História Uma estrela para o seu falcão - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Juugo, Karin, Kiba Inuzuka, Kizashi Haruno, Konan, Kurama (Kyuubi), Matsuri, Mebuki Haruno, Mei, Mikoto Uchiha, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Aventura, Gaaino, Naruhira, Naruto, Nejiten, Romance, Sasusaku, Shikatema
Visualizações 28
Palavras 3.729
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiie amores da minha vida, me perdoem pela demora.
Eu não senti o tempo passar 😫
Me desculpem.
Chegamos a 51 favoritos, obrigada gente, amo vcs eu não teria chegado aqui sem vcs rsrs.
Semana passada voltaram as minhas aulas então imaginem a correria do semestre kkkk
Vou parar de tagarelar e deixar vcs lerem o capítulo kkkk
Espero que gostem
Bjoos 😘💜

Capítulo 13 - Quinto desafio: Mar das serpentes


Fanfic / Fanfiction Uma estrela para o seu falcão - Capítulo 13 - Quinto desafio: Mar das serpentes

- Não graças a você é claro - reclamou Naruto.

- Como assim? eu disse para vocês qual o desafio de vocês, acho que estão ficando mal acostumados - disse Flint com um sorriso cínico.

- Queremos descansar, será que dá pra parar com essa falação desnecessária, vamos falar com você amanhã de novo - disse Kurama entediada e visivelmente cansada.

- Garota tu não tiveste educação não? - reclamou Flint indignado.

- Talvez eu tenha mas só não quero usar com você ou simplesmente eu esteja cansada e não tenha paciência - respondeu Kurama estressada.

- Esses jovens de hoje em dia são muito mal educados, se fosse no meu tempo queria ver levantarem a voz assim - resmungou Flint irritado.

Sakura vendo a situação tenta ameniza-la.

- Flint estamos realmente cansados físicas e mentalmente queríamos descansar logo, afinal ainda temos que acordar cedo amanhã. Nos desculpe pela Kurama é que ela já é naturalmente estressada e hoje foi cansativo para todos nós.

Flint ficou visivelmente sem argumentos pelas palavras de Sakura.

- Ok então. A caverna está logo atrás de vocês. Boa noite e até amanhã - disse Flint desaparecendo.

- Nossa Sakura seu pedindo de desculpas foi tão sincero que eu acreditei - disse Ino um pouco chocada.

- Que bom era para parecer convincente mesmo - disse Sakura rindo baixo.

- Sabia era bom de mais para ser verdade - falou Hinata com um sorriso nos lábios - Então por que pediu desculpas?

- Você viu a reação dele com a Kurama? Se ele ficasse irritado e não contasse para nós os desafios iríamos morrer. Além do mais ele fala muito mesmo se Kurama não falasse aquilo provavelmente eu falaria - falou Sakura rindo e fazendo os outros rirem também.

- Vamos comer que estou todo dolorido - disse Naruto.

E assim todos comeram a sopa que Konan havia feito e pegaram algumas tochas que tinham sobrado da noite anterior, para iluminar a caverna. Quando estavam se deitando começou a chover deixando o ambiente mais frio do que estava nas outras noites, tiveram de dormir mais próximos uns dos outros para se aquecer.

Logo quando o sol começou a despontar no horizonte começaram a se levantar para fazer sua higiene matinal e comer um desjejum bem saudável.

- Eu vou acabar me enjoado de tantas frutas que comemos, que vontade de comer um rosbife assada - reclamou Sugeitsu com seu mal humor matinal.

- Você está reclamando das frutas eu reclamaria da sopa, estou até me sentindo mais magro - reclamou de volta Naruto.

- Vocês tem é sorte de termos comida - repreendeu Hinata vendo os dois abaixarem suas cabeças.

- Calma Hina-chan só estávamos comentando - disse Naruto com um sorriso amarelo fazendo os que estavam próximos rirem da pequena repreenda que sofreu.

Quando chegaram na praia para encontrar Flint.

- Estam atrasados - disse o velho pirata.

- Fica calmo nos ainda estamos cansados de ontem tá - disse Kurama mal humorada.

- Parece que alguém continua de mal humor - debochou Flint.

- Desculpa se estou viva para poder ficar cansada, você não sente nada porque está morto - disse Kurama devolvendo a alfinetada sofrida.

- Então Flint qual o desafio de hoje? - perguntou Sakura tentando aliviar a tensão do lugar.

- O desafio de vocês hoje vai ser o mar das serpentes - respondeu Flint com a cara emburrada por causa da resposta atravessada de Kurama.

- Como assim mar das serpentes? - perguntou Naruto tomando um posição mas séria olhando de relance para Sasuke que estava um pouco nervoso.

- É mesma coisa que um mar cheio de cobras garoto - respondeu Flint - Vocês terão de encontrar uma flauta mágica para poderem sair do lugar - completou calmamente.

- Como assim? Só poderemos sair de lá se encontrarmos a dita flauta? - perguntou Temari.

- Se quiserem sair de lá vivos sim - disse Flint com um sorriso no rosto.

- Não é a toa que esse cara continua aqui, ele é sinistro - pensou Sugeitsu.

- Sei disso e ainda estou aqui por não ter conseguido alcançar deixar de ser assim. Obrigado por ficar me lembrando que estou preso aqui - disse Flint com raiva olhando feio para Sugeitsu.

- Foi mal, toda vez esqueço que você consegue ler as nossas mentes - disse Sugeitsu de olhos arregalados.

- De que tamanho serão essas serpentes Flint? - perguntou Itachi.

- Verdade se vai ser um mar de serpentes elas não devem ser pequenas? E afinal por que um mar de serpentes? - Reforçou Shikamaru.

- Serão serpentes de todos os tamanhos, cores, espécies essas coisas. É considerado mar de serpente porque a extensão é maior do que um lago, então é por isso - esclareceu Flint.

Naruto olha para Sasuke que estava ligeiramente pálido e só o vê pronunciar um baixo "meu Kami" e engolir em seco.

Sakura sentindo o pânico de Sasuke olha para ele e se assusta ao vê-lo pálido e claramente nervoso pela respiração um pouco acelerada.

- Como iremos enfrentar essas serpentes sem um navio? - questionou Sakura.

- Não será necessário um navio, infelizmente terão de usar o vai ser disponibilizado para vocês - disse Flint.

- Desde que eu não seja obrigado a nadar literalmente num mar de cobras tudo bem - reclamou Sugeitsu.

- Como vocês aguentam ele hein? - perguntou Flint apontando para Sugeitsu.

- Ainda não sabemos - disse Gaara achando graça fazendo os outros rirem.

- Alguém tem mais alguma dúvida em relação a alguma coisa? - perguntou Flint solicito.

- Só uma a embarcação que usaremos caberá todos nós? - perguntou Hinata.

- Não se preocupem quanto a isso, sim caberá todos perfeitamente bem, não esqueçam que podem usar os prêmios dos desafios anteriores. Boa sorte - disse Flint desaparecendo.

- Vamos logo, estou cansada ainda - reclamou Kurama apontando para o caminho que se abria na mata.

O que os ajudava no momento era que naquele dia o céu estava nublado e a temperatura estava mais amena, como se prometesse chuva para mais tarde.

Continuaram andando até verem um litoral com um barco pequeno, estilo uma canoa, só que grande o suficiente para caber todos eles.

- Agora sei porque ele não quis dizer qual seria a embarcação - disse Sakura emburrada.

- Mas pelo menos ele disse que daria para todos e é verdade - disse Mei com um sorriso.

Então todos tomaram seus remos nas mãos e entraram na embarcação

- E agora para onde vamos? Em terra sempre seguimos a trilha mas na água não há trilha para seguir - perguntou Chouji.

Assim que ele acabou de falar todos viram surgir uma seta no mar, como se estivesse desenhada, apontando a direção que deveriam seguir.

- Isso sim é legal - comentou Sugeitsu.

Enquanto eles começaram a remar o tempo começou a fechar e as ondas a aumentar.

- Vocês não acham que está ventando muito? - perguntou alto Temari fazendo todos olharem para os céus vendo o tempo armado para um chuva que provavelmente seria torrencial e o tamanho das ondas.

- E as ondas vão ser enormes se continuar assim - disse Naruto enfático.

Ele falou com tanta certeza que todos pensaram em se abrigar em algum lugar.

- Não podemos sair daqui temos que cumprir o desafio - disse Karin se agarrando no pedaço de madeira em que estava sentada.

- Esses desafios são para nos testar, para ver se nós podemos mudar ou não. Temos que continuar pela nossa libertade - disse Hinata determinada.

Depois do que foi dito todos balaçaram a cabeça em concordância e sorriram encorajados pelas palavras ditas.

Quando ninguém percebe passa uma cobra aquática nadando do lado de Sasuke que gela e se encolhe, sem tomar consciência dos seus atos, Sakura que estava ao seu lado senti o medo e pega na mão dele.

- Você está bem? - pergunta Sakura baixinho para somente ele ouvir.

- Sim - Diz Sasuke engolindo em seco.

- Sabe que não vai adiantar mentir para mim, estamos conectados lembra - fala Sakura lembrando da situação em que se encontravam, fazendo Sasuke reclamar inaudivelmente xingando tudo e a todos.

Sem que percebesse Naruto só observava de longe junto com Hinata.

- Não gosto de cobras. Feliz agora? - falou Sasuke a contra gosto.

- Não se preocupe vou estar aqui para cuidar de você, caso precise - Diz Sakura fazendo Sasuke relaxar obviamente para Naruto que conhecia o amigo.

- Esses dois ainda não se deram conta pelo visto do que está acontecendo - pensou Hinata e Naruto.

Enquanto isso o vento diminuía um pouco a sua força e do nada surgi de debaixo d'água uma cobra gigantesca ao lado da embarcação onde se encontravam, fazendo com que quase virasse em alto mar, a cobra era tão grande que podesse ver claramente que suas escamas brilhosas, depois de surgir do nada voltou a submergir jogando a embarcação quiquar o mar pela força com que foram lançados longe. Mal se recuperar dessa surpresa e surgi uma outra cobra só que com duas cabeças pronto para atacá-los, a tensão naquele momento foi tão grande que poderia ser cortar com uma faca, a enorme cobra ficou os olhando enquanto colocava sua língua para fora como se provasse o ar que os cercava inúmeras vezes. Enquanto esse momento de suspensa não tinha seu fim.

Kiba cutuca o braço de Kurama para ele fazer algum feitiço para pelo mandar aquele réptil enorme de volta para as profundezas do mar.

- Já sei exatamente o que fazer - disse Kurama com um sorriso sinistro nos lábios.

Kurama fecha os olhos para se concentrar melhor e levanta os braços na direta da enorme serpente, de repente o mar começa a ficar mais revolto jogando o barco para longe por causa das ondas, quando olham para onde a serpente estava surge um ser humanoide de debaixo da cobra a segurando firmemente, a cobra vendo que foi pega de surpresa começa a se debater e então o ser humanoide o segura com mais e a levantar a cobra que continuava a se debater e a joga longe, quando volta a olhar para Kurama a viram suando é um pouco pálida pelo esforço da magia daquela proporção.

- Você foi incrível Kurama - disse Kiba entusiasmado com um sorriso enorme no rosto fazendo os outros concordarem com ele também sorrindo.

- Estou cansada, não vai dar para repetir esse por enquanto - disse Kurama respirando acelerado pelo esforço.

- Ótimo trabalho Kurama. Vamos temos que continuar - disse Sakura trazendo todos para a realidade.

- Os que já tem prêmios se ajudem para não ficarem esgotados - continuo Sasuke firme.

- E os que não tiverem remem para continuarmos a completar a missão e sairmos daqui - continuou Sakura.

- Esses aí se empolgam dando ordens, já percebeu - disse Sugeitsu na maior cara de pau, fazendo todos rirem, mas percebendo a cara dos seus capitães fizeram o que foi mandado.

- O Sugeitsu só dá dor de cabeça - disse Sasuke baixinho para Sakura.

- Insolente isso sim - disse Sakura com um meio sorrindo vendo Sugeitsu querendo conversar com Karin e a mesma o ignorando.

Assim eles continuaram sem incidentes até chegarem perto de uma caverna com o formato de um crânio humano.

- Esse lugar fica cada vez mais assustador - comentou Sugeitsu.

- Estou começando a achar também - completou Chouji.

- Você está começando a achar só agora - disse Matsuri em repreensão.

- Fiquem quietos vocês - reclamou Rock Lee.

- Ei não me manda calar a boca não - reclamou Matsuri.

- Ninguém te mandou calar a boca sua louca - disse Sugeitsu.

- Calem a boca não estão vendo que estamos sendo atacados - disse Mei com raiva pela discussão infundada dos outros.

- Agora sim te mandaram calar a boca - disse Chouji rindo vendo a cara de irritada de Matsuri.

Quando estavam se aproximando da estranha caverna surgem três serpentes gigantes das profundezas do mar, uma se postou na frente do barco e em estavam e as outras duas se posicionaram uma de cada lado da embarcação, elas os analisavam e provavam o ar com suas enormes línguas bifurcadas.

- Meu Kami e agora? - Pronuncia Sasuke baixinho com medo fazendo com que Sakura apertasse mais a mão dele para lhe dar apoio. Ela nunca o havia visto tão vulnerável com via agora, sempre o tinha visto tão forte, determinado e até estressado mas nunca vulnerável.

- Vocês já sabem o que devem fazer - disse Sakura firme vendo Itachi puxar seu arco e Kurama fechar os olhos para se concentrar, Hinata puxava seu "olho mágico" para visualizar onde deveriam ir.

Itachi e Kurama começam a atacar as cobras enquanto os outros remam com toda forca.

- Itachi tive uma ideia mas você vai ter que ser rápido e preciso - Disse Kurama ofegante.

- Então vamos temos que acertar-las de vez para não retornarem mais - completou Itachi atirando com seu arco em uma serpente enquanto as outras duas mergulhavam dentro d'água fazendo o barco quase virar.

Ino que estava remando sentiu o pergaminho esquentar e cutuca com o braço Gaara que estava sentado do seu lado. Gaara quando assim que viu Ino fazendo uma careta e pegando no pergaminho já sabia do que se tratava.

- Temos que continuar por causa das serpentes, quando chegarmos lá você lê - disse Gaara remando com mais força - Gente vamos mais rápido que o pergaminho começou a esquentar - pediu em num grito para ser ouvido.

- Ino você está bem? - pergunta Sakura preocupada com a amiga.

- Estou só que o pergaminho está ficando muito quente - disse Ino engolindo um gemido de dor.

- Então vamos acelerar pessoal - disse Sakura com firmeza - Sasuke eu entendo que esteja com medo mas você tem que remar conosco - disse a mesma em voz baixa para somente ele escutar.

- Elas são tão grandes não é? Como podem ter ficado desse tamanho? - disse Sasuke baixinho.

- Sasuke preste atenção em mim - disse Sakura que continua assim que Sasuke olha para ela - Você tem que nos ajudar, nossos amigo precisam de nós, seu irmão precisa de você assim como eu também - disse fazendo Sasuke olhar para todos no barco vendo muitos remando com força, vendo Kurama e Itachi pálido pelo esforço e vendo Gaara tentando ajudar Ino que começava a sentir dor por causa do quente pergaminho, não poderia teria-lo porque poderia perder no mar, vendo a todos e por último Sakura olhando para o mesmo foi o que precisava para enfrentar seu medo. Pegou no remo com força e começou a remar.

Já estavam próximos da caverna e dessa vez com a ajuda de Itachi e Kurama conseguiram entrar sem serem atrapalhados pelas serpentes. Saíram da embarcação e entraram na caverna.

Ino que já se encontrava agoniada retirou o pergaminho e destampando o frasco de vidro com força e rapidez.

- Calma Ino está tudo bem - disse Gaara tentando acalma-lá pela rapidez

- O novo poema diz - começou Ino.

"SEUS OUVIDOS APURADOS DEVEM ESTAR

NEM TODAS AS MELODIAS POSSO TOCAR

NÃO É CERTO QUE IRÃO ME ENCONTRAR

NÃO JULGANDO PELA APARÊNCIA IRÃO ME ACHAR"

- É claramente um instrumento musical - disse Itachi pensativo.

- Agora qual deles é o problema - comentou Hinata.

- Temos que analisar o poema - disse Temari.

- Tem uma parte que diz que nem todos as melodias pode tocar - comentou Karin pensando.

- Esse está difícil - comentou Sugeitsu.

Enquanto estavam pensando um novo verso surge no pergaminho, como se escrito por uma mão invisível em fogo se formavam palavras.

- Temos um novo verso gente - diz Ino começando a ler.

"EM SEUS LÁBIOS IREI TOCAR".

- Ainda bem que acrescentaram esse último tiveram piedade das nossas almas - comentou Sugeitsu mal humorado.

- Só pode ser uma flauta - disse Rock Lee com os olhos brilhando.

- Por que acha isso? - perguntou Matsuri.

- Porque meu trabalhava com instrumentos musicais e até me ensinou a tocar alguns - explicou Rock Lee.

- Que bom isso nos será útil agora - comentou Sakura sorrindo de canto.

- Uma coisa me intriga, por que um dos versos dizia para não julgarmos pela aparência - perguntou Shikamaru.

- Creio que isso só vamos saber que o acharmos - disse Temari.

- Tem uma escada aqui - disse Mei chamando a atenção de todos - Acho que leva para o último andar - diz acompanhando a escada com os olhos para cima, fazendo os outros seguirem seu gesto.

- Então vamos - disse Chouji.

Até que subiram rápido as escadas apesar de todo o cansaço que sentiam e no meio do caminho Sugeitsu ter carregado uma Karin a contra costa nos braços, ela não estava acostumada com pernas.

Assim que chegaram no último andar ofegantes e com as pernas doloridas avistaram um monte de instrumentos sobre pequenas pilastras, como de onde tiraram o arco de Itachi, mas esses eram diferentes os instrumentos ficavam flutuando em cima da pilastra.

- Tem uma flauta alí - apontou Karin dos braços de Sugeitsu para uma linda flauta com várias rosas esculpidas nas suas laterais.

- Não acho que é aquela alí - apontou Gaara para uma outra que parecia que tinha várias pedrinhas preciosas, como se fossem diamantes pequenos, pelo seu corpo.

- Não - diz Shikamaru - Lembrem que o verso diz para não julgar pela aparência.

- Então só pode ser aquela alí - apontou Tenten para uma flauta pequena feita de bambu.

- Creio que seja essa também - comentou Neji.

- Você só está dizendo isso porque eu falei primeiro - reclamou Tenten cruzando os braços.

- Não seja petulante garota é claro que vi aquela flauta desde que cheguei, só não quis falar nada por não ter certeza - disse Neji fazendo uma cara arrogante.

- Então quer dizer só porque eu falei você teve certeza - perguntou Tenten com um sorriso debochado, vendo Neji ficar com as bochechas vermelhas de raiva, tirando um riso baixo de Hinata.

- Parem com isso. Não temos tempo para isso - disse Sasuke rígido.

- Vá Rock Lee pegue a flauta - disse Sakura.

- Por que ele? - perguntou Kiba com uma expressão raivosa.

- Porque mesmo que você pegasse não sabe tocar, sabe? - perguntou Sakura sem se deixar abalar pela cara de Kiba, fazendo Sasuke ficar orgulhoso dela.

Depois do que Sakura disse a posse de Kiba se desmanchou completamente.

- Não sei tocar mesmo - disse Kiba sem graça.

Depois da situação se resolver Rock Lee foi em direção a flauta receoso, respirou fundo e pegou a mesma e retirou do lugar, começou a respirar melhor quando percebeu que não iria acontecer nada.

- Temos que voltar - disse Naruto.

Então todos tiveram que descer pela enorme escadaria de novo.

- Se eu soubesse que iria ser tão rápido tinha ficado aqui em baixo mesmo - reclamou Sugeitsu com Karin nos braços.

- Vocês estão bem? - perguntou Hinata para Kurama e Itachi.

- Estou sim - disse Itachi.

- Uma coisa é certa se essas serpentes me estressarem mais do que estou vou matar todas de uma vez - reclamou Kurama.

- Se ela está de mal humor, ela está bem - comentou Kiba fazendo os outros rirem e ganhou um olhar assassino da mesma.

Chegaram na entrada da caverna e viram que agora estava chovendo bastante, e muitas serpentes estavam com a cabeça e um pouco do tronco para fora da água. De repente uma nova serpente aparece bem próximo de onde estavam e iria dar o bote neles.

Kurama que por instinto criou uma espada de luz enorme e decepou a cabeça da cobra no meio.

- Obrigada Kurama - disse Sakura se recuperando do susto.

- Rock Lee o que acha de experimentar a flauta? - perguntou Naruto vendo Sasuke petrificado de medo.

- Boa ideia - comentou Rock Lee começando a tocar, todos sentiram como se uma onda sonora avançassem em direção às serpentes.

Depois que a música começou todas as cobras viraram suas cabeças na direção deles, mas por algum motivo permaneceram estáticas.

- Será que elas vão nos atacar? - perguntou Chouji.

- Eu creio que não - comentou Matsuri.

Lentamente foram entrando no barco e continuaram atento as cobras, só que quando Rock Lee parou de tocar para tomar fôlego, parecia que elas saíram de um transe e voltaram a virem na direção que se encontravam.

Rock Lee vendo a situação voltou a tocar rapidamente e as cobras pararam de se mover bruscamente, ficando estáticas.

- Interessante pelo visto você não poderá parar de tocar - disse Temari.

- Então sugiro que rememos rápido, porque ele precisa de fôlego e temos que conseguir uma dianteira delas - disse Mei se posicionando no barco.

- Então vamos - disse Sakura e Sasuke em uníssono.

Eles começaram a remar rapidamente, dessa vez apesar de estar chovendo o mar não estava tão revolto.

Eles já tinham conseguindo uma boa dianteira, Rock Lee para de tocar para tomar fôlego e assim as serpentes vem com tudo para cima deles, e eles remam mais rápido ainda.

- Não estou sentindo mais os meus braços - reclamou Sugeitsu.

- Cala a boca Sugeitsu, se quer virar comida de cobra gigante se joga no mar logo e isso ainda vai dar para nos ajudar - explodiu Karin estressada.

Todos continuaram remando mais o clima ficou pesado.

- Quer dizer que você quer que eu me jogue no mar? - perguntou Sugeitsu magoado.

- Eu não disse isso, só falei que se queria desistir, desista de uma vez e pare de reclamar - disse Karin se arrependendo do que disse.

- Se for para você e os meus amigos ficarem vivos eu me jogo no mar com toda certeza - disse Sugeitsu surpreendendo Karin.

- Me desculpe - pedi Karin arrependida.

- Gente por favor vamos resolver isso depois - pediu Rock Lee voltando a tocar.

Assim aumentaram a velocidade e conseguiram chegar até a praia sendo recepcionados por Flint.

- Muito bem, continuam vivos - disse Flint gargalhando.


Notas Finais


E aí o que acharam hãn
Adoro saber a opinião de vcs
Nos vemos no próximo capítulo
Bjoos de marshmallow 😘😘💜
Amo vcs 😜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...