História Uma Garota Suicida. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gay, Romance, Suícidio
Exibições 5
Palavras 1.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpe por qualquer erro ortográfico.
Espero que gostem. ::>_<::

Capítulo 3 - Reencontro


(Pov Laura.)

Havia batido para o recreio e todos sairam da sala, Lisa e Andy vinheram em minha direção.

-Vamos. - disse Andy me puxando da cadeira. - temos que comprar nosso lanche.

- E stalkear o novato. - completou Lisa.

- Discretamente obvio. - ele sorriu brincalhão.

Ambos me puxaram para fora da sala e me arrastaram em direção ao refeitório, compramos nossos lanches e nos sentamos em uma mesa onde podia ser visto todo o refeitório.

- Onde será que ele ta? - perguntou Lisa passando os olhos pelo refeitório.

- Talvez ele esteja conhecendo a escola, e tentando não ser espionado por dois desconhecidos. - disse dando de ombros.

- Todo mundo passa no refeitório. - disse Andy virando-se para min. - desde os mais isolados aos mais populares.

Ele falou e Lisa concordou com a cabeça.

- Principalmente se você for novo na escola. - ela prosseguiu. - se você quiser socializar precisa ir ao ponto onde estam a maioria dos alunos, foi assim que nos conhecemos.

- Na verdade eu não tava nem um pouco afim de socializar, eu so vim comer. - disse terminando de comer meu lanche.

- É mas pra sua sorte com seu lindo hambúrguer veio dois lindos amigos de combo. - Andy disse me puxando para um abraço.

- Olha ele ali. - disse Lisa olhando diretamente para a porta do refeitório, onde se via um garoto alto de cabelos escuros adentrando no local ele. - ele concerteza é gatinho .

- Acho que ele se encacharia no grupinho dos populares. - disse Andy com a mão no queixo pensativo.

- E que tal no dos nerds gatos, ele parece inteligente. - Lisa disse voltando a atenção para seu lanche.

- Talvez no grupo dos atletas, soube que ele entrou no clube de basket. - ele disse se voltando para nós, foi quando finalmente olhei para o rapaz eu ja o tinha visto antes mais onde, assim que uma memória de um garoto segurando minha mão me veio a cabeça  meu coração acelerou, não pude a ser. 

- Falando no clube de basket, e aquele tal de Erick? - perguntei com um sorriso malicioso nos lábios, aproveitando a brecha para mudar de assunto. 

- É você ja falou com ele. - Lisa disse abrindo um grande sorriso.

- Sim. - ele disse ficando vermelho.

- Você ta parecendo cosplay de tomate.- dise rindo. - agora conta o que ele disse.

- É conta tudo e não esconde nada. - Lisa insistiu.

- Nós marcamos de sair. - ele disse ficando ainda mais vermelho.

- Oww >o< - dissemos, eu e Lisa em coro. - Andick is real.

Falamos um pouco mais alto fazendo com que algumas pessoas olhassem para nós.

- C... Calem a...as Boquinhas. - ele gaguejou e se levantando ao ver que Erick nos olhava confuso. - v...vamos pra s...sala.

- Claro Sr. Wood.( sobrenome do crush, Erick Wood) - cochichei para ele fazendo com saisse em passos rapidos do local.

- Deviamos ... Ir ... Atrás dele. - Lisa disse entre risos concordei e seguimos Andy que ia o mais rapido possivel para a sala.

( Pov Rafael.)

Assim que o sinal bateu indicando o horario de recreio demorei um pouco para arrumar minhas coisas e me deslocar do meu lugar até o refeitório, como cheguei cedo escolhi sentar em uma cadeira no fundo da sala onde não seria avistado por nenhum professor o que acabou funcionando, cheguei ao refeitório e assim que estava na porta pude perceber que as pessoas me olhavam com curiosidade e cochichavam coisas que não pude ouvir, fui em direção a fila do lanche e fui atendido por uma moça muito "gentil".

- O que vai querer pivete? - perguntou a senhora com uma cara nada empolgada. 

- Bom dia. - disse abrindo um leve sorriso. 

- Bom dia. - ela disse com desdém. 

- Vou querer um Hambúrguer. - disse para ela que me entregou um pedaço de pizza de anchovas. - o que é isso? 

- Não temos mais hambúrguer. - ela disse calmamente. 

- Mas e aqueles ali?  - disse apontando para alguns que estavam atrás dela. 

- Não temos mais hambúrguer. - ela disse ja irritada. 

Me afastei dela deixando o pedaço de pizza para traz, eu so queria sair dali e me esconder no fundo da sala com um livro mas todos ali me olhavam o que me fez ficar um pouco envergonhado. 

Oww, Andick is real. - ouvi algumas garotas gritarem em um canto do refeitório chamando a atenção de todos ali, foi quando a vi: Ela estava tão diferente seus cabelos longos que chegavam ate metade de suas costas haviam sido cortados ate um pouco abaixo dos ombros e tinham sido coloridos de azul claro rosa e roxo, seus olhos estavam um pouco inchados porem quase imperceptível graças a maquiagem, seus olhos continuavam os mesmos verde da cor di mar e reluzentes carregam tristeza e dor, e as duas pessoas que estavam com ela pareciam felizes porem se prestassem atenção em seus olhos percebiase preocupação com a garota de cabelos coloridos. ( N/A - Rafael o leitor de olhos, cuidado talvez ele possa descobrir ate o pior de seus pecados. )

Isso tudo se passou em minha cabeça em menos de segundos, tempo suficiente para perceber que aquele era o momento perfeito para sair dali sem ser visto. 

~^•^~~^•^~~^•^~^•^~~^•^~

Voltei para o meu lugar na sala de aula e comecei a ler um livro que eu sempre carregava na bolsa. 

- Eu vou matar vocês. - disse o rapaz de cabelo rosa entrando na sala furioso. 

- Calma foi so uma brincadeira. - disse a de cabelo rosa ( ou é roxo? Esqueci depois eu ajeito. = ̄ω ̄=)

- Mas e se ele nem se quer olhar pra minha cara denovo. - ele falou se sentando e enterrando o rosto nas mãos. 

- Relaxa se ele te deixar triste a gente acaba com ele. - disse a de cabelos coloridos. 

- Obrigado. - ele disse levantando o rosto e as abraçando. - Mas eu ainda vou acabar com vocês duas. 

Ele disse e saiu correndo da sala atrás  da de cabelos rosas(ou roxos), deixando a de cabelos coloridos com um leve sorriso que logo desapareceu. 

- Quem diria que aquela garota sorridente chora todas as noites. - falo um pouco alto fazendo com que a garota se assustasse e se virasse imediatamente assim que me viu ela corou violentamente e correu para fora da sala. 

- O que acabou de acontecer. - digo sentindo meu rosto esquentar. 





Notas Finais


Foi isso e amanhã eu posto outro.
MINHAS PROVAS ACABARAM, GLÓRIA.
Só não tenho certeza se passei. →_→←_←
Ate o proximo cap. •﹏•≧﹏≦ >3<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...