História Uma decisão, uma lágrima. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Personagens Originais
Tags 50 Tons De Cinzas, Drama, Romance, Violencia
Exibições 21
Palavras 806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Coração partido


— Por que bebeu?

—Porque eu queria

— Nunca mais beba

— Quem é você pra mandar em mim? Você não é meu pai!

Ele não falou mais, ficava me encarando com uma cara que demonstrava decepção e raiva ao mesmo tempo.

— Você... Mesmo disse que não seria o homem para mim.

— Isso é passado, esqueça

— Tem algumas coisas do passado que não conseguimos esquecer, sabia?

— Mas o que importa agora é o presente

— Você não sabe o quanto eu chorei

— E você não sabe, mas me arrependi de dizer aquilo. Katie... Eu... Quero que esqueça isso e me perdoe

—... Não sei

— Se não aceitar as desculpas, eu entendo.

Meu olho começa à lacrimejar. Me lembrei do passado, morte do meu tio e vó, que me deixaram e as palavras que Dylan tinha dito, porque quando amamos toda palavra com algo negativo nós machuca.

— Não se segure, se quiser chore

—...

Não conseguir me manter e comecei à chorar. Dylan me pegou em seus braços.

— O que foi?

— Nada... Só me lembrei de algumas coisas do passado

— Por favor, só esqueça o que eu disse, agora eu mudei. Você só passava em minha cabeça e mais ninguém, estava preocupado, muito preocupado com você.

— Deveria ter se preocupado antes, porque agora, você está em último lugar de quem eu amo.

— Katie, esqueça isso...

— Eu... Eu estou apaixonada por outro, mas... Mas você também não saí da minha cabeça, sinto o meu coração apertar sempre que eu tento decidir.

— Eu achava que eu estava no último lugar

— Eu menti... Eu não sei quem amar.

— Katie, eu entendo, se não me quiser

Ele me soltou dos seus braços, meu coração apertava sempre que eu me lembrava do outro homem e de Dylan, eu estava indecisa. Depois de cinco minutos em silêncio, apenas o barulho do meu choro, meu celular começa à tocar. Me levantei da cama de Dylan, indo até uma bancada, peguei o meu celular e a ligação era do Kevin, o meu outro "Crush" Atendi.

Ligação On

— Oi... Eu falava com a voz de choro

— Katie, você está chorando?

— Não...

— Eu conheço você, não minta

— Eu apenas lembrei da tragédia do meu passado, só isso

— Tá...

— Mas por que me ligou?

— Eu queria falar algo para você

— Pode falar

— Certeza?

 — Sim

— Tá... Eu vim te dizer que desde que eu lhe vie me tornei melhor amigo seu, eu me apaixonei, eu sempre quis falar isso, mas não tive coragem, eu... Eu te amo

—...

Olhei para Dylan e percebi o olhar confuso dele, a cara dele estava se perguntando quem era. Voltei olhar para o celular, não consegui me manter r chorei

— Katie?

— D... Kevin,u Não sei

Eu ia dizendo Dylan mas travei e conseguir falar o nome de Kevin.

Ligação OFF

Dylan veio até mim, me abraçando, colocou suas mãos na minha cintura e beijou minha cabeça.

— Por que está chorando?

— É o outro homem que eu gosto, ele se declarou...

— Você vai aceitar?

— Eu não quero machucar o seu coração e nem o dele

— Eu não quero que fique dividida, se quiser aceitar ele, aceite. Não quero machucar seu coração também

Não falei mais nada, em meus olhos só deciam lágrimas, uma atrás da outra. Parei para pensar um pouco, qual eu quero...

Ligação On

— Ei Katie...?

— Eu... Eu aceito

— Vou lhe fazer a mulher mais feliz do mundo

Sorri amarelo lembrando de Dylan, ele me olhava decepcionado, demonstrava raiva do homem da ligação, ele se retirou do quarto. A ligação se desligou, me deitei em sua cama, coloquei o travesseiro em cima da minha cabeça e chorava baixo.

(...)

No dia seguinte me acordei na cama de Dylan. Ele não estava do meu lado, apenas umas comidas do lado da cama em cima da bancada, me sentei na cama e comi pouco, me levantei para me arrumar. Me arrumei e fui até o escritório dele e me despedi, sai da mansão, o Kevin vai vim me buscar. Me encaminhei até a esquina e em pouco tempo ele estava lá. Keivn me entregou o capacete e o coloquei, subi na moto e dei uma última olhada na mansão, logo meu olho lacrimejou.

Chegamos na casa de Kevin, tirei o capacete e entrei na casa. A casa não era tão grande, nem luxuosa, uma casa simples. Me sentei no sofá e ele veio em minha direção me dando um beijo, retribui com um beijo seco, mas ele nao não percebeu. Me levou até o seu quarto, me jogando na cama, subiu em cima de mim beijando minha boca e descendo, ele parou em meus seios, e subiu a minha blusa e meu sutiã, me deixando totalmente nua. Ele tirou suas roupas, mas em mente veio Dylan fazendo isso e eu dei uma pequena risada

(...)

No dia seguinte fui trabalhar na empresa de Dylan, ele não me quis se quer me dá um "Oi" ou melhor nem quis me olhar. Será que eu fiz a escolha certa



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...