História Uma carta para você. (CherryBerry.) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Papyrus, Sans
Tags Cherryberry
Visualizações 77
Palavras 813
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Carta recebia.

Capítulo 1 - Para você. ... De: Blueberry ... Para: Cherry.


Fanfic / Fanfiction Uma carta para você. (CherryBerry.) - Capítulo 1 - Para você. ... De: Blueberry ... Para: Cherry.


Fell, você é o meu melhor amigo no muuundo todo! E você sabe que eu te conto tudo! Mas... 

Tem coisas que você não sabe, e eu queria te contar...

Como o porquê de eu fazer tanta questão de beber no mesmo copo que você;

Ou o porquê de eu te convidar para ver filmes te terror e ficar te agarrando;

Ou o porquê de eu pedir suas roupas emprestadas com tanta freqüência;

— Tipo, aquela sua blusa de frio virou meu pijama.—

Ou até mesmo o porquê de eu nunca ter gostado de nenhum dos seus namorados.


Dentre outros "porquês." 

Bom, acontece que durante todo esse tempo que eu passei longe de você devido o incidente da última vez, eu venho pensando em certas coisas, fora as sensações estranhas que eu estou sentindo quando penso em você, fora que... Bom acho que você reparou que algumas coisas suas sumiram, não é? Não foi nada demais. São coisas que você nem deve sentir falta mas... Elas se tornaram absurdamente importantes para mim.

Fell, você se lembra daquela vez que eu dormi ai? Aquela que quando nos deitamos você começou a morder meu pescoço e me beijou pela primeira vez... Eu senti tanta vergonha quando você começou a tirar as suas roupas, e principalmente quando você tirou as minhas... Eu nunca tinha sentido tanto calor na minha vida como senti aquele dia! 

É, e o calor só aumentou depois que você fez aqueles movimento e aquilo doeu. Doeu muito, mas depois, eu me senti bem, muito bem, como eu nunca tinha me sentido antes. E você não sabe como eu quis aquilo de novo... Mas...

Ficamos tão estranhos depois daquilo, não conversamos nem direito agora... Quer dizer, você disse que ainda éramos e que somos amigos, só que eu não sinto isso de verdade. Bom, eu sinto, mas com muito mais intensidade, com mais fervor, é uma coisa tão boa e tão ruim... Eu não consegui parar de pensar em você depois daquilo e foi ai que eu comecei a agir desse jeito...

Quando eu faço questão de beber no mesmo copo que você... É porque eu gosto de encostar a minha 'boca' onde estava a sua, pois eu tenho vergonha de te pedir um beijo como aquele.

Quando eu te chamo pra ver filmes de terror e fico te agarrando... É porque eu gosto de sentir o seu calor, pois ele é tão diferente do meu.

Quando eu dizia que não gostava de nenhum dos seus namorados, — e eu realmente não achei nenhum deles digno de estar com você — é porque eu me sentia muito mal, parecia que eu sumia e ficava invisível pra você... E eu não gostava de me sentir assim, me sentia vazio e triste. Mas eu conseguia me animar, porque eu sempre soube que o que você sentia por eles durava muito pouco, e logo você estava disponível para mim.

E quando eu peço as suas roupas emprestadas, é porque eu amo o seu cheiro. Dormir com a sua blusa, faz parecer que você esta aqui comigo, — e embora não esteja —  eu sinto o meu corpo quente, como naquele dia, só não sabia o que fazer nas primeiras vezes.. Mas ai, eu descobri que se eu invocar minha alma, e começar a lamber e chupar ela, eu vou me sentir bem, e faz parecer que é você.

Bom, não na mesma intensidade mas... É melhor do que nada certo?

O caso é que, depois daquilo, muita coisa mudou pra mim, e eu comecei a ver as coisas de outro jeito. Como o porque do Papy visitar tanto o seu irmão, eles fazem a mesma coisa que nós fizemos aquela vez, certo? Só que... Com mais freqüência. Eu queria fazer aquilo de novo com você... 

Nós ainda somos amigos, não somos? E foi tão bom sentir você daquele jeito, cada toque, suspiro, beijo, você dentro de mim, indo tão forte e rápido, você não quer aquilo de novo?



... Você não me quer de novo? ...


 Eu quero tanto que você faça eu me sentir como eu me senti aquele dia. Quero ficar com você, como ficamos aquele dia. 

Sentir o seu toque, fez eu me sentir único, e apenas seu. Amigos... Sentem isso por outros amigos?

Você foi o único com quem eu senti isso e...

Você é meu melhor amigo Fell, e eu não sei se melhores amigos fazem esse tipo de coisa... Se for isso que te incômoda, e te impede de me tocar daquele jeito outra vez então...



Então eu quero destruir a nossa amizade!



Nós podemos ser qualquer outra coisa além disso, e eu prometo estar do seu lado para sempre. Então, vamos esquecer que somos melhores amigos... Por favor, eu quero tanto você como da última vez... Você não quer?

Eu me sinto tão estranho escrevendo essas coisas. Porque pessoalmente eu nunca iria conseguir dizer elas.

Eu não sei como expressar esse sentimento...







Porque você é realmente o meu amigo mais querido.







Notas Finais


Essa foi a ideia. Taraaaam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...