História Um sentimento aparece - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias SERVAMP
Personagens Kuro, Mahiru Shirota, Personagens Originais, Sakuya Watanuki
Tags Bruxo, Kuhiro, Kuro, Kuroxmahiru, Mahiru, Vampiro
Visualizações 81
Palavras 1.217
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Festa, Lemon, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


bom pessoas desculpem o atraso mais aqui esta

1) bom se você se chama vanessa e acabe lendo esse cap seja minha sensei plz não comente na escola.

2) eu comecei uma outra historia chamada os 13 elementais então quem tiver interesse da uma lidinha

3) o próximo cap vai ser postado nesse domindo na parte da tarde(ele ja esta digitado)

Capítulo 7 - Lemon incompleto (sim e um especial de 75 favoritos)


Fanfic / Fanfiction Um sentimento aparece - Capítulo 7 - Lemon incompleto (sim e um especial de 75 favoritos)

Prólogo

 

Mahiro

 

Tinha acabado de me despedir do tetsu sinto meu braço ser puxado com força pelo kuro me levando rapidamente para o andar de cima entramos numa suíte kuro acendeu a luz ele aparentava estar meio sedento se virou tomando minha boca no mesmo instante adentrando minha boca com a língua explorando cada lugar com a mesma enquanto me prensava contra a parede com uma mão ele colocou atrás na minha cabeça tornando o beijo mais sedento e agressivo, enquanto a outra foi direcionada a minha cintura colando nossos corpos ainda mais meu corpo arrepiava a cada toque das suas mãos gélidas sua respiração quente, sentei seu corpo tão colado ao meu sinto meu corpo tão quente de excitação que começo a esquecer do mundo que me cerca, ate mesmo de respirar por sorte o motivo se lembra e separa o beijo. Damos uma longa respirada.

 - mahiro você realmente quer continuar com isso. Kuro me pergunta isso agora como ele pergunta isso depois de me deixar nesse estado, em resposta de sua pergunta inicio um beijo totalmente desajeitado pela pratica que tenho que se resume ao sakuya(eu e o sakuya tentamos ficar juntos uma vez um pouco antes de eu achar o kuro mas não conseguimos passar de amigos PS: minha primeira vez foi com ele) ele deixa o beijo se intensificar natural mente passo meus dois braços pelo seu pescoço, kuro me pega no colo andando ate um lugar do quarto assim que para se joga na cama me deixando por cima, sinto a falta dos seus lábios ao meu se faz presente percebendo que o beijo se desfez.

- então mahi agora tome a iniciativa. Ele acabou de dizer a coisa que ate hoje mais me deixou apavorado com o tom de malicia, rouco e manhoso, empriguinado de preguiça.

 

Sakuya

 

Já tinha levado vec pro meu quarto, tinha organizado a sala apaguei a ultima luz estava indo em direção ao meu quarto entro no mesmo e me deito ao lado do meu chibi-chan que estava dormindo serenamente. Estava um silencio tão gosto só que da suíte do lado direito começa a emitir gemidos descontrolados parecia a voz do mahiro, uns 20 segundos depois que o mahiro começou a gemer, começo a ouvir um gemido de dor e agonia misturada comum pouco de prazer era o todoriki na suíte do lado esquerdo, então do nada  o silencio voltou por pouco tempo os sons de gemidos recomeçaram  do nada juntos, eles iam se intensificando mais e mais parecia que o kuro e o Hyde estavão competindo pra ver quem fazia seu parceiro gemer mais alto quando uma voz embriagada de sono me distraiu da competição dos irmãos.

 - me perdoa sakuya. Ele parecia um filhote de leão tentando falar tava tão kawaii ao mesmo tempo engraçado.

 - pelo que eu devo te perdoar. Estico meu braço pra ele se aconchegar mais em mim que o faz, aponhando sua cabeça em meu peito colocando o braço esquerdo em cima de mim. Aproveitei para abraça-lo com o braço que ele utilizava como travesseiro.

 - por eu não poder te colocar na competição. Ele fala com sono e um pouco triste e com medo.

- não precisa se preocupar eu ainda me lembro do que você me contou a 5 anos atrás que você foi molestado pelo seu melhor amigo e que se traumatizou com o ato, eu não vou te obrigar a nada. me virou pra ele dou-lhe um beijo cheio de ternura o abraçando de forma protetora. Ele se ajeita entre meus braços dando uma longa respirada sentindo o meu cheiro.

 - obrigado sin-san.

- disponha raion-chan. E ficamos ouvindo quem ganhava a competição, já que não dava pra dormir com os gritos de prazer dos quartos ao lado.

 

Hyde

 

Estava aos beijos  com o todoriki no corredor e como nos não somos um casal normal, já deve saber o que esta acontecendo além de beijos , trocávamos mordidas tapas, socos e chutes com muito desejo um pelo outro. Adrentamos uma das suítes, licht separa o beijo me atacando na parede, com um olhar de poucos amigos que acabou se transformando em um olhar de insegurança.

 - o que aconteceu tenchi-chan se ficar tão inseguro assim eu vou te devorar.

- tenta a sorte bakahyde. Disse com aquele debochado de sempre só que ainda tinha aquela pequena parcela de insegurança coloco minha mão em seu rosto e inicio um beijo calmo que se prolonga ate a falta de ar se mostrar.

- se estiver com medo por ser sua primeira vez como uke não precisa se preocupar caso queira no começo eu te penetro bem devagar. Licht agarra minha camiseta me aproximando mais de si com um olhar confuso me jogando na cama.

 - me desculpa mais quem disse que você seria o seme da relação. Bom o destino..olha primeiro você e mais baixo do que eu segundo sem querer ofender já ofendendo entre eu e você quem parece ser o homem da relação sou eu claro por mais que eu adore ser submisso a você geralmente, terceiro e ultimo a idade a primeira absoluta com algumas raras exceções e claro.

- ta bem, chega de desse palhaçada antes que eu perca toda a excitação. Disse subindo na cama e sentando em meu colo. Iniciando um beijo necessitado voraz ele pede passagem com a língua que concedi de imediato cada um explorava a boca do outro com extrema habilidade.

 

Licht(todoriki)

 

Cada um explorava a a boca do outro com maestria a falta de ar estava se tornando presente antes de separar o beijo descubro um ponto fraco dele nos dois estávamos ofegantes tentando coordenar a respiração quando o oriso ataca meu pescoço com pequenas mordidas , chupões e beijos me fazendo começar a perder um pouco o raciocínio retomamos o beijo com urgência meu corpo estava quente não tão quente quanto ele, me aproveitei do seu ponto fraco passo a língua em suas presas em reflequiço ele acaba mordendo minha língua que solto um gemido de dor baixo. Pensei que sentiria raiva, diferente que jurei que sentiria quando ele mordeu minha língua senti prazer um prazer muito estranho. Ele colocou as mãos em minha cintura me apertando contra seu membro já ereto que aparentava ser bem volumoso e deu uma rápida estocada por cima da roupa adentrou com a mão em minha blusa passando por toda a extensão do meu abdômen agarrando a barra da mesma tirando com lentidão, separando o beijo por uns instantes e depois o reiniciando com rapidez, agarrando a gola da minha camiseta a rasgando o que me deixou comum pouco de raiva.

- o que você pensa que esta fazendo bakanesume.

- agora não licht-chan se for para me dar bronca me de depois que acabarmos. Assim que disse atacou meu mamilo com ansiedade o chupando e mordendo me fazendo áquear as costas, com suas presas me tirando gemidos um pouco mais altos.

- licht-chan como você consegue ser tão sexy. Me deu um beijo calmo ate o ar se tornar presente nos ficamos tentando recuperar o fôlego abraçados sentindo o calor que cada um emitia, eu estava muito concentrado em sua boca que deu para mim perceber um pequeno sorriso maroto que me casou um arrepio na espinha.

 

Vec

 

Continua...


Notas Finais


bom espero que tenham gostado ate domingo atarde


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...