História Um Tal de Rafael Lange - Capítulo 29


Escrita por: ~

Visualizações 49
Palavras 1.565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus amores ❤
Penúltimo capítulo, MDS, nem acredito que cheguei tão longe...
Quero agradecer por todos os favoritos e comentários que tivemos até hoje ❤
Boa leitura...

Capítulo 29 - Capítulo XXIX


Fanfic / Fanfiction Um Tal de Rafael Lange - Capítulo 29 - Capítulo XXIX

- Isso não pode ficar pior, pode ? É claro que pode... - Jane Porter. 


Erika Graziele - São Paulo. 


No capítulo anterior...


  - Precisamos de vestidos novos. - Disse Tainá, eu olhei para ela e depois para a Brid.

  - Vamos as compras.

Nos levantamos  e lá fomos nós, as compras.

  Agora...


Tainá e Bridget me puxaram para todos as lojas de vestidos daquele shopping.
Elas duas já tinham achado seus vestidos novos, já eu ? Bom, nada ficava bom em mim, se não ficava muito solto na parte de cima, ficava na parte de baixo e assim sucessivamente.

O vestido da Tainá era lindo, era um vermelho, daqueles vermelhos cor de sangue mesmo. Ela tinha comprado um par de saltos pretos com a parte de baixo do sapato vermelha para combinar com o vestido. O vestido era longo, mas tinha um  corte na pernan ele ia do começo da sua coxa até seus pés. Era lindo, e com o corpo que a Tainá tinha, ficaria melhor ainda.

Já Brid optou por um vestido cinza, ele era curto, ficava um pouco acima de seus joelhos, tinha um decote em V na parte de seus seios e nas costas ele era aberto. Era lindo, ela havia comprado um par de saltos pretos e um cinto para usar juntos.

  - Erika e agora, você não gosta de nada. - Tainá estava sentado em um banco perto da praça de alimentação, Brid estava sentada ao seu lado e eu estava parada na frente das duas.

  - Eu não gostei de nenhum, o que vocês querem que eu faça. - Balacei a cabeça em negação enquanto olhava para elas, as duas ficaram me olhando.

  - Queremos que você ache um. - Disse Brid me olhando, Tainá olhava para atrás de mim.

  - Mas eu não achei... - Tainá sorriu e me olhou.

  - Mas eu sim... - Pegou suas coisas, se levantou e ficou me puxando para a loja. Brid vinha logo atrás da gente.

Quando chegamos lá, Tainá logo entrou na loja, me levou até um vestido preto, ele era aquele tipo de vestido que você usa sem nada, sabe ? Ele era todo aperto nos dois lados, tinha algumas tiras no lugar onde não havia tecido, deixando o vestido lindo. Ela pegou o mesmo do cabide e me olhou.

  - Prova. - Eu suspirei a olhando, pego o vestido e fui até um cabine.

Comecei a tirar minha roupa, eu Não queria usar aquele tipo de vestido, o que o Rafael iria achar de mim. Acabei te do que tirar toda a roupa, até minha lingerie. Coloquei o vestido e me olhei no espelho.

  - Erika ficou bom ? - Brid estava ao lado da cabine, sua voz estava bem próxima.

  - Eu não sei. - A cortina se abriu e duas cabeças entram para me olhar.

Tainá sorria me olhando, Brid estava com a boca aberta.

  - O que foi ? - As duas se olharam e depois me olharam sorrindo.

  - Você vai levar. - Tainá me disse.

  - Com certeza, ficou maravilhoso. - Brid disse me olhando, enquanto sorria.

  - Não ficou muito... puta não ? - Eu fiquei de costas para o espelho, o vestido era curto, mais não muito.

  - Não, até por que puta você não é... - Brid disse.

  - Só na cama do Rafael. - Completou  a Tainá.

  - Calem a boca. - Eu sorria as olhando. - Ok, eu vou  levar.

Elas sorriam novamente e saíram da cabine, eu tirei o vestido, coloquei minha roupa e sai da cabine.

- Pra combinar. - Tainá me entregou um par de saltos pretos, ele tinha uma corrente onde ficava os pés, era dourada.

  - Obrigada...


Algumas horas depois...


Estávamos  no três em meu quarto, meus pais haviam saido para ir ao restaurante. Meu irmão estava em casa, eu havia ligado para Rafael, lhe contado que iria sair com a Brid e com a Tainá, ele não ligou muito, disse que me divertisse e só. Eu achei estranho, até por que amanhã eu ia iria embora, achei que ele queria que eu ficasse, mas não.

  - Quer ajuda com o cabelo ? - Tainá já estava pronta, seu cabelo estava com cachos lindos até  sua cintura, sua maquiagem estava maravilhosa e como eu havia dito, o vestido ficou muito bem em seu corpo.

  Eu já tinha tomado meu banho, estava sentada na minha cama enrolada numa toalha branca.

  - Pode ser. - Tainá pegou minha mão, fez eu me sentar em uma cadeira que ela havia trazido para ali, Brid saiu do banheiro, já estava vestida perfeitamente.

  - Onde estão as maquiagem, Tai ? - Tainá lhe entregou uma maleta de maquiagens, eu sorri olhando elas. Como eu sentia falta de nos três juntas.

- Quer o cabelo soltou ou preso ? - Tainá me olhou por o reflexo do espelho a minha frente.

  - Deixa ele solto. - Tainá pegou uma escova, começou a pentear meus cabelos.

  - Me diz, vocês dois já transaram ? - Eu o olhei, era bem o tipo da Tainá mesmo, Brid riu enquanto passava um batom vermelho em seus lábios.

  - Para que você quer saber ? - Tainá me olhou rapidamente, depois voltou ao meu cabelo.

  - Por que se já, vai ficar mais difícil quando vocês ficarem longe.

  - Você tem razão. - Eu suspirei e abaxei meu olhar para o chão, Tainá segurou meus ombros e ficou me olhando por o espelho.

  - O Rafael te ama, Erika, ele vai te esperar. - Ela disse calmamente, eu sorria a olhando.

  - Obrigada amor. - Ela sorriu, pegou um chapinha que estava ali e começou a passar em meu cabelo, mesmo ele já sendo liso.

- Então ele é bom de cama ? - Tainá perguntou e logo soltou uma risada, eu olhei para ela por o reflexo do espelho.

  - Sim, é ótimo. - Brid riu nos olhando. Ela já tinha terminado sua maquiagem e estava começando a arrumar seu cabelo.

  - Sorte a sua. - Tainá estava quase terminado meu cabelo, ela sorriu me olhando por o espelho.

  - E o Alexandre, é bom de cama ?

Tainá sorriu arrumando meu cabelo, mordeu seu lábio rapidamente e me olhou.

  - O melhor que eu já tive na minha cama. - Eu ri, não consegui me controlar, Brid me acompanhou na risada.

  - Sorte a tua.

  - Terminei. - Tainá já tinha terminado meu cabelo, pegou a maleta da Brid e começou minha maquiagem.

  - O Chris também é bom de cama, já que vocês não perguntaram. - Brid já tinha terminado seu cabelo, estava parada ao nosso lado, nos olhando.

  - Eu sei. - Tainá disse, Brid lhe deu um tapa fraco em seu braço e ficou rindo.

  - Não tem graça, Tai.

  - Tem sim... ele teu um amigo legal. - Brid lhe deu outro tapa.

  - Calem a boca, vocês estão falando do meu irmão. - As duas riram.

  - Terminei. - Eu me levantei, me olhei no espelho, minha maquiagem estava linda, meu cabelo perfeitamente lindo e liso.

  - Obrigada. - Tainá sorriu.

  - De nada, agora vai se vestir. Já estávamos atrasadas.

Eu fui até meu closet, peguei o vestido, deixei a toalha cair de meu corpo e o  vesti. Coloquei meus saltos e fui até elas. As duas estavam se olhando no espelho.

  - Gostaram ? - Elas olharam para mim.

  - Eu disse que tava maralhoso. - Tainá ficou me olhando enquanto sorria.

  - Tá mesmo, mas agora vamos...

Saímos do quarto, descemos as escadas da sala e  lá estava ele, o Christian. Ele estava vestido com uma calça preta, um tênis vans branco e uma camiseta também branca. Seu cabelo estava todo arrumado. Tainá e eu olhamos para a Brid.

  - Não era nada de namorados ? - Brid foi até ele, ele sorriu e ficou a olhando.

  - Ele vai nos  levar até lá. - Eu e Tainá reviramos os olhos. Chris ficou olhando para a Brid e me olhou, olhou meu corpo de cima a baixo.

  - Você vai assim ? - Eu respirei fundo, fiquei olhando para ele, ele se levantou do sofá e caminhou até mim.

  - Sim, algum problema ? - Chris parou na minha frente, ficou olhando meu vestido e balançou a cabeça negando.

  - Coitado do Rafael. - Disse balançando a cabeça em negação, voltou para o lado da Brid e pegou na sua mão. - Vamos ?

  - Sim. - Dissemos eu e Tainá ao Memso tempo, caminhamos até a porta e saímos. 


Já na boate...


Estávamos no estacionamento, Chris estacionou  o carro e desceu com a gente, eu achei meio estranho, já que Brid tinha tido nada de namorados. Mas, ok.

Caminhamos juntos até dentro da boate, quando chegamos na porta, Chris falou com o segurança me deixando a situação ainda mais estranha. O segurança deixou a gente entrar, Brid pegou meu braço direito e o entralaçou no seu, Tainá o mesmo com meu braço esquerdo. Eu sorri olhando ela, quando entramos, lá  estava ele. Ele estava vestido com uma calça preta, uma camiseta também preta e um tênis vans pretos. Seu cabelo estava bagunçado, o deixando ainda mais lindos. Elas caminharam comigo até ele, ele sorriu e elas me deixaram.

  - Você não achou que eu ia deixar você ir embora sem se despedir de mim, achou ? 


Notas Finais


Gostaram ?
Não esqueçam do comentário, ele é muito importante para mim.
Quer não colocou seu favorito, coloque ele aí amor, ele é muito importante também ❤
Um beijo e até o último capítulo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...