História Uma cupido muito louca - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nino, Plagg, Tikki
Tags Adrinette, Alyno, Autora Retardada, Cupido, É Sério Z-u-e-i-r-a, Ladrien, Ladynoir, Loucura Contagiante, Loucuras, Marichat, Plakki, Retardadice Em Pessoa, The Zueira Never Ends, Zueira
Visualizações 49
Palavras 1.458
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bunny: *aparece do nada* oi *sorriso amarelo*
Leitores: *jogando várias coisas mortais, incluindo chinelos e patos de borracha (khe?)*
Bunny: *desvia de tudo* Ô CAMBADA! ME DESCULPA PLEASE!
Leitor chefe que eu não faço ideia de quem seja: explique-se, caso contrário... *aponta pro exército de leitores revoltados com katanas, armas, bombas nucleares e atômicas, e outras armas mortais*
Bunny: *engole o seco* er... Primeiramente me desculpa por ter deixado vcs no vácuo ontem, eu tava sem criatividade e a preguiça também me dominou ;-;
E já vou avisando que não é garantido capítulo todo dia não!
Ok, vamos pro capítulo, ATÉ LÁ EM BAIXO!!!!! *sai voando numa vassoura*

Capítulo 4 - Linguagem do coração


P. O. V.'s Marinette

A Maya é muito legal! E engraçada! Vai ser legal tê-la aqui.

- mas, você disse que mora no Ceará, certo? - perguntou Rose. Maya assentiu.

- então, você não se mudou para cá? - olha, essa pergunta é mesmo interessante.

- er... Não. Eu sou aluna de intercâmbio, e ainda não achei uma casa para morar - que pena... Espera, tive uma ideia!

- por que você não mora comigo? Temos um quarto de hóspedes lá em casa, pode ficar o tempo que quiser! - perguntei.

- sério? Obrigada!!!! - Maya deu alguns pulinhos enquanto batia palmas, em seguida correu e me deu um abraço.

- não há de quê - disse, e dei um sorriso. Olhei pelo canto do olho e... É impressão minha ou o Adrien deu um suspiro quando eu sorri? Pelo jeito não dá para pensar agora, por... 

"BOOM"

... Isso. Ótimo, mais um akuma! Maravilhoso! (sente a ironia)

- UM AKUMA! EU VOU GRAVAR, A LADYBUG E O CHAT NOIR VÃO CHEGAR DAQUI A POUCO! - ai não, a Alya não pode ir! E se ela se machucar? Eu nunca me perdoaria.

- LADYBUG E CHAT NOIR? OS HERÓIS? TAMBÉM VOU!! - disse/gritou Maya. Ótimo, outra Alya da vida! Aff!

Todos começaram a correr, e eu acabei ficando na sala sozinha num piscar de olhos. Esse povo é rápido! Abri minha bolsinha (N/A: eu quero uma igual!  /  Mari: depois eu faço uma pra você  /  N/A: EBAAAAAA!!!!!!! ) e Tikki saiu de lá.

- esse cara não descansa não? - perguntei

- o Hawk Moth não dá trégua mesmo, mas estamos aqui para mudar essa situação!

- é isso mesmo! Tikki, transformar! Yeah! - me transformei e lancei meu ioiô para fora, sendo puxada pelo mesmo logo em seguida.

Fui saltando de prédio em prédio, de casa em casa, em direção à Torre Eiffel, lá se tem a melhor vista de Paris, então acharíamos o akumatizado bem rápido. Parei em um dos prédios para observar a vista, Paris era realmente incrível, e vê-la como Ladybug é com certeza um presente de rei. Afinal, não são todos que podem observá-la assim e ainda ter a adrenalina de ficar pulando em cima das casas e prédios! Mas para isso existe um preço: ter que se arriscar, pôr em risco a própria vida para salvar a dos outros, em prol da paz e da justiça. E eu e o Chat Noir estamos dispostos a pagar este preço! Custe o que custar! Nosso dever é proteger Paris!

Voltei a correr/pular e logo cheguei na Torre. Chat já estava lá, e logo veio me cumprimentar:

- que prazer vê-la de novo, My Lady! É uma pena que sempre nos encontramos quando temos trabalho a fazer não é mesmo? - disse ele enquanto dava um beijo em minha mão. De tanto ele fazer isso, já desisti de afastá-lo. Mas o engraçado é que eu fiquei meio nervosa quando ele fez isso, e a região onde ele deu o beijo ficou formigando. Além disso, meu coração ficou mais acelerado e senti minhas bochechas esquentarem, sinal de que estou corada. Por que isso aconteceu? (N/A: vejo amor? Ladynoir is real?  /  Lady: para de falar besteira e me deixa narrar!)

- i-isso! Temos trabalho a fazer! - ok, gaguejar já é demais! Olhei em volta e vi uma garota que vestia um vestido preto rasgado (mesmo assim era lindo) com "bff" em vermelho, mas cortado ao meio. Em seu rosto havia uma lágrima "pintada" abaixo do olho direito. Seu cabelo estava preso em um rabo de cavalo de lado, com uma flor coral decorando-o. Ela soltava raios vermelhos pelas mãos, que tinham pulseiras de pérolas, e todas as pessoas que eram atingidas pelo raio brigavam com seus melhores amigos, causando ódio em toda a cidade. Preciso dizer que ela era a akumatizada? - Chat, ali! Lá está ela! - disse apontando para a vilã. Descemos até lá e ela nos "recebeu":

- Ladybug e Chat Noir! Que prazer em vê-los! Que bela dupla, melhores amigos, certo?

- sim, somos praticamente melhores amigos, mas o que você quer?! - eu só queria acabar logo com isso.

- vingança! Ninguém tem amigos de verdade! São todos falsos! Aproveitadores! Como a minha ex-melhor amiga que vivia dizendo que eu era importante, a pessoa mais especial da vida dela e blá blá blá. Nós contávamos segredos uma para a outra, e ela simplesmente me traiu! Eu disse que gostava de um garoto e no mesmo dia vi eles se beijando. Fui tirar satisfações com ela e o que aconteceu? Ela falou que só virou minha amiga para se aproximar dele! Eu só fui usada... - e começou a chorar. Nossa, realmente não deve ser bom ter uma melhor amiga assim!

- calma... - até o Chat ficou sentido! Mas ela parou de chorar:

- calma nada! Nenhum amigo é o que realmente parece ser! E vocês vão saber disso agora! Ou não me chamo Ex-Ami! - ela começou a lançar raios na gente, e nós desviávamos. 

- "Ex-Ami"? Sério? O tio brabuleta está com bloqueio criativo! Só pode! (N/A: eu tinha que colocar "tio brabuleta" de algum jeito :v) - o Chat nunca vai ser sério em uma luta?!

Depois de vários golpes, chutes, rasteiras e etc. conseguimos libertar o akuma. Purifiquei ele e tudo voltou ao normal (N/A: não sei narrar lutas então vão se acostumando, porque por enquanto é isso ;-;)

- zerou! - Barros nossos punhos. Como eu tinha usado o Lucky Charm meu miraculous apitou.

- tenho que ir, até mais Chat! - já ia sair de lá, mas vi pelo canto do olho uma garota se aproximando da ex-akumatizada. Deve ser a melhor amiga que ela falou. Vi a mesma dando um sorriso e abraçar a amiga. Devem ter se resolvido.

Saí de lá e parei em um beco qualquer e me destransformei, mas quando saí de lá minha perna começou a doer muito, tanto que caí. Esqueci que machuquei-a na luta, mas o uniforme deve ter ajudado enquanto estava transformada. Olhei para ela e estava inchada. E agora?

- princesa? - ouvi me chamarem. Olhei para o lado e o vi. Para me chamar de princesa só podia ser o Chat mesmo!

- oi Chat. Ai! - minha perna começou a doer mais.

- se machucou?

- não, imagina, só disse "ai" porque eu quis! - óbvio que estava sendo irônica.

- eu te levo para casa - ele me pegou no colo, digamos "estilo noiva" e eu senti minhas bochechas arderem. Ele também estava um pouco corado, dava para ver ao redor da máscara - como se machucou? - começou a correr.

- primeiro: me leve para a escola. Segundo: eu estava passando pela luta e fui atingida por... Um poste! Um poste que foi atingido por um dos raios e acabou caindo em cima de mim. - pelo menos dei uma desculpa coerente.

- nunca mais faça isso! Tem ideia de como poderia ter se machucado mais gravemente?! Ou pior?! Se algo acontecesse com você eu jamais me perdoaria! Você é importante demais para mim, princesa! - tá, eu já estava corada, agora estou fazendo cosplay de cabelo do Nath. Mas... Meu coração ficou mais leve ao saber que ele se preocupa assim comigo. E-eu... Me senti importante... Não pude evitar um sorriso. E agora ele está corado!

- obrigada gatinho, pode deixar, vou tomar cuidado - dei um beijo meio demorado na bochecha dele e meu coração acelerou. O que está acontecendo comigo?!

Ok, eu achava que não dava para ficar mais vermelha que eu estava mas me enganei: ele estava mais vermelho que eu!

Ele me deixou na enfermaria da escola e me deu um beijinho na testa. Olha Chat, se quer me deixar tremendo mais que caixa de som é só avisar, tá?!

- se cuida - e saiu. Logo a enfermeira veio e cuidou de mim. Quando saí um garoto disse que as aulas foram canceladas. Avistei Maya e fui até ela:

- Maya! - ela ouviu e veio até mim.

- oi Mari. Espera um pouco que eu esqueci uma coisa na sala! - e entrou (nós estávamos na porta da sala). O que será que ela esqueceu?



P. O. V.'s Adrien

A Marinette está me deixando maluco! O que está acontecendo comigo?! Depois de deixá-la na enfermaria fui para a sala e me destransformei lá. Vi a Maya e logo em seguida a Marinette perto da porta. Maya entrou:

- e aê, modelinho lerdo adolescente?

- por que "lerdo"? - ela deu um suspiro.

- olha, eu só quero te ajudar, ok? Então preste atenção: o nosso coração tem uma linguagem diferente da nossa. Ele nos diz uma coisa e entendemos outra. Portanto tente entender certo o seu, antes que seja tarde - olhou para a Mari... Nette e depois se voltou para mim - o tempo está passando, loirinho - e saiu. O que será que ela quis dizer?


Continua...


Notas Finais


Oie =3
Quem aí morreu no Marichat? Kkk
O trabalho da nossa shipper já começou! Ou vcs pensaram que ela não viu o suspiro do Adrien? Kk
Até mais! *vira pó cintilante e voa com o vento*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...