História Um segredo mortal - Imagine Suga - Capítulo 55


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Aegyo, Bangtan Boys, Bts, Casal Fofo, Hentai, Hope, Imagine, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Suga, Tae, Yoonginie
Visualizações 385
Palavras 2.023
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HELLLOOOOOOO

Então chegamos no final de outra fic, T-T

Bom vou para de enrolar aki e até as notas finais ook?

Boa leitura!!!

Capítulo 55 - Tarde de mais - Final


Fanfic / Fanfiction Um segredo mortal - Imagine Suga - Capítulo 55 - Tarde de mais - Final

S/N POV's

 

acordei sentindo uma dor forte na cabeça, parecia ter levado uma pancada. Minhas pernas aparentavam ter ganhado um peso inexplicável, e meu coração, doia, sentia como se ele estivesse sendo apertado.

 

Tentei me levantar mas o peso das minhas pernas parecia ser maior que uma tonelada…

 

Suspirei frustada enquanto murmurava um palavrão qualquer, na tentativa falha de me acalmar.

 

???: Oh, acordou? - um rapaz de cabelos castanhos e aparecia jovial apareceu.

S/N: Não é óbvio? Me tire daqui! - O garoto gargalhou.

???: Tão ingênua. - chegou perto de mim, apanhou meu braço o puxando para cima.

 

O moreno me levantou, ajudando-me a sair daquele lugar. Uma porta que parecia ser de ferro foi aberta, fazendo com que raios de luz ferissem minha visão, e o corpo embasado de algumas pessoas aparecessem.

 

O vento gelado veio no meu rosto, fazendo com que meus cabelos fossem para trás e meus pelos se arrepiassem por completo.

 

Acostumando me com a claridade pude ver onde estava. Era uma torre?

 

S/N: O que estou fazendo aqui?

?.??: Logo você sabe, agora fique quieta!

 

Olhei para o lado, e um rosto conhecido veio diante dos meus olhos... Aquele cretino!

 

S/N: O que faz aqui Sehun? - Franzi o cenho.

SEHUN: Oi amor! Tudo bom? - Sorrio cínico.

S/N: Você nã... - A voz grossa de Yoongi, chama minha atenção fazendo com que eu me virasse rapidamente para trás, o semblante preocupado de

 

Yoon era visível, sua respiração ofegante e os olhos vidrados nos meus só aumentava a vontade de correr e abraça-lo nunca mais soltar. - Amor! - Tentei correr, porém antes que meus passos aumentassem fui segurada e jogada contra o chão.

 

A dor no meu joelho ja se iniciava, olhei para cima novamente e pude ver o Castanho sorrir.

 

???: Oii, suguinha! - Rio debochado.

YOONGI: Estou aqui, agora solte S/N! Ela não tem nada a ver com isso.

S/N: Haver com isso? - Pensei alto.

???: Oh então você não sabe? - Sorrio. - Então irei lhe contar a história. Ah muitos anos, Yoongi e o pai dele, andam governando a Coreia quase toda, e eu e meus irmãos? Fomos jogados no desconhecido, quem precisa saber da segunda raça mais poderosa do mundo? Parece algo inútil! Por muitos anos fomos escravisados pelo pai desse branquelo - Apontou para Yoongi, que logo formava punhos nas mãos - tratos como lixo, sem nenhum ressentimento. - suspirou. - Mas agora, estou disposto a conseguir tudo o que mereço! Hoje conheceram os Purpuras!

 

YOONGI POV's

 

S/N esta presa rodeada de Purpuras, enquanto Xiumin conta-lhe mentiras, o que eu posso fazer? Nada, tenho que esperar o sinal verde de Hoseok. Vê-la dessa forma me parte o coração em trilhões de pedaços invectiveis, só de pensar que ela esta nessas condições por dicuido meu, por petulância minha me doe a alma coroe meu ser. Ah S/A se eu pudesse estar no seu lugar, eu estaria!

 

Xiumin, contava a tal "verdade" enquanto minuciosamente vejo o sinal do garoto, os meninos começaram a aparecer com capuzes e mascaras nos rostos perto das pilastras de ferro, por sorte, nenhum deles havia percebido.

 

Aos poucos me levantei, a casa frase inacabada eu chegava mais perto do garoto. Perto o sufiente para desferir um soco no rosto do mesmo, e assim fiz. Fazendo com que ele caísse no chão meio desnorteado.

 

Ele balanço a cabeça, colocou as mãos no chão se reerguendo ainda cambaleando, o garoto aparentava estar tonto fazendo com que eu risse enquanto passava a linga pelos lábios tirando o sangue, sentindo um soco direto no meu estomago dei alguns passos para trás sentindo a pancada, acabei por cuspir mais um pouco de sangue pela boca.

 

Meu coração parecia se apertar a cada segundo, a cada soco dado e recebido meu coração aparentava diminuir, e minha raiva começara a tomar conta dos meus movimentos, tentava me controlar, mas ver S/N presa e nos braços de Sehun só fazia minha raiva aumentar... Aumentar tanto que dessa vez mataria um Homem para saciá-la.

 

Xiumim iria me acertar o rosto mas por um reflexo rápido do meu corpo desvio e acerto outro em seu rosto, preparando-me para chutar seu estômago ou quem sabe quebrar umas costelas. So quero matar esses filhos das putas!

 

Olho para os lados e meus amigos estão todos sendo segurados pelos aliados do Xiumin, o castanho caído no chão rio enquanto passava a mão pela boca, tirando o sangue que havia saído pelos seus lábios.

 

XIUMIN: Achou mesmo que iria conseguir? - Rio. - Você é mesmo um tolo.

Se aproximou de mim, segurando meu colarinho, e erguendo-me.

XIUMIN: hoje que você morre!

 

Sinto algo perfurar meu peito. O grito de S/N faz com que a dor terrivel me fazia gritar e tentar tirar o que buscava meu coração, tentativa falha, Xiumin apunhalou-me mais fundo ainda.

 

Olho para meu peito, minha blusa toda suja de sangue trouxe me o desespero. O terrível som da minha garota chorando e seus soluções invadi-o minha audição, fazia com que a dor da estaca enfiada no meu peito doesse menos, embora o vazio que se fez no meu peito era avassalador para qualquer um.

 

S/N: Amor! Por favor aguente! - tenta se soltar. - Me soltem seus inprestaveis, restos de um aborto falho! ME SOLTEM! - gritou!

XIUMIN: Soltem, não ira mudar nada mesmo, já esta feito - sorrio vitorioso. - enquanto soltava-me no chão.

 

A menor correu até mim, colocou uma de suas pequenas mãos no meu rosto e a outra ergueu minha cabeça na tentativa de me animar, mas o peso que meus olhos fora terrivelmente forte era quase impassível não fecha-los.

 

A morte havia chegado. O segredo mortal da minha vida havia sido  revelado e eu estava pagando meu preso, o preso do amor, o preso de ser um Fara puro. Agora no meu leito de morto pergunto a mim mesmo como meu pai esta vivo? Como ele conseguiu amar e continuar vivo?

 

Você não devia saber desse segredo, o segredo que nos condenou. Como conseguio escapar da morte appa? Poderia ter me contado. Acredite seria a pessoa mais feliz do mundo! Mas agora... Já é tarde de mais pra isso. É tarde para fazer planos bestas para o futuro, é tarde para querer que tudo volte a ser como antes.

 

Ou apenas que meu coração teimoso deixasse S/A viver. Havia lhe dado uma outra chance, por que não deixa-la ser feliz Min Yoongi? Por que?

 

S/N: Ei amor, foca em mim! Vai ficar tudo bem! Hum! - disse fazendo me olha-la.

SUGA: Mor, eu te amo. Seja feliz hun? Prometa pra mim que será feliz!

S/N: Eu vou, meu bem, com você!

SUGA: S/A, se forme, tenha filhos e uma família digna ok? Vou estar de olho em você.

S/N: Yoongi... - Uma lagrima escorreu dos olhos inchados da ocidental.

SUGA: Ocidental boba que eu amo!

 

Respirei fundo, chegando perto dos lábios doce de S/N, sentindo seus toques suaves fechei meus olhos, e logo ouvi a menor sussurrar - Eu te amo, seu branquelo chato... Fechei meus olhos…

 

Dizem que quando vemos uma luz branca, quer dizer que nossa hora chegou.

 

Sou a prova de que isso é verdade... Sou a prova de que as lendas podem ser reais mesmo você não acreditando.

 

Sou aprovada de um homem que morreu por um amor, um amor tão inexplicável em palavras, provavelmente não seriam capaz de escrever uma história sobre a ocidental e o Fara, faltariam palavras. So quem sofreu por um amor seria capaz de escrevê-la?

 

Não posso confirmar e muito menos discordar, só posso dizer que S/N eu te amo, mesmo estando longe, eu te amo!

 

S/N POV's

 

Yoongi me beijou, sentia falta de seus toques seus lábios.

 

O ar estava prestes a faltar quando separei o beijo e sussurro no seu ouvido - Eu te amo seu branquelo chato…

 

Com um ultimo suspiro de Yoongi o mesmo não respondeu, não disse mais nada, sua mão que segurava a estaca caiu, suas pernas que aparentemente estavam tensas fraquejam e o som de sua respiração sumiu.

 

Mordi meus lábios tentando controlar as lagrimas que caiam sem parar.

 

S/N: NÃÃÃOO! - gritei abraçando o corpo, ja sem vida.

 

Yoongi não pode ter morrido! Não agora! Parecia tudo bem! Por que?!

Por que todos a minha volta vão embora! Yoongi volta pra mim! Hum? Por favor! Para de brincar, onde estão as câmeras é tudo uma brincadeira certo?

 

- ALGUNS ANOS DEPOIS DO FALECIMENTO DE MIN YOONGI -

 

Agora, estou na minha casa, enquanto espero meu marido chegar com as crianças da escola.

 

Desde o falecimento do meu namorado, Yoongi. Venho fazendo terapias, a perda de Yoon foi como se tivessem arrancado meu coração e levado para longe e nunca mais teria como retornar.

 

Não vou mentir, ainda no dia do nosso suposto aniversario se namoro eu desabo em lagrimas, preciso admitir que sinto falta daquele branquelo chato e marrento. Mesmo depois de anos ainda o amo, não tenho como negar isso. Não posso negar!

 

Mas ainda amo meu marido, desde de antes do falecimento de Suga, ele me ajudou, tornou-se meu melhor amigo e ombro amigo pela perda do namorado. E hoje por ironia do destino tornou-se pai dos meus filhos, Yoongi e Haru tão lindos e radiantes.

 

Por mais conhecidencia que possa ser Yoongi, era filho de Yoongi, mas como? (Confuso? Sim, mas na memória do desconhecido pai do meu pequeno o nomeei assim)

 

Não estou afim de explicar como bebes são gerados; mas existe uma coisa é meio difícil de acontecer mas aconteceu. Depois de um descuido meu aos 16 anos o meu filho e de Suga fora gerado no meu ventre.

 

Posso me arrepender de ter um menino a essa idade, eu era apenas uma criança descuidada e super emotiva.

 

Mas depois de algumas rodadas de um álcool bem forte acabei na cama, com um homem que hoje fora meu marido.

 

Quem diria que alguém poderia carregar os filhos de dois homens no ventre? Foi isso que aconteceu.

 

Agora quem diabos é meu marido e o onde ele está?

 

BM: Oii! Amor! - diz abraçando-me por trás.

YOONGI: Oi mamãe.

HARU: Oii omma!

S/N: Oi pequenos! - Afaguei os cabelos lisos dos pequeninos. - Oi amor. - ele sorrio e logo selou nosso lábios.

 

Quem diria que conseguiria uma família linda e saudável?

 

HARU: Omma, o Yoon fica me provocando! - cruzou os bracinhos enquanto fazia um biquíni fofo.

S/N: Amor! Vem da um jeito nos seus filhos que eu tenho que terminar o almoço!!

 

Matthew logo apareceu na cozinha, apenas vestindo uma calça de moletom cinza.

 

BM: agora são meus filhos né senhora Kim! Mas na hora de faze não foi sozinho!

S/N: Fica quieto!

YOONGI: A omma e o Appa, são estranhos vem Haru! - segurou a mão de Haru e foi para a sala.

 

Bufei aliviada sentindo um selar molhado na bochecha.

 

ㅋㅋㅋ..

 

Yoongi, seja aonde estiver, espero que esteja bem e que sempre sorria. Como prometi para você, tenho uma família e me formei. Pregeferiria ter você ao meu lado mas o destino resolve tirar você dos meus braços, mas amor, sabia que amo você assim como nosso filho... Sinto sua falta seu besta…

 

NARRADORA POV's

 

Yoongi, a observava todos os dias desde que chegou ao olimpio, sempre zelando seu verdadeiro e unico amor. Depois de todos esses anos eles continuam juntos, embora em dimensões diferenças.

 

{Só um dia, se eu pudesse ficar com você

Só um dia, se eu pudesse segurar suas mãos
Só um dia, se eu pudesse ficar com você

Só um dia...

(só um dia...)

Se nós pudéssemos apenas ficarmos sozinhos

(Faça, faça, faça!)

Eu espero que eu possa ficar com você apenas só um dia

(Faça, faça, faça!)

Tendo uma festa, festa apenas com você

(Faça, faça, faça!)

Eu espero que eu possa ficar com você apenas só um dia

(Faça, faça, faça!)

Tendo uma festa, festa apenas com você

Se eu pudesse fazer tudo isso, seria tão legal

Se nós apenas pudéssemos ir a qualquer lugar

Para comer e assistir um filme confortavelmente

Eu faria qualquer coisa, garota}

 

FIM

 


Notas Finais


então é isso minha gente bonita, bom como sempre digo no final das fics... Fiquem tranquilas outras viram... e Também não me matem....

N sei muito o que dizer, so quero agradecer pelo apio de vocês, pelos comentario e favoritos, serio vocês são de mais, cada cap me surpreendia com vocês...

E fico feliz que tenha chegado até aqui, pensa lê toda essa confusão de persogens e linhagens não é pra muitos hehe

I love vocês! E até a próxima

ah sugere algum idol, parta que a minha pessoa escreva algo... O mais falado tera uma fic..

obs: tenho um projeto Vmin heheh

bjão!! Até <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...