História Uma Assassina e Um Ciborgue - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Assassin's Creed, Metal Gear
Personagens Adéwalé, Altair Ibn-La'Ahad, Anne Bonny, Arno Victor Dorian, Aveline de Grandpré, Desmond Miles, Edward James Kenway, Élise de la Serre, Evie Frye, Ezio Auditore da Firenze, Jack "Raiden", Jacob Frye, Personagens Originais, Ratonhnhaké:ton "Connor"
Tags Assassin's Creed, Metal Gear
Visualizações 4
Palavras 743
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo para vocês meus assassinos e minhas assassinas ( Não levem a brincadeirinha a sério okay? ) Espero que gostem pois infelizmente este é um dos penúltimos capítulos da fanfic, e espero que gostem. Tentei dar o meu melhor nele então vamo que vamo uhuuuuuuuuu!!!!!!!!
Aveline: Puts cara.
Eu: Me deixa em paz viu!! Ou então ressucito o connor em. EU TENHO PODER PARA ISSO HAHAHAHHAHAHAH!!!!Raiden: Argh...começa a fanfic logo...
*Cortina vermelha fechada*

Capítulo 18 - A Boa Notícia



                                                   \\ Aveline Pov's On //

Ansiosa esperando a chegada deles deitava-me na cama encarando o teto que possuía algumas rachaduras, respirava fundo sem parar de encara-lo como se fosse uma pessoa qualquer. Não demorou muito para ouvir o barulho da maçaneta e aparecer uma silhueta muito familiar e o dono da mesma adentrar no quarto

- R-raiden.... - Rapidamente corria até seus braços começando a chorar, o apertava cada vez mais e assim sentia seus braços me envolvendo num abraço carinhoso, quente e gentil que somente ele saberia dar. Lhe puxava levemente até que nossos lábios se tocassem de uma forma suave e gentil.
-Aveline...finalmente, você está livre...não precisa mais ter medo ele não vai mais te pertubar - Meu coração se enchia de felicidade e novamente o envolvia em meus braços selando nossos lábios em um beijo mais profundo, estranhava no mesmo instante em que o grisalho me afastava um pouco e olhava bem dentro de meus olhos.

-Você tem certeza disso? - Afirmava positivamente com a cabeça vendo-o sorrir de canto e me pegando no colo colocando-me devagar sobre a cama do hospital, subia sobre meu corpo começando suas carí­cias que me deixavam com mais desejo, abria lentamente os botões de minha roupa a retirando por completa e  jogando em um canto qualquer, se abaixou para me beijar mais uma vez deslizando sua mão até a região de minhas nádegas e ali suas mãos me acariciavam de uma forma tão gentil como nunca senti antes oque me fez gemer alto de prazer e eu torcia para que ninguém me escutasse. O mesmo sorria se posicionando entre minhas pernas selando novamente nossos lábios em um beijo profundo.

- Serei gentil...como sempre fui...meu amor - Beijava minha testa e assim adentrava com seu membro em minha intimidade, ficava parado por um certo tempo para me acostumar logo e começava as estocadas lentas que me arrancavam um gemido bem alto que certamente poderiam ouvir do outro lado do quarto. Ouvia-se batidas na porta e em seguida a voz da enfermeira.

- Está tudo bem? - Com um só movimento me virava ficando de quatro e e prescionando meu rosto contra o travesseiro tentando conter os gemidos.

- E-está s-sim...não precisa s-se preocupar - Ouvia apenas os passos da mulher se afastando da porta do quarto, continuava com meu rosto contra o travesseiro sentindo cada vez mais rápidas e fortes as estocadas do grisalho. A cama rangendo, o calor que emanava de nossos corpos completamente suados tudo estava perfeito como eu sempre queria estar ao lado de quem realmente me ama e faria tudo por mim.

- Aveline...e-eu te amo... - Me virava novamente e o puxava para mais perto lhe apertando contra meu corpo sentindo-o ir mais rápido e mais fundo - R-raiden...e-eu também t-te amo.. - Selava nossos lábios em um beijo apaixonado, pela primeira vez me sentia seguras em seus braços pela primeira vez me sento...livre. Dava sua ultima estocada antes de preencher meu interior com seu sêmen, se retirava devagar de dentro de mim, ofegantes e suados o puxei para mais um beijo romantico e apaixonado. Ria bem baixinho observando-o com um largo sorriso no rosto sabendo que eu estava finalmente livre daquele ordinário. Se deixava ao meu lado limpando o suor de sua testa fechando os olhos respirando profundamente, apoiava minha cabela em seu peitoral sentindo somente o um de seus braços robóticos sobre meus cabelos entrelaçando seus dedos no mesmo.

- Finalmente...estamos em paz, esperei isto a muito tempo - Raiden sentava-se na cama e se virava sorrindo para mim, me puxava gentilmente ao seu encontro e acariciava meu rosto delicadamente e devagar - Não faz ideia do quanto eu esperei para ter você em meus braços...segura e livre de seu pior pesadelo, eu prometo que sempre vou ama-la e respeita-la para sempre minha noiva...
Meus olhos se enchiam de lágrimas até um certo momento em que elas caiam de meu rosto, o puxei para mais perto lhe dando um forte abraço seguido de um outro beijo - Devo contar aos meus pais? Eles mal sabem que estou aqui, devem estar preocupados comigo - Sentia suas mãos em meu rosto o acariciando devagar - Faça o que você achar melhor meu amor, não te forçarei a nada - Esse era o homem em que fui destinada, e eu sabia desde o início, sempre vou te querer ao meu lado Raiden ou devo dizer...meu noivo...
                                                           

                                                    \\ Aveline Pov's Off //
 


Notas Finais


Eu: Espero que tenham gostado desde capítulo hehe....
Aveline: Argh! Acaba logo com isso estou com uma dor horrível na mordida do meu pescoço.
* Dou um tapa no pescoço dela*
Aveline; Grrrrrraaaahhhh!!! Eu vou te matar!!!
*Corro dela rindo bem alto*
Raide: E-er....tchauzinho.
*Fecha cortinha vermelha*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...