História Um Romance Proibido - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Emma Watson, Johnny Depp
Tags Drama, Emma Watson, Hentai, Johnny Depp, Romance
Visualizações 95
Palavras 1.982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, o capítulo não tá tão bom, mas é tipo pra dar um sentido/comprimentar o pro próximo cap., que irei postar. Desculpem os erros. Boa leitura, bjss 💕

Capítulo 18 - Welcome


Fanfic / Fanfiction Um Romance Proibido - Capítulo 18 - Welcome

            Johnny 10:30 AM

Depois do choque que foi a Amber ter falo que estava grávida eu e ela nos aproximamos mais, afinal ela estava esperando um filho meu. Eu não queria que essa criança, o meu filho, se sentisse abandonado, eu iria amar ele ou ela incondicionalmente. Fiquei feliz pelos meus filhos terem aceito tão bem essa gravidez. A Aurora pareceu ter aceitado bem até demais essa situação, estava preocupado com ela. Depois da morte da sua tia ela não demonstrava muito os sentimentos como antes, até entendo o lado dela, mas não quero que ela guarde toda essa dor somente pra ela, eu quero a ajudar, eu vou cuidar dela, quero que ela divida comigo essa dor, divida comigo não só os momentos bons, como os momentos ruins também... Minha campainha tocou, me fazendo sair dos meus devaneios. Coloquei uma blusa, pois estava apenas com uma calça de moletom, e fui atender a porta, já que hoje era um dia de domingo dei folga a todos os meus funcionários e queria ficar sozinho em casa. A campainha tocava sem parar e aquilo estava me dando nos nervos.

- JÁ VAAAAAI! - Falei gritando enquanto abria a porta. Assim que abri vi uma cara emburrada me empurrando e entrando sem minha permissão, só podia ser ela, a Ana, a insuportável da minha agente. - Nossa, a educação mandou lembranças! Bom dia pra você também. - Falei fechando a porta e revirando os olhos.

- E a noção e o juízo te mandaram lembranças também! - Ela cruzou os braços me encarando. 

- Eu hein, o que foi? Quanto estresse.

- O que foi? Você transa com uma adolescente da idade da sua filha, e saí em todos os jornais, sites e revistas. Aí depois você vai e engravida a Amber? Qual o seu problema Depp? - Ela falava sem parar, estava ficando vermelha. Eu coloquei ela sentada no sofá e tentei acalma-lá. 

- Calma... 

- Calma? Johnny você parece que não cresceu, continua com o mesmo pensamento de adolescente. Você deixou de fazer um filme que te pagariam muito bem por causa de uma adolescente. Eu não estava falando nada, deixei esse seu relacionamento com ela. Aí você vai e volta pra Amber e a engravida. Cadê o seu juízo? O que você vai fazer agora?

- Olha, todos erram. E eu faria milhares de loucuras pela Aurora mesmo que isso foda a minha carreira. Eu vou assumir o meu filho, afinal eu já tive 2 isso não será nenhum problema pra mim. E sobre aquele filme? Terá muitas outras oportunidades, certo? 

- Ok Johnny, mas se lembre que eu sou sua agente, se você não colaborar vai ficar difícil de arrumar outras oportunidades de filmes ou seja lá o que for. - Ela se levantou e me olhou fixo. - Saia um pouco dos sites de fofocas por um tempo pelo menos, apenas esteja lá pra coisas boas. Tchau.

- Tudo bem, irei tomar mais cuidado. - Ela me deu um abraço e sorriu gentilmente pra mim. - Tchau.

    Quebra de Tempo  

 Eram umas 14:22 PM e eu resolvi tomar um banho na piscina. Fiquei boiando na água enquanto o sol batia. Confesso que estava quase dormindo. 

- Johnny... - Abri os olhos e vi a Amber. Mergulhei o rosto na água pois estava ficando vermelho do sol.  - Que susto, pensei que estava morto - Ela deu uma risada fina e doce. 

- Oi... como entrou aqui? - Sai da piscina e fiquei de frente pra ela enquanto secava os cabelos com uma toalha. - Aconteceu alguma coisa?

- É... a porta estava aberta, fiquei preocupada e entrei. 

- Oh... sério? A Ana deve ter esquecido fechar a porta quando saiu. 

- A Ana esteve aqui? Ela já sabe da gravidez? O que ela disse? Ela quer que eu tire o meu filho? Oh meu Deus... - Ela dizia rápido e já estava chorando. Eu não sabia o que fazer. 

- C-Calma Amber, ela não disse pra tirar filho nenhum. E mesmo se quisesse a Ana não manda na minha vida, ela é minha agente e não minha dona. Se acalma, ta tudo bem. - Ela sorriu pra mim e me deu um abraço. Fiquei assustado com o seu comportamento mas logo a abracei de volta. 

- Oi... desculpa, apareci num momento ruim? - Era a Aurora, A Amber me largou rapidamente como se estivéssemos fazendo algo de errado, espero que a Rora não pense besteira. 

- Não, não meu amor. - Falei a dando um beijo rápido. - Estamos falando sobre o bebê. 

- Oh, legal. Você será uma ótima mãe Amber - Sorriu doce para ela.

- Obrigada Aurora. 

- Tem algum problema se eu for tomar um banho rápido? Estou ficando com frio, acreditem. 

- Não, tá tudo bem - A Amber falou e a Aurora assentiu. Então fui as deixando sozinhas. 

Fiz todas as minhas higienes e vesti uma roupa qualquer que vi no guarda-roupa. Quando eu desci a Amber estava na cozinha comendo algumas frutas, mas não vi a Aurora. 

- Oi Johnny, espero que não se incomode por está roubando as suas frutas - Ela deu risada. - Estou morta de fome. 

- Ta tudo bem, tem que alimentar esse bebê mesmo. - Sorri. - Onde está a Aurora? 

- Ela disse que precisava sair, que não precisava se preocupar e mandou um beijo. 

Resolvi mandar uma mensagem pra ela, não sei se podia confiar cegamente na Amber. 

Mensagens ON: 

- Hey! Aconteceu alguma coisa? Por que foi embora? 

- Ta tudo bem, não se preocupa. Xoxô ♡

Parece que a Amber não está mentindo mesmo. 

  

          2 semanas depois... 

                Johnny 

Estava na sala esperando a Ana me ligar, apareceu outro filme pra eu fazer. Por mais que eu não precisasse, era sempre bom ter um dinheiro a mais na conta, ainda mais que agora vou ter um filho.

- Senhor Depp? Chegou essa carta para o senhor.  

- Obrigada Maria. - Peguei o envelope da sua mão e ela saiu me deixando sozinho novamente. Era da Aurora, como assim? Abro imediatamente. 

" Olá John, 

Eu não queria ir embora assim, sem te dar nenhuma explicação, sem me despedir. Mas eu odeio despedidas... Você vai ser pai do seu 3 filho, e você tem que ficar com a mãe dele, a Amber, eu apenas iria atrapalhar. Isso não faria bem a criança e nem a mim. Você terá que passar 24hrs com ela, agora vocês terão muitas responsabilidades. Não estou com ciúmes dessa criança, jamais sentiria isso, apenas acho que é o melhor pra todo mundo. E você tem muitos anos de carreira, não estrague ela por mim, por favor. Pra não ter nenhuma dificuldade de nos distanciarmos, estou indo pra bem longe. Provavelmente quando essa carta chegar, eu já estou fora dai .Não se preocupe comigo, estou bem. Apenas seja feliz meu amor. Beijos, Rora." 

Não acreditei no que li, parecíamos tão felizes juntos. O que aconteceu pra ela mudar de idéia tão rápido? Eu... Eu não entendo.

   

               Aurora 15:43 PM

Cheguei finalmente ao meu destino, longe de tudo e de todos. Estava descendo as escadas rolantes do aeroporto e procurando o meu nome em alguma plaquinha. Não conhecia direito a família com quem eu iria ficar enquanto passo aqui. 

- Ei? Você é a Aurora certo? - Uma mulher de óculos escuros com uma voz rouca, muito bonita por sinal, perguntou e eu assenti. Seu inglês era muito bom. - Seja bem-vinda ao Brasil! 

- Obrigada senhora... Cleo Pires? Certo? - Sorri amigável. Eu sabia falar um pouco português, às vezes não saiam todas as palavras certas mas dava pra entender.

- Sim. Não precisa me chamar de senhora. Não sou tão velha assim, sou? - Eu neguei e nós rimos. - Então, vamos? 

Enquanto estávamos indo pro carro, alguns homens de terno preto nos seguia. 

- Ei, tem três homens nos seguindo. - Sussurrei meu português mais ou menos. Ela riu. - Por que você está rindo? Eles podem nos sequestrar, nos levar pra fora do país. 

- Calma cara, andou assistindo Salve Jorge demais. - Ela ria sem parar e eu com a minha cara de "O que tá acontecendo aqui". - Eles são meus seguranças, não precisa se preocupar. - Quando estávamos entrando no carro vieram alguns paparazzis. Eu não estava entendendo nada. Os seguranças dela nos protegeu do "assédio" enquanto entrávamos no carro. 

- Agora que estamos a sós, sem multidão. Você me explicar o que está acontecendo? Eu tô tipo, muito foragida. - A Cleo não parava de rir, não estava entendendo nada. 

- É "perdida" não foragida Aurora. - Ela enxugou as lágrimas de tanto rir. - Bom, eu sou uma atriz bem famosa aqui no Brasil. 

- Mas uma pessoa do mundo artístico meu Deus. Agora tudo faz sentido - Eu ria da minha "lerdeza" por não perceber uma coisa tão óbvia. 

- Mas uma? Conhece alguém desse ramo? Quem é? Me conta, amo as celebridades internacionais. - Ela falou batendo palmas como uma adolescente. Parece que vamos nos dar bem mesmo. 

- Bom, eu... o Johnny Depp, não sei se conhe... 

- JOHNNY DEPP? AÍ CACETEEEEE.- Ela gritou me fazendo dar um pulo e logo dando risada da sua reação. - VOCÊ CONHECE AQUELE PEDAÇO DE MAL CAMINHO? Que sortuda. Ele é tão gostoso pessoalmente quanto por foto? O que você esta fazendo aqui no Brasil, tendo um Johnny Depp que você pode ficar admirando por horas?

- Bom... Ele é uma pessoa normal como nós. Um dos motivos para eu vim pro Brasil foi por ele também. 

- Por que? - Ela perguntou curiosa, parece que se eu não contar isso a ela nunca conseguirei a paz que queria vindo pra cá. 

- É uma história longa, depois conto detalhes a você. A viagem foi longa também, não vejo a hora de descansar. 

        Quebra de Tempo 

- Hey, Aurora? Chegamos. - Ela me chamava delicadamente. - Chegamos em casa.

- Oh... já? Acabei dormindo um pouco né, desculpas.

- Não se preocupe, eu entendo o seu cansaço. Vamos entrar, vou te apresentar sua nova família. - Sorri com o meu rosto inchado parecendo um bolinho. Uns seguranças abriram o portão da garagem que deu a vista de um gramado enorme e verde, com uma casa exageradamente grande e muito linda. 

- Uau, sua casa é muito linda. 

- Mas nada supera as casa de lá dos EUA. Vem, vou te apresentar pro pessoal. - Ela pegou a minha mão e saiu correndo comigo até entrar na sua casa. A família inteira estava na sala de estar me esperando. - Ei gente, erra é a a Aurora Crosby, ela é filha do Sr.  e da Sra. Crosby.

- Você não me disse que conhecia os meus pais. - Ela olhou pra mim e sorriu. O pai dela levantou e veio falar comigo. 

- Olá, me chamo Fábio. Eu e os seus pais éramos muito amigos, vamos dizer que melhores amigos. Eu ia ser o seu padrinho. 

- Oh... não sabia. Não me lembro, perdão. 

- Ei, não precisa se desculpar. Você né havia nascido nesse tempo, sua mãe estava de 8 meses ainda. - Sorri. 

- Eu sou o Felipe, mas pode me chamar de Fiuk. - Ele pegou a minha mão e deu um beijo nela, fiquei corada com a situação. 

- Ok Fiuk. - Sorri simpática. Vamos falar a verdade né, ele é um gato. Mas infelizmente o Johnny não sai da minha cabeça. A Cleo me levou pro quarto onde iria ficar enquanto eu apenas me joguei na cama e dormi. 

Estou começando a minha história de novo, dessa vez sem ninguém pra atrapalhar. Terei outros amores, com quase a minha idade pelo menos, pessoas que me façam feliz, me faça lembrar somente de coisas boas. Ganhei uma oportunidade nova de mudar a minha vida. É Brasil, eu cheguei! - Disse pra mim mesma antes de dormir.





Notas Finais


Acho que todos sabem quem é a Cleo Pires, Fábio Junior e o Fiuk né? Então n preciso colocar fts aqui kkkk. Gnt, não me matem pela Aurora ter "fugido" do John. No próximo capítulo vocês irão entender melhor a situação da Rora. Até o próximo capítulo? Xoxô ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...