História Uma garota qualquer ! - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance
Exibições 22
Palavras 2.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura amores.

Eu espero que vocês gostem desse capítulo.

Capítulo 28 - Jeniffer esta conseguindo um aliado.


Fanfic / Fanfiction Uma garota qualquer ! - Capítulo 28 - Jeniffer esta conseguindo um aliado.

Jonathan:

- eu levei o Luke para uma balada que eu comecei a  frequentar a pouco tempo.

- vc vai gostar daqui amigo e eu vou te apresentar várias gatas.- eu disse dando uma leve batida no ombro dele animado.

Luke: - eu não sei Jonathan, eu não gosto de lugares agitados. - eu disse meio nervoso.

Jonathan: - vc não mudou nada.- ele riu e me puxou para dentro do salão.

- assim que entramos eu senti o cheiro de cigarros e tinha gente bebendo por toda parte.

- eu quero ir embora. - eu disse me sentindo totalmente perdido nesse lugar.

Jonathan: - qual é cara?! Vc precisa se divertir mais , e também é uma vergonha vc nunca tenha ficado com ninguém .- ele disse rindo.

Luke: - qual e eu te pedi para vc não ficar me zoando, e que eu sou muito tímido. - eu disse irritado.

- mas ele não me ouviu é ele se afastou de mim, e depois ele voltou com uma garota alta e morena.

 - oi lindinho ! - disse ela com um grande sorriso.

- oi, ! e quem é ela?  - eu perguntei para o Jonathan constrangido.

-  peraí que eu já vou perguntar.

- então qual é o seu nome morena ? - ele perguntou com um sorriso.

- eu me chamo Tainá. - ela disse com um sotaque sulista.

Jonathan: -  belo nome eu me chamo Jonathan, é ele é o Luke. - ele disse apontando na minha direção.

- olha a conversa está muito agradável, mas eu vou ter que ir embora, então porque vocês não vão dançar um pouco. - ele disse me empurrando na direção da garota .

 - então eu peguei na mão da garota e nós fomos até a pista de dança, e começamos a dançar.  - o lugar era grande e barulhento e estava cheio de gente .

Tainá: - eu gostei muito de você, o seu amigo disse que vc queria passar a noite comigo é verdade?  - ela falou baixinho no meu ouvido.

Luke:  - é serio que ele te  falou isso ? - eu disse em pânico.

Tainá: - então ele mentiu. - ela disse triste e parou de dançar bruscamente.

Luke: - não eu quero.  - eu disse me aproximando dela e a beijei.

( Charlotte)

 - depois que a Charlotte ligou para a mãe dela  e pediu para ela, se ela podia dormir fora de casa, a mãe dela pensou que ela ia dormir na casa da melhor amiga dela  então ela deixou.

- a Charlotte e o Daniel ficaram conversando deitados na cama a noite toda, até que a Charlotte adormeceu nos braços do Daniel.

Jonathan:

- eu saí da balada torcendo para que o meu amigo se desse bem hoje.

- eu estava indo para casa quando, eu vi alguém vindo na minha direção.

- oi sumido quanto tempo. - ela disse com um sorriso maldoso.

- Jeniffer o que vc está fazendo aqui ? - eu disse surpreso.

- eu vim visitar o Daniel eu estava com saudades dele. - ela disse com uma voz melosa.

- o Jonathan riu por alguns instantes e disse:

- eu não acredito em vc, na verdade vc deve estar fugindo de alguém. - ele disse me olhando desconfiado.

Jeniffer: - vc me conhece bem, e o pior de tudo  é que ele me seguiu até aqui. - ela disse brava.

Jonathan: - então o que vc aprontou dessa vez ? - eu perguntei rindo.

Jeniffer: - eu não fiz nada, ele é um caçador é melhor vc tomar cuidado. - ela disse entediada.

Jonathan: - um caçador !!  Eu não acredito que vc está colocando a minha vida e a do Daniel em risco de novo. - eu disse gritando.

- eu ia esganar a Jeniffer quando eu escutei alguém dizer: 

- nossa que casal lindo, que pena que eu vou ter que matar vocês.  - disse o  homem encapuzado.

Charlotte:

- na manhã seguinte eu acordei nos braços do Daniel, eu tentei levantar sem fazer barulho para tentar não acordar ele.

- eu fui até o banheiro dele e tomei o meu banho. - eu tive que colocar a mesma roupa que eu estava usando no outro dia, eu já estava atrasada para ir para a escola, só dava tempo de eu ir na minha casa e pegar a minha mochila.

-  eu saí de fininho da casa dele e fui até a minha casa e peguei a minha mochila e fui para a escola, e quando eu cheguei na sala de aula, eu vi que no fundo da sala a Sara estava me olhando com um olhar de pavor e medo. - eu já vi que a nossa amizade acabou. - eu disse triste para mim mesma.

- eu me sentei perto do Guilherme eu fiquei aliviada quando ele me deu um grande sorriso.

- o professor de filosofia chegou e deu  uma prova para a gente.

Mais eu não consegui prestar atenção na prova, eu estava pensando o quanto eu estava  ficando próximo do Daniel, e será que ele vai ficar com raiva de eu ter saído da casa dele de fininho.

- eu estava tão distraída com os meus próprios pensamentos que eu demorei para notar que não tinha mais nenhum aluno na sala de aula, e o professor estava de pé ao meu lado me olhando com uma cara feia.

- então senhorita pike, vc vai continuar me enrolando ou vai me entregar logo essa prova ? - ele disse num tom irritado.

- nossa é claro me desculpa aqui está á prova. - eu entreguei a prova meio nervosa, eu só tinha respondido a primeira questão.

- quando eu saí da sala de aula eu percebi que o meu amigo guilherme estava no corredor  encostado no meu armário.

- oi á quanto eu tempo eu não te vejo. - eu me aproximei sorridente.

Guilherme: - verdade me desculpe e que eu estou sendo um péssimo amigo né ? - e que você agora só anda com o Daniel e me deixou  de lado. - ele riu e depois me abraçou.

Charlotte: - tadinho de vc. - eu ri- e que eu e o Daniel estamos namorando agora.- eu disse super feliz.

Guilherme: - é sério?! caramba até que fim. ! eu estou feliz por vocês, e agora só faltava eu me acertar com a Sara. - ele disse com um sorriso triste.

Charlotte: - olha eu sei que vc gosta dela desde criança, mas eu acho que vc merece uma pessoa legal, e para ser sincera ela nunca gostou de você. - eu disse meio sem graça.

Guilherme: - e falando nisso eu queria te contar que a Sara está estranha, ela agora falando mal de vc para mim.! vcs brigaram? - eu disse confuso.

Charlotte: - isso é uma longa história, o que eu posso te contar agora é que ela brigou comigo, e sabe eu não espera que ela não fosse me entender. - eu disse chateada.

- eu ia contar toda a verdade para ele também mas, eu me assustei quando eu senti alguém agarrar a minha cintura por de tras de mim, eu me virei e fiquei feliz quando eu vi que era o Daniel e o abracei.

- então vc pode me explicar por quê vc saiu de fininho lá de casa e nem me acordou? - Daniel  disse desconfiado.

Charlotte: - é que eu fiquei sem graça de te acordar vc está dormindo tão fofinho.- eu corei sem graça.

Guilherme: - peraí eu escutei bem ?! Vc dormiu na casa dele, e vc não ia me contar nada. - ele perguntou com um sorriso malicioso.

Charlotte: - riu-  eu ia te contar tabom, mas não aconteceu nada demais ontem. - eu disse constrangida.

Daniel: - infelizmente nada aconteceu, mas eu espero que acontece logo. - ele me pegou pela cintura novamente e me levantou do chão sem nenhuma dificuldade e me beijou apaixonadamente

Jeniffer: - vc está me seguindo? quem é vc? - eu perguntei nervosa.

- não importa quem eu sou, o que importa é que eu caço mostro igual a vocês. - ele foi para cima dela com uma adaga nas mãos.

- a Jeniffer desviou se do golpe dele com a sua super velocidade, e torceu o  braço dele e o fez derrubar a adaga que ele estava segurando, e rapidamente o Jonathan se aproximou do caçador e arrancou o seu coração.

Jeniffer: - nossa como vc e forte, eu sabia que esse banana não tinha chance contra a gente. - ela disse com um olhar vitorioso.

Jonathan: - você tem é sorte que eu sou incrível. - ele disse com um sorriso metido.

Jeniffer: - sabe eu acho que vc pode me ajudar no meu plano. - ela disse pensativa.

Jonathan: - mas eu não quero te ajudar, eu não gosto de ajudar ninguém. - eu disse com raiva.

Jeniffer: - mas e se eu te prometer que eu posso fazer a vida do sei irmão um inferno, vc me ajudaria ? - ela disse animada.

Jonathan: - então eu topo, eu quero fazer o Daniel sofrer. - eu disse com uma gagargalhada vingativa.

Jeniffer: - então me conte tudo sobre a garota que o Daniel está gostando, é ela é a minha duplicada não é?  - ela disse curiosa.

Jonathan: - sim, é ela mesma, eu estou vendo que vc está bem informada, eu fiquei surpreso ao ver a semelhança entre vocês, mas é claro que vc é muito mais interessante. - eu disse piscando os olhos para ela.

Jeniffer: - isso é perfeito eu vou poder usar essa garota para o meu grande plano, mas primeiro vamos esconder o corpo desse idiota. - ela disse confiante

Daniel: - então Charlotte eu preciso te falar uma coisa muito importante. - eu disse nervoso.

Charlotte: - olha você pode deixar para me falar outro dia, eu não quero que nada estrague esse dia perfeito.- eu disse pegando na mão dele.

-  depois que a gente sair da escola, eu vou te mostrar as minhas novas músicas, que eu escrevi para cantar na nossa banda. - eu disse contente.

- falando em banda eu gostaria de sair por que vocês não foram mais ensaiar?  - ele disse se aproximando da gente.

Daniel: -  caramba Igor você me deu um susto, a gente nem viu vc chegar. - eu disse rindo.

Charlotte: - verdade Daniel eu acho que ele é um ninja. - ela disse rindo.

- eu sei que a gente está um pouco sumidos dos ensaios, mais hoje a gente ensaio o dia toda para compensar. - o que vc acha ? - eu disse animada.

Igor: - para começar está bom. - e falando nisso o que está acontecendo que vcs estão de mãos dadas ? - ele disse curioso.

Daniel : - e que a  gente  está namorando, e não surta cara eu ia te contar tabom. - ele disse rindo da cara do Igor.

Igor: - Caracas até que fim!!  - eu sabia que vocês gostavam um do outro, eu até pensei que eu ia ter que dar uma de cupido para juntar vocês dois.- ele disse dando uma gargalhada.

Charlotte: - então vamos parar de enrolação e vamos ensaiar, eu estou animada para mostrar para vocês a música que eu escrevi. - eu disse puxando os dois para a sala de música.

- nós ficamos a tarde toda ensaido e depois eu voltei para a minhá casa, mas chegando lá eu fiquei sem entender quando eu vi o carro da Polícia e a ambulância na frente da minha casa, e tinha várias pessoas em volta do lugar.

- hein o que está acontecendo aqui ? - eu gritei para as pessoas que estavam em frente da minha casa.

- o policial que estava saindo de dentro da minha casa disse: - você mora aqui mocinha ? - ele perguntou serio .

- sim, eu moro, o que está acontecendo? - eu disse preocupada.

- Então você é a filha da mulher que mora aqui certo?  - ele disse desconfiado.

- sim eu sou, o que aconteceu com a minha mãe?  - eu disse nervosa.

- a sua mãe se esfaqueou na cozinha, você sabe por qual motivo ela faria isso ? - o policial me perguntou me fuzilando com os olhos
 


Notas Finais


Eu contínuo ?...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...