História Uma Aposta - Yoonkook - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Yoonkook Sugakookie
Visualizações 436
Palavras 1.622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Perdoa o capítulo bosta e não desiste de mim

Capítulo 28 - 27


Começo a rir e tento tirar a venda que cobre meu rosto.

— Assim não vale, baixinho! - Jungkook ri e segura meus pulsos.

— Eu odeio surpresas, Jeon - bufo baixinho e ele ri.

— Mas essa você vai amar.

A festa acabou quase agora, enquanto as pessoas de despediam umas das outras Jungkook me trouxe para o seu carro e me vendou. Agora está me levando à algum lugar que eu não sei qual é.

Depois de alguns minutos e alguns buracos, o carro para e Jungkook sai, dando a volta e abrindo a porta pra mim. Estico minha mão e logo sinto a sua esquentando a minha.

— Cuidado com o degrau...- ele avisa - Levante o pé.

— Ai droga...- resmungo quando dou um tropeção - Acho que não sou tão eficiente assim...

— Então vem aqui - ele fala e em fração de segundos me suspende no ar.

Começo a rir e passo meus braços ao redor de seu pescoço. Entramos em algum lugar, ouço seus passos no assoalho. Ele me deposita no chão e aperta um pouquinho minha venda.

— Só um minuto - sua voz soa ansiosa e aos poucos ouço seus passos se afastarem.

Sinto seu cheiro no ar, barulhos baixinhos e estou cansado de esperar. Quando estava quase me sentando ele para atrás de mim e coloca as mãos na minha venda.

— Demorou - bufo.

— Nem deu dois minutos, baixinho.- ele ri soprado.

— Anda logo, Kookie - digo manhoso - Estou curioso.

— Fiz de tudo para ficar perfeito...- sussurra no meu ouvido e eu me arrepio da cabeça aos pés.

— O que....- paro de falar quando ele tira a venda.

Abro a boca surpreso, levo minhas mãos aos lábios e começo a rir. Jungkook me olha com as sobrancelhas arqueadas.

— O que foi? Você não gostou? - ele pergunta gesticulando.

— Se eu gostei... eu a-amei - ando pelo quarto nervoso.

É um lugar pequeno, porém está tudo muito arrumado. Uma cama com lençóis brancos cheia de pétalas de rosa formando um coração. Ao lado da cama à uma foto nossa em cima do criado mudo e um bilhete.

Ando até lá e o leio em voz alta.

— Para uma pessoa muito especial, e completamente linda...- sorrio e quando me viro para falar algo, ele não está mais ali.

— Jungkook? - chamo seu nome mas é em vão.

A onde ele se meteu? Ele fez tudo isso, se arrependeu e foi embora? Não, ele não seria capaz disso.

Vejo outro bilhete e começo a rir.

— Siga as pétalas...- leio e olho para o chão.- Aish Jungkook, estamos brincando de gato e rato?

Começo a andar pelo caminho que tem, que me leva instantaneamente até uma porta. Pego outro bilhete e nele está escrito.

— Abre logo, baixinho....- leio baixinho, com um sorriso estonteante no rosto.

Abro a porta e ele está parado lá, segurando um urso de pelúcia branco com um coração.

Ando até ele com as pernas bambas e quando estou bem pertinho sinto seus braços ao redor da minha cintura em um gesto carinhoso.

— Eu...nem sei o que falar...- suspiro segurando o ursinho.- E-eu, aish eu odeio chorar por coisas assim mas é que eu e-eu me sinto importante quando estou com v-você e b-bem-

— Não chore - sinto um beijo ser depositado em minha testa - Você é importante pra mim, aproveite apenas.

Andamos pelo caminho das pétalas e este nos levou até a cama. Deixo minhas mãos em cima do meu colo e coloco o ursinho no chão, ao lado da cama. Meus olhos vagueiam o quarto numa tentativa falha de ocupar minha mente, eu estou tão nervoso.

— Ei, posso beijar meu namorado? - Jungkook sussurra e eu viro meu rosto em sua direção.

— P-pode - praguejo mentalmente por gaguejar, vejo Jungkook sorrir e vir em minha direção.

Começamos então um beijo caloroso, cheio de carinho e paixão. Cheio de desejo reprimido. Suas mãos passam pelo meu corpo, ele me empurra levemente para a cama, sem quebrar o contato dos nossos lábios.

— Jungkook e-eu - murmuro empurrando um pouco seu peito - Eu estou com vergonha.

— Você não está preparado?

— E-eu não sei - murmuro bem baixinho, tão baixo que se ele não estivesse cara a cara comigo nao iria ouvir.

— Tudo bem, Yoon. Nós-

— Fica aqui - seguro seu braço quando o mesmo ia se levantar - Só fica aqui comigo enquanto eu coloco meus pensamentos em ordem.

— Ok, amor.

— Me abraça? - peço manhoso e ouço ele rir baixinho.

— Aigoo meu bebê - seus braços passam ao redor do meu corpo e me abraçam com cuidado. Fecho meus olhos e sorrio.

Eu estou.. nervoso. Eu não pensei que esse dia chegaria tão cedo. Eu nunca conversei sobre isso com ninguém então eu sou inexperiente até demais. Deveria ter visto alguns vídeos na internet ou até mesmo perguntado para meus melhores amigos, mas não, agora estou eu aqui a ponto de ter minha primeira vez e todo travado por não saber o que fazer.

Eu quero, eu quero que seja com ele, eu quero que seja aqui, porém, estou me sentindo envergonhado.

— Jungkookie...- chamo baixinho e vejo ele abrir os olhos.

— Diga, baixinho.

— Eu não sei fazer isso - fecho meus olhos quando vejo ele me virar e colocar seu olhar sobre o meu.

— Eu te ensino - ele beija minha bochecha - Você quer tentar?

— E-u quero.

Ele se afasta de mim e sorri. Seus olhos percorrem o meu rosto como se tentasse procurar nele algum resquício de dúvidas.

— Sem dúvidas ou arrependimento?

— Sem. - abro um sorriso e vejo ele sorrir também.

Sem nenhum aviso prévio sinto um beijo ser depositado na curvatura do meu pescoço. Sorri, em seguida veio outro beijo e logo depois um chupão.

Seguro seus cabelos e puxo seu rosto em minha direção. Nossos lábios se chocam em um ritmo acelerado, num beijo cheio de paixão.

Arqueei o corpo quando senti seus dedos tocarem minha pele fria. Suas mãos apertam minha cintura e eu arfo baixinho quando rapidamente ele se livra de minha blusa.

Automaticamente levo minhas mãos ao abajur que tem ao lado da cama e apago a luz.

— Yoon - sua voz sai arrastada - Ligue de volta, me deixe te ver, amor.

— Aish..- fecho os olhos com força e sinto ele fazer cócegas em minha barriga - Tudo bem, tudo bem.

Levo minhas mãos de volta ao objeto e o ligo. Sinto seu olhar sobre mim e minhas bochechas começam a esquentar.

— Não se esconda de mim, você é lindo de qualquer jeito, confie em mim.

— Eu confio - murmuro e abro um sorriso.

Jungkook se senta na cama e tira sua roupa, ficando apenas de cueca. Depois ele me ajuda a fazer o mesmo processo, isso tudo sem quebrar o contato visual.

— Tem certeza? - pergunta suavemente beijando meu pescoço depois de me empurrar novamente para deitar na cama.

Concordo com a cabeça, incapaz de falar. Seus lábios vão em direção a minha barriga e aos poucos vai descendo até chegar naquele lugar. Suas mãos abaixam minha cueca e no mesmo instante sinto sua boca ao redor de meu membro.

— JUNGKOOK - grito quando sinto uma onda de prazer me dominar, agarro seus cabelos fortemente e fecho meus olhos com força enquanto sua boca sobe e desce.

Eu não estava preparado para a invasão incomoda quando Jungkook colocou seu primeiro dedo dentro de mim. Com movimentos cuidadosos ele foi me preparando enquanto sussurrava palavras doces em meu ouvido.

Procuro seus lábios e os tomo em um beijo calmo.

— Agora - murmuro ainda com os lábios colados aos seus quando me sinto preparado.

— Vai doer um pouco, amor - ele murmura e eu balanço a cabeça - Mas eu prometo ser cuidadoso, se doer muito me fala, ok?

Balanço a cabeça novamente e ele sorri. Vejo o mesmo se esticar na cama e pegar um vidrinho e um preservativo. Jungkook derrama o líquido em sua mão e coloca em seu membro devagar.

O mesmo se ajeita em cima de mim e abre minhas pernas com cuidado. Evito a vontade se fechar elas por me sentir muito exposto e fecho os olhos.

— Abra os olhos - ele pede rouco e sinto a ponta de seu membro em minha entrada - Eu quero olhar seu rosto quando estiver louco de prazer, o prazer que irei te dar.

Abro meus olhos e deixo meus lábios entreabertos. Vejo um sorriso sacana em seus lábios surgir, aos poucos ele passou a me penetrar com cuidado.

Dói. Dói muito, por isso que cravei minhas mãos no lençol. Quando seu membro estava todo dentro de mim o mesmo para e fica um tempinho sem se mexer.

— Desculpa - sua voz sai baixinha e ele beija meu rosto para secar as lágrimas que caíram.

Movimento meu quadril em um mudo consentimento para o mesmo começar a se movimentar. Jungkook começa lentamente e aos poucos vai acelerando, nos levando a loucura, ao ápice. Toda aquela dor virou prazsr, um prazer imensurável. Arqueio meu corpo e enlaço minhas pernas ao redor de sua cintura, seu membro vai mais fundo atingindo meu ponto de prazer e eu grito alto.

Nossos corpos se chocam e dançam num ritmo intenso, nossos sons se tornam os únicos barulhos daquele local. Nossas respirações se misturam rapidamente enquanto suas estocadas aumentam.

Ele grita meu nome ao mesmo tempo em que eu grito o dele. Chegamos ao ápice juntos, caímos exaustos. Jungkook sai de dentro de mim e me puxa para se deitar em seu peito.

— Eu te amo - sussurro baixinho, sorrindo. Eu realmente amo ele.

— Eu também te amo - sinto um beijo ser depositado no topo de minha cabeça.

Cansado demais para falar alguma coisa, fecho os olhos e me aconchego mais ainda em seu corpo e sinto suas mãos fazerem carinho em meu cabelo.

Me permito sorrir pequeno, se isso for um sonho eu não quero acordar jamais.


Notas Finais


postei e sai correndo com esse lemon bosta ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...