História Uma escola bem animada. - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charli, Charlotte, ChiNoMimi, Cotton, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Giles, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lynn, Lysandre, Manon, Melody, Nathaniel, Nette, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette, Wenka, Willi
Tags Amor, Doce, Hentai, Lemon, Yaoi
Exibições 40
Palavras 713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Esporte, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - (LEMON) O jantar.


Eu estava no parque, planejando os últimos detalhes do jantar, sim um jantar no parque, um jantar com todo mundo, amigos vizinhos parentes do lysandre, o medico disse que ele precisava ficar perto das lembranças e dos conhecidos, então eu tive a ideia de um jantar no parque com todos. Um pouco antes do jantar eu vou falar com o lysandre.

_Oi, preparado pro jantar?

_Um pouco nervoso, você vai ficar do meu lado né? 

_Claro que vou, eu também queria te dar um presente!

_Sua virgindade?

_NÃO, esse presente você já consumiu a muito tempo. -digo

_Queria te dar essa orquídea branca!

_Porque? 

_Antes de você sofrer o acidente, na verdade bem antes você me presentiou com uma dessas, e quando nos brigamos eu queimei ela na sua frente. -respondo.

_Acho melhor você ficar com ela dessa vez, cuide muito bem dela.

_Tudo que vier de você eu vou cuidar muito bem. 

Depois da conversa, todos sentados na mesa, melody e Kentin juntos, Rosalya e o irmão do lysandre, que os dois viviam grudados nunca vi um casal tão grudado. 

Lysandre se sentia culpado por conta dos casais, e porque ele sabia que a separação era culpa dele. Mas eu não soltava a mão dele, ele sorria e o sorriso dele era uma bateria maravilhosa. 

Depois do jantar, eu e lysandre se sentados em um lugar esquecido do parque, um lugar afastado e escondido, eu pensei bastante antes de dizer isso, e fiquei martelando e formulando isso na minha cabeça:

_Antes de você ir para o hospital, nos estávamos discutindo, e você dizia palavras tão bonitas, então eu decidi responder também.

_Sim lysandre, eu também te amo.

Eu o beijo, e aos loucos lysandre se lembra de tudo.

Flash, flash, flash, flash, flash, flash.

Flash's de memória e lysandre surpreso me responde. 

_Erick, ERICK, ERICK

_Eu lembro de tudo, eu te amo, amo muito. 

_Ai, que maravilha, vou falar pra todos!

_NÃO, não vai não! -ele me responde surpreso.

_Porque? Não entendi! 

_Quero você só pra mim. -ele diz isso tirando a camisa e me beijando apoixonadamente.

_Aqui?! No meio de todos?

_Não tem ninguém aqui, nunca tem! A mimha vontade e de te jogar aqui, rasgar sua rolpa e te ensinar 18 novas formas de penetração.

Lysandre tinha razão, não tinha nem iria ter ninguém naquele lugar esquecido. 

Foi dito e feito, ele rasgou a minha camisa, arrancou minha calça em um golpe só e começou o sexo que eu e ele estávamos esperando por muito tempo.

Logo depois ele coloca o membro dentro de mim, e começa a foder cada canto onde ele alcança, ele vai cada vez mais fundo, enquanto isso ele me beija com um toque suave, e rapidamente já começa a suar, meu gemidos de prazer e os dele de tanto tesão faziam juntos um som alto que alguém poderia estar até escutando, mas eu não ligava, para me tirarem daquele lugar só se fosse de guindaste, porque eu iria resistir até o fim, os problemas que eu estava acumulando estavam sendo esquecidos pouco a pouco para cada metido do pênis do lysandre que eu levava, estava tudo tão bom o parque, aquele cheiro, a grama se mechendo junto com meu cabelo, e o corpo do lysandre colado ao meu, minhas gotas de suor e as dele brilhavam, com a luz do lua, a rosto do lysandre descabelado, e preciso era uma visão admirável, eu abraçava o corpo de lysandre com os braços e as pernas, me sentia controlado por um homem, os músculos do lysandre se debatendo aos meus era mais uma fonte pela qual eu gemia de prazer, enquanto lysandre deslizava o pau duro dentro de mim, ele me masturbava na mesma velocidade. Nos mudamos de posição muitas vezes, eu parei de contar na 13° vez, mas que aquilo estava sendo bom, estava muito.

 A intensidade do sexo que estávamos fazendo aqui era muito grande, não demorou muito até que lysandre tirou seu membro e gozou, ele colocou a mão delicadamente sobre meus olhos, para que não dereamasse seu sêmen nos meus olhos. 

Depois, de tudo eu coloquei a jaqueta do lysandre, e fui correndo pra casa da minha madrinha, troquei de roupa e voltei até o parque e anunciei que o lysandre tinha voltado a memória. 

O final de noite foi ótimo, mas eu ainda tinha muito chão para correr até resolver muitos problemas. 


Notas Finais


Capitulo demorado, mas capitulo feito, os problemas de Erick estão começando a se resolver, oque será que espera por ele?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...