História Uma chance de ser feliz - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Romance, Suspense
Exibições 2
Palavras 629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Espero que curtam <3

Capítulo 2 - Dias normais....


Fanfic / Fanfiction Uma chance de ser feliz - Capítulo 2 - Dias normais....

"- por favor me solta- eu grito desesperada.

- fica quietinha que vc vai gostar-ele começa  me puxar para uma rua mais escura ainda. Minhas lagrimas começaram a escorrer imediatamente, meu rosto ja  estava  enxergado  por  elas  quando  tento  parar  de  soluçar

- o ..o  que  vc  vai  fazer  comigo?- digo  o  mais  alto  possivel.

- vc  vai  ver  gatinha, mais tem que ser boazinha OK... "

Acordo em choque, minha respiração estava alterada, levo algum tempo ate me acalmar; o mesmo pesadelo novamente... Parecia tão real que quase n acredito q estou no meu quarto.

Por mais que eu tenha esse pesadelo toda noite n consigo me manter calma, eu n entendo por que  isso ainda acontece... Não entendo pq todas as noites sou  torturada com essas lembranças horriveis!! Eu só queria poder seguir minha vida em paz ,poder esquecer de tudo isso...

- filha vc esta acordada?- escuto a voz de minha mãe por tras da porta, olho no relogio ja passava das 8 da manhã .

-ja  eu  estou  indo  mamãe-digo  me  levantando rapidamente, estava atrasada  novamente, meu  pai  iria me  matar.

- esta  bem  estou te  esperando lá embaixo .

- OK  mamãe.- ja  estava  no  banheiro  tirando  o  meu  pijama com  estampas de  ursos  polares, parece  infantil mais  é bem  confortável.

Tomo um  banho rapido  e  coloco  meu  uniforme de  trabalho, depois  de secar  meus  cabelos prendo  o  mesmo  num  rabo  de  cavalo. Pego  meu  celular  em  cima  da cama  e  saiu  de  meu  quarto.

- bom  dia querida - minha mãe diz  assim  que  chego  na cozinha,ela  estava  preparando panquecas  para  meu  pai  enquanto o  mesm  estava  sentado  na  mesa  tomando  seu  cafe  forte  e  sem  açúcar.

- bom dia  mãe , bom  dia  pai- falo  me  sentando  ao  lado  dele.

- vc  está atrasada -ele  diz  sem  olhar  para  minha  cara.

- desculpe não consegui  dormir  bem -  odiava  me  atrasar  ou  fazer  qualquer  coisa  que  ele  não aprovasse.

- que  isso  não se  repita-  ele  se  levanta  e  vai  ate  a mamãe -  vou  ir  mais  cedo  para  o  trabalho.

- esta  bem  Harry-  minha mãe responde à ele rapidamente.

- um bom dia para as duas -ele diz saindo da cozinha antes de eu ou mamãe ao menos respondermos.

- seu pai está apenas preocupado com coisas do trabalho - ela diz com um meio sorriso -  termine o café ja está  atrasada.

Depois de tomar o resto do meu café com minha mãe me despeço dela e saiu. Caminho até o pequeno predio de dois andares aonde se localizava a creche aonde eu trabalhava, eu sempre gostei de crianças e esse é o único trabalho que meu pai deixou eu ter.

- até que em fim vc chegou!!- Janny diz assim que entro pelo corredor principal.

- desculpa eu me atrasei um pouco.

- falei pra bruxa que vc estava comprando giz de cera.

- mais se ela perguntar aonde estão  as compras?- eu digo baixo apenas para ela escutar.

- vc fala que estava muito caro que vai comprar outro dia - minha amiga tinha uma facilidade de mentir impressionante que chega a me assusta.

- não gosto de mentir.

- uma pequena e inofensiva Mentirinha - ela sorri - vamos  os  Diabinhos estão te  esperando.

- eles  são fofinhos  janny .- falo ao lembrar daqueles  rostinhos

- são  uns  Diabinhos  que  não conseguem  ficar  sentados  por cinco  minutos.

- então por  que vc  trabalha  aqui  ainda?

- preciso  de  dinheiro, por  enquanto ainda  não consegui  o  suficiente pra  faculdade - ela  sorri - mais  eu  não vou  passar minha  vida  aqui, eu  quer  mais, eu  mereço mais.

Eu  gostava da  maneira com  que  Janny acreditava no  seu  futuro , gostava da  sua  positividade. Queria  ser  assim, mais  sei  que  esse  é  o  meu  futuro, foi  trabalhar aqui  por  muito  tempo, ate  meu  pai  decidir  meu  futuro.....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...