História Uma Foto Um Sentimento - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~nyansqui

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jr, Kim Sun Joo, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jimin, Kpop, Nu'est, Sungjoo, Uniq, Yoonmin
Exibições 60
Palavras 1.966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


rilooo!!!
desculpa a demora, não é fácil ser k-pobre e saber que não vai pro show dos meninos :c
se bem que eu vou sim! só vender um rim u-u
espero que goste do capítulo ;-;
tá meio bestinha pq as coisas mesmo vão acontecer no próximo!
obg por ainda ler essa fic lal ;^;

Capítulo 5 - Toalha ~


Fanfic / Fanfiction Uma Foto Um Sentimento - Capítulo 5 - Toalha ~

Yoongi ~

Como ele pôde ter feito isso comigo?! Eu estava gostando dele, confiando nele, me tornando um amigo de verdade. Mas, sabendo o quão ele foi egoísta, não sei mais o que pensar sobre Jimin. Agora não paro de pensar em nós dois naquela noite. Consigo sentir o desejo que eu tinha por ele ali e o desejo que ele tinha por mim. Por que ele deixou seu egoísmo o dominar e esconder algo tão importante assim de mim? 

Fico recebendo suas chamadas e apenas ignoro. Ouvi a mensagem que ele tinha gravado e pensei em ligar, mas estou magoado, não posso simplesmente perdoá-lo e fingir que nada aconteceu. Aquilo mexeu comigo, com meus sentimentos. 

Com muito esforço, deixei de lado esses pensamentos e foquei em arrumar o apartamento, já que o dono prédio, senhor Choi, me avisou que o novo morador chegaria hoje. Depois de limpar todo o espaço, me deitei no sofá e testei minhas novas câmeras. De repente, ouço a porta abrindo e fito a mesma, observando um indivíduo de cabelo platinado entrar no apartamento.

— Oi! Você deve ser Min Yoongi, né? –  assenti. – Prazer, meu nome é JongHyun! Kim JongHyun – disse sorrindo e se aproximando de mim.

— O prazer é meu. Tem mais alguma coisa pra trazer para o apartamento? – perguntei me levantando do sofá. – Eu posso ajudar...

— Não, só trouxe essa mala mesmo – respondeu se referindo à mala que estava ao seu lado. – Essa deve ser a Holly!  

O mesmo se agachou e começou a brincar com Holly. JongHyun tinha um lindo e doce sorriso, seu cabelo tinha uma coloração cinza e ao mesmo tempo azulada, estava vestindo um moletom cinza e uma calça jeans rasgada. 

— É... Seu quarto fica ali – apontei para o quarto. 

— Tudo bem, obrigado. E sua cachorrinha é muito fofa! – disse se levantando e indo em direção ao quarto.

— Ela agradece. 

Me sentei no sofá e continuei testando as câmeras. Pensei no quão bonito o JongHyun era, seu jeito divertido e seguro me encantou. Nossa... Sou gay mesmo. Isso é tão estranho... Preciso me acostumar. Fui despertado destes pensamentos por JongHyun, que estava com uma toalha branca pousada em seu ombro. 

— Onde fica o banheiro? Whoa! Quantas câmeras... 

— Ali –  apontei. –  Sim... Eu tenho uma loja de câmeras e revelação de fotos e também sou fotógrafo. 

— Incrível. Minha tia me ensinou a fotografar quando eu era mais novo. Tantas lembranças... Mas aí descobri minha paixão por medicina veterinária! E agora estou no penúltimo ano do curso. 

— Bom saber! Eu estava preocupado com a Holly... Vai que o novo morador maltrate ela?! –  ele riu.  – Quer testar alguma câmera? 

— Sim, sim! Mas antes preciso tomar um banho – sorriu e seguiu até o banheiro. – Já volto! 

— Tudo bem. 

~ JongHyun ~

Voltei para Busan, minha cidade natal, de Incheon para tratar de um problema familiar. Meu pai não aceita o fato de eu ser um médico veterinário, insiste em dizer que devo ser advogado ou um médico. O Sr. Kim tem a ideia fixa de que um médico veterinário não é um médico de verdade. Por isso, ele resolveu não me ajudar a pagar a faculdade e até hoje eu tenho trabalhado duro para pagar a mesma, juntamente com a ajuda de minha avó. O incrível disso tudo é que ele aceita a minha homossexualidade, o que eu achei que seria impossível, e não aceita uma simples profissão. Irônico, não?!

Vim com o objetivo de acertar as coisas com ele e ficarmos bem, já que ele anda me ignorando faz tempo. Depois de ficar algum tempo aqui com ele e minha família, voltarei para Incheon e me tornarei um grande veterinário! Enquanto isso, ficarei nesse apartamento que o amigo, que considero meu tio, do meu pai deixou eu ficar. Não tenho como pagar um aluguel completo, por isso o senhor Choi me ajudou fazendo uma boa proposta de preço. Ele disse que eu teria de dividir o apartamento com outra pessoa, pois os outros já estavam ocupados. Mas não me importei com isso, ele já estava sendo bom demais comigo.

~

Adentrei o apartamento e dei de cara com uma pessoa fofa deitada no sofá. O Min Yoongi, morador do apê, vestia uma camisa de manga longa azul marinho com a frase SPREAD THE MESSAGE no centro e uma calça de moletom cinza. Seu olhar sério e concentrado me chamou atenção, ele parecia ser bastante misterioso.  

Depois que tomei banho, lembrei-me de que não tinha pego nada além da toalha. É claro que eu não queria sair do banheiro e aparecer de toalha na frente do Yoongi, por isso me desesperei. Mas não teve jeito, tive de sair com a toalha enrolada na cintura.

— Hm... Yoongi... – e antes que pudesse pedir para que o mesmo não olhasse para mim, ele fez o contrário. – Aigoo! Eu ia pedir para você não olhar... Me desculpa! Eu esqueci de pegar a minha roupa – disse corando.

— D-desculpa! – pediu corando e cobrindo o rosto com as mãos.

— Não precisa pedir desculpa, a culpa foi minha – falei rindo e dando passos rápidos até adentrar meu novo quarto.

Fechei a porta com um pouco mais de força para que a mesma fizesse barulho e Yoongi soubesse que não precisava mais cobrir o rosto. Adorei vê-lo corar, tão fofo. Ele passa uma imagem séria, mas depois que você conversa com o mesmo percebe que é só uma criança por dentro. 

Vesti uma blusa preta e uma bermuda folgada e caminhei até o sofá onde Yoongi estava.

— Desculpa, eu realmente esqueci... –pedi sem jeito.

— Não, tudo bem! Pode se sentar – assenti e sentei ao seu lado no sofá. – Testa essa câmera – me entregando uma Canon.

—  Faz tanto tempo que não pego numa câmera mais profissional, mas ainda sei usar – posicionei a câmera na direção da Holly, fotografando a mesma.

— É uma 5DS R, e você leva jeito pra isso – falou me fitando.

— Obrigado, mas o profissional aqui é você – eu ri fazendo-o rir também.

~

Conversamos por algumas horas enquanto testávamos todas as câmeras. Não posso deixar de admitir que estou levemente atraído por Yoongi. Eu tenho um fraco por homens fofos, ainda mais quando são mais velhos que eu. Pretendo me tornar amigo desse meu colega de quarto e, mais tarde, até mais que isso. Sei que mal o conheço, mas é que já faz um bom tempo que não me relaciono com alguém.
Desde que terminei com o Ren, resolvi focar no meu curso e deixar os relacionamentos de lado. Mas agora, depois de longos meses, acho que estou pronto para me relacionar com outra pessoa. E Yoongi parece ser uma boa pessoa. Talvez eu fique aqui por mais alguns meses...

xx

~ Jimin ~

Uma semana. Já faz uma semana que tento falar com Yoongi e ele continua me ignorando. Não sei mais o que fazer. Se eu pudesse voltar mais cedo para Busan eu iria até a casa dele e obrigaria o mesmo a falar comigo e me perdoar. Mas não posso, tenho que esperar o último dia do mês chegar. Isso está me matando!
Eu vou ligar de novo e ele vai ter que me atender!

...

—​ O que você quer? Para de me ligar!

— Yoongi! Yoongi me perdoa, por favor! Vamos conversar, não desliga ou me ignora! Eu imploro!

— Tudo bem... Já está sendo infantil da minha parte. É que ainda é constrangedor...

— Me desculpa... Eu tava bêbado e-

— Nós dois estávamos, a culpa não foi sua. E sobre o outro beijo...

— Eu adorei aquele beijo... – ri –  E eu queria que aquele não fosse o último, se você não se importar.

 Jimin! Eu ainda não te perdoei por completo! Preciso conversar com você pessoalmente, confessar algumas coisas... E desde quando você é tão atirado assim quando tá sóbrio?

— Que coisas? – perguntei sorrindo e fingindo desentendimento. – O fato de você gostar de mim?

O que?! Eu não gosto de você! Eu só... Não interessa! Quando você voltar eu penso sobre perdoar você. Saiba que eu tenho interesse em outra pessoa, uma pessoa que não me magoou!

— Quem? Posso saber? 

— Isso não é da sua conta!

— Claro que é! Você é só meu, seu idiota!

— Cala a boca, Jimin! Eu vou desligar, fique bem em Seoul!

Chamada encerrada ._.

Aquele... Como assim outra pessoa?! Até pouco tempo atrás ele gostava de mim, ele não admitia, mas aquelas bochechas coradas significavam o que então? Deve ser só um blefe, não vou me preocupar com isso. 
Pelo menos ele me atendeu e disse para eu ficar bem! Só de ouvir a voz dele já me sinto melhor. Será que ele está se alimentando direito? Aquele idiota que me ignora, aquele fofo... Aish! Quando esse mês acabar ele verá se vai me perdoar ou não. Yoongi vai ser só meu, e de mais ninguém.

Yoongi ~

Jimin é um imbecil e egoísta mesmo. "Você é só meu!". De onde ele tirou isso? E como ele sabe que eu gosto dele de outro jeito? Eu não transpareço meus sentimentos... Ou sim... Sempre coro e fico envergonhado às vezes com ele. Que droga! Eu sou mesmo um idiota! E eu estou sim interessado no JongHyun. 

Já faz duas semanas que ele está aqui e já estamos mais próximos. Ontem ele me levou num bar, bebemos bastante e conversamos tanto! O pai de JongHyun não gosta da profissão dele e por isso ele veio para Busan tentar ter uma relação melhor com o mesmo. O triste é que ele vai ter que voltar para Incheon depois que passar um tempo com a família. Quero que ele fique! Eu não costumo fazer muitas amizades porque Namjoon sempre foi meu melhor amigo e nunca senti necessidade de ter mais amigos. Mas JongHyun é tão divertido e ele consegue fazer eu me sentir mais leve com suas piadas bestas e conversas intermináveis. 

O problema é que, mesmo eu me sentindo atraído por ele, Jimin não sai da minha cabeça. Eu perdoei ele sim, meu orgulho que não me deixou assumir isso naquela chamada. E agora minha cabeça está confusa novamente! JongHyun... Jimin... Aigoo... 
Quem pode me ajudar é o Namjoon, claro. Eu vou na casa dele amanhã mesmo.

xx

— O que você acha? – perguntei à Namjoon após contar os conflitos da minha mente.

—  É óbvio que você tem que ficar com o Jimin. Você gosta muito dele, eu te conheço. Mas do jeito que você é orgulhoso, vai ficar com coisa. Então experimenta ficar com o JongHyun, pra ter certeza dos seus sentimentos pelo Jimin e viver um pouco também. Você é gay faz pouco tempo, é melhor experimentar novas bocas por aí.

—  Nossa... Isso é horrível, sabia?

— Por que? Vai ser ótimo! Tudo para confirmar o que você sente pelos dois, já que você é meio burro. 

— Eu não sou burro... Tá, eu sou um pouco. 

— Então, quando você finalmente souber de quem gosta de verdade, o que é bem óbvio, vai namorar?

— É claro que não! Sabe muito bem que eu não gosto de namoros oficiais e blá blá blá. Depende muito da pessoa.

— Pois é, só lembro de duas namoradas suas. Mas algo me diz que você vai namorar sim, vai até fazer homenagens de um mês de namoro, cozinhar pro namoradinho-

— Para! Só de ouvir fico arrepiado. – disse franzindo o cenho. 

Mas Namjoon tinha razão. Eu vou ter certeza do que sinto pelos dois e me decidir de vez. 
Aish... Sempre fui confuso assim, sempre ficava em dúvida do que sinto por alguém e ainda sou assim. Mas eu vou ter confirmar meus sentimentos, com certeza vou!


Notas Finais


capítulo meio chato sim ;-;
o próximo vou postar amanhã (talvez) e algumas coisas vão acontecer quando o Jimin voltar de Seoul... hehe
MUITO obrigada por ter lido até o final!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...