História Um Tempo de Lobos e Dragões - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Arya Stark, Brandon "Bran" Stark, Brienne de Tarth, Cersei Lannister, Daenerys Targaryen, Davos Seaworth, Euron Greyjoy, Gendry, Howland Reed, Jaime Lannister, Jon Snow, Lyanna Stark, Meera Reed, Melisandre, Petyr Baelish, Rhaegar Targaryen, Sandor Clegane, Sansa Stark, Theon Greyjoy, Tyrion Lannister, Yara Greyjoy
Tags Breera, Jonerys, Romance, Spoilers, Stargaryen
Visualizações 537
Palavras 984
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 25 - Tyrion VI


Fanfic / Fanfiction Um Tempo de Lobos e Dragões - Capítulo 25 - Tyrion VI

Tyrion

 

Daenerys estava sentada olhando para a imensidão de neve da janela do quarto. Tyrion podia ver em seu olhar que ela estava preocupada, tinha aquela expressão desde que Jon Snow saiu pelos portões com mais alguns de seus homens e selvagens. E depois do que a Sacerdotiza Vermelha disse, tinha ficado pior.

— Minha Rainha, precisa descançar um pouco. — Ele disse sem tirar os olhos dela, esticando-se para subir na cadeira enquanto procurava uma posição aconchegante. Sentia seus membros viris congelando sempre que saía para o pátio, por isso estava sempre dentro do castelo.

— Quero partir o quanto antes. — Ela respondeu virando-se magestosamente. — Vamos para Pyke imediatamente e depois Porto Real...

E depois voltaremos para o Norte?

Tyrion não precisou perguntar, ele sabia que aquela era sua vontade. Queria fazer tudo o quanto antes, e não apenas porque é o que sempre desejou, mas também porque queria estar em Winterfell o quanto antes para receber Jon, ou para encontrá-lo já ali.

— Partiremos quando Vossa Graça achar melhor.

— Então iremos amanhã, ou hoje! Não precisamos de muito tempo para arrumar tudo, podemos ir para Vila Acidentada, é lá que Drogon está.

— Não consigo me decidir se essa sua pressa é por causa do Trono, de Drogon ou de Lorde Snow. — Bebeu um pouco de vinho e a observou enquanto o líquido descia gélido e estimulante por sua garganta.

— Quero o meu Trono, sempre quis e sabe disso. Drogon está sumido desde o dia em que chegamos e agora finalmente tenho notícias dele e sei onde ele está.

— Mas iria agora se Jon Snow ainda estivesse aqui?

Ela riu como se tivesse contado uma piada.

— Está aqui para me aconselhar, não lançar-me tantas indiretas.

— As indiretas fazem parte da minha percepção para lhe aconselhar. — Ele a observou atentamente antes de continuar. — Não sei até onde chegaram, disso eu não quero saber realmente, mas é importante para mim que não esteja se envolvendo demais, que ainda saiba julgar e ainda tenha a cabeça totalmente nessa guerra.

— Eu estou concentrada.

— Então por que acho que se importa mais com o que está acontecendo na Muralha do que o que está acontecendo em Porto Real?

— Acha isto porque está bêbado.

— É preciso mais que uma taça para ficar bêbado, Vossa Graça. Me diga com sinceridade, você o ama? — Perguntou enquanto entregava outra taça com vinho na mão dela.

— Amor? Não, não acho que seja isso. Eu só... — Ela parou subitamente e disfarçou o sorriso bebendo do vinho, mas Tyrion percebeu, ele sempre percebia os pequenos detalhes escondidos em suas ações e no que ela costumava dizer.

— Por favor, não pare. — Tocou sua mão gentilmente. — Sou sua Mão, além disso, sou seu amigo. Prossiga.

— Quero estar com ele... o tempo todo. Quero tocá-lo e quero que ele me toque, quero conhecê-lo o melhor que puder. E quero que ele me conheça como eu realmente sou. Eu quero... eu... — Daenerys respirou em busca de ar, Tyrion percebeu suas bochechas coradas enquanto buscava por qualquer palavra e perdia-se em pensamentos conflituosos. Naquele momento se perguntou se algum dia voltaria a sentir isso.

Meu leão.

— E qual a sua definição para amor? — Tyrion perguntou brindando. Daenerys o olhou e sorriu balançando a cabeça.

— Está enganado.

— Eu raramente me engano, Daenerys, raramente.

Amei uma donzela branca como o Inverno, com o luar nos cabelos.

 

— Pod! — Tyrion gritou enquanto ia em sua direção, o garoto praticava esgrima enquanto Lady Brienne o assistia e aconselhava. — Partiremos amanhã para as Ilhas de Ferro, o que acha de ir conosco?

Podrick olhou para Tyrion e em seguida para Brienne, a mulher não demonstrou nenhuma expressão, apenas os olhava com aqueles olhos azuis como o céu.

— Lorde Tyrion...

— Quanto mais forças tivermos, melhor.

— Eu estou com Lady Bri... com Brienne há algum tempo, Milorde. Sou seu escudeiro e prometemos encontrar as meninas Stark.

— E as duas já estão aqui, já cumpriu sua promessa. Lady Brienne pode vir também se quiser. — Ele olhou para a mulher com um sorriso, mas ela não respondeu da mesma maneira, estar perto dela de alguma forma deixava Tyrion desconfortável.

— Prometi para Lady Stark que a protegeria e vou continuar fazendo isso, Milorde. — A voz da mulher era alta, clara e autoritária. Não acho que tenha uma boa impressão dos Lannister, gostaria de dizer que não sou igual a Cersei, mas não tenho tempo, e mesmo se tivesse não sei se o faria.

— Acredito que devo fazer o mesmo, Milorde. — Pod respondeu em seguida. Tyrion logo compreendeu.

— Uma vez salvou minha vida Pod, algo que nunca vou esquecer. Quando essa guerra acabar e Daenerys Targaryen estiver em seu trono, não hesite em me procurar.

— Sim, Milorde.

Na manhã seguinte eles partiram de Winterfell, os Stark se despediram educadamente, as duas garotas e Sor Davos. Tyrion pensou na primeira vez que esteve ali, saiu ao lado de Jon Snow para a Muralha, agora sai com Daenerys para as Ilhas de Ferro.

Os dois caminhos me levaram para a guerra.

No caminho, um corvo trouxe uma carta, leu-a para Daenerys enquanto estavam sozinhos outra noite. Falava de outro dragão, Rhaegal, este estava próximo a Winterfell, nas Colinas Solitárias.

Tyrion gostaria de saber o que a Rainha pensava disso, seus dragões estavam separados, ela tinha apenas Viserion sobre seu poder, Drogon estava a alguns dias de viagem e Rhaegal é o mais distante.

Quando chegaram a Vila Acidentada, avistaram Drogon quase que imediatamente. O dragão era maior que qualquer coisa por ali e deixou um grande rastro ao seu redor. Tyrion olhou para cima, era onde ficava a sede da casa Dustin, ninguém passava por perto do dragão e os rostos que via distantes estavam amedrontados.

A Rainha fez questão de desculpar-se pelo incomodo e Drogon seguiu-os pelo restante do caminho. Seguiriam caminho pelo Mar do Poente até as Ilhas de Ferro, os ventos estavam favoráveis e o cheiro que empreguinava em suas narinas, era o de guerra.
 


Notas Finais


Eita! Eles tão chegando lá 😲😲

Genteeee... Notícias das gravações de Got:
Vocês viram as imagens da Maisie (Arya)??????
Na hora que eu vi eu quase infartei e fiquei apontando para foto e gritando: A ROUPA! A ROUPA!
Aquilo é roupa dos Stark! 😍😍😍😍 Será? Será?
Eu fiquei em dúvida porque é Inverno em todos os lugares agora, mas tipo, meu coração quer acreditar que teve reunião Stark! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...