História Uma BR na Coréia - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Álcool, Amor, Amor Não Correspondido, Bangtan Boys, Batalha, Bts, Colegial, Got7, Jimin, Revelaçoes, Romance, Sexo, Taehyung
Exibições 60
Palavras 1.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá unnies.
Boa leitura unnies❤

Capítulo 13 - Consequências


Fanfic / Fanfiction Uma BR na Coréia - Capítulo 13 - Consequências

O Jimin era realmente um amor como namorado. Depois que saimos da empresa fomos pra casa dos meninos. Eu e o Jimin passamos a tarde toda assistindo doramas juntos e comendo gordices. Trocavamos beijos e faizamos guerras de comida. As vezes finjiamos estar brabos um com o outro mais nao passava nem 2 minutos assim.

Estava um pouco tarde e na hora de eu ir. Nois estavamos tentando esconder isso das armys pois pelo que ele ne contou algumas nao aceitariam facilmente tudo aquilo. Varias vezes a gente se sentia sendo observado mais ignoramos isso. 

Jimin me levou ate a porta e depositou um leve beijo sobre minha testa.

-Tchau oppa- o abracei.

-Tchau anã- retribuiu- tem certeza que quer ir sozinha?

-Tenho sim oppa- di um leve sorriso e fui.

~~~~~~~~~~

Ja estava chegando na rua da minha casa. Varias vezes no caminho eu ouvia paços atras de mim mas quando virava nao tinha ninguém. Eu estava um pouco assustada mais aliviada por ja estar perto de casa. Quando viro a esquina sinto uma imensa dor de cabeça e minha visao escureceu.

~~~~~~~~~~~~

Acordei em um beco muito escuro. Minhas roupas estavam meio rasgadas e eu estava com muita dor. Nao conseguia enxergar nada. Apenas sentia muita dor e aquele chão gelado. Nao tinha mais força pra me levantar ou pra dizer algo. Apenas desisti e me deitei. Olhei pra cima e conseguia ver claramente as estrelas. Aquele provavelmente seria meu fim. 

Entao sinto alguém me legar no colo e foi naquele momento que me esgotei e acabei desmaiando novamente.

S/N off 

Jackson on 

Eu estava totalmente distraido andando quando vejo entre meio a escuridao uma silhueta caida no chao sobre uma poça de sangue. O que era aquilo? Me aproximei e percebi que era uma garota. Me assustei e sem pensar suas vezes a peguei no colo carregando até meu carro que se encontrava ali perto.

Eu estava realmente assustado com a situação da moça. Ela estava com os braços e pernas totalmente cortados. O que me fez me perguntar se aquilo foi voluntariamente ou nao.

Deitei ela no banco de traz e segui para o dormitório pra nao causar polémica ou coisa assim se a levasse pra um hospital. 

Quando cheguei com ela no colo pedi ajuda pros meninos que estavam ali.

-EIII, me ajudem.

Mark olhou fixamente pra ela e arregalou os olhos a legando em seu colo e levando rapidamente para o banheiro deixando eu e os outros meninos paralisados e me veio a cabeça que pelos cuidados que ele estava toamsno era a tal S/N que ele tanto falava que sentia falta. Cai no sofá e aconcelhei os meninos a deixar ele resolver isso sozinho e so irmos ajuda-lo se ele chamar.

Jackson off 

Mark on 

Ver o Jackson entrar com S/N tao machucada me destruiu. Eu precisava resolver aquilo. Eu tinha leves ciumes ainda de amigo e nao queria que eles encostassem nela por puro cuidado. Como sempre fomos quase irmãos eu me sentia na obrigação de cuidar dela.

Tirei delicadamente suas roupas para nao piorar os ferimentos e a coloquei na banheira ja cheia de agua gelada.Tirando cada mancha de sangue de seus musculos. Ela ainda estava desacordada. Fiz alguns curativos e passei remédios nos ferimentos mais profundos para nao infeccionar. Coloquei nela um dos meus moletons para aquece-la. 

Deixei ela descansar em minha cama. Estava bem melhor assim. Fiquei me perguntando como alguem seria capaz de fazer tam crueldade com uma pessoa tao doce como ela. Me sentei ao seu lado na cama e fiquei acariciando seus cabelos. Olhando como ficava linda dormindo.  Sentia muita saudade de  ver ela assim. Ainda me senti mal por ela estar machucada,porém agora nao corria mais perigo. Apaguei as luzes e deixei ela descansar.

~~~~~~~~~~~~~~~

Logo amanheceu e fui ver como ela estava. Ela ainda dormia. Fiquei por um bom tempo ali acariciando seus cedosos cabelos e observando sua beleza.

Mark off 

S/N on 

Acordei com Mark acariaciando meus cabelos e uma grande dor em meu corpo. Foi ai que me lembrei de tudo que havia acontecido. Sera que foi alguma fa? Sera que foi Mark que me salvou?

-Bom dia- ele dizia sorridente.

Eu queria entender o que estava acontecendo. Tentei me sentar na cama mais uma forte dor de cabeça me fez cair deitada novamente.

-Nao se mexa. Logo ira melhorar- ele me olhava com um olhar cincero.

-Por que estou aqui?

-Jackson te encontrou em um beco e te trouxe pra cá,eu cuidei de seus ferimentos como dever de irmao mais velho- ele deu um sorriso forçado convencedor. Retribui.

Logo ele me ajudou a levantar e eu fui fazer minha higienes matinais. Percebi que estava apenas com um de seus moletons,mas isso era o de menos. 

Estavamos todos romando café e foi ai que me lembrei do trabalho.

-Preciso ir.

-Nao pode ir assim- Mark me segura na mesa.

-Meu trabalho!

-Depois você liga la e pode deixar que nós explicamos.

-Nao e bem assim.

-Se acalme. Voce nao pode trabalhar assim toda machucada. Por favor.

-So hoje. Mas faço hora extra.

Terminamos o café e aquele negocio de nao trabalhar estava me incomodando. Minha avó deve estar preocupada por eu nao voltar pra casa ontem e os meninos por eu nak ter aparecido por la ainda. Aaaaa o Jimin. Deve estar imaginando coisa até pior.

Me levantei e senti novamente me segurarem.

-Onde vai?

-Fazer uma ligação.

Ligação on 

Jimin: Alô?

S/N: amor, sou eu S/N. 

Jimin: o que houve? Por que nak veio ainda? Eu fui na sua casa e sua avó disse que nao estava la e que tinha dormido fora. Estou preocupado e decepcionado com você- ele dizia em um tom um pouco nervoso.

S/N: se acalme ChimChim. Esta tudo bem agora nao se preocupe. Estou aqui com Got7. E uma longa história. Por favor,você pode vim me buscar mais tarde? 

Jimin: ta bom.

S/N: ai te explico tudo. 

Ligaçao off. 

O Jimin desligou sem falar nada. Quando eu explicar o que houve espero ele entender que eu nao tive culpa. 

Guardei meu celular no bolso do moletom e voltei pra cozinha,onde encintrei apenas o Jackson.

-Onde está todo mundo?

-Na sala. Quero falar com você.

Me sentei e esperei ele começar.

-Desde quando conheci o Mark eme tem me falado muito sobre você. Ele me contava tudo. Sobre a amizade de vocês. Ele sofreu muito quando se afastou de você.

-onde quer chegar com isso?

-Quero que seja compreensiva com ele e paciente. Ele chorou cada minuto que esteve longe de você. E ele so tem medo de te perder novamente. Por favor. Nao machuque ele. Peço isso como um amigo. 

Eu estava com lagrimas nos olhos. Nao eram palavras pra afetar qualquer um. Mas me destruiu por dentro. Me culpei muito. Eu sou realmente muito sensível com essas coisas. 

Jackson saiu do cômodo me deixando ali sentada sozinha pensando no que minha vida tinha virado. Estava ali toda machucada por provávelmente alguma fã do Jimin que tinha obseção por ele. Nao sabia o que fazer. Sinto alguém tocar meu ombro. Eu estava com os cotovelos apoiados na grande mesa de vidro com as maos entre os cabelos pensando no que minha vida se tornou.

-O Jimin ta la fora te esperando.

Olhei pra cima e vi Mark com um sorriso desfeito.

-Ja estou indo.

Me levantei daquela mesa lentamente enquanto via Mark sair pela porta. Segui em direçao a saída e logo vi Jimin escorado no s fui em sua direção. Eu estava apenas com um moletom até os joelhos e com varios curativos pelas pernas,braços e ate no rosto. Fui em sua direçao vendo sua expressão de assustado quando ergueu o olhar. O abracei com todas as minhas forças e suspirei pensando em como exolicar tudo. Queria passar tudo a limpo. Dizer tudo mesmo. Sobre aquela noite chuvosa e  a noite passada.

Eu estava me sentindo muito mal por nao ter falado o que estava realmente acontecendo. Mas agora somos namorados e pretendo me abrir com ele. Contar detalhadamente desde a minha vida no Brasil a partir de quando minha mae me pariu até aquele momento do abraço. Eu levaria horas mas era necessário.






Notas Finais


Perdoem meus erros porque eu nao revisei de novo o cap porque eu fui abri minha boca que tava com dor de cabeça e minha omma me ameaço de pega o celular se nao parasse de escreve e le porque ela disse que so ia piora 😒 e desculpem que fico meio bosta mas eu to muito depre hoje❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...