História Um toque de amor. - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alastor Moody, Alvo Dumbledore, Andromeda Tonks, Arthur Weasley, Bellatrix Lestrange, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Lílian Evans, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Nymphadora Tonks, Pansy Parkinson, Personagens Originais, Remo Lupin, Rita Skeeter, Rodolfo Lestrange, Ronald Weasley, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Tags Draluna, Romance, Snamione
Visualizações 170
Palavras 1.111
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá snamiones me desculpem pela demora,eu tava sem criatividade,mas eu consegui postar esse cap, provavelmente eu vou postar o próximo amanhã.
Espero que gostem😘

Capítulo 15 - A reviravolta.


Draco Malfoy aguardava impaciente por notícias de Luna que havia desmaiado e levada ao hospital.


O médico se aproximou com um sorriso tranquilo nos lábios.


-E então doutor?Minha noiva vai ficar bem?-pergunta o rapaz preocupado.


-Ela está muito traumatizada com essa tentativa de assassinato e pediu para você entrar no quarto vamos?


Draco assentiu com a cabeça e seguiu o médico adentrando a um quarto.


Luna estava deitada na cama bastante pálida.


-Você está bem?


Luna apenas assentiu com a cabeça.


-Eu fui a delegacia e denunciei Lúcio,mas o maldito homem que te atacou acabou morrendo.


-Então você vai ser preso?-pergunta perplexa.


-Não,eu o matei por legítima defesa,minha maior preocupação no momento é não conseguir provar que meu pai foi o mandante..


Luna suspirou cansada.


-Lúcio é mais perigoso do que eu imaginava..ele quase conseguiu se livrar de mim!Se não fosse por você eu estaria morta agora!-diz a garota horrorizada.


Draco se aproximou e sorrindo tristemente acariciou o rosto da loira.


-Eu só fiz minha aproximou Luna,eu não vou me perdoar pelo o que eu quase deixei acontecer.. Foi tudo minha culpa!Hoje mesmo você será levada para um hotel.


-Não me deixe sozinha agora por favor,eu preciso de sua companhia, estou com tanto medo..


Luna começou a chorar assustada pelos acontecimentos.


Draco se aproximou a abraçando calmamente.


Aquilo tudo era culpa dele,ele jamais deveria ter envolvido uma garota inocente em seus planos de vingança,de uma coisa ele tinha certeza,não iria abandonar Luna Lovegood.



Hermione e Severo chegaram no apartamento de madrugada rindo como crianças.

Eles haviam ficado horas no parque se divertindo com os brinquedos,e principalmente com a companhia um do outro.


-Eu nem sei como agradecer pela noite de hoje!Foi o melhor passeio que eu poderia imaginar!-diz a jovem colocando as mãos nos cabelos do empresario.


-Minha maior recompensa é ver esse sorriso em seus lábios!-diz o homem a beijando.


Hermione retribuiu o beijo sorrindo confusa com as sensações em seu corpo.


Seu coração acelerava simplesmente em ouvir a voz de Severo,e ela amava a tranquilidade que somente ele conseguia lhe dar.


-Bem eu acho melhor ir dormir já está bastante tarde e amanhã eu tenho aula!-diz o beijando rapidamente.


-Boa noite Hermione.


-Boa noite Severo!


Severo permaneceu na sala pensativo e logo depois sorriu com a certeza que estava apaixonado.



Luna Lovegood acordou bastante cedo se deparando com a bela vista para Londres.


Ela e Draco haviam passado a noite em um hotel,ele a abraçou a noite inteira a acalmando.


Mas agora teriam que lidar com a realidade, precisavam fazer de tudo para provar que Lúcio Malfoy era o mandante do quase assassinato.


-Minha mãe e Lúcio já estão de volta a Londres,estão nos aguardando na delegacia,precisamos ir agora!-diz Draco ansioso.


Luna apenas assentiu com a cabeça nervosa e ambos saíram do quarto.



Lúcio Malfoy estava na delegacia bastante tranquilo devido a denúncia feita por seu único filho.


O ódio porém o corroia por dentro ao saber que seu plano falhou.


Aquela maldita garota ainda estava viva.


De repente Draco apareceu de mãos dadas com Lovegood.


-Bem poderemos enfim resolver essa maldita confusão! Eu sou um empresário bastante ocupado, não acredito que estou perdendo meu tempo com tolices..


-Tolices?O senhor está em uma delegacia, acusado de tentar matar sua nora,sugiro que pense bem antes de chamar essa situação de tolice-diz o delegado secamente-Diga-me Draco qual os motivos que fazem o senhor suspeitar de seu pai?


-Meu pai detesta minha noiva pelo simples fato dela ter tido um passado..


-Que passado filho?Vamos diga ao delegado!-diz Lúcio irônico.


Luna porém não se abateu pela tentativa de humilhação.


-Eu era uma garota de programa e por isso meu sogro me odeia e tentou me matar,ele não me considera digna do amor de Draco.


-Bem continuando meu pai marcou uma viagem surpresa com minha mãe,dispensou as empregadas,e ordenou para que eu ficasse mais tempo na empresa,tudo armado para que Luna ficasse sozinha e vulnerável em casa.


O delegado assentiu com a cabeça levando em consideração as palavras do rapaz,de fato fazia bastante sentido.


-Se me permite falar eu tenho ótimas explicações!-diz Lúcio calmamente.


-Pode dizer então senhor Malfoy.


-Eu descobrir ainda nessa semana um exame nas coisas de minha esposa,Narcissa está grávida e por esse motivo eu resolvi marcar essa viagem,para que minha esposa me contasse essa novidade em uma ocasião especial ,então eu resolvi deixar meu filho trabalhando até tarde,pois eu estava o treinando,iria lhe dar um cargo ainda maior,dispensei as empregadas pois elas não seriam necessárias, pois somente Luna e Draco estariam em casa.


Draco arregalou os olhos perplexo.


Luna apenas abriu e fechou a boca incrédula.


-Eu sou apenas um pai de família dedicado,eu não merecia tanta ingratidão-diz o homem fingindo tristeza.


Draco olhava enojado pelo fingimento de seu pai,estava óbvio que ele havia armado tudo aquilo.


-Bem haverá uma investigação porém por enquanto o senhor Lúcio Malfoy é considerado inocente!-diz o delegado tranquilamente.


Lúcio apenas sorriu satisfeito e saiu do local de cabeça erguida.


Draco correu atrás do pai furioso.



-Eu vou provar que você é o mandante seu desgraçado! Isso não vai ficar assim!


Lúcio sorriu sem se abalar.


-Ora filho vamos esquecer esse episódio lamentável, esse joguinho de me provocar já está cansando,mande essa vadia embora de sua vida.


Draco porém o acertou com um soco.


-Não a chame assim!


Lúcio sorriu exibindo os dentes sujos de sangue.


-Sabe Draco eu estou começando a achar que você caiu em sua própria armadilha,chegar a bater em seu pai para defender essa garota..não pode ser..está se apaixonando por ela?-pergunta enojado.


Draco desviou os olhos.



-Eu coloquei Luna nessa situação e vou protegê-la com minha própria vida se for preciso!


Lúcio o encarou com frieza.


-Se afaste dessa garota que está roubando seu coração, ela não viverá por muito tempo,e quem vai sofrer será você!-diz o homem dando as costas indo embora.



Severo Snape aguardava nervoso pela saída de Hermione do colégio.


Logo a garota saiu sorrindo feliz ao vê-lo.


-Aconteceu alguma coisa?Você nunca veio me buscar antes!-Hermione diz desconfiada.


-Tenho algo importante para falar com você,vamos caminhar um pouco?


-Claro.



Os dois caminhavam tranquilamente e logo se sentaram em banco.


-Então o que tem de tão importante pra me dizer?-pergunta curiosa.


-É sobre Dolores Umbridge!Eu soube de atos ilegais que ela fazia no bordel,e eu quero que me diga se isso já aconteceu com você.


Hermione desviou os olhos tristemente.


-Que atos são esses?



-Dolores Umbridge fazia abortos nas garotas do bordel?Você foi uma dessas garotas não é?Pois isso ficou tão triste quando eu perguntei se você queria ter filhos!


Hermione confirmou com a cabeça arrasada.


-Eu não tive escolha!Ela me envenenou Severo! Tirou meu bebê a força da minha barriga!-diz dominada pela tristeza.


Severo a abraçou comovido pelo sofrimento da jovem.


-Eu te admiro tanto pela sua força,passou por tantas coisas e continua de pé,lutando pela sua felicidade.



Hermione sorriu triste.




-Confesso que não está sendo tão fácil,mas me diga porque me perguntou isso?


-Porque está na hora de colocar Umbridge atrás das grades, e preciso da sua ajuda para fazer isso!-diz o homem determinado.


Hermione apenas assentiu com a cabeça decidida a fazer justiça,iria fazer Dolores pagar por todo sofrimento que passou.
































Notas Finais


Lúcio sempre virando o jogo😡
Agora Dolores vai começar a receber o que merece..
Draco cuidando da Luna😍
Amanhã eu posto o próximo beijos😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...