História Apenas Mais Uma História - Capítulo 19


Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 11
Palavras 1.923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


As aulas nem voltaram e já tem uma penca de trabalho pra fazer! ;-;

S2

Capítulo 19 - Briga De Casal.


Fanfic / Fanfiction Apenas Mais Uma História - Capítulo 19 - Briga De Casal.

Tava quase dando meio-dia, então eu fui na direção da cozinha mais próxima, eu estava ofegante de tanto caminhar. Para a minha surpresa, o povo tava indo lá também. Deu que nós fizemos espaguete e almôndegas, mas elas ficaram separadas do molho, pelo fato de a Re não gostar. Nós comemos tomando refrigerante, eles tomando Coca e eu Fanta maracujá.

Erick: A comida tava boa demais!- Disse enquanto se endireitava na cadeira.

Eu e Re: Obrigada!

Re: Vocês sentiram isso?

Eu: MENTIRA!- Eu já podia ouvir os pingos de chuva.

Re: AS BARRACAS!

Erick: CORREEEEE!- Eu vou correr, mas para a chuva!

Chegamos na área onde estavam nossas barracas, estava chovendo muito forte e o Dimi entrou, aff, que moleque careta!

Eu, Erick e Re, ficamos na chuva, dançando e cantando, super alegres.

Deu mais ou menos meia hora e a Re queria entrar na barraca, então nós entramos. As barracas tinham uma área que as ligava, como uma sala ou corredor, Dimi estava lá, e agora, nós também.

Re: Nós somos loucos!

Eu: LOUCO É POUCO!- Disse enquanto me enxugava com uma toalha que Dimi me ofereceu.- Obrigada momô!- Sussurei a ele.

Dimi: Por nada!- Ele sussurrou de volta.

Erick: Vamo pega uma gripe, ae eu quero vê!

Re: Credo!- Ele só disse a realidade, já tô vendo eu indo direto para a farmácia quando voltar dessa viagem.

Dimi: Quando saporra vai parar?- Vou usar meus poderes e descobrir!

Re: Irineu... - Resumiu meus pensamentos.

Erick: Você não sabe, nem eu!- Completou a fala dela.

Eu: Tô me sentindo suja... Tô gostando!- Eu sou muito estranha!

Re: Também tô me sentindo suja, mas não estou gostando não!

Erick: A chuva vai demorar para passar.

Re: Triste realidade!

Erick: Amanhã podemos subir na montanha?

Re: Podemos.

Dimi: E o que faremos agora?

Re: Esperar a chuva passar!

Deu uns dez minutos e ela capotou no ombro do Erick. Eu fiquei jogando Undertale, mais uma vez, no notebook com o Lucas, no inicio era só para eu guiá-lo, mas acabou que joguei, eu mostrei o quarto do Sans pra ele, PORQUE EU SEI ENTRAR, até porque não é segredo e nem difícil.

Dimi: Mas você tá indo no laboratório daquela mulher novamente... Para quê?

Eu: Para eu prosseguir o jogo, uai!

Dimi: Mas você já foi lá!

Eu: Só observe... - Nós entramos no laboratório verdadeiro e ele levantou as mãos em sinal de rendição.

----s2----

A chuva parou depois de umas duas horas, por aí, eu salvei o jogo e guardei o note, Erick acordou a Re.

Eu não queria tomar banho, mas o Dimi ia me expulsar da barraca, então eu peguei minha mochila e minha necessaire, segui a Re até o banheiro.

Pus uma camiseta cor salmão, uma calça legging preta e meu chinelo. Nós chegamos na barraca e eles já tinham tomado banho.

Re: Oie gente!

Erick: Oie!- Ela consegui fazê-lo falar igual a ela, MACUMBA!

Dimi: Oi...- Parecia que ele ia falar algo mais, mas não falou. Pessoa chata, nem tenta se enturmar.

Erick: O que vamos fazer?

Re: Vamo subir na montanha?

Eu: Só depois de comer!

Dimi: À noite?

Re: É!

Eu: Agora vamo comer que eu tô com fome!- Jantar às cinco e meia da tarde, cedo mas é jantar!

Re: Acabou a comida!

Eu: A gente faz, uai!

Re: Okay, eu faço o arroz.

Eu: Melhor nós duas!- O arroz dela é muito bom, mas para não dar briga...

Fomos à cozinha e fizemos a janta, a gente misturou os temperos e fizemos filé e arroz, como ela não gosta de feijão, eu fiz um pouquinho, só para mim e o Dimitri. Nós terminamos a janta.

Fomos subir a montanha, Re e Erick foram na frente da fila indiana que haviamos formado. Estávamos nos ajeitando para subir, mas ele tem que arranjar um jeito de implicar.

Dimi: Quero ir na sua frente, você é mais lenta que eu, eu vou te puxando!

Eu: Não! Cê é louco? Se a jamanta cair em cima de mim, eu morro esmagada!

Dimi: Não sou gordo!

Eu: Eu que sei! Vou na sua frente, agora vamos nos apressar que eles já tão metros à nossa frente.- Ele assente com a cabeça e nós vamos subindo, conseguimos seguir o passo deles.

Depois de uns quarenta minutos, subindo a montanha, nós enfim chegamos ao topo.

----s2----

EU TENHO QUE CANTAR ISOLADOS, NEM QUE SEJA SÓ UMA PARTE, EU NECESSITO!- pensei.

Re: Chegamos.

Erick: É lindo!- O sol estava se pondo, estava mesmo lindo!

Eu: ISOLAAAAADOS, ISOLAAAAADOOOOOOS! UUUUUUUH UUUUUH...- Rebeca me olhou com cara de ;-; eu tive dó dela e parei de cantar.

Re: O que vamos fazer?

Erick: Tenho oitenta e nove porcento de certeza que isso vai dar merda, mas vamos pular? Tem um lago bem fundo lá!- AH VÁ QUE EU PULO, NÃO SEI NADAR!

Re: Como você sabe que lá é fundo?

Erick: De manhã eu fui ver!

Dimi: EU VOU!- Seus olhos brilhavam, parecia uma criança que acabou de receber doces.

Eu: Só não vou porque não sei nadar!

Re: Okay então!

Eu sai de perto e me sentei à beira do penhasco. Já estava cantando minha música predileta do momento, Secret Garden, então eu sinto algo atrás de mim.

Dimi: Eu vou te empurrar!

Eu: FEEELA DA PUTA, NÃO ME MATA DE SUSTO SEU "THEMONHO"! Vai pular da montanha ou não?

Dimi: Tô indo!- Ele fica ao de Rebeca e Erick, que já estavam posicionados para pular.

Eles pulam... PERA, DIMI NÃO PULOU!

Eu: Que houve ser?

Dimi: Você tem que descer pra me ver pular!

Eu: Nossa véi, já tava achando que tu ia arregar! Vou descer correndo, daqui mais ou menos um minuto, tu pula!

Dimi: Vamos tirar uma selfie  aqui?- Eu pego meu celular, tiro três fotos com poses diferentes, dou um selinho nele e desco a montanha.

Eu desci o mais rápido possível, ao chegar lá, eu gravei com o celular do Dimi, ele havia me dado para tomar conta, e com o meu celular, gravei para o status de Whatsapp.

Ele pulou e quase esmagou a Re e o Erick, mas eles se safaram!

Dimi: Vem cá amor!- Ele disse rindo e chegando perto de mim, com os braços abertos.

Eu: SAI DAQUI THEMONHO, VAI ME MOLHAR!

Dimi: É A INTENÇÃO!

Então nós ficamos correndo por dois minutos, até que ele me alcança, merda! Ele me prende em seus braços e tenta me beijar, no ínicio eu rejeitei e fiquei me debatendo uns vinte segundos, com a finalidade de me soltar, sem resultado, retribui o beijo.

Quando eu percebi, Erick e Rebeca já tinham ido tomar banho.

Eu: Vou tomar banho não, vou dormir molhada!- Nós nos olhamos com olhar malicioso.

Eu e Dimi: PENSEI MERDA!- Nós rimos e vamos andando e conversando até a barraca.

Ele só se secou e trocou de roupa.

Eu: Fedidinho hein?!- Disse quando ele terminou de por a camisa.

Dimi: Não sou, ó quem fala!

Eu: Mas eu nunca neguei que não era, quem negou foi você!- Ele fez cara de ;-;

Nós nos deitamos e dormimos.

----s2----

14 de Novembro de 2023

Nós estávamos conversando na área compartilhada das barracas, às onze da noite.

Re: Vou no banheiro gente!- Ela deu um selinho no Erick e foi.

Eu: Cagona!- Disse quando ela passou por mim, e como resposta, um dedo do meio.

----s2----

Eu estava conversando com os meninos.

Eu: Momô?

Dimi: Que foi?

Eu: Faz uma hora que a Re não volta do banheiro né?!

Erick: Verdade!

Eu: Será que aconteceu algo com ela?

Dimi: Só basta procurá-la!

Nós fomos ao banheiro e ela não estava lá.

Erick: Vão procurar ela para este lado- ele aponta para o leste- que eu vou para este!- Ele aponta ao oeste.

Nós andamos, andamos muito, MUITO, e nada, para melhorar, começou a chover.

Eu: REEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!

Dimi: REEEEBEEEECAAAA

Eu: REEEEEEEEEE! Reeee! R-rebeca?- Eu começo a chorar. Isso é igual à televisão, a pessoa some e você a encontra, a questão é, ou ela está morta, ou perdida, ou machucada, ou nada, mas esse "ou nada" não é muito comum de acontecer.

Dimi: Lívia, para de chorar, a gente vai encontrar ela! Vamos continuar!- Ele me abraça de lado e nós vamos andando assim e gritando o nome dela.

Eu: REEEEEEEEE! Por favor, responde, chega aqui e grita trosllei na minha face, diz que eu caí direitinho na sua pegadinha!- Eu disse chorando.

Dimi: Ela não faria isso!- Sussurrou, tentando fazer com que eu não ouvisse, mas não funcionou.

Eu olho para a cara dele e desabo no choro. Encharcada, chorando, cansada e não posso descansar. Ele nos guia até um banco, senta-se e eu me sento ao seu lado. Eu fiquei olhando a chuva, encostei minha cabeça em seu ombro...

----s2----

Acordei, olhei para os lados, eu estou na... Barraca? Eu estava na chuva procurando a Rebeca, como vim parar aqui? Me sentei no colchonete assustada, olhei o visor do celular, quatro da manhã.

Dimi: Ahm? O-oi amor.- Disse com sono.- Que horas são?

Eu: Umas quatro e pouco da manhã... Como vim parar aqui?

Dimi: Você dormiu no meu ombro enquanto chovia. Eu apenas te trouxe.

Eu: O-obrig-gada!- Eu deitei e dormi.

----s2----

Acordei ouvindo gritos vindos do lado de fora da barraca, abri uma pequena parte do zipper que fechava a barraca e espiei. Era o Erick brigando com uma mulher, mas ela está de costas. Eles começam a discutir, Rebeca? Ela brigando com ele? Essas horas da manhã?- cinco da manhã.

Ele empurrou ela para trás, NÃÃÃO, TU NÃO FEZ ISSO!

Eu sai da barraca, ele se assustou, percebi ele se arrepender quando me viu, agora vai se arrepender de ter nascido.

Eu: MEU AMOR, O QUE TU ACABOU DE FAZER MESMO? REPETE ESSE ATO!

Re: TA TIRANDO PARÇA, ACHA QUE PODE ME BATER? SEU MACHISTA DA PORRA, LEI MARIA DA PENHA, ESCROTO!

Erick: NÃO SE METE LÍVIA, QUE EU NÃO TENHO MEDO DE VOCÊ IGUAL A KATHERINE!- Ele levantou a mão para me bater, eu desviei e dei um soco em sua face.

Eu: ESTÁ UM BELO DIA LÁ FORA, PÁSSAROS CANTANDO, FLORES DESABROCHANDO... E, EM DIAS COMO ESSE, QUERIDO ERICK, COVARDES COMO VOCÊ, DEVERIAM QUEIMAR NO INFERNO!- Ele deu dois passos para trás, ainda tentando se recuperar do soco.

Erick: OLHA AQUI LÍVIA, EU NÃO QUERO PARTIR PARA A PORRADARIA, MAS SE ME BATER EU VOU REVIDAR!

Eu: EU EM MOMENTO ALGUM NEGUEI QUE IRIA APANHAR!

Dimi: Que barulheira é essa aqui fora?- Ele disse enquanto saía da barraca, estava de olhos fechados, por conta da claridade que os olhos ainda não haviam se acostumado.

Erick estava com o punho levantado, pronto para dar um soco em mim e na Re, Dimi acostumou os olhos com a claridade. Ele impediu o soco de Erick, sua mão já estava à alguns milímetros de mim, eu já havia me preparado para o impacto.

Dimi: Tu não fez isso bro!- Ele disse bem devagar.- Eu achei que fosse meu irmão, mas é apenas um canalha.

Erick: Desculpa mano, foi por impulso, eu não queria...

Dimi: VOCÊ NÃO QUERIA O QUE? VOCÊ IA BATER EM DUAS MENINAS CARA, VOCÊ TEM NOÇÃO DISSO? VOCÊ NÃO MERECE A REBECA COMO NAMORADA, NÃO ME MERECE COMO IRMÃO!

Erick: Cara...

Re: Erick, só cala a boca!

Nós fazemos as malas e desmontamos as barracas em silêncio, não havia assunto também.

Agora, para voltar, o Dimi e o Erick iam no carro do Erick e a Re e eu no meu carro, já que tá mó climão com o Erick, Dimi se fodeu!

----s2----

Chegamos uma e meia da tarde, devido ao trânsito. Nós fomos cantando músicas da nossa infância, conversando sobre a vida e a escola no sétimo e sexto ano, foram bons tempos. Nós rimos bastante, mas ela estava triste, só não demonstrava.

O Dimi deixou o Erick no AP, e voltou aqui para casa. Nós ficamos na minha casa jogando jogos de tabuleiro com a Re, coisas do gênero Detetive, War, Monopoly.

A gente tava jogando War e... A RE VENCEU.

Re: CHUPAAA! EU VENCI!

Eu: NÃO FOI O DIMI, ENTÃO EU TÔ FELIZ!- Ele é muito em War.

Dimi: Não creio que perdi!

Eu: Aceita, você é loser.

A campainha toca.

Eu: JÁ VAAAAI!

Eu desco as escadas e, como a Re é pentelha, veio atrás. Eu abri a porta e   .    .    .







Continua...


Notas Finais


Desculpem qualquer erro!
Beijo no cú. ;*

S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...