História Um Segredo Obscuro - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Policial, Psicopata, Tortura
Exibições 14
Palavras 779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Policial, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Desculpas?!!


Fanfic / Fanfiction Um Segredo Obscuro - Capítulo 18 - Desculpas?!!

Jungkook: - A gente não tem que conversa e eu acho melhor você fica bem longe de mim entendeu (ele se solta e aponta o dedo na minha cara)

Suga: - Não aponte esse dedo na minha cara, vamos logo conversar

Jungkook: - Ta bom, vamos começar por onde? A parte em que eu te bato e você aceita apanhar porque sabe que errou (ele fala tirando o brazer da farda) ou melhor a parte que você assumi toda a culpa que Park Jimin tem afinal ninguém trai sozinho, você também pode por inúmeros defeitos em mim mais meu carater e lealdade são o que me faz diferente de você e daquele ser horrível e nojento que um dia eu chamei de amor, o pior é saber que eu até considerei você um bom amigo pra mim e pra Jimin, eu até pensei em te chamar pro casamento. Sim eu ia pedir ele em casamento daqui 2 semanas que íamos comemorar mais um ano de namoro

Suga: - Desculpe Jungkook, não era isso que eu queria pra vocês 

Jungkook: - Não precisa se desculpar. Eu também sei iludir, sei colecionar corações. Eu sei fazar de ilusão. Só que interpretar esse papel, não vale a pena (ele dá uma risada sarcástica) A Min Yoongi você é igual ele 

Suga: - Igual? 

Jungkook: - Desprezível e nojento, agora se me der licença eu tenho um caso pra resolver e uma lista de coisas pra fazer e nela não inclui ficar batendo papo com você 


Ele sai da sala mais eu sigo ele e o puxo pelo braço ele da dois socos em meu rosto e um chute na minhas pernas, era o que queria, que ele me batesse por pegar o que era dele, estava me sentindo horrível mesmo que eu merecesse aquelas palavras eu não sabia que iria doer tanto ouvir a verdade, saiu da delegacia indo até meu carro entro e vou embora



|Jungkook|


Respiro fundo ao sair da delegacia eu não disse nem metade do que queria mais se ficasse ali por mais tempo bateria de verdade nele e não era isso que eu queria, dei partida no carro e fui pra casa do V onde encontrei Hope 


Jungkook: - Festinha sem me convidar? 

V: - Aii Kook só estamos comemorando que finalmente você parou de ser trousha e largou o Jimin traidor (os dois dão risada)

Jungkook: - Então vocês sabiam? Porque ninguém me falou? 

J-Hope: - Perderia a diversão, eu pensei que você arrancaria o coração do Suga e desse pro Jimin comer mais não rolou nem uns tapas, Kook me decepcionou 

Jungkook: - Seria legal ver essa cena, mais eu sou da (dou risada)

V: - Todos somos da paz, até que provoquem o nosso lado das trevas

J-Hope: - Eu que bebo e vocês que ficam bêbados, podem tomas também

Suga: - Eu preciso muito beber

J-Hope: - Toma (ele joga a cerveja pra mim)



|Jimin|


Estava em casa deito lendo um livro 


Por isso não te procuro, não vou atrás e nem mando notícias. Sentir falta, eu sinto. Sinto falta de fazer falta pra você


Não queria chorar com aquela leitura e nem lembrar de ninguém mais em todos os momentos e pensamentos, todos os lugares e horas me levavam até Jungkook, me fazia lembrar daquele dente de coelho que deixa o sorriso dele mais atraente e fazia eu me lembrar dos momentos que brigamos e nós amamos logo após... Me fazia lembrar do quanto amava esse homem e do quanto eu me arrependia de ter perdido ele


Não se afaste. Não me prive de você, da sua presença. Fique, mesmo não tendo nada pra me dizer. Prometo escutar o teu silêncio e fazer o possível pra entender o motivo do teu choro. Te abraçarei e ali permanecerei. Até que eu veja em seu rosto um sorriso.


Fechei o livro que me trazia lembranças dele e fui até a cozinha preparar algo pra beber optei por um chá de hortelã e coloquei uma gostas de gengibre, bebi e me deitei para assistir no sofá 



|Jungkook|


Ficamos conversando e bebendo, tinha planos ali e seria a minha doce vingança para Jimin, ele iria sentir a mesma dor que eu. Eu pegava as bebidas e jogava em uma planta ali perto quando eles não estavam olhando e eles eram tão idiotas que com algumas cervejas já estavam caindo, coloquei um pó na cerveja de V que fez com que ele deitasse e dormisse 


Jungkook: - Vamos tirar a roupa dele? 

J-Hope: - Você é tão idiota, vamos (ele da risada)


Tiramos a roupa de V e ficamos rindo dele que estava na cama totalmente nu, fui ate J-Hope e comecei a beijá-lo e tirar a roupa do maior, isso seria bem divertido


Notas Finais


Obrigado por le

Beiijos Até Maiis


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...