História The True Love - Dramione - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 103
Palavras 711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem!

Capítulo 1 - Prólogo


Estava procurando o banheiro e ouvi alguém sussurrando baixo como se não quisessem ser pegos. Sutilmente, parei no corredor e observei duas pessoas, um homem e uma mulher, conversarem aos sussurros. Ele estava prendendo-a na parede com as mãos em sua cintura e ela com os braços no pescoço dele. 

 

- Eu não posso mais, Astoria. Eu amo a Hermione. Não posso continuar a traindo.

 

Estupefata. Assim que eu fiquei quando ouvi a voz do meu namorado. 

 

- Claro que pode, fazemos isso há meses. Ela não precisa saber, Draco. 

 

- Astoria, já fiz coisa errada demais nessa vida e não quero perder a única pessoa que se importa comigo. Eu a amo. 

 

Draco Malfoy estava me traindo. Há meses. Com Astoria Greengrass. 

 

- Só mais um beijo, Draco. – Ela pediu. Ele deu. 

 

- Acontece, Draco Malfoy, que você já perdeu. – Quando ele ouviu minha voz, ele largou a Greengrass na hora. 

 

- Herms, eu...

 

- Herms é o caralho, Malfoy. – Ele arregalou os olhos. – Como pôde ser tão falso? Me traindo e dizendo que me ama? 

 

- Hermione, me perdoa. Eu amo você. – Ele segurou meus ombros. 

 

- Nunca mais encoste em mim, Draco Malfoy. – Arranquei as mãos dele de cima de mim e em seguida dei um tapa na cara dele, que não fez nada pra me impedir. 

 

- Eu amo você, Hermione. Olha pra mim. Me perdoa, por favor! Eu te amo. Por favor, Hermione! Não faça isso comigo, eu errei. – Suplicou. 

 

- Te perdoar? Quem ama, não trai. E foi isso o que você fez, me traiu. Traiu o amor que sinto por você. Traiu a minha confiança. Você me traiu. – Disse pontuando as palavras. – Eu fui burra de acreditar em você. Você é um Malfoy, não é? Um sangue puro. Bem que meus amigos me avisaram pra ter cuidado com você.

 

Virei e comecei a andar em direção a festa, não iria ficar mais nenhum segundo ali. Ouvi Draco me gritando e apertei o passo. Todos na festa viraram-se para mim e Draco, já que ele gritava por mim. Tirei o anel de compromisso que ele me deu e joguei nele. 

 

- A Srta. precisa de alguma coisa, srta. Granger? – Perguntou-me Lucy, minha secretária. 

 

- Me deixe em paz, Lucy. 

 

Aparatei. Não em casa, lá seria o primeiro lugar que Draco me procuraria. Me vi em frente a casa de Harry, no Largo Grimmauld. Bati na porta. Esperei alguns segundos e Harry abriu a porta. 

 

- Mione, entre. 

 

Comecei a chorar, ele me abraçou e me puxou pra dentro de casa. Chorei copiosamente e Harry, como um bom amigo, apenas me deixou chorar sem fazer perguntas. 

 

- Como ele pôde, Harry? Eu fui tão idiota... Tão idiota... – Falei voltando a chorar. 

 

- Ele quem, Mione? 

 

- O Draco... – Balbuciei com dificuldade. – Me traiu. 

 

- O que? Hermione, o Malfoy te traiu? 

 

- S-sim, Harry. Com a Greengrass. 

 

- Astoria Greengrass? 

 

- A própria. – Falei, engolindo o choro. 

 

- Ah, Mione. – Harry me abraçou mais apertado. 

 

Chorei mais um pouco junto com Harry, até que eu decidi que não ia chorar por Draco, quero dizer, Malfoy. Não irei chorar por alguém que não me amou. Afinal, o que eu esperava? Que o Malfoy mudasse de uma hora para outra e me amasse? Chega. 

 

- Harry, eu não vou mais chorar por causa desse idiota. 

 

- Chorar por causa de quem, Hermione? 

 

Olhei para a porta e vi Gina entrando por ela. 

 

- Oi Gina. 

 

- Oi Mione. – Abraçou-me. – De quem estavam falando? 

 

- Do Malfoy, ele traiu Hermione. – Disse Harry. 

 

- O QUE? EU VOU MATAR AQUELE LOIRO FALSIFICADO, DESGRAÇADO! – Quando ela terminou de falar, alguém chamou na porta e Gina foi atender. 

 

- Hermione está... – A voz, que reconheci sendo do Malfoy, foi interrompida pela voz de Gina. 

 

- COMO SE ATREVE, MALFOY, VIR ATRÁS DE HERMIONE DEPOIS DO QUE VOCÊ FEZ? 

 

- Weasley, eu... 

 

- WEASLEY É O HIPOGRIFO QUE TE COMEU. Você é muito cara de pau mesmo, Malfoy. 

 

- Eu só queria falar com a Hermione. – Draco falou. 

 

Levantei-me do sofá e fui até a porta. 

 

- Pra você é Granger. E não, eu não vou ouvir você falar nada até porque eu já vi. Adeus Malfoy! – Bati a porta na cara dele. 

 

  

 

     


Notas Finais


É meu primeiro capítulo aqui, tal como primeira fanfic. Não tenho absolutamente certeza se conterá hentai na história por isso coloquei 18 anos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...