História Uma Chance para a Felicidade - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ib, Mad Father, The Witch's House, Undertale
Personagens Aya Drevis, Chara, Dio "Blonde Boy", Dr. Alfred Drevis, Ellen, Frisk, Garry, Ib, Mary, Personagens Originais
Tags Castelo Mogeko, Crossover, Mad Father, The Witchs House
Exibições 48
Palavras 887
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hey Darlings!
Aqui vai mais um capítulo!

Capítulo 12 - Capítulo 12


Fanfic / Fanfiction Uma Chance para a Felicidade - Capítulo 12 - Capítulo 12

Pov's Aya On:
   Após arrumar o antigo quarto de Maria para Emily cambaleei até o meu quarto e deitei na cama e soltei um longo suspiro.Olhei para minha cômoda,la estava Snowball,meu querido e amado coelhinho...Empalhado...A minha primeira vítima que me custou minha sanidade.

   Me levantei e fui até o meu armário,vesti minha camisola branca e longa,fui me deitar e me aconcheguei bem enrolada nos lençóis.

Sonho On:

   Eu estava com Maria arrumando o Jardim,ela tinha um sorriso materno estampado na face,ela arrumava as rosas no canteiro delicado. Até ela vir até mim e me abraçar.

--Obrigada por me salvar senhorita!

   Me emocionei...Eu salvei ela...E a matei...Eu fui seu Porto seguro,e fui seu carrasco...O abraço ficou mais forte...Sufocante...Podia sentir meus ossos se estendendo aos poucos fazendo com que uma dor agoniante subir pela minha coluna.

--POR QUE VOCÊ FEZ ISSO COMIGO??? POR QUE???? EU TE TRATEI COMO UMA FILHA!!

   A mulher gritava com o ódio em sua voz,aquilo me assustou muito!A empurrei com toda a minha força fazendo ela cair.Ela rapidamente segurou meus ombros,agora a face dela estava completamente desfigurada,sem os olhos,e com a boca e os "olhos" cheios de sangue,ela gritava de dor não conseguia entender seus apelos só chutei a mulher e cai para trás.

   Quando me levantei eu estava em outro lugar,era atrás da minha casa,la estava Rachel,brincando com alguns esquilos,ela me avistou e sorriu entusiasmada,veio correndo até mim com uma animação infantil.

--Aya! Estou me divertindo tanto! Obrigada por ter me deixado ficar!-- A menina se virou e voltou a brincar com os esquilos.

   Mais uma vez,tirei uma vida gloriosa de alguém que nunca teve alegria.Os esquilos do nada vieram correndo na minha direção,pularam sobre mim me fazendo cair e arranhando meu rosto,a menina se aproximou,ela estava totalmente desfigurada,com os cabelos todo cortado,sem olhos,ela agarrou meu pescoço e falou friamente.

--São todos iguais...Mesquinhos e nojentos...Mas você...Você chegou no limite.

   Ela começou a me sufocar eu me debatia,os esquilos me arranhavam mais intensamente e ela cravou suas unhas no meu pescoço...Até que tudo ficou escuro.

   Eu acordei,estava com a respiração acelerada,Moge- ko e Yonaka me olhavam um tanto curiosas.Elas me ajudaram a me levantar e me deram um copo da água,tudo estava bem,até os olhos da Moge-Ko serem tomados por uma coloração vermelho sangue e um sorriso psicopata estampado em seu rosto.Vi Yonaka se retirando,indo para longe enquanto Moge-ko ria psicopaticamente.

--ISSO AYAZINHA BEBA TODO O VENENO QUE EU PREPAREI PARA VOCÊ.

   Derrubei o copo da água e comecei a tossir,aquilo queimava todo a minha garganta,levei minhas mãos ao meu pescoço como se aquele simples gesto aliviados minha dor.Até que senti alguém puxar meu braço,me tirando daquele lugar.

   Acordei e estava sobre uma cama de flores,uma adorável cantiga soava no local,me levantei e olhei para o lado,minha mãe estava la...Cantando e fazendo uma bela coroa de flores.

--Oh,Aya querida! Você acordou!

--M-mamãe..?

--Sim filha! Sou eu!

   Minha mãe me abraçou carinhosamente afagando meus cabelos.

--Mamãe...Eu senti tanta falta!! Eu te amo tanto!

--Eu também te amo muito,por isso quero te falar uma coisa...

--Fale mamãe.

--Você está seguindo os passos do seu pai querida,não deveria fazer isso,olhe quantas vidas você tirou...Olhe quantas famílias estão arrasadas...Por sua causa...Pare querida,me jure que nunca mais vai fazer isso. Para eu descançar em paz!-- Minha mãe sorriu docemente.

--Mamãe mas é

   Fui enterrompida,um braço me puxou bruscamente,deixando minha mãe só.

   Acordei,estava em uma cama cheia de enfeites,me levantei assustada e vi meu pai sentado em uma cadeira lendo aquele livro -Sobre a anatomia- ele me olhou e sorriu.

--Você acordou Aya.

-- P-papai...?

--Sim minha filha,sou eu.

-- Pai! -Abracei meu pai forte,ele retribuiu.

--Minha pequena Aya, você me orgulha tanto...

--Gosta das bonecas que fiz?

--Sim,são perfeitas...

--Estou tão radiante por você ter dito isso!

--Minha filha,você será uma medica ótima,você vai me orgulhar mais ainda.

--Nossa papai! Estou me sentindo tão especial!

--Você é especial Aya.

   Sorri,aquilo foi tão meigo da parte do meu pai.

--Eu só quero te dar um Conselho.

   Meu pai se levantou e deixou o livro na estante,logo veio até mim e circulou me olhando dos pés a cabeça.Ele pegou meus cabelos e disse.

-- Filha, seus cabelos são belos,mas eles não vai ajudar na sua vocação.

-- O que você quer dizer?

   Ele pegou uma tesoura e cortou um tufo enorme de cabelos em uma tesourada.

--Que você não precisa de nada a não ser suas habilidades.

   Me desesperei peguei meus cabelos no chão e olhei para meu pai,consegui sentir uma onda de lágrimas invadirem meus glóbulos oculares,mas do nada...Todos...Todos a quem eu fiz mal apareceram e pularam em cima de mim,com facas,cacos de vidro,objetos cortantes,desferindo golpes contra mim.

Sonho off

   Me levantei as pressas,estava suando e tremendo,eu me sentia fraca, num gesto simples passei meus dedos em meus longos cabelos me deixando um pouco mais calma.Levantei da cama e calcei minhas pantufas rapidamente. E caminhei em direção da cozinha.

   Cambaleei na cozinha tateando a parede em busca do interruptor,quando finalmente liguei a luz e me virei.

--O que faz acordada a essa hora?

--Ah,Emily, n-Não é nada só quero um copo d'agua.

   Peguei um copo e tirei de dentro da geladeira uma jarra de água fria e me servi,bebericando aos poucos a água.

--Amanhã Ib,Garry,Mary, Frisk e Chara irão fazer um piquenique e me convidaram...Posso ir..?

--Hahaha...Claro que pode...Parece divertido.

--Obrigada.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Mil beijos de luz!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...