História Uma conquista de amor - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Madrasta
Tags Abrazame Muy Fuerte, Drama, Romance
Visualizações 144
Palavras 2.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


***

Capítulo 3 - O despertar de um sentimento !?


Fanfic / Fanfiction Uma conquista de amor - Capítulo 3 - O despertar de um sentimento !?

Cristina acordou sedo e a primeira coisa que veio em sua cabeça foi lembrar se de que logo teria a sua filha de volta ela ficou um bom tempo imaginando a volta de sua filha elas não ficaram muito tempo separadas, mas para Cristina aquele pouco tempo na verdade era uma eternidade. Depois de um tempo lembrou-se de Frederico e do beijo deles

Pensamento de Cristina ON

Aí Como ele beija bem..... para com isso Cristina você não sente nada pelo Frederico ele é um homem perverso ............. mas eu.. Eu o beijei não posso negar que algo em mim algo em mim. Ah aquele beijo.....Não, Não, não posso e nem vou sentir nada por ele. Por ele só devo sentir gratidão apenas(morde o lábio inferior)

Pensamento de Cristina OFF

Federico já havia acordado e estava se arrumando para descer

Pensamento de Federico ON

Arr Será que ela sente algo por mim? Mas é claro afinal ela correspondeu ao meu beijo e ate me beijou também A E QUE BEIJO AQUELE logo você será minha Cristina só minha(da uma gargalhada clássica igual a da novela)

Pensamento de Federico OFF

Cristina se arruma e vai para a cozinha tomar seu café da manhã

Federico ao chegar a cozinha vê Cristina.

F - bom dia

C - bom dia

C - tem alguma notícia sobre minha filha?

F - não. Mas em breve ela chegará.

F - onde estão todos?

C - bem, hoje é domingo e é feriado então ninguém está aqui

F - parece que o destino quer que fiquemos juntos não é (disse com um olhar malicioso)e sozinhos

C - deixa de gracinhas Frederico

F -eu havia esquecido que hoje é feriado .

C - anda tão ocupado assim ?

F - sim (serviu-se e cento ao lado de Cristina)

F- então vai fazer o que hoje ?

C – nada, não tenho o que fazer hoje . E você? Vai para o bar ?

F - não. Eu tenho um encontro e ficarei o dia todo fora de casa hoje

Cristina ficou morrendo de ódio ao ouvir aquilo nem ela sabia o porque mas de fato ela detestou ouvir aquilo. Eles eram cassados, mas ela sempre soube que como eles não tinham relações íntimas ele com certeza teria uma amante

C - Ah posso saber o nome dessa pessoa? (disse com ciúmes mas tentou disfarça)

F - sim claro . O nome dela é Cristina Álvarez Rivero . Conhece?

C - Com..... comigo?(disse gaguejando )

F- sim claro com você

C - mas .... ( foi interrompida por ele)

F - mas nada você mesmo disse que não tinha nada pra fazer hoje.

C - está bem posso saber pra onde vamos .

F - não é surpresa .Já volto vou apenas buscar algumas coisas para que nós possamos ir . Se arrume meu amor fique linda como sempre.

C – Frederico apesar do que aconteceu ontem (se referia ao beijo) nada entre nos mudou somos apenas amigos

F – claro

Frederico saiu a deixando sozinha na cozinha .

Uma hora depois Frederico foi ao quarto de Cristina para chama-la ele a viu ela estava simplesmente linda. Com uma blusa branca com detalhes de flores pretas as mangas da blusa vão até o cotovelo, e uma calça jeans da coloração preta .

F - vamos?

C - posso saber para onde vamos?

F - não mas que mulher curiosa essa .

C- imagino que iremos para algum tipo de lugar aberto

F - porque acha isso?

C - Pelo fato de você esta de camisa e bermuda.

F - rum que bela detetive você esta me saindo .

C - então eu acertei ? (Disse curiosa)

F – não. Só saberá quando chegarmos

C - então vamos

*Jardim da casa

C - onde está o seu carro?

F - aonde nos vamos não dá pra ir de carro

C - então nos vamos de quê?

F - A cavalo (apontou para uma árvore onde tinha dois cavalos)

Eles montaram cada um em seu cavalo e saíram Frederico ia na frente para mostrar o caminho a Cristina

C - Federico (ela gritou ) vá mais devagar eu não sei o caminho e nunca andei por esses lados da Fazenda

F - está bem .

C- falta muito para que cheguemos

F - não estamos quase chegando.

*Uns 3 minutos depois

F- chegamos (descendo do cavalo)

C - aqui é lindo

La era bem perto da Cachoeira tinha algumas árvores um lugar cheio de flores

F - que bom que gostou .

C - se soubesse que nos veríamos para cá eu teria trago um biquíni . Esse lugar é maravilhoso

F - vem me ajuda a arrumar as coisas para que possamos almoçar

Eles foram para debaixo de uma árvore onde Frederico pela manhã havia deixado um cesta de piquenique e lá eles almoçaram e ficaram um bom tempo conversando sobre Maria do Carmo assim que terminaram.

Frederico e Cristina foram para uma beirada perto do Rio que olhando para a água parecia ser um lugar bem fundo Frederico fingiu escorregar e caiu na água ele batia os braços na água fingindo estar se afogando Frederico mergulhou e não voltou a superfície Cristina tomada pelo desespero pulou na água e mergulhou tentando ajudá-lo e só então ela percebeu que lá não era tão fundo e que Federico a havia enganado

C - Federico Rivero Seu.... Seu(disse Gritando)

ela olhou para os lados e não viu ele. Ela olhou para trás e viu ele sentado na beirada de onde ela havia pulado

F - Cristina o que esta fazendo aí? (Disse ele irônico)

C - sem graça ajude-me a subir - ele estendeu a mão para ela e ela segurou a mão dele o puxando para água

C - pronto agora estamos quites(os dois riem) estamos parecendo duas Crianças (sorri)

F – A diferença é que crianças não fazem o que nos fazemos. (Da uma gargalhada)

De repente eles ficaram de frente um para o outro calados apenas se olhando por um impulso Frederico se aproximou muito dela e colocou as mãos na cintura dela e para a surpresa de Federico ela o beijou em um beijo intenso voraz apaixonante nem ela sabia o porque havia feito aquilo. Mas ansiava por mais um beijo de Frederico desde o momento em que se acordou pela manha. Cristina se afastou de Federico e saiu nadando para longe dele

C - vai ficar só me olhando ou vai vir atrás de mim Frederico?(disse sorrindo)

F - não precisa perguntar duas vezes querida

saiu nadando atrás dela. ele conseguiu alcança-la e rapidamente a puxou pela cintura

F- eu te amo Cristina

C- Fred........ ( ela foi interrompida pelos lábios dele nos dela ele não queria ouvi-la ele sabia perfeitamente o que ela ia disser ele sabia que ela diria “Frederico eu não posso te amar”)

Cristina passou a tarde provocando Frederico e sempre que ele se aproximava dela ela dava um jeito de se afastar. Mas sempre o provocava como podia achava engraçado as reações que provocava nele queria saber se e ele realmente sentia algo por ela. E se ele a respeitaria caso ela dissesse não ou desse um basta nele.Frederico já estava ficando louco ele estava se controlando pra não fazer bobagem pois a vontade dele era rasgar a roupa dela e a fazer sua ali mesmo , só não fez aquilo porque se ele fizesse ela não o perdoaria .até que Frederico saiu do rio. Cansou da brincadeira de rato e gato.

F - vamos embora está tarde logo vai escurecer

C - verdade já está tarde não avia percebido

F - vamos

C - sim vamos

E eles montaram no cavalo

F -vamos fazer uma aposta

C - hm. que tipo de aposta?

F - digamos que uma corrida. vamos ver quem chega primeiro em casa .

C - é e o que nos iremos apostar? (olha ambiciosa)

F - se eu ganhar eu quero ....

C - o que ?

F - uma noite contigo

C – (senti sua garganta secar e seu corpo tremer, porém seus olhos brilhará ao ouvir Frederico falar daquele modo) E se eu ganhar ?

F - te dou o que você quiser

C - eu te direi assim que eu ganhar

F - está muito confiante não acha.

C - sim

F - me diga o que vai querer ? Irei lhe dar o que você me pedir 

C - e se eu pedir o divórcio? 

F - eu irei lhe dar (diz com um grande pessar)

F - Então vamos se está tão confiante

C - Prepare-se para perder Frederico Rivero. Eu tenho meus métodos

F - é o que nos veremos ...... cuidado Cristina muito Cuidado

E assim saíram os dois a galopar Frederico estava ganhando. Cristiana estava apenas um pouco atrás dele, mas de repente ele olhou para trás, E não viu mais Cristina preocupado voltou a procurar por ela, assim que ele passou por Cristina não a viu pois ela estava escondida . Cristina saiu da Mata onde estava escondida . (ela havia se escondido na intenção de que ele voltasse e ela passa-se dele e assim aconteceu ) quando Frederico viu Cristina passando por ele e tomando a frente ficou vermelho de raiva não era possível que ele tivesse caído em um truque tão bobo como esse

F - sua trapaceira(ele gritava , estava com raiva ao perceber que ele iria perder)

C- pensei que você fosse mais esperto. Afinal você é Frederico Rivero Você se diz ser O HOMEM (começa a rir bem alto debochando dele)

F - assim que chegarmos em casa você saberá quem é Frederico Rivero.

C -(sente seu corpo rodo se arrepiar e um frio subir por suas costas) é o que veremos 

Federico tentou passar de Cristina mas não consegui e ela ganhou .

Assim que eles chegaram Cristina desceu do cavalo rapidamente e saiu correndo para o seu quarto mas ao subir a escada Frederico que vinha logo atrás dela a puxou violentamente pelo braço

F - você vai me pagar por ter ficado me provocando no Rio e por ter trapaceado

C - Eu duvido (disse com um olhar desafiador e puxou o braços das mãos de Frederico e se virou dando as costas a ele)você não vai fazer nada comigo. Porque eu não quero(diz autoritária)

F - (voltou a puxando mas dessa vez segurou os dois braços de Cristina e a puxou mais para se, roçando seu corpo contra o dela)

C -  (sentiu o volume que estava se formando entre as pernas de Frederico) hum(solta um leve gemido ) 

F - se eu não vou fazer nada. É porque te respeito, aceito seu tempo é porque te amo. Mas está vendo o estado que você está me deixando (sussurra e morde a nuca dela e da um beijo nos cabelos dela)

 Crisstina fica parada no mesmo lugar .apenas alguns sigundos depois percebe que Frederico já a havia soltado .E saiu correndo pelas escadas trancou a porta do quarto a assim que entrou .

Cristina tomou um banho e se vestiu ela vestiu um vestidinho branco acima do joelho com estampas de flores e desceu para jantar Frederico havia feito o mesmo banhou se trocou desceu para jantar os dois passaram a noite trocando olhares Cristina com um olhar de provocação e Federico com um olhar desafiador. Logo eles terminaram de Jantar

F - Boa noite já vou dormir- ela vai até Cristina e da um selinho nela logo depois morde o lábio inferior da mesma e quando ela vai a procura dos lábios dele, ele se afasta E sai enquanto Cristina fica na sala de jantar a ver navios

C- Boa noite(da um leve suspiro)

Cristina fica à espera de Federico em seu quarto por mais o menos uma hora

Federico já estava deitado e se segurando para não ir atrás de Cristina ele queria que ela sofre-se ausência dele . Ele ouve o barulho da porta se abrindo e vê que era Cristina

C - Então eu sei o que eu quero

F - realmente quer o divórcio?

C - não. Quero outra coisa

F - como assim ? o que você quer ?


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Me digam suas ideias se vcs acham que eles devem ficar juntos .
:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...