História Um sonho chamado João Guilherme - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance
Exibições 10
Palavras 738
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Amores mais um capítulo saindo
desculpem os erros e boa leitura

Capítulo 52 - Acidente -- capítulo 52


Fanfic / Fanfiction Um sonho chamado João Guilherme - Capítulo 52 - Acidente -- capítulo 52

Me levantei e fui tomar um banho, quando terminei desci e tomei um café rápido e comi um pão 

-Pai to indo tá 

-Tá bom filha, você não quer que eu te leve ?

Mãe - Ir aonde sem o uniforme 

-Nenhum lugar não mãe, depois te explico 

Mãe - Tá 

Sai e fui em direção ao ponto de ônibus 

(...)

Quando cheguei peguei a senha e esperei o médico chamar, quando entrei e mostrei os machucados ele me receitou uma pomada e um outro produto para os lugares que estavam roxos, e me disse que não eram ferimentos graves. Sai da sala dele e fui em direção ao ponto novamente, subi e fui para o fundo, me sentando do lado da janela quando escuto alguém falar comigo :

-Você é a Nathalia não é ?

-Sim e você é ..... Matheus ?

-Sim....desculpa perguntar, mas o que são esses machucados ?

-Ah...uma longa história, que não vale contar

-Ok então 

Conversando com o Matheus escuto meu telefone tocar 

-Que que você quer ?

-Quem é esse menino ?

-Que do que você ta falando ?

-Esse menino que ta do seu lado 

-Na onde você ta ?

-Olha pro lado 

-que que você ta fazendo aqui ?

-Quero falar com você...entra no carro por favor 

-Não, não vou Gabriel, desliga esse celular e presta atenção na rua 

-Amor entra no carro, por favor, eu quero falar com você 

-Já falei que não

-Amor por......

-Alô....Gabriel ?...me responde 

Desligo o celular por que ele não estava respondendo e escuto o motorista do ônibus falar 

-Aconteceu um acidente, talvez a gene atrase um pouco 

-Que? - falo me levantando super rápido- quem tava no carro ?

-Um rapaz 

-Moço abre essa porta pelo amor de deus 

-Calma moça

-Abre a porta moço, sério 

Desci correndo do ônibus e me deparo com o Gabriel jogado no chão, sangrando muito, e desacordo 

-Gabriel acorda...Amor me responde.....Alguém liga pra ambulância, pra polícia, pra qualquer coisas mais liga logo 

Estava tentando acordar o Gabriel quando sinto alguém me cutucar

-Você é a Nathalia ?

-S-Sim por que ? - falo chorando muito

-Tinha uma carta e um ursinho dentro do carro, acho que é pra você

-Obrigado - falo limpando as lágrimas 

-"Amor eu sei que fui um idiota ontem, por não ter cuidado de você e ter bebido muito, e ter feito você pular do carro, por favor me perdoa meu amor, quero que você saiba que eu te amo muito, e não queria ter feito aquilo, por favor amor, me perdoa mesmo, e sei fui um imbecil, mas eu te amo muito mesmo, fui um trouxa e idiota, você pode me bater o quanto você quiser mas continua comigo"- Leio a carta e voz alta e chorando muito 

(...)

Quando a ambulância chegou fomos direto ao hospital..não deixaram eu entrar e tive que ficar na sala de espera

-Obrigado por vir comigo Matheus 

-De nada, não podia te deixar aqui sozinha 

Ia responder quando meu celular toca 

-Filha, o que o médico falou ?

-Pai...depois eu te falo...esse não é o problema agora 

-Que foi filha...você tá chorando ?

-Pai, eu to no hospital...o Gabriel sofreu um acidente, vem pra cá e trás os pais dele por favor pai

-Como assim ? 

-Vem pra cá que eu te explico 

(...)

Depois de um tempo meu pai chegou com os pais do Gabriel 

-Filha que que aconteceu ?

-Eu tinha ido no médico e quando eu voltei o Gabriel tava do lado do ônibus que eu estava, ai ele me ligou pedindo pra eu entrar no carro que ele queria falar comigo e eu disse que não ia entrar ai do nada o telefone parou e eu escutei o motorista do ônibus falando que tinha acontecido um acidente, quando eu desci era o Gabriel...

Dei um abraço nos pais dele e logo o médico apareceu 

-Olha o estado delem não é grave mas ele ainda esta desacordado, vocês vão querer ir ver ? 

-Sim - falei 

-Olha vou deixar todos só por que estão muito nervosos

-Obrigada - respondi 

(...)

Depois de ficar um tempo lá dentro falei 

-Tia...deixa eu ficar aqui com ele, por favor, vai pra casa e descansa 

Ela - Tá bom filha, pode ficar, mas quero notícia amanhã cedo tá ?

-Tá bom tia 

Quando eles saíram me deitei junto ao Gabriel, mas tentando não machucar o mesmo 

 

 


Notas Finais


gostaram ? indiquem e favoritem
sugestões aqui em baixo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...