História Uma arma chamada amor - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Crime, Eva Green, Lésbica, Mila Kunis, Policial, Romance, Sexo, Suspense
Exibições 15
Palavras 1.355
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - Espelhos


Fanfic / Fanfiction Uma arma chamada amor - Capítulo 13 - Espelhos

Morto na própria residência... e bla bla... Tinha muitos casos amorosos... Bla bla... Pelo visto eu sei essa primeira parte decorada, não tem nada novo, mas em um dos post it da página de fotos do local eu deixei passar. 

Antes de começar a ler, encosto meu rabo de cabelo na parede do banheiro e cruzo as pernas no chão. 

Pequeno e quase insignificante, o post it verde dizia as seguintes palavras ''Observe pelos olhos no segredo. Estava escrito em um guardanapo rasgado perto do corpo''

Embaixo do post it desfrutava uma foto desse guardanapo, parecia ter escrito com pressa esse enigma, o que não se espera muito de alguém como Vicent Groove, ele não chegou nem a completar o ensino fundamental. Não foi ele que escreveu. A letra é de mulher. E, pelo visto, quem estava ali era Eva.

Engulo seco e escuto batidas na porta quase me matando de susto. 

Acho que vou tirar todos os azulejos desse banheiro para colocar meus segredos, por que né...

-Angie, está aí? -A voz é de Eva. 

-Tô, tô sim. -murmuro procurando um lugar para guardar a pasta. 

Coloco a pasta em cima da pia e agarro uma das toalhas cobrindo-a.

Abro a porta o suficiente para uma pessoa magra passar e logo fecho a porta.

-Acordou? -Pergunto meio triste pois ela já está vestida.

-Acho que já vou indo, você entende, não é? -Ela diz quase se explicando e me da um selinho. 

-Entendo, mas é tão... injusto que você com sono e toda confortável tenha que sair no meio da noite. -Bufo e a abraço pela cintura. 

-Eu sei, eu sei. Um dia isso vai acabar. -Me da mais um beijo e se vai...

Mas é disso que tenho medo, que acabe. 

 

Minha noite de sono foi falha, como a escuridão que já desaparecia dando lugar à um céu claro, com muitas nuvens cinza, suspeitei que era pra combinar com meu humor. Sentada na minha cama com cheiro de Eva e com raposa me observando, hesito em sair daqui hoje. 

Arranjar uma maneira para ver a letras das meninas e comparar com a do guardanapo não vai ser fácil, por mais que eu tenha 99% de certeza que é de Eva, passei metade da noite pensando em uma façanha e a melhor de todas vou resolver ja ja.

Depois da minha higiêne matinal estou pronta pra mais um dia. Minhas marcas roxas ainda se encontram lá, toco com dificuldade em cada uma para passar um creme. Abaixo minha blusa novamente; a combino com um short preto e abro a porta... 

No final do corredor entre ala vermelha e ala azul vejo Lizz, longos cabelos de dread, meias de pin up e um vestido na medida do joelho, assim que me vê acena pra mim... ao seu lado Rose continua falando algo, seus cabelos ruivos estão presos num coque, dessa vez de short que nem eu. 

Olhando para a divisão entre a ala preta e vermelha não tem ninguém, Kate, que tem o quarto ao lado do meu não parece ter saído do quarto Ainda... 

Saltito com minha sapatilha até o térreo, lá todas se juntam para o café da manhã, que está até me fazendo falta.

-Ei... -Atras da escada Kate acena pra mim. 

Seu rosto está cheio de maquiagem; com certeza foi em pró do soco, agora, está escondido. 

-Vem. - chamo-a. 

Ela bufa mas sai de lá e me segue para o salão; as portas estão abertas, muitas meninas entram conversando. 

-Escondeu bem. -Digo elegantíssima estamos na fila da comida. 

-Foi bem difícil, minha base estava acabando, 

-Na verdade, -Hesito em pedir sua ajuda- Preciso de um favor... 

Ela revira os olhos em reprovação então me adianto... 

-Você não vai precisar dar um passo, vou dizer para as meninas que é seu aniversário sexta.-Pego a bandeja e coloco um suco de laranja- E você só precisa confirmar. Ok? 

-Já que já estou aqui...- ela dá os ombros mesmo achando estranho- Eu consigo fazer isso. 

-Valeu ! -Murmuro animada, termino de colocar a salada de frutas e caminho para a mesa. 

De reflexo, vejo a menina que briguei outro dia, ela está na dela, assim que nossos olhares se cruzam ela faz o favor de virar. Apoio a bandeja ao lado da de Annie, ela parece entretida com sua comida. 

-Ei, tenho que contar rápido. Sexta é o aniversário de Kate, ela me contou sem querer enquanto estávamos vindo pra cá. 

Os olhos de todas as meninas brilham gigantes em cima de mim.

-Isso significa festa no quarto da Rose outra vez? -Pergunta Lizz rindo e no mesmo momento Kate senta na mesa acabando o assunto. 

-Kate, tem algo importante essa semana? -Pergunta Rose. 

-Nada que eu considere importante. -Kate fala e olha pra mim. 

Comemos quietas, cada uma tinha uma festa montada na cabeça conseguia ver isso nos olhos delas e eu só consigo pensar na frase que atormenta todos que querem um assassino ''Observe pelos olhos no segredo''...

Quem não observa pelos olhos? Eu ein. 

Onde? Que segredo? Segredo é um lugar? 

Pisco repetidas vezes voltando para minha mesa, Lizz já saiu com Annie... Levanto e por instante procuro Eva na sua cadeira, e lá está, prestando meia atenção no que Cora, a coordenadora, está dizendo. 

Ela olha para sua comida com seus lindos olhos azuis e depois ergue a cabeça, dando de cara comigo. 

Sorrio e caminho até a mesa enorme dos responsáveis por isso. 

-Bom dia, Sra. Cora. -Lanço um olhar agradável pra ela e em seguida olho para Eva. -Miss D. poderia me ajudar numa pesquisa? -Pergunto querendo tirá-la de lá. 

-Depois nos falamos. -Joga educadamente Eva enquanto se levanta.

-Onde fica a biblioteca? -Questiono.

-Na minha sala tem livros.- Ela segura meu cóccix discretamente e me leva até fora do Salão.

Seguro para não agarrar Eva ali mesmo, ela me coloca para dentro da sala e vem junto; ja abraço sua cintura e beijo seus lábios. 

-Mas onde fica os livros?- Pergunto suspeita com cara de ''ja ja a gente beija, sorry''.

Ela revira os olhos mas parece tranquila. 

-Que tipo de livros? -Pergunta indo até uma prateleira e olhando para mim.

-Não sei, -Faço uma cara de quem comeu e não gostou.- Talvez os clássicos. 

-Gosta de provérbios? -Sorri e me entrega um grosso livro. 

-Vamos tentar, não é?  Leio mais tarde.- Apoio o livro no primeiro lugar que vejo e me escondo com Eva na dobradura de parede mais longe da porta.

 

(...)

 

-Sabia que o aniversário da Kate é Sexta? -Conto para Eva enquanto ela me abraça deitada nas almofadas.

-Essa sexta?- Ela aperta as sobrancelhas e eu a observo virando de barriga para baixo. 

-Sim, por que? -Pergunto prestando atenção no seu rosto.

-Por que eu esqueci de contar, mas amanhã vou reunir todas para falar sobre o baile anual, dia que vocês podem chamar seus rapazes e amigos para vir aqui. 

Eu ia contestar mas desisti na hora. 

-Ah, interessante.- Volto a deitar olhando o teto. 

-Você tem alguém assim? -Pergunta hesitante.

- Um Amigo de Kiev. -Solto lembrando de Paul. 

-Hmm.. -Ela murmura um som que não gosto.

-E eu não fico com amigos.- Viro para olhá-la.

A expressão dela se acalma e então continua:

-Eu tenho um irmão. Talvez devesse chamar seu amigo então. -Sugere e eu me animo na ideia de um amigo aqui. Nem que seja rapidinho. 

-Talvez...

-Não vou me aguentar, pode fazer a reunião hoje, MISS D.? -Ironizo seu nome e ela faz uma cara de quem vai me dar uma surra. 

E assim faz, ela me da uma surra; só que de beijos. Do nada ela me solta e olha atrás do meu ombro. Na porta, Kate revira os olhos pensando ''Denovo?'' e chama Eva com a mão. Eva mais uma vez, Vermelha de morrer, levanta e vai. 

Gargalho lá sozinha enquanto a porta bate atrás das duas. Recolho minha unica e fina peça de crédito que ainda tenho com Kate e saio batendo os pés, numa das mãos o livro me faz companhia. 

Levanto já pensando em me preparar para o baile de sexta...


Notas Finais


desculpem o tamanho recompensarei vocês !
COMENTEM, QUERO VER MINHA MENINAS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...