História Um só Coração. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Amor, Drama
Exibições 77
Palavras 3.219
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá ! - Meus leitores, nem sei como agradecer pelo carinho. Lhes devo um pedido de desculpa. - Me perdoa se o capitulo anterior não ficou perfeito. Juro que me entreguei de corpo e alma, Eu mesma li toda a fanfiction novamente e corrigi meus erros de ortografia e concordância verbal. Eu Gabriela Cabral ! - Tenho um compromisso, responsabilidade com cada leitor. - É uma honra para mim, pode escrever essa história " UM SÓ CORAÇÃO"... Me desculpam, por favor... Juro que não fiz de proposito... Toda vez que escrevo está fanfiction, Ela mexe com o meu psicológico... me desestabiliza. Não sei o que acontece comigo. Me perdoem.

"UM SÓ CORAÇÃO" , é a fanfiction com base na minha história. Na minha vida, nos meus sentimentos. Algumas partes é real, realmente aconteceu. Não era para ser assim, mas infelizmente o destino, ou futuro muda. Este um só coração é o meu que está destruído.
Uma observação que deveria ser feita lá no primeiro capitulo. Emma Swan, sou Eu que interpreto Gabriela a escritora. Regina Mills, é uma pessoa muito importante na minha vida, a segunda escritora da fanfiction. - Que por algumas circunstancia não pode estar aqui. Mas essa história é o que, e chegou até aqui graças a Ela também. - Não posso falar mas Ela, escreve divinamente, perfeitamente, maravilhosamente. Sou apaixonada em como escreve. Quem escolheu o nome da fanfiction, fez a capa e escreveu os capítulos ( nº 2 = Encontro Entre Dois Corações Apaixonados ) e ( nº 4 = Photograph ). Foi Essa pessoa, conferem por favor. Eu sou fã dela...
- Se chegar a ler me perdoa, me desculpa. Eu não falei seu nome para não lhe expor. Mas se desejar, coloco seu nome. Nada mas justo, Você faz parte dessa fanfiction. Querendo ou não, é a nossa historia. Não se exclui o passado, sei que me odeia... Com toda a razão.


"No amor ninguém pode machucar ninguém; cada um é responsável por aquilo que sente e não podemos culpar o outro por isso... Já me senti ferida quando perdi o homem por quem me apaixonei... Hoje estou convencida de que ninguém perde ninguém, porque ninguém possui ninguém... Essa é a verdadeira experiência de ser livre: ter a coisa mais importante do mundo sem possuí-la."
Paulo Coelho.

Capítulo 7 - Coração Sangrento.


Fanfic / Fanfiction Um só Coração. - Capítulo 7 - Coração Sangrento.

Storybook.

- Emma: Dorme um sono agitado, se mexendo muito na cama. Ultimamente não sabe o que é uma noite de sono, deitar e dormir. - Acorda e permanece com os olhos fechados. Seu único pensamento é Regina, uma morena dos cabelos pretos, olhos cor de jabuticaba, seu perfume de maça.  A mulher da sua vida, seu  bebê, a sua RAINHA. Desde que REGINA MILLS, foi em embora para Boston a mando de sua mãe Cora Mills. Não é mas a mesma menininha, tem a evitado diariamente, não responde suas mensagens. Regina já se esqueceu que Emma Swan a sua loira besta existe ... - Por que Regina a abandonou ?  - Porque ? - Não sai da sua cabeça que o seu bebê não me ama mas!  - Regina não me ama ? - Onde errei ?  - Já encontrou outro amor, outra pessoa e colocou em meu lugar ! - Está namorando com Ela ! - Eu sei que tem outra pessoa no coração de Regina.   Esses pensamentos é imaginação da minha mente, pensamento cognitivo. - Estou paranoica ! -  Regina me ama, estamos vivendo uma fase Ela vai voltar para mim. Eu sei que vai, e lágrimas cai de meus olhos. - Tento me convencer que Regina vai voltar para mim, Eu sei que Ela vai voltar. Mas algo dentro de mim em meu coração, me desperta uma adrenalina de emoções. E me diz  ao contrario que Regina Mills, o meu bebê, o meu grande e verdadeiro amor nunca mas vai voltar. Ela me abandonou, sem nem mesmo olhar para mim. Regina me deixou, depois de todas as juras, promessas de amor. - Lágrimas cai de meus olhos. - A minha menininha de 17 aninhos me deixou. - Eu perdi Você Regina, sinto o ar faltar em meus pulmões. Tudo o que mas temia aconteceu, meu maior medo. Perder Regina Mills, estou em uma crise de choro compulsiva, não tenho vontade de fazer nada, quero ficar deitada no escuro em meu mundo. Em meio a minha dor, angustia, sofrimento, e lembranças dos momentos que vive com a mulher da minha vida. - Estou abraçada com a foto de Regina em mãos, e lágrimas cai de meus olhos verdes como cachoeira. - Onde errei ? - Porque fui covarde ? - Porque não lutei por Regina ? - Fui tão boba, burra, idiota, covarde acreditei nas palavras de Regina quando dizia que me amava. Todas as juras de amor, para  que ! Para me abandonar no final como um objeto que é usado e descartado. Jogado fora, sem nenhum valor ou sentimento.  - Regina, não poderia acabar com a minha vida. - Já faz uma semana que Regina está em Boston. - Não aguento essa rejeição, desprezo e ser ignorada isso dói ! - A Regina, pelo menos deveria mandar uma mensagem, uma única mensagem. - Apenas visualiza e não  responde.  Agora me bloqueou no WhasApp. Realmente Regina não me ama mas, era tudo mentira. -  " O amor é fraqueza " - Me sento fraca mentalmente e fisicamente. Minha vida perdeu o brilho, a beleza. Não sai de casa, fica apenas em seu quarto pensando no que Regina poderia estar fazendo ! - O que aconteceu para seu bebê estar agindo assim, de uma hora para outra lhe abandonar. - Não consegue entender ! - Está com dor de cabeça, a sua amiga inseparável que não lhe abandona. Sente dor, não sabe qual dói mas, se é a dor física ou a do coração, saudade. Sua vida é uma insignificante, nada da certo. Quando finalmente  pensou que seria feliz, que havia encontrado a felicidade. Ela vai embora, e fica novamente sozinha, com o coração destruído.  - Porque Regina fez isso ? - Precisa ouvir da boca de Regina Mills, a verdade saber o que está acontecendo. Pega seu celular e manda uma mensagem para seu bebê.

[ ... ]

Mensagem de Emma para Regina.

- Meu amor sou Eu Emma Swan ! - Por favor, me responda não apenas visualiza as mensagens. Responda ! - Estou muito preocupada isso não é justo Regina ! - Porque está fazendo isso comigo ! - Eu estou aqui bebê, pelo menos uma única mensagem. Pensa em mim ! - Eu estou aqui sempre, sempre estou aqui para Você por toda a minha vida. Mesmo que me machuca, Eu vou continuar te amando Senhorita  Regina Mills.  - Quando vai acreditar que Eu te amo. Me fala Regina ? - Eu não sou mas a mesma pessoa, sem Você bebê. - Regina ! - Preciso ouvir sua voz rouca, sentir seus braços em minha cintura, seu cheiro de maça em meu pescoço. Por favor ! - Volta para mim Amor ! - Eu estou aqui e vou está aqui enquanto Deus me permitir. - Faço tudo para ter Você em meus braços novamente. - Eu preciso de Você Regina Mills, somente de Você bebê. - Seja sincera comigo, por favor. Eu te amo bebê.

"Você já parou pra pensar que pode ter alguém que pensa em você quando não consegue dormir? Que sorri quando ouve seu nome? E se você for o mundo de alguém?"

- Emma: Termina a mensagem e envia para Regina, ao terminar lágrimas cai de seus olhos. - Está encolhida na cama, em posição fetal. Sente uma dor, angustia, seu coração está apertado. Porque o amor machuca e fere ? - Dói a alma, está destruída, seus olhos estão inchados de tanto chorar. - Maldita hora que Regina, foi embora. - Cora Mills, conseguiu o que desejava separar Regina de Emma. Que foi embora, por culpa da Mãe. - Perdeu o seu verdadeiro amor, está abraçada a foto de Regina com a sua charpe azul. Inalando seu perfume de maça, está num choro compulsivo não consegue parar. Está destruída em sua dor, e não ouve batidas na porta. Quando se abre lentamente. - Filha ! - Fala a voz doce, calma e serena de Mary Margaret

 - Emma: Ouve a voz doce de sua mãe, e a observa no quarto.  Se senta lentamente ao lado da filha, que está deitada na cama. Passando a mão em seus cabelos loiros, compridos. - Emma ! - Estou preocupada filha ! - Você não sai desse quarto, a uma semana, não está comendo, ouço seus soluços a madrugada toda. - O que está acontecendo Filha ? - Eu sou a sua mãe  Emma! - Eu te amo, e sempre vou te apoiar em suas decisões. O importante para mim é somente a sua felicidade. - Fala Mary, com lágrimas nos olhos. Já imagina o motivo, que por sinal tem nome e sobrenome. Para a tristeza da Filha.

 "O amor de mãe por seu filho é diferente de qualquer outra coisa no mundo. Ele não obedece lei ou piedade, ele ousa todas as coisas e extermina sem remorso tudo o que ficar em seu caminho'
Agatha Christie.

- Emma: - Mamãe ! - Coloca a cabeça nas pernas de Mary, e sente sua mão em seus cabelos. O único show que se ouve é a respiração de ambas as partes, e os soluços de Emma. Que dorme com o toque de sua mãe em seus cabelos.

- Mary: Espera até que a Filha durma, sua expressão é de cansaço. Seus lindos olhinhos verdes, estão vermelhos e inchados. Está mas branca pois não toma sol e mas magra onde aparece a famosa saboneteira. -  Se levanta lentamente da cama, sente Emma quente. Vai até a gaveta e pega um termômetro.  Afere a temperatura da filha, está com 39 ºgraus, seu coração se despeça. Retira a manta que Emma está coberta, e vê a foto de Regina Mills, a filha da Prefeita Cora Mills. Emma e Regina, deitada na cama inclusive a foro foi retirada no quarto de Emma. - Elas estavam namorando? - Esse é o motivo da filha estar diferente sofrendo, Emma está sofrendo por causa da jovem Mills. A menina foi embora, já faz uma semana. Com certeza sua mãe descobriu, a prefeita Cora Mills e mandou a filha para outra cidade. - Ninguém machuca o coração da minha Filha. " Se me acha louca ? - Então mexa com minha filha para você ver  " - Fala Mary furiosa, desce até a cozinha vai no armário na caixa de remédios. Pega um paracetamol com um copo de água. Leva para Emma, e entrega a filha que acorda sonolenta e toma o comprimido voltando a dormir.  Beija a testa de sua pequena menina, pega sua bolsa e vai rumo a Prefeitura. Precisa fazer algo, ninguém machuca o coração da sua filhinha, e sai inlezo.

[ ... ]

Prefeitura. 

- Mary: Chega a Prefeitura, e entra como um raio passa pela secretaria e entra com tudo na sala de Cora. Encontra a prefeita assinando uns documentos, está distraída. - Com um barulho feito pela garganta Mary, chama atenção de Cora anunciando a sua presença. - A Prefeita levanta a cabeça, olhando para Mary a professorinha para a sua frente. A Mãe de Emma Swan, a garota que se envolveu com Regina. E fubá, em sinal de nervosismo. - O que faz aqui ?

- Mary: Vim lhe dar um recado Prefeita Cora Mills, não tenho medo de quem Voe seja nessa cidade. Mas não mexa com a minha filha, nem sabe do que sou capaz. Uma mãe é capaz de tudo para proteger seu filho. Se fizer algo contra minha Filha Emma Swan, conto para toda a cidade seu segredo Prefeita. - Fala Mary saindo da Prefeitura e voltando para casa.

- Cora: Está furiosa. quem aquela professorinha pensa que é para falar com a Prefeita daquele modo. Entrar em seu escritório, e lhe ameaçar. Tudo culpa de Regina, que se envolveu com Emma.  Regina nunca mas volta para Storybook, se depender dela.

[ ... ]

Mary:  Volta para casa, e encontra Emma dormindo. Graças a Deus, a Filha está dormindo. Continua com febre, como já havia passado quatro horas acorda Emma e lhe entrega outro comprimido Paracetamol para febre. Beija a testa da filha, e vai lhe preparar uma sopa de legumes.

- Emma: Pega seu celular, e manda varias mensagens para Regina.
​- Meu amor ! - Estou aqui Regina, volte para mim por favor !  - Estou te esperando Regina ! - Espera um momento quando Regina, visualiza a mensagem  e não responde. Novamente manda outras mensagem a seu bebê, que responde.

- Regina: O que é Emma !

- Emma: Estranha a resposta de Regina, seu coração se aperta lágrimas cai de seus olhos. Sua respiração para, não sente os batimentos de seu coração. Um milhão de pensamentos se passa em sua cabeça, seu bebê não lhe ama. -  Calma amor ! - O que aconteceu ?

Regina: Não é da sua conta Emma Swan !

- Emma: Lágrimas cai de seus olhos, ainda bem que Regina não está lhe devendo nesse estado deplorável. Encolhida como um gatinho, com medo. - Posso te ajudar amor ?

- Regina: - Ninguém pode me ajudar !

- Emma:  Eu posso amor ! - Estou muito preocupada com Você !

- Regina: Não tem necessidade Emma, já disse que estou bem. Eu sei me cuidar !

- Emma: - Você está bem ? 

- Regina: - Está tudo bem, não se preocupe.

- Emma: - Bebê Eu te amo, não tenha duvidas do meu amor por Você Regina ! - Eu tenho apenas um objetivo lhe fazer feliz, e que se sinta amada  ao meu lado. - Me perdoa, se erro ou falho com Você bebê ! - Me perdoa, por favor.

- Regina: - Não fala assim, Você não tem culpa.

- Emma: - Sinto que não está bem ? - Eu sou intuitiva ! - Regina !

- Regina: -  Se estar bem para Você significa não estra machucada, nem doente ! - Então ! - Estou ótima, muito obrigada.

- Emma: - Eu me preocupo com Você Regina, com seus sentimentos, de corpo e alma.

- Regina: -  Não tenho alma, o que tinha aqui já sumiu.

- Emma: - Não fala assim Regina, por favor ! - Amor ! - Você tem alma sim ! - Eu sei que tem ! - Não fala mas essa frase, por favor. Eu não gosto.

- Regina: - Não tenho nada, está tudo vazio.

- Emma: -  Estou preocupada Regina ! - O que aconteceu ? - Me fala, por favor !

- Regina: Não tenho nada ! - Até o coração virou pedra, e quebrou ficando o pó.

- Emma: - Amor ! - Então Você não sente nada por mim ? Amor ! Não tem nem um sentimento aí dentro por mim ? Você não me ama ?

Regina: - Não sei Emma !

- Emma: - Tudo bem !

- Regina: -  Não está nada bem Emma ... - Você sabe !

 Emma: - Sim ! - Eu tenho muito medo !

- Regina: - Medo não existe ! - É só imaginação !

- Emma: - Existe sim ! - Os meus medos são reais, estou apavorada. -  Amor ! - Eu estou aproveitando o máximo que posso os momentos que estamos juntas. Pois não sei o dia de amanha, vai que me deixa. Estou tão carente, hoje não sei ... me bateu uma angustia, um medo, uma saudade enorme de ter Você em meus braços. - Regina ! - Eu te amo. - Penso em Você todos os momentos, e sempre me pergunto o que está fazendo nesse exato momento. - Imagino que esteja deitada.

- Regina: - Sim ! - Estou no escuro, apenas com o celular.  

- Emma: Eu imaginei bebê ! - Não gosto de escuro, não consigo enxergar e tenho medo. - Eu quero tanto deitar ao seu lado, sentir seu perfume de maça, seus lábios aos meus. - Você sabe que te amo, não é mesmo Regina ? - Eu nunca vou te abandonar jamais, vou lutar sempre por Você bebê. - Eu tenho tanto medo de me abandonar, ir embora e nunca mais voltar. - Amor ! - Eu sonhei que Você foi embora, e nunca mais voltou. Que havia me deixado, para sempre. - Foi horrível ... senti tanto medo, um aperto no coração. - Dizem que sonho é um sinal.

O sonho nada mais é que um sinal de alerta.”
Mestre Ariévlis.

- Emma ! - E te amo muito mesmo minha princesa, fica comigo por favor. - Você me faz muito feliz, sou imensamente grata a Deus por ter feito Eu lhe conhecer. Colocado na minha vida. - Vou lutar por Você Regina Mills ... - Vou provar que te amoooooooo. - Bebê não me abandona ! - Por favor. - Fica comigo por favor.  - Eu quero tanto estar ao seu lado agora nesse exato momento, e saber que Você está ao meu lado. Ficar olhando Você dormir de bruços, fazer carinho em seus cabelos negros. Cuidar da sua insônia, segurar a sua mão para sentir que estou ali, juntinho de Você. Pode ouvir a sua respiração em meu pescoço, seu corpo ao meu, me empurrando da cama, dormir de conchinha. Acordar primeiro que Você todas as manha, sei que isso é difícil pois durma mas. Sou bem dorminhoca ! - Eu preciso tanto de Você Regina !  - Me faz tanta falta meu amor, por favor não me abandona. Fica comigo !

" O amor que sinto por Você é tão forte, que consegue superar todos os obstáculos. E prevalece assim, forte, verdadeiro e intenso." 

- Regina: - Estou com sono, vou dormir Emma Swan ! - Se fosse Você dormiria também.

- Emma: - Fofa ! - Eu vou dormir também, juntinho com Você bebê !  Vou colocar Você para dormir ! - Posso ?

- Regina: Vai mesmo dormir também Swan ?

- Emma: Sim amor ! - Fecha os olhinhos bem lentamente, descanse pois seu dia foi muito cansativo. - Eu fico acordada somente por que Você está aqui. -  Mas se não está, também não tem motivos para mim ficar acordada. -  Eu converso apenas com Você !

- Regina: Boa Noite Emma Swan.

- Emma: Estranha a atitude de Regina, alguma coisa está acontecendo. Sente, lágrimas cai de seus. Dói quando seu bebê lhe chama pelo nome " Emma,  ou Swan,  e Emma Swan". - Se sente uma estranha, essas palavras machuca. Prefere que Regina a chame de amor. Seu coração está apertado, sente seu corpo tremendo, um frio. Seu estômogo ronca, deve ser  fome não comeu a sopa que sua mãe fez. Está com o estômogo embrulhando. Abraça a charpe azul de Regina, e dorme em meu as lágrimas, dor, sofrimento, saudade.

 

"Eu não quero viver longe de você. Digo, viver sem falar contigo, sem saber como foi o seu dia, o que você fez, como está se sentindo. Até porque, longe fisicamente de você eu já estou".
— Autor desconhecido 

[ ... ]

- No outo dia, Emma acorda indisposta com dor no corpo.  - Sua vontade é de ficar somente deitada, seu primeiro pensamento está em Boston na mulher da sua vida Regina Mills. - Pega seu celular, e manda varias mensagens para Regina.
​- Bom dia amor ! - Acordei morrendo de saudades. - Eu tenho tanto medo que Você vai embora e nunca mas volte. Regina ! - Você é a pessoa pela qual me apaixono todos os dias, como se fosse a primeira vez. Me apaixonar pela vida toda. - Eu te amo, e te imploro não me deixa por favor. - Você está bem ? - Dormiu bem ? - Descansou ? - Eu te amo muito mesmo, Você sabe ? -  Que te amo, não é mesmo ? - Eu quero te fazer muito feliz, meu amor ! - Pois Você merece toda a felicidade do mundo. - Amor ! me responde. - Boa Noite bebê ! - Amor como você está?  - Por favor, me de noticias. Mas um dia sem noticias de Regina. - O que aconteceu ? - Estou muito preocupada ! - Eu te amo, e nunca vou te deixar. Mando varias mensagens para Regina que apenas visualiza e não responde... Fico o dia todo em meu quarto, não tenho forças para sair. Mantenho meus olhos fechados,  e durmo com as lembranças de Regina Mills. - Posso sentir seus lábios aos meus, seu corpo coloca e sua temperatura na minha.

 

"Não importa se você está longe. De longe posso te sentir aqui dentro de mim, mesmo que às vezes te perco em mim, mesmo que sofro pela distância entre nós, sempre consigo te sentir em mim. Quando te tenho por um minuto sinto que tenho paz, é tão bom ouvir você dizer que sempre vai estar comigo, por isso sempre fico mal se brigo contigo, o medo de te perder fica apertando cada vez mais. Sei que não posso te dar o mundo, mais meu amor você tem. Queria dormi escutando tua voz, acordar com ela e dormi novamente ouvindo ela ao meu ouvindo. Hoje queria te dizer tantas coisas, mas em uma delas de tantas, uma é “eu te amo e não posso ficar sem você mais”. Não consigo me ver mais aqui, sozinha... "

  


Notas Finais


"Nunca troque um grande amor por uma simples aventura, quase sempre não vale a pena e só atrai muita dor e sofrimento. Não espere perder para dar valor".
Marcelo Pinheiro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...