História Um sonho quase impossível - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Deus, Drama Drogas, Impossível, Romance, Sonhos, Superação
Exibições 1
Palavras 1.482
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Bom gente mais um capitulo da minha FIC . Espero que gostem *-*

Capítulo 6 - Vida nova


Fanfic / Fanfiction Um sonho quase impossível - Capítulo 6 - Vida nova

Neste exato momento Bryan está em seu quarto arrumando as suas malas para ir viajar para Nova York. Ele não poderia estar mais feliz, pois, estava a um passo de realizar o seu tão esperado sonho. O problema era que os seus pais não poderiam saber, por isso, Vitor esta ciente do plano de eu irmão mais novo. Bryan viveria uma vida dupla, seguiria seu sonho de se tornar um cantor mundialmente famoso e faria seus pais acreditarem que o mesmo estava seguindo dos planos de se tornar um advogado. Foi seu irmão Vitor que deu a ideia. Bryan, no começo foi contra, mas, ao pensar bastante resolver seguir este plano, pois, não iria ter outra oportunidade.

Quando Bryan terminou de arrumar as suas malas, Vitor apareceu e começou um pequeno diálogo com o seu irmão.

- Bryan, já terminou de arrumar a sua mala? - perguntou Vitor com um semblante feliz.

- Vitor, já estou mais que pronto. Nunca estive tão feliz em minha vida toda. Não vejo a hora de chegar em Nova York e assim conhecer a cidade das oportunidades e conhecer a pessoa que fisgou o seu coração – Disse Bryan com um semblante empolgado e ao mesmo tempo apreensivo com o que poderia acontecer e para quebrar o clima de preocupação Bryan brincou com o Vitor sobre o seu namorado que se mudou para Nova York fazem exatos 2 meses. Por conta disto que Vitor aceitou a proposta de emprego que lhe estavam oferecendo.

Vitor achou engraçado a forma que Bryan falou de seu namorado. Ele estava com tantas saudades, mas, logo lembrou-se que em poucas horas estaria perto de seu amado. Após este pequeno diálogo os dois irmãos foram tomar café, pois, daqui a 3 horas estariam no aeroporto prontos para pegarem o voo para Nova York. 

Bryan, ao terminar de tomar café lembrou-se de como foi despedir-se de seu único amigo na escola, o Pedro. Ficou triste e lembrou-se de uma frase que Pedro lhe falou quando estava perto de sair da escola" Bryan, em pouco tempo que lhe conheço, já percebo que você é uma pessoa fantástica e que precisa mostrar a todos como Bryan Júnior é. Não deixe ninguém dizer que não é capaz." Quando Pedro informou isto a Bryan, o mesmo, ficou triste por ter que se despedir de um amigo fantástico e feliz, pois, percebeu que Pedro o estava apoiando muito e prometeu que o visitaria assim que possível. Bryan lembrou-se também dos professores que informaram que estavam perdendo o melhor aluno da escola, mas, ficaram feliz que, o mesmo, estava seguindo os seus sonhos.  Mas, a pessoa que ficou mais feliz foi, seu professor de artes seu tio Paulo que era a segunda pessoa que mais o apoiava. Claro que Bryan ficou triste, pois, deixaria pessoas que mais amava pra trás para seguir o seu sonho.

Quando já estavam no aeroporto para irem para o portão de embarque percebeu que Pedro e o seu tio Paulo já se encontrava-se lá para se despedirem de Bryan. Ocorreu a despedida com muita emoção, mas, tudo ocorreu bem. Quando já estavam dentro do avião, Bryan, ficou um pouco apreensivo, pois, estava com medo do que acontecerá daqui pela frente, mas, Vitor percebendo a agonia de seu irmão o acalmou e assim Bryan dormiu a viagem toda e só acordou quando Vitor o acordou e o mandou colocar o cinto, pois, pousariam em poucos instantes. Bryan fez o que seu irmão o orientou e assim que o avião pousou já estavam no aeroporto.

Ao sair do avião Bryan pode perceber o quanto Nova York era enorme e pensou que não se arrependerá de viajar. Quando Bryan estava pegando a sua bagagem viu uma garota mais ou menor de sua idade e percebeu que a mesma não para de olhá-lo e claro que ele ficou um pouco desconcertado, pois, nenhuma garota olhou assim para ele, de uma forma que parecia que o olhar queria ler os seus pensamentos. Neste exato momento Bryan apenas queria saber o nome desta bela garota, mas, quando fez menção de ir até lá percebeu que a menina não estava mais lá. Ficou triste, pois, o que mais queria era conhecer esta garota que o deixou sem palavras. Vitor percebendo que seu irmão havia ficado um pouco confuso perguntou preocupado com o que poderia ter acontecido.

- Bryan, o que aconteceu. Está tudo bem?

- Sim, está tudo bem. Apenas vi uma coisa, mas, não e nada de mais. - Disse Bryan tentando desviar a atenção para que seu irmão não descobrisse o que aconteceu.

- Bom, se está tudo bem, vamos procurar um ponto Táxi. Nos temos que ir logo para a nossa casa – Disse Vitor fazendo mistério, pois, não havia informado ao Bryan que eles morariam em uma casa, o mesmo, estava achando que eles morariam em um apartamento, mas, ao escutar o que seu irmão informou, Bryan disse surpreso e o questionando sobre o porque não havia dito antes.

- Vitor, como assim vamos morar em uma casa. Porque você não me disse para que eu pudesse me preparar?

- Não lhe informei porque era surpresa, mas, já deixo claro que você adorará a casa, pois, a mesma e a sua cara e gostará ainda mais do seu quarto. Mas, a grande surpresa ainda está por vir. Aguarde!. - Vitor disse isto ao seu irmão, pois, sabe que o mesmo ficaria curioso para saber que grandes surpresas Vitor está preparando.

O caminho para a nova casa dos irmão Campello foi tranquila sem grandes surpresas, mas, quando Bryan chegou a casa ficou surpreso com o tamanho da residência, pois, a sua família tinha dinheiro, mas, não para comprar uma casa que mais parece uma mansão. Sabe que seu irmão tem dinheiro, mas, não sabia possuía tanto dinheiro assim. Vitor estava achando engraçado todas as expressões de seu irmão. Bryan não tinha palavras para expressar o que estava achando da casa nova. Vitor estava ficando inquieto com o silêncio de seu irmão mais novo perguntou.

- Bryan, me fale logo o que achou da casa?
- Vitor, esta casa e linda de mais, não sabia que você possuía tanto dinheiro assim para comprar uma casa deste tamanho – Disse Bryan em um fôlego só. Vitor achava graça na forma de Bryan falar e informou 

– Bryan se você ficou assim apenas por ver a entrada da casa. Não quero nem ver como ficará ao ver o seu quarto e o local secreto que ainda não posso revelar o que é.

Bryan ficou ainda mais curioso. Uma coisa praticamente impossível,  estava quase roendo as unhas de tanta ansiedade. Vitor mostrou quase todos os cômodos para seu irmão era sempre a mesma surpresa e a mesma expressão, mas, quando Vitor mostrou a seu irmão o  seu quarto, Bryan quase caiu para trás, pois, o quarto realmente era a sua cara e tinha tudo o que mais gostava. Tinha posters de bandas, DVDs de variados filmes e séries. Bryan ficou sem palavras e deu um abraço tão apertado em seu irmão, pois, amava seu irmão de uma forma inimaginável. Ele ficou em seu quarto para arrumar as pequenas coisas que trouxe de seu antigo quarto. 

Bryan queria que seu irmão mostra-se a grande surpresa que estava preparando, mas, Vitor ainda fazendo um pouco de suspense demorou para mostrar a Bryan o quarto que preparou com um carinho enorme e ele já havia planejado este quarto a muito tempo atrás, pois, sabia que seu irmão aceitaria sem pensar duas vezes morar em Nova York, não tinha certeza, mas, sentia isto no fundo do seu coração.

Quando Vitor mostrou o quarto ao seu irmão Bryan não sabia aonde enfiar a cara. O quarto era a coisa mais linda do mundo. Tinha vários instrumentos musicais, tais como, violão, guitarra, piano, violino, etc.

Bryan ficou muito feliz e emocionado, o mesmo, abraçou seu irmão em um abraço apertado e reconfortante e começou a chorar de felicidade. Bryan não via a hora de ligar para a sua família e amigo para contar a incrível novidade que havia acontecido.

Bryan foi dormir tarde, pois, ficará altas horas da noite tocando os seus instrumentos e Vitor resolveu não falar nada, pois, queria ver o seu irmão feliz. Ao deitar no travesseiro Bryan tinha um sorriso de orelha a orelha que não cabia em seu rosto. Ele achava que já havia ficado muito feliz, mas, com esta novidade, não tinha palavras para descrever o que estava sentindo, mas, deseja que isto não acabe…

“Pior que não terminar uma viagem é nunca partir. Para viajar basta existir. Você deve viajar para algum lugar que goste. Independente do local, não deixe ninguém dizer que não é capaz que conseguir realizar tal viagem, por mais que seja cara ou praticamente impossível. Batalhe e mostre a essas pessoas do que você e capaz de fazer por um sonho…”


Notas Finais


Gente espero que tenham gostado do capitulo. Deem dicas do que eu posso mudar para melhorar ainda mais a FIC. Quem será a pessoa misteriosa que estava olhando Bryan no aeroporto. Será que ela será de grande ajuda no sonho dele ou entrará na sua vida para atrapalha-lo?. Veremos o que acontecerá nos próximos capítulos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...