História Uma gata e sete garotos - (imagine BTS) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 105
Palavras 1.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Fluffy, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


VOLTEI!!!!!!!
UHUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!!
B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
:3

Capítulo 13 - Twelve


- vai ficar tudo bem... estamos aqui...- Jin fala me abraçando e passando levemente sua mão em minhas costas. eu o aperto afundando meu rosto em seu peito

minhas mãos apertam sua blusa afundando meus dedos na mesma. ele põe sua mão em minha cabeça e afaga meus cabelos na tentativa de me acalmar. logo eu escuto passos vindo em direção a sala, onde todos se encontravam. Penelope para a nossa frente e fica nós olhando. eu saio do abraço de Jin um pouco mais calma e a olho, ela me olhava com raiva, não sei por qual motivo, mas ela logo pois uma cara de "preocupada" em sua face.

- o que ouvi Lynn?- ela me pergunta, pelo tom de sua voz dava pra perceber que ela não estava nem ai, mas eu somente abixei minha cabeça, com lágrima ainda descendo pela mesma

- nada...- com fio de voz que ainda me restava, consegui dizer somente essa palavra, estava soluçando muito ainda e as lágrimas, aquelas benditas lágrimas, não paravam de percorrer pelo meu rosto. eu até tentava mas... não paravam, e só fazia piorar a situação- eu vou pro quarto... preciso ficar sozinha por um tempo...- falo e desço do sofá indo para a escada

- eu te ajudo- ouvi a fina voz de Penelope ecoar pelos meus ouvidos. antes que eu pudesse falar qualquer coisa ela me puxa pelo braço, o que doeu muito, para as escadas em seguida o corredor aonde ficavam os quartos- olha aqui! você acha mesmo que vai enganar a todos com esse seu chorinho falso!?- ela pergunta me empurrando pelo meu peitoral enquanto eu me encolhia a cada passo que ela dava em minha direção, minhas orelhas abaixam mesmo por baixo do tecido do capuz que as cobria, eu segurei ao máximo minha calda para que não saísse do moletom e ficasse á mostra - eu sei bem que você quer rouba-los de mim! mas não vai funcionar! se enxerga garota olha pra você!- falou apontando seu indicador em minha direçãom.- você não é nada! é só um peso pra eles, não serve pra nada! é apenas uma inútil! porque você não some de uma vez...? e deixa todos em paz? aposto que nem ligariam pra você, afinal... você não é ninguém..- após falar aquelas palavras eu não sabia como reagir só conseguia chorar, mais e mais- isso mesmo, chore! é só isso mesmo que sabe fazer, sua inútil!- ela cuspia as palavras as palavras na minha cara. 

eu não sabia oque fazer, então apenas corri para o quarto. assim que cheguei tranquei a porta e deslizei sobre a madeira bruta da mesma, me encolhe e abracei minhas pernas encostando minha cabeça em meus joelhos e deixando as lágrimas continuarem seu percurso pelo meu frio e gélido rosto. fui até a cama e pensei nas palavras que Penelope me dissera a poucos segundos atrás... 

"-se enxerga garota olha pra você!... você não é nada!... é só um peso pra eles!... não serve pra nada!... é apenas uma inútil!... porque você não some de uma vez...? e deixa todos em paz? ...aposto que nem ligariam pra você, afinal... você não é ninguém..."

com isso tomando meus pensamentos eu pego novamente minha "amiga" de tempos, e a passo em meus braços. eu continuava chorando, mas dessa vez estavam juntas as lágrimas de sangue que escorriam pelos meus pulsos e caiam no branco lençol de algodão

                                                                                                {...}

ouço passos em direção a porta e temo ser Penelope novamente, minha calda fica entre minhas pernas e minhas orelhas se abaixam rapidamente, mas eu me acalmei assim que ouvi aquela voz pedindo para eu abrir a grande porta. me levanto e vou caminhando calmamente até a mesma enrolada no manto quentinho e aconchegante cobrindo minha cabeça e com isso minhas orelhas deixando somente minha calda de fora. abro somente uma frestinha da porta me deixando ver aquela cabeleira rosada

- sim?- pergunto a Jimin um pouco curiosa para saber do que queria falar comigo

- bom a gen...- ele parou de falar assim que me fitou- estava chorando até agora...?- perguntou com um olhar tristonho, eu apenas assenti dando passagem para que o rosado entrasse em meu quarto. quando entrou rapidamente fitou minha cama, bom não exatamente ela, mas sim o que avia em cima. foi até a mesma e tocou na mancha de mais cedo e logo em seguida pegando em sua mão o instrumento causador das manchas avermelhadas- estava se cortando de novo!?- indagou o rosado, eu apenas olhei o chão com minhas orelhas cabisbaixas e minha calda estava imóvel no chão, não tinha coragem de o encarar- por favor... não faça mais isso- falou vindo até mim e erguendo minha cabeça pelo queixo, eu dou um longo e pesado suspiro olhando o garoto de face angelical a minha frente

- o que iria me falar?- falo já quase não conseguindo pelo nó se tornar presente em minha garganta. ele suspira e logo fala

- a gente tava pensando em sair pra jantar, você vai?- o rosado me pergunta um pouco tristonho, eu afirmo com a cabeça e o mesmo vai até a porta- a gente ta te esperando lá em baixo- foi a ultima coisa que falou antes de sair do comodo fechando calmamente a porta

                                                                                                             {...}

nós aviamo acabado de chegar em casa estavam todos exaustos e com sono, Taehyang principalmente por conta de Penelope que não largava de seu pé

- ai, tchal. eu preciso do meu sono da beleza...- falou Penelope passando por nós com o nariz arrebitado em seguida subindo as escadas

- boa noite pessoal- falou Namjoon passando ao meu lado indo para as escadas 

                                                                                                    {...}

já era manha, e sim, de novo eu não consegui dormir... mais um de meus perturbadores pesadelos. eram 07:36 quando tomei coragem para me levantar. tomei um banho pra tentar relaxar, e de novo, aquela ardência pela água quente tocar meus pulsos voltou como toda manhã... saio do banho e visto uma roupa, a de sempre: moletom com capuz, calça e um tênis. ponho mo capuz na cabeça e ajeito minha calda entre o moletom e minhas costas. finalmente tomo coragem para sair daquele quarto...

 

CONTINUA???


Notas Finais


terminei mais um cap. dessa fic q ceis tanto ama
enfim... até proxima samana minhas barrinhas
um bj e xau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...