justin sobre eu estar grávida. Vai você é conta pro Ryan, por favor.

Ela confirma, me dá um abraço e vai. Antes de eu sair da casa, escuto gritos de comemoração. Sorrio comigo mesma, agora eu preciso achar o pai do meu filho. Onde ele se meteu?

Saio com o carro, fico ligando para ele, mas nada, talvez não queira me atender. 

[...]

Ja faz horas que eu estou procurando ele e nada. Ja liguei mais de mil vezes e nada. 

Penso em uma boate que ele gosta de ir, mas qual? Aqui é Los Angeles, o jeito vai ser ir em todas, o pior é que o mundo está caindo. Essa chuva do inferno. 

Ligo o GPS, e vou para uma boate. Pelo amor de Deus Bieber.

[...]

Sinceramente não sei mais onde procurar, ja fui em várias boates e nada. Estou indo em mais uma, tentar a sorte. A chuva ja passou, o que me fez vir a pé até aqui, é um pouco longe, mas é melhor vir andando do que vir de carro e o mesmo ser levado, vejo uma coisa familiar. O carro do Justin.

Aleluia senhor, finalmente achei o infeliz. Entro na boate, ja estava cheia, que horas são? 22:12. Porra, fiquei horas mesmo procurando ele. 

Foco Bruke, agora como eu vou achar ele no meio dessa multidão? Ja sei, se ele está aqui, deve estar na área vip, nada melhor do que provocar ele para o mesmo vir até mim. Como fazer isso? Olho em volta, procurando alguma coisa, homens! É isso, tomara que ele resolva intervir nisso que vou fazer. Puxo a blusa para baixo, fazendo meu decote aparecer mais, o shorts eu puxo para cima, para marcar. Solto o cabelo e vou para a pista, rebolando mais que tudo. 

Me sinto um completa vadia fazendo isso, mas fazer o que né? Se for preciso disso para achar ele. 

Começo a rebolar, olhando em volta para ver se o acho. Até que o vejo, na área vip com uma loira do seu lado. Eu mato aquele infelizmente, meu filho pode nascer órfão de pai, mas se ele encostar nessa loira aguada eu mato ele e ela. Volto a me concentrar na dança, sinto duas mãos na minha cintura, me viro e vejo um homem mais velho que eu. Caralho. 

-E aí gatinha, ta sozinha hoje? 

Ia responder ele, mas.

-Não ela não tá sozinha.

Bieber. Me viro e vejo ele olhar para o homem com ódio. O velho me solta, talvez por conhecer o Justin.

-D-desculpa B-bieber...

Ele praticamente sai correndo dali, me viro pro Justin.

-O que você está fazendo aqui?- pergunta cruzando os braços.

Justin:

Assim que eu vi aquele homem encostando na Gabriella, sai feito um furacão la de cima. Agora, cá estou eu brigando com a minha namorada na frente de quem quiser ver.

-Vai lá com a sua companhia.

-Que companhia?

-A loira aguada.

Rio pelo nariz, ela estava com ciúmes.

-Não fui eu quem traiu você aqui.

-Eu não te trai.

-A não?

-Não!

-Olha, fica falando aí sozinha, que eu vou com a MINHA companhia.

Me viro para andar, mas paro assim que escuto.

-Vai lá, talvez a SUA companhia seja melhor do que a sua namorada e seu filho.

Filho?

-Que filho?

-O que está dentro de mim.

Paro.

-Você está grávida?

-Sim, mas quem se importa,? Vai lá com a loira.

Ela sai andando, vou atrás dela, a puxo pelo braço até uma área mais reservada. A prendo contra a parede.

-É verdade? Você está grávida de mim?

Os olhos dela estão marejados.

-Não, só estou brincando se ficar grávida por um dia. É claro que estou seu imbecil.

Ela tenta se soltar, mas não deixo.

-Por que não me contou?

Ela não responde.

-Gabriella, por que não me contou?

-Por que eu estava com medo da sua reação, e quando eu te contasse, seria real, seria definitivo. Eu vou ser mãe.

Ela vira o rosto, um lágrima solitária cai.

- Tava com medo do que? 

-Não sei Bieber. De você ir embora, você abandonar essa criança. Sei lá, eu não estou preparada para ser mãe.

Puxo seu corpo contra o meu, a abraçando. Ela me abraça com força, como se precisasse daquilo para se mantet em pé.

-Eu nunca te abandonaria. Por que a história de traição?

-Sei lá, foi a Caitlin que inventou por que ela também está grávida. Ryan ja sabe da gravidez.

-Podia ter me contado.

-Eu tava com medo, e não podia simplesmente chegar rm você e falar " e aí Bieber, to grávida de você, legal né?".

Ri da piada. A ficha caiu, eu vou ser pai. Eu vou ter um filho com a Gah.

-Eu fiquei puto com a traição.

Faleu no seu ouvido, por ainda estar abraçando ela.

-Eu percebi.

-Eu te amo Gabi, não faz mais isso. 

Ela confirma, puxo ela para fora da boate.

-Onde está seu carro?

-Eu vim andando.

-É longe.

-Eu sei, mas assim eu consegui pensar em como te dar a notícia.

-Desse jeito?

-Não, por que não estava nos meua planos você estar atracado com uma loira aguada.

Ri, entramos no carro, eu dirigi até a mansão. Eu vou ser pai.





Notas Finais


Desculpem qualquer erro ortográfico, eu estou caindo de sono.
Finalmente a Gah contou.
Ebaaaa.
Bieber papai.
Beijos #desabafo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...