História Uma Docete Com Arrinia - Amor Doce - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 25
Palavras 1.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Uma Docete Com Arrinia - Amor Doce I 002


Fanfic / Fanfiction Uma Docete Com Arrinia - Amor Doce - Capítulo 2 - Uma Docete Com Arrinia - Amor Doce I 002

NO CAPÍTULO ANTERIOR [...]

 

NATHANIEL- ME CONTE O QUE ACONTECEU... - ELE DISSE QUANTO ENXUGAVA MINHAS LÁGRIMAS.

MELANIE - NA-NATHA-NIEL, E-EU QUERO IR PARA CASA! - DIGO CHORANDO.

[...]

 

POV . MELANIE JOHNSSON - ON

 

    Nathaniel ficava me perguntando o que houve, ele devia estar fingindo que não sabia de nada, mas eu sei que ele sabia muito bem o que havia acontecido comigo. Eu pedi pra ele que liga-se a minha tia para me buscar, eu não quero ficar mais aqui por hoje, não faz nem vinte minutos que estou aqui, e já havia sido tratada como uma aberração de circo.

    Nathaniel me pediu que eu espera-se no "Club de Jardinagem" até que minha tia compareça no estabelecimento. Fiquei sentada em um banquinho enquanto aguardava a chegada da minha tia.

[...]

    Lembra quando eu disse que eu iria aguardar minha tia? Então, eu estou fazendo exatamente isso, eu olhei para a saída do "Club de Jardinagem" com esperança que minha tia já estive-se chegado, mas não era ela... Era apenas três garotos, um de cosplay de tomate, outro vidrado em um PSP, e o garoto da heterocromia, eles se aproximaram de mim, admito que estou com um pouquinho de medo.

 

???- Nós sentimos muito pelo o que a Ambre e as amigas dela fez com você... Nós sabemos exatamente como você se sente... - Disse o garoto de heterocromia, com uma expressão triste em seu rosto.

 

    Eu não disse nada, eu não o respondi, eu simplesmente não sabia o que dizer.

 

???- Legal, além de não ter nariz e muda! - Disse o tomate nervosinho.

 

    Os amigos dele que estavam ao lado deram uma cotovelada em sua barriga e um deles disseram bem baixinho " - Ela não é muda! Só é um pouco tímida...".

 

???- A propósito, eu sou Lysandre, esses são Castiel e Armin. - Disse com uma voz doce e serena.

MELANIE- Meu-... Meu nome é Melanie, Melanie Johnsson... - Digo com um pouco de dificuldade.

LYSANDRE- Foi um prazer em conhece-la Melanie, mas infelizmente temos que voltar para sala de aula... - Disse meio chateado.

MELANIE- T-Tudo bem! Eu o compreendo. - Digo sem graça.

 

    Antes que eu pude-se dizer mais alguma coisa para quebrar o silêncio, Nathaniel aparece acompanhado junto com minha tia, que por final, ficou bastante contente, por eu ter feito alguma amizade por aqui.

    Minha tia me chamou, para que fossemos embora dar um trato em meu cabelo.

[...]

    Tia Ágata/Ágatha ficou resmungando a viagem inteira até chegarmos em casa, ela ficava dizendo que iria ter uma conversa séria com os pais da tal Ambre e que eles teriam que pagar o cabeleireiro, eu só não a impedi porque quando a minha tia coloca uma ideia na cabeça não tem alguém que a faça mudar de ideia. 

     Eu até que compreendo a minha tia, ela é cabeleireira e irá fazer um trabalhão pra não receber nada?

[...]  - 13:17 P.M -

    Minha tia ficou as ultimas três horas no telefone reclamando do ocorrido hoje para os pais da Ambre, e adivinha o que aconteceu. Nada, isso mesmo, NADA, vou soletrar N-A-D-A os pais dela ficaram dizendo que ela nunca faria algo assim. Minha tia ficou P#TA da vida e desligou o telefone na cara deles, isso pode até ser falta de educação da parte da minha tia, mas admito que eu faria mesma coisa se isso acontece-se comigo.

    Minha tia saiu de casa e ficou uns quinze minutos lá fora, depois ela voltou toda sorridente, eu a perguntei porque a mudança de humor radical e ela me disse para me trocar porque iriemos ir a praia com nossos vizinhos. Eu não sei que tipo de pedra caiu na cabeça da tia Ágata/Ágatha, mas vou aproveitar em quanto ela estiver inconsciente!

[...]  - Na praia - 

    Lembra quando eu disse que alguma pedra caiu em cima da cabeça da minha tia Ágata/Ágatha? Não foi bem uma pedra, foi o meu vizinho, o Sr. Chavalier, agora entendi porque a minha tia quis vir a praia, ela está APAIXONADA pelo Sr. Chavalier, está escrito na testa da minha tia que ela está apaixonada por ele. Ela pediu que eu fosse dar uma volta por aí com o Viktor, filho do Sr. Chavalier.

    Viktor e eu estávamos andando em silêncio pela praia quando o Viktor quebrou o silêncio.

 

VIKTOR- Você está afim de tomar sorvete? - Disse quebrando o silêncio.

MELANIE- S-Sim, porque não? - Eu estou insegura perto dele, vai saber o tipo de pessoa ele é?

 

    Viktor foi até um vendedor ambulante comprar sorvetes para nós dois, só espero que ele não coloque aqueles remédios/drogas "boa noite Cinderela". Eu me sentei em um banquinho e fiquei olhando pro mar por um tempo...

 

???- Oi Melanie! - Ouvi uma voz doce e serena, muito familiar.

 

    Eu olhei para o lado e vi o Lysandre sentado no mesmo banquinho que eu, como eu não percebi?

 

MELANIE- O-Oi Lysandre! - Digo olhando pro seu belo rosto hipnotizante.

 

    O Viktor ainda não apareceu com os sorvetes, o que será que aconteceu? Já era pra ele estar aqui, a fila não estava muito grande... Eu olhei para trás para ver onde o Viktor estava, ele-... Ele-... Ele SUMIU!!!

 

LYSANDRE- Está procurando alguém? - Disse curioso.

MELANIE- Eer... Sim! O Viktor! Ele sumiu! - Digo levantando olhando para todos os cantos desesperadamente.

LYSANDRE- Ele é o seu namorado? - Porque ele perguntou isso?

MELANIE- N-Não! Ele é o meu vizinho... - Digo meio chocada com a pergunta de Lysandre.

 

    Lysandre me ajudou a procurar o Viktor, mas não o encontramos em lugar algum, o que será que aconteceu com ele? Será que ele foi sequestrado?! Estou desesperada! -... De repente começou a trovejar, árvores estavam quase saindo do seus devidos lugares, e nós não tinha encontrado o Viktor ainda...

    Lysandre tirou a sua camisa e colocou sobre nós dois para nos protegermos da chuva, eu não sei porque ele fez isso já que estamos na praia, e na praia tem mar e o mar é pra se molhar. Admito que estou um pouco envergonhada... Porque nossos rostos estão alguns milímetros de distâncias (Imagem).

   Lysandre me levou até a minha tia, que estava desesperada dizendo que estava me procurando feito louca junto com o Sr. chavalier e com o Viktor.

     Espera aí! Esse tempo todo o Viktor estava aqui?! Antes que eu pude-se perguntar algo pro Viktor minha tia falou para mim entrar no carro imediatamente e que em casa nós iriamos conversar, ela disse com um ar sério, concluindo F#DEU! Podem preparar o meu caixão!

     Me despedi do Lysandre, entrei no carro, e fiquei aguardando por minha tia.

 

POV , MELANIE JOHNSSON - OFF

 

CONTINUA? [...]

 

(Autora/Mari- Essa imagem pertence a mim, Mari Marionetes, caso veja alguém usando falando que é da própria denuncie! Me sigam no Twitter/Facebook, posto tirinhas de Amor Doce lá! Vou deixar nas notas finais caso queiram ver as tirinhas!).

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Próximo capítulo: NÃO SEI ;-;


Twitter "Tirinhas Amor Doce" :

https://twitter.com/Tirinhas_AD


Facebook "Tirinhas Amor Doce" :

https://www.facebook.com/Tirinhas-Amor-Doce-1294779903896846/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...