História Um Toque de Sangue (Jungkook) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Vampire, Vampiro
Exibições 112
Palavras 536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom, gente, esse vai ser um capítulo curtinho, pois é introdução de uma nova parte na história. Espero que curtem. Amo vocês!!!

Capítulo 8 - Jeon Jungkook (De Novo)


Fanfic / Fanfiction Um Toque de Sangue (Jungkook) - Capítulo 8 - Jeon Jungkook (De Novo)

Na manhã seguinte, depois de uma noite maravilhosa, acordei deitada de conchinha com Kook. Nunca tinha me sentido tão bem em toda a minha vida. Eu tava dormindo bem (o que eu não fazia há muito tempo), ao lado do homem que eu amava, na casa onde eu cresci, e iriamos pra mansão pra que eu conhecesse o pai desse deus grego na cama comigo. Por um breve momento, me senti normal. Eu fiquei quieta ali, esperando ele acordar e aproveitando aquele momento. Ele começou a se mexer, me beijou na nuca, começamos a nos beijar, e transamos de novo. Antes de tomar café...

Quando descemos, tive uma surpresa: todos os meus amigos estavam lá, até Derick. Ele parecia muito contente, conversando abertamente com os outros. Até Agata, com seu novo estilo gótico sensual roqueiro suave, sei lá o que era aquilo. Simon e Hilary se manteram as mesmas pessoas que eu conhecia antes, só que se amando e se acariciando abertamente. Peter tava um pouco mais maduro, com um sorriso mais leve no rosto, mais ainda sendo o brincalhão do grupo. Jack tava meio bronzeado, mais musculoso, e o estilo dele também tinha mudado.

Eu parei no meio da escada (de novo), reparando nisso tudo, sorrindo, enquanto eles começavam a notar que eu estava alí. Jungkook chegou ao meu lado, segurou minha mão e beijou minha bochecha.

Jungkook – Gostou da surpresa? – ele mordia os lábios e sorria muito. Meus amigos se juntaram todos no pé da escada, esperando alguma reação minha. Eu só os olhei, abri o sorriso mais ainda pra não chorar de novo, e terminei de descer as escadas pra abraçá-los.

Depois daquele sentimentalismo, fomos pra cozinha, onde minha mãe já começava a arrumar o café. Agata e Hilary ajudaram, os meninos ficaram só de conversa, e Kook e eu ficamos na porta, observando isso. Ele envoltou meus ombros com seus braços, e eu parei pra refletir. Como eu pude sobreviver esse ano todo sem eles? Sem isso? Sem suas respirações, seus sorrisos, seu calor, seus jeitos únicos de lidar com a vida.

Enquanto tomávamos café, resolveram começar um assunto cabuloso.

Derick – Então... – ele olhou pra Jungkook, que entendeu.

Jungkook – Ah, sim... Sarah... – ele se virou pra mim e segurou minha mão – Vamos pra mansão...

Eu – Ah, sim. Quando?

Jungkook – Hoje...

Eu – Hoje?! – fiquei confusa. Eram surpresas que não acabavam mais – Mas... Que horas?...

Jungkook – Am... Agora... – ele fez uma cara fofa. Eu desviei o olhar dele pra não rir, mas aí vi todo mundo me olhando.

Eu – Pera... Vocês também sabiam disso?

Agata – Bom... Nós também vamos, então... sim. – e todos fizeram cara fofa pra mim. Tive que cobrir o rosto e esconder minha vontade de rir.

Jungkook – Eu sei que não quer que eles vão pra uma casa cheia de vampiros, inclusive um literalmente da idade das trevas que queria te matar, mas nem eu mesmo poderia impedi-los de irem conosco. – ele me olhava esperando alguma resposta minha. Aliás, todos eles estavam. Finalmente, revirei os olhos e respondi que sim com a cabeça. Todos eles começaram a comemorar. Eu só pude sorrir. E Jungkook olhava pra mim. Ele chegou perto do meu ouvido e sussurrou “Te desejo”, me fez arrepiar completamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...